Autor Tópico: Estou velho?  (Lida 1374 vezes)

jimmypagelf

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 25 de Julho de 2014, 12:16:52
é galera. Eu não penso em largar a minha profissão de jornalista ( que ainda estou me formando), mas pretendo conciliar a fotografia (freelancer) com o emprego.
Até fazer nome, não dá pra sair na loucura. Não tenho família com grana, e nem uma herança na minha poupança (falo por mim, não estou me referindo a ninguém, ok). Então, prefiro ter um porto seguro antes de embarcar de cabeça na fotografia.


Ah, antes eu falei de ser mais nove e mais velho e as diferencias. Não é querendo tirar quem tem 20 anos, ok. Hoje em dia, com a informação nas nossas mãos, qualquer um consegue  seus traços culturais mais cedo do que era antes, sem a internet.


Mas admiro quem larga uma vida por um sonho. Tenho um amigo que era da PGR (procuradoria geral da republica) e ganhava uns 15 mil. Largou tudo pra tocar violão em barzinho. Ama fazer isso.
D7100 + Nikkor 50mm f/1.8G + Flash YN 560III + felicidades


edugandolfe

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.292
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 25 de Julho de 2014, 13:28:55
Eu acho que a profissão fotógrafo tem uma vantagem que poucas tem, imagine vc ser um engenheiro, já experiênte com seus 42 anos, seu salário está lá na extratosfera e as engenharias preferem mandar vc embora e contratar 3 engenheiros júnior no seu lugar e ainda sai lucrando...o fotógrafo, ao meu ver, quanto mais idade, passa mais confiança no trabalho, mais bom gosto e mais cuidado...eu noto que muitos "fotógrafos" de 18~22 anos fazem parte do estilo "mundão" com aquelas idéias de deixar tudo com aspecto HDR, super colorido, com poses que muitas vezes nem combinam com o casal, como fotos com caretas ou montagem com dinossauros, e fazem muita coisa por impulso e gosto próprio, acham que estão abafando no mercado e ostentam equipamentos e todo tipo de coisa de "jovem"...muitos trabalhos completos não tem um P&B sequer...

tenho 34 anos e a 2 ano tenho como HOBY a fotografia, embora esteja dando meus pitacos conforme me pedem, me sinto preso como você e penso muito seriamente em ter uma vida simples e fazer o que gosto do que continuar num escritório por mais 15~20 anos e sair daqui "urinando sangue" (expressão da região), digo todo ferrado com gastrite de tanto cafezinho...a vida é uma só...

Não chuta o balde, pense em uma renda "B", como ganhar um aluguel de algum AP todo mês para ter uma segurança e faça o que gosta...


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.450
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #17 Online: 25 de Julho de 2014, 17:55:29
Legal, Luciano, não sabia dessa sua guinada na vida. Estou no meio de uma história um pouco parecida. Aos 30 e poucos resolvi jogar fora uma carreira bem encaminhada como biólogo, fiz graduação, mestrado e doutorado na USP, durante o doutorado fiz estágio nos EUA, publiquei meus trabalhos em revistas renomadas e hoje, se tivesse continuado na área, provavelmente estaria empregado e muito bem sucedido.

Ao invés disso, resolvi virar fotógrafo e agora estou no perrengue de tentar me estabelecer, me re-erguer financeiramente. Ganho menos e provavelmente nunca ganharei tão bem como se tivesse feito carreira na área acadêmica, mas com certeza vivo infinitas vezes melhor.

Mas é isso, eu estava em um momento da vida em que poderia ter feito essa mudança, não tenho filhos, pude me dar ao luxo de voltar praticamente ao zero e passar essa pindaíba que passo hoje em dia.

Pois é.. trabalhava como Zootecnista numa cooperativa, cheguei a cargo de gerente de uma filial mas não aguentava muito bem a pressão indiscriminada. Sempre fui um cara muito mais colaborativo do que competitivo, e a competição no mercado de vendas não era pra mim.

