Autor Tópico: campanha contra estupro  (Lida 14768 vezes)

RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #150 Online: 04 de Abril de 2014, 21:47:12
Tá mais do que certo, o pobre estagiário ainda está aprendendo.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.802
  • Sexo: Masculino
Resposta #151 Online: 05 de Abril de 2014, 00:38:55
Tá mais do que certo, o pobre estagiário ainda está aprendendo.

Não era estagiário não, o cara era expert em pesquisas do IPEA. Imagine as próximas pesquisas então.

O mais importante foi que percebemos desde o início que os números só poderiam estar errados, eram exagerados, sensacionalistas, equivocados.

Agora, a preocupação com os 23% deve ser a mesma, são dados alarmantes, ainda assustadores, porém bem mais próximos da realidade.



Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.158
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #152 Online: 05 de Abril de 2014, 07:10:32
IPEA cometendo um erro grosseiro como este? Me engana que eu gosto!

Um instituto com anos de experiência, com auditores para verificar a autenticidade das pesquisas e com inúmeros revisores...difícil de acreditar.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.802
  • Sexo: Masculino
Resposta #153 Online: 05 de Abril de 2014, 09:38:15
IPEA cometendo um erro grosseiro como este? Me engana que eu gosto!

Um instituto com anos de experiência, com auditores para verificar a autenticidade das pesquisas e com inúmeros revisores...difícil de acreditar.

Ótima!

"Partilhe conosco seus insights políticos!"

Ah ah ah ah.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.160
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #154 Online: 05 de Abril de 2014, 13:23:47
É, perdeu a credibilidade mesmo, mas 26% ainda é um número altíssimo. Claro que deveria ser zero, mas pensando mais realisticamente, eu achava que esse número estaria mais perto de 10%. Ainda é bem alarmante, mais de 1/4 da população.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.802
  • Sexo: Masculino
Resposta #155 Online: 05 de Abril de 2014, 14:33:57
É, perdeu a credibilidade mesmo, mas 26% ainda é um número altíssimo. Claro que deveria ser zero, mas pensando mais realisticamente, eu achava que esse número estaria mais perto de 10%. Ainda é bem alarmante, mais de 1/4 da população.

Pode perfeitamente ser 10%. Muito pouco provável desses 26% serem verdade. Mais parece um remendo pra algo que começou errado e terminou errado.

E mesmo 10% seria um dado a ser levado em conta seriamente.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.160
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #156 Online: 06 de Abril de 2014, 01:20:29
E mesmo 10% seria um dado a ser levado em conta seriamente.


Certamente! Se fosse 1 pessoa com esse tipo de pensamento, já seria alarmante. Só que se ficasse perto de 10% é um número que eu esperaria que concordasse com a frase. 26% ainda é gente demais...  :(


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.802
  • Sexo: Masculino
Resposta #157 Online: 06 de Abril de 2014, 10:54:09

Certamente! Se fosse 1 pessoa com esse tipo de pensamento, já seria alarmante. Só que se ficasse perto de 10% é um número que eu esperaria que concordasse com a frase. 26% ainda é gente demais...  :(

Pois é, talvez se um instituto mais sério, mais competente, sem outras motivações, fizesse novamente esta pesquisa, obtivéssemos um resultado mais confiável.

Quando surgiu o dado bisonho de quase 90%, quem tem o mínimo de bom senso já percebia que algo estava muito errado na pesquisa.

Uma pena, pois o assunto é sério. Violência contra a mulher é algo pressente, quase todos conhecem pelo menos uma pessoa que já sofreu isso.


FerreiraM

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 108
Resposta #158 Online: 07 de Abril de 2014, 03:08:55
Pois é, talvez se um instituto mais sério, mais competente, sem outras motivações, fizesse novamente esta pesquisa, obtivéssemos um resultado mais confiável.

Quando surgiu o dado bisonho de quase 90%, quem tem o mínimo de bom senso já percebia que algo estava muito errado na pesquisa.

Uma pena, pois o assunto é sério. Violência contra a mulher é algo pressente, quase todos conhecem pelo menos uma pessoa que já sofreu isso.

Complicado é discernir "instituto mais sério".
A informação é divulgada da maneira e forma que bem querem. Difícil acreditar nas estatísticas apresentadas, não que duvide de que podem dar certo, mas pelas máculas envolvidas. Assim como no resultado apresentado.
Igualmente utópico acreditar que ninguém seria ou será contra o objeto da análise, independentemente de sermos visceralmente contra.


