Autor Tópico: Nova Lytro ILLUM  (Lida 2544 vezes)

jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.938
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 22 de Abril de 2014, 20:54:28
Ok. Acabo de ver que colocar uma imagem Lytro aqui no forum não funciona  :(
Bom, incluir um link ainda funciona :)
« Última modificação: 22 de Abril de 2014, 20:56:46 por jauvane »
JVc.


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.501
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #16 Online: 22 de Abril de 2014, 21:32:51
Então, continuando, em uma TV CRT de 1", somente 16mm de diagonal apareciam. O resto ficava escondido.

Exatamente isso. Era a chamada área útil de imagem. É uma cretinice usar isso hoje em dia.
Lá nos links que eu postei, tem exatamente essa estória.

Para os preguiçosos:

1)
Sensors are often referred to with a "type" designation using imperial fractions such as 1/1.8" or 2/3" which are larger than the actual sensor diameters. The type designation harks back to a set of standard sizes given to TV camera tubes in the 50's. These sizes were typically 1/2", 2/3" etc. The size designation does not define the diagonal of the sensor area but rather the outer diameter of the long glass envelope of the tube. Engineers soon discovered that for various reasons the usable area of this imaging plane was approximately two thirds of the designated size. This designation has clearly stuck (although it should have been thrown out long ago). There appears to be no specific mathematical relationship between the diameter of the imaging circle and the sensor size, although it is always roughly two thirds.

2)
Manufacturers of compact digital cameras have long used a rather ambiguous way to define the sizes of the sensors in their products. The system used dates back to video camera tubes used in the 1950s, with the 'inch' measurement referring to the outer diameter of the video tube. This system has no relationship to imager sizes and Photo Review endeavours to translate the 'type' measurement provided by camera manufacturers into millimetres to show readers just how small some digicam sensors are.
Over the years we have compiled the following table of common sensor sizes for digital cameras, camcorders and cameraphones. We hope this helps readers to make sense of the pervading irrational measurement system.

3)
When the vidicon tube was invented in the early 1950s, the glass tubing used to make the first units had a nominal exterior diameter of one inch.  These were referred to as "One-inch tubes".  After allowing for the space taken up by the interior metal structures needed to control the electron beam, the portion of the photoconductor on the front glass accessible for scanning had a diameter of about 5/8 inch.  Early television used a raster aspect ratio of 4:3 so the corresponding scanned area was 1/2 inch horizontal by 3/8 inch vertical - the canonic 3:4:5 right triangle.  After a while, the image size assumed the name of the tube and a 5/8 inch diagonal raster became commonly called the 1-inch size.  5/8 inch is 15.875 mm and so 16 mm became the designated metric diagonal for 1-inch tubes.

Later, three more glass sizes became common; 2/3-inch and 1/2-inch for lower-cost cameras for scuurity and compact, rugged cameras for defense and 30 mm (converted in the reverse to 1.2 inches) for early Philips Plumbicon tubes, which needed some extra diameter to achieve resolution acceptable for broadcast television.  The corresponding raster diagonals for these glass sizes were 11 mm, 8 mm and about 21.4 mm.

From these few numbers, all of the smaller imager sizes (and one larger size) were scaled.  In some cases the scaling was approximate, partly because 11/16 is not quite 2/3 and partly because other sensor sizes were built and then squeezed into existing size categories.  Now, there are very many actual raster (active area) sizes with small variations from the calculated nominals but the categories remain useful to group sensors for comparison.  Table 1 below shows raster sizes commonly included in the size categories.  Although most of the early imagers had a 4:3 aspect ratio, now sensors are found with 16:9 AR (HDTV), 3:2 AR (digital still camera) and 5:4 AR (computer graphics).  There are also may special-purpose sensors with other aspect ratios.  All of these are still classified by their image diagonal because that is the key parameter needed to assure proper coverage by lenses. 
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Alexandre Ricci

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.070
    • Flickr Alexandre
Resposta #17 Online: 22 de Abril de 2014, 21:40:46


C. Ferrari

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.762
  • Sexo: Masculino
  • Em busca de conhecimento, sempre.
    • Trabalhos
Resposta #18 Online: 22 de Abril de 2014, 22:22:39
por enquanto passo longe..


Sunriser

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.215
  • Sexo: Masculino
  • Deus seja louvado
    • Sunriser Photography Facebook
Resposta #19 Online: 22 de Abril de 2014, 23:01:30


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.938
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 25 de Abril de 2014, 14:49:14
A propósito, uma curiosidade. Eles dão 20% de desconto para quem possui o modelo original. O modelo original está agora sendo vendido por $199 (caiu bastante), de tal modo que é mais barato comprar o modelo original e usar o número de série dele para comprar o modelo novo que comprar apenas o modelo novo ($200 + $1200 contra $1500).
« Última modificação: 25 de Abril de 2014, 14:49:56 por jauvane »
JVc.


mayler

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 147
  • Sexo: Masculino
Resposta #21 Online: 27 de Abril de 2014, 19:13:13
Essa tecnologia não é uma boa alternativa para macro, onde o DOF curto é problema?