Comecei a fabricar instrumentos por hobby, pra desestressar do trabalho, mas sempre tinha a vontade de realmente viver disso. 2 anos depois chutei o balde, fiz com que saíssem comigo da empresa (pra receber todo meu acerto), gastei boa parte do dinheiro na minha oficina e fui em frente....

O mais importante dessas histórias todas, é que a gente é muito acostumado a sonhar só com as coisas boas, acha sempre que a grama do vizinho é melhor que a nossa. Ninguém sonha com os perrengues da nova profissão, e claro, eles sempre vem! rs...
« Última modificação: 25 de Julho de 2014, 17:56:24 por Luciano.Queiroz »
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #18 Online: 25 de Julho de 2014, 19:47:34


Eu acho que a profissão fotógrafo tem uma vantagem que poucas tem, imagine vc ser um engenheiro, já experiênte com seus 42 anos, seu salário está lá na extratosfera e as engenharias preferem mandar vc embora e contratar 3 engenheiros júnior no seu lugar e ainda sai lucrando...

Bem, ainda não tenho 42 anos (mas não falta muito) e meu salário ainda não chegou nem na troposfera, mas posso dizer que não é bem assim.

Tudo é uma questão de oferta e demanda. Se há uma grande oferta de engenheiros e baixa demanda por um conhecimento específico, a situação descrita pode acontecer. Não é o que se vê hoje no Brasil. A empresa em que trabalho tem vagas permanentemente abertas para engenheiros com pouca ou nenhuma experiência (que falem inglês fluente, quem quiser me mande MP). Mas os mais experientes nunca são substituídos por mais novos, simplesmente porque a faculdade ensina o básico, mas formar um engenheiro especialista em certa área leva alguns anos. O que acontece na verdade é que uma empresa rouba o engenheiro experiente da outra. Se um engenheiro és substituído por um recém-formado é porque não se manteve atualizado e seus conhecimentos ficaram obsoletos.

Da mesma forma, se há uma grande oferta de fotógrafos iniciantes e o mercado não valoriza a experiência, os clientes vão preferir fazer 3 ensaios de 300 reais do que um de 1000.

Felizmente o Brasil está em uma boa fase no que se refere a emprego e renda, então há espaço para iniciantes e experientes, em quase todas áreas.

Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.099
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #19 Online: 26 de Julho de 2014, 17:35:52

Bem, ainda não tenho 42 anos (mas não falta muito) e meu salário ainda não chegou nem na troposfera, mas posso dizer que não é bem assim.

Tudo é uma questão de oferta e demanda. Se há uma grande oferta de engenheiros e baixa demanda por um conhecimento específico, a situação descrita pode acontecer. Não é o que se vê hoje no Brasil. A empresa em que trabalho tem vagas permanentemente abertas para engenheiros com pouca ou nenhuma experiência (que falem inglês fluente, quem quiser me mande MP). Mas os mais experientes nunca são substituídos por mais novos, simplesmente porque a faculdade ensina o básico, mas formar um engenheiro especialista em certa área leva alguns anos. O que acontece na verdade é que uma empresa rouba o engenheiro experiente da outra. Se um engenheiro és substituído por um recém-formado é porque não se manteve atualizado e seus conhecimentos ficaram obsoletos.

Da mesma forma, se há uma grande oferta de fotógrafos iniciantes e o mercado não valoriza a experiência, os clientes vão preferir fazer 3 ensaios de 300 reais do que um de 1000.

Felizmente o Brasil está em uma boa fase no que se refere a emprego e renda, então há espaço para iniciantes e experientes, em quase todas áreas.

Exatamente.
Sou engenheiro e atualmente estou fazendo minha segunda graduação em outra engenharia, pq a empresa prefere especializar os engenheiros que estão lá em vez de contratar um recém-formado apenas com a base que a universidade fornece.
Quando uma empresa visa apenas o lucro, e troca um profissional com anos de experiência (independente da profissão) por 2 ou 3 iniciantes, não preza pela qualidade dos serviços.


edugandolfe

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.292
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 26 de Julho de 2014, 22:00:28
Sobre este exemplo do engenheiro, foi ó um exemplo, o importante é fazer o que gosta da vida...