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.408
Resposta #159 Online: 07 de Abril de 2014, 23:05:50
Eu acredito que tenha sido erro sim. Conheço pessoas que trabalham no IPEA e sei que a coisa lá é séria. Não acredito nessa teoria da conspiração.
Além do mais, as pesquisas do IPEA não são feitas com o objetivo de alimentar a mídia com polêmicas. Elas servem como base para diversas políticas públicas. Não são feitas para enganar a opinião pública. Portanto, não vejo motivos para conspiração.
Na verdade, esse fato só compromete a imagem do instituto frente às pessoas que já eram contra ou às que não o conheciam. De qualquer forma, eu vejo mais como uma aversão ao PT do que ao proprio instituto, que, lembrando, não pertence ao PT mas ao Estado. Ele existe ha 50 anos, não surgiu com o PT. Enfim, erros acontecem e não invalidam, necessariamente, a pesquisa. Em relação à metodologia aplicada, ela nunca vai ser unanimidade. É normal que haja um questionamento em relação a isso. Cada pesquisador aplica o seu método. Impossivel haver unanimidade.

Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #160 Online: 07 de Abril de 2014, 23:44:08
Eu acredito que tenha sido erro sim. Conheço pessoas que trabalham no IPEA e sei que a coisa lá é séria. Não acredito nessa teoria da conspiração.
Além do mais, as pesquisas do IPEA não são feitas com o objetivo de alimentar a mídia com polêmicas. Elas servem como base para diversas políticas públicas. Não são feitas para enganar a opinião pública. Portanto, não vejo motivos para conspiração.
Na verdade, esse fato só compromete a imagem do instituto frente às pessoas que já eram contra ou às que não o conheciam. De qualquer forma, eu vejo mais como uma aversão ao PT do que ao proprio instituto, que, lembrando, não pertence ao PT mas ao Estado. Ele existe ha 50 anos, não surgiu com o PT. Enfim, erros acontecem e não invalidam, necessariamente, a pesquisa. Em relação à metodologia aplicada, ela nunca vai ser unanimidade. É normal que haja um questionamento em relação a isso. Cada pesquisador aplica o seu método. Impossivel haver unanimidade.

Complementando, também não vejo como uma tentativa de manipulação, pelo simples motivo que o erro foi rapidamente assumido e corrigido.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


Paulo Arruda

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.963
  • Sexo: Masculino
Resposta #161 Online: 08 de Abril de 2014, 09:56:35
Eu acredito que tenha sido erro sim. Conheço pessoas que trabalham no IPEA e sei que a coisa lá é séria. Não acredito nessa teoria da conspiração.
Além do mais, as pesquisas do IPEA não são feitas com o objetivo de alimentar a mídia com polêmicas. Elas servem como base para diversas políticas públicas. Não são feitas para enganar a opinião pública. Portanto, não vejo motivos para conspiração.
Na verdade, esse fato só compromete a imagem do instituto frente às pessoas que já eram contra ou às que não o conheciam. De qualquer forma, eu vejo mais como uma aversão ao PT do que ao proprio instituto, que, lembrando, não pertence ao PT mas ao Estado. Ele existe ha 50 anos, não surgiu com o PT. Enfim, erros acontecem e não invalidam, necessariamente, a pesquisa. Em relação à metodologia aplicada, ela nunca vai ser unanimidade. É normal que haja um questionamento em relação a isso. Cada pesquisador aplica o seu método. Impossivel haver unanimidade.

Claro que existem pessoas sérias no IPEA, assim com em todas as esferas... mas a direção foi loteada pelo governo (assim como na grande maioria das autarquias, institutos e estatais - o que infelizmente é praxe e não é exclusividade do PT)... massss ACHO que pode sim ter havido utilização política... é só ver as atitudes e manifestações das "autoridades" de plantão... depois da gritaria geral é que tentou-se colocar panos quentes.
Para deixar claro, não sou "oposição" ao PT... nem tenho candidato ainda pois todos os que se apresentam tem grandes rabos presos... mas nos que estão aí eu não tenho como votar... estão numa fanfarrice lesa-pátria que parece não ter fim.
A cara de pau também é comum a todos, independente de partido... infelizmente.
Como disse, sobre o que apontou... somente ACHO... creio que seja possível, mas não tenho como afirmar que foi este o uso.
Abs.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.158
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #162 Online: 08 de Abril de 2014, 11:05:47
A questão é: se não tivesse tanta repercussão (negativa) a respeito do resultado inicial, o instituto teria "corrigido" o erro?