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.938
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 27 de Abril de 2014, 21:15:02
Deve ser. Eu li bastante a rspeito da câmera e juntei algumas caracetrísticas interessantes:
- Foco de 0mm ao infinito (i.e. ela consegue focar em algo que esteja tocando o elemento frontal de sua lente). Macro com ela é de 1:3, logo não é exatamente 1:1 mas acredito que seja possível conseguir resultados interessantes.
- O Photoshop, Lightroom e Apperture manipularão as imagens dela.
- Convertido em JPEG a imagem terá 4MP (uma página menciona 5MP).
- A máquina agora tem anel de foco também, msa o que ele faz é permitir ajuste de que partes da cena terão a opção de foco a posteriori.
- A câmera monta um modelo 3D da cena à sua frente, através da anáçlise dos raios que chegam na câmera a partir da cena. É este modelo 3D da cena que permite a mudança de foco a posteriori, bem como a mudança de perspectiva e geração de imagem 3D da cena.
- No software agora é possível selecionar, também á posteriori, que abertura se deseja, permitindo desde uma profundidade de campo estreita (abertura grande) a longa (abertura pequena).
- fator de corte de 3,19
- Velocidade até 1/4000 seg.

https://support.lytro.com/hc/en-us/articles/201825730-What-are-the-specs-on-the-Lytro-ILLUM-camera-)

A idéia deles é que componentes que hoje são opções de hardware (lentes, abertura, etc.) podem ser resolvidos por software. A câmera tem uma lente 30-250mm f2.0 em toda a extensão. Isso é possível porque problemas que costuma-se minimizar com o uso de vidros exóticos e elementos adicionais eles resolvem em software, o que permite o uso de lente bem mais simples (e barata). Eles até tem um moto interno que é "anything with a lens and a sensor", querendo dizer que qualquer que seja a lente (mesmo de baixa qualidade) eles conseguem gerar conteúdo de boa qualidade.

Aproveitei os descontos e reservei a minha, mas só pude fazer o pedido porque tenho endereço de entrega nos EUA. Macro é um dos nichos de fotografia que me interessa deveras, de tal modo que também a explorarei naquele nicho. Como trabalho com Realidade Virtual (e portanto conteúdo 3D) a câmera se mostra ainda mais intrigante. Quem sabe, a partir do arquivo RAW dela, conseguimos montar um modelo 3D de um determinado objeto (apenas as faces visíveis é claro)...

Voltando ao tema de foto macro. Pelo que vi em alguns vídeos, é possível depois da foto tirada fazer com que toda a cena fique em foco (fechando a objetiva em software), o que de fato pode ser bem útil em macrofotografia. Quando receber a câmera (provavelmente agosto) reportarei o que for encontrando.
« Última modificação: 27 de Abril de 2014, 21:29:17 por jauvane »
JVc.


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 572
  • Sexo: Masculino
    • Câmara Obscura
Resposta #23 Online: 06 de Dezembro de 2017, 20:46:23
Outra que estava moribunda e parece que está recebendo os últimos pregos no caixão...

https://www.engadget.com/2017/12/06/lytro-shuts-down-multi-focus-light-field-platform/


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.938
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 08 de Dezembro de 2017, 19:16:32
A Lytro largou o mercado de fotografia, e está com foco no mercado de geração de conteúdo de Realidade Virtual e gravação de vídeo para cinema (no vídeo, pode-se mudar os parâmetros a posteriori também). Eles nunca desejaram ser uma empresa de hardware, lançaram as câmeras para mostrar a tecnologia, que esperavam ser licenciada por terceiros. Não rolou, o que é uma pena. A Illum é a ultima câmera de foto que eles lancarão. Estou buscando um flash TTL que a Viltrox lançou para a cãmera a um tempo atrás. Deixei para comprar depois e agora é difícil de achar :(
JVc.


Bantunes

  • Trade Count: (10)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 139
    • bsimba
Resposta #25 Online: 11 de Dezembro de 2017, 15:12:59
Certas invenções quando lançadas não surtem grandes efeitos no consumo de massa mas depois são incorporadas por grandes fabricantes que as tornam populares. Não duvido que daqui a dez anos, ou menos, vamos ver a Canon e a Sony lançando seus modelos com mudança de foco a posteriori. Aliás a Canon 5D mark IV não lançou algo parecido nesse sentido com seu dual pixel raw? Eu sei que é bem aquém da lithos servindo mais para desfocar do que focar mas ja demonstra um caminho nesse sentido.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 874
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 11 de Dezembro de 2017, 15:31:33
Certas invenções quando lançadas não surtem grandes efeitos no consumo de massa mas depois são incorporadas por grandes fabricantes que as tornam populares. Não duvido que daqui a dez anos, ou menos, vamos ver a Canon e a Sony lançando seus modelos com mudança de foco a posteriori. Aliás a Canon 5D mark IV não lançou algo parecido nesse sentido com seu dual pixel raw? Eu sei que é bem aquém da lithos servindo mais para desfocar do que focar mas ja demonstra um caminho nesse sentido.

Se não me engano o modelo da Panasonic que compete com a RX100 m5 já tem algo parecido que em resumo gera o mesmo resultado da Lytro.
D750, D5300, D70, D200 vendida, D300 :wub:, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.501
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #27 Online: Ontem às 21:00:33
Isso não vendeu por vários motivos, ter que fazer o processamento da imagem on line no site deles e a qualidade da imagem não justificar o preço.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj