Autor Tópico: Leica M8!  (Lida 7186 vezes)

MateusZF

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.418
  • Sexo: Masculino
  • Você vê o mundo com a sua lente interior.
Resposta #30 Online: 11 de Abril de 2007, 10:05:43
Pq a Leica é a Leica?
Pq todo mundo quer a Leica?
Minha máquina fotográfica e prolongamento natural do meu braço.
Foto é algo que depende de uma certa visão... De quem fotografa, de quem vê e de quem interpreta...

www.ribeiraopreto.sp.gov.br
http://www.meadiciona.com/mateuszf


Heber_Dm

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 660
  • Sexo: Masculino
Resposta #31 Online: 12 de Abril de 2007, 11:53:32
Citar
Pq a Leica é a Leica?
Pq todo mundo quer a Leica?
Pois é, Matheus, a Leica se transformou ao longo de meio século em um mito. Para uma indústria isso pode ser muito bom durante um certo tempo, mas pode ser ruim com o passar dele. É como outros segmentos, você tem "mitos" em automóveis (Mercedes, Rolls Royce), em relógios (Rollex), em canetas (Mont Blanc), etc. O lado ruim é que os produtos se tornam tão caros que o mercado para eles fica restrito a quem os compra não para uso normal, e sim para "aparecer". Quase todas as empresas fabricantes de produtos considerados "mitos" já passaram por maus momentos e só não fecharam as portas porque foram adquiridas por outras maiores. Voltanto à Leica, seu produto mais recente é a M8, versão digital da renomada série "M". Está nas bancas a edição de abril da Fotografe Melhor, onde podemos ver o teste prático dela. Quando terminei de ler o teste, não me contive e escrevi para a revista o seguinte comentário:

"
Prezados,

Tornei-me leitor assíduo desta excelente revista, e gosto particularmente dos artigos que tratam de equipamentos. Estou à procura de uma DSLR ideal para mim (em recursos, qualidade e preço), por isso leio com especial atenção os testes práticos. Quando terminei de ler o teste da câmera Leica M8, confesso que a sensação que ficou para mim foi de decepção. Durante a leitura, um mito foi sendo desfeito. À medida em que fui percebendo o quão desprovida de recursos é a câmera (alguns essenciais), tentava encontrar justificativas plausíveis para o seu elevado preço, que chega às raias do proibitivo. A única explicação possível para alguém deixar de comprar, por exemplo, uma Canon EOS-1D Mark III (preço previsto de lançamento de US$ 4,495.00) para adquirir uma Leica M8 (US$ 4,795.00) é a combinação da afamada tradição, paixão cega e saudosismo extremo. É certo que são câmeras destinadas a diferentes segmentos de utilização profissional, mas são concorrentes em termos de preço de mercado. Não podemos desconsiderar o fato de que tudo o que se faz com uma M8 se faz com a Mark III; a recíproca, infelizmente, está longe de ser verdadeira, pois, com a M8 não se tem inúmeros, incontáveis recursos que a outra oferece. E qualidade, não nos enganemos, ambas têm de sobra em todos os quesitos. Que me desculpem os fãs ardorosos da marca, mas penso que a conclusão é de que se trata de uma câmera destinada apenas a eles."


Como você pôde perceber, mesmo sendo um produto afamado pela qualidade ótica e de construção, não seria essa a minha câmera. É como nos outros segmentos que citei no início, temos que considerar que os outros fabricantes possuem produtos tão bons quanto o "mito" em questão, às vezes até melhores. A única coisa que eles não têm (no caso dos fabricantes de câmeras) é o nome "Leica" gravado. E, cá pra nós, pagar quase 5.000 dólares por um nome, hoje em dia, é "osso"...

Abraços,
Heber.

P.s.: se o que realmente interessa é a qualidade de imagem, dê uma olhada no preview da Canon EOS-1 Mark III ( http://www.imaging-resource.com/PRODS/E1DMK3/E1DMK3A.HTM ). Clique em "Samples" e dê uma olhada nas imagens mais ao final da página.
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°
Heber DM - Lavras-MG
Pentax System - Canon PowerShot G6
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

"Jovem é todo aquele que tem compromisso com o futuro" - Tristão de Ataíde


B.Gomes

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.558
Resposta #32 Online: 12 de Abril de 2007, 12:42:31
Citar
Citar
Pq a Leica é a Leica?
Pq todo mundo quer a Leica?
Pois é, Matheus, a Leica se transformou ao longo de meio século em um mito. Para uma indústria isso pode ser muito bom durante um certo tempo, mas pode ser ruim com o passar dele. É como outros segmentos, você tem "mitos" em automóveis (Mercedes, Rolls Royce), em relógios (Rollex), em canetas (Mont Blanc), etc. O lado ruim é que os produtos se tornam tão caros que o mercado para eles fica restrito a quem os compra não para uso normal, e sim para "aparecer". Quase todas as empresas fabricantes de produtos considerados "mitos" já passaram por maus momentos e só não fecharam as portas porque foram adquiridas por outras maiores. Voltanto à Leica, seu produto mais recente é a M8, versão digital da renomada série "M". Está nas bancas a edição de abril da Fotografe Melhor, onde podemos ver o teste prático dela. Quando terminei de ler o teste, não me contive e escrevi para a revista o seguinte comentário:

"
Prezados,

Tornei-me leitor assíduo desta excelente revista, e gosto particularmente dos artigos que tratam de equipamentos. Estou à procura de uma DSLR ideal para mim (em recursos, qualidade e preço), por isso leio com especial atenção os testes práticos. Quando terminei de ler o teste da câmera Leica M8, confesso que a sensação que ficou para mim foi de decepção. Durante a leitura, um mito foi sendo desfeito. À medida em que fui percebendo o quão desprovida de recursos é a câmera (alguns essenciais), tentava encontrar justificativas plausíveis para o seu elevado preço, que chega às raias do proibitivo. A única explicação possível para alguém deixar de comprar, por exemplo, uma Canon EOS-1D Mark III (preço previsto de lançamento de US$ 4,495.00) para adquirir uma Leica M8 (US$ 4,795.00) é a combinação da afamada tradição, paixão cega e saudosismo extremo. É certo que são câmeras destinadas a diferentes segmentos de utilização profissional, mas são concorrentes em termos de preço de mercado. Não podemos desconsiderar o fato de que tudo o que se faz com uma M8 se faz com a Mark III; a recíproca, infelizmente, está longe de ser verdadeira, pois, com a M8 não se tem inúmeros, incontáveis recursos que a outra oferece. E qualidade, não nos enganemos, ambas têm de sobra em todos os quesitos. Que me desculpem os fãs ardorosos da marca, mas penso que a conclusão é de que se trata de uma câmera destinada apenas a eles."


Como você pôde perceber, mesmo sendo um produto afamado pela qualidade ótica e de construção, não seria essa a minha câmera. É como nos outros segmentos que citei no início, temos que considerar que os outros fabricantes possuem produtos tão bons quanto o "mito" em questão, às vezes até melhores. A única coisa que eles não têm (no caso dos fabricantes de câmeras) é o nome "Leica" gravado. E, cá pra nós, pagar quase 5.000 dólares por um nome, hoje em dia, é "osso"...

Abraços,
Heber.

P.s.: se o que realmente interessa é a qualidade de imagem, dê uma olhada no preview da Canon EOS-1 Mark III ( http://www.imaging-resource.com/PRODS/E1DMK3/E1DMK3A.HTM ). Clique em "Samples" e dê uma olhada nas imagens mais ao final da página.
Heber, sinceramente, achei muito fraca a sua carta. Para quem quer uma Leica e sabe do que está falando, não se trata de "tradição, paixão cega e saudosismo extremo". É antes de mais nada precisão, qualidade ótica superior, resistência e discrição. Para fotografia de rua, sou muito mais uma M8 do que uma MarkIII, por exemplo. Para fotos que exijam altíssima qualidade, também não tenho dúvidas de que a M8 se sai melhor que a MarkIII. Essas coisas é que são importantes para quem quer uma Leica e, para isso, não falta nada na M8.

Geralmente, quem vai atrás de uma Leica sabe muito mais o que está fazendo do que quem, por exemplo, escreve uma carta assim comparado ela com a MarkIII. Numa boa. ;)  


Eduikeda

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.112
Resposta #33 Online: 12 de Abril de 2007, 14:20:08
Comparar uma Leica é como comprarar um relógio suíço com os japoneses.  :risada2:  :snack:  
Edu Ikeda

Nicão D 80

visite minhas fotos e comente:
www.flickr.com/photos/eduikeda


Sandro Amaral

  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.076
  • Sexo: Masculino
  • Pedi e dar-se-vos-á...Mt 7:7
Resposta #34 Online: 12 de Abril de 2007, 16:04:46
Leica é sempre Leica.  :thmbup:

Canon é sempre Canon.  :denken:

C´est fini!!!
SANDRO AMARAL - Curitiba-PR

Srs. Não responderei perguntas enviadas por MP. Socialize sua dúvida abrindo um tópico. Ajuda você, outras pessoas e o fórum. Obrigado.



Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #35 Online: 12 de Abril de 2007, 18:46:24
Especificamente com relação a M8 acho que não foi um lançamento dos mais felizes.
Devido ao compromisso técnico de colocar um sensor digital em uma rangefinder houve muitos problemas no ínicio como banding, green ghosts e sensibilidade a luz infra-vermelha.
http://luminous-landscape.com/reviews/came...-M8-take2.shtml
Uma câmera que custa 5000 dólares de um fabricante que prima por uma altíssima qualidade dos produtos, estes problemas deveriam ter sido sanados antes do lançamento.
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


B.Gomes

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.558
Resposta #36 Online: 12 de Abril de 2007, 20:58:16
Citar
Especificamente com relação a M8 acho que não foi um lançamento dos mais felizes.
Devido ao compromisso técnico de colocar um sensor digital em uma rangefinder houve muitos problemas no ínicio como banding, green ghosts e sensibilidade a luz infra-vermelha.
http://luminous-landscape.com/reviews/came...-M8-take2.shtml
Uma câmera que custa 5000 dólares de um fabricante que prima por uma altíssima qualidade dos produtos, estes problemas deveriam ter sido sanados antes do lançamento.
É verdade.


fabio_yamauti

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.576
  • Sexo: Masculino
  • Santo André - SP
Resposta #37 Online: 12 de Abril de 2007, 21:19:32
Leica M8 é uma rangefinder digital! Não tem nada a ver compará-la à Canon 1D MK III.

Se eu fosse rico compraria uma Leica M8 porque, além da qualidade mecânica e ótica, ela não tem espelho (que faz barulho e trepida a câmera além de introduzir um "lag" entre o momento do clique e captura da imagem) e é menor (melhor para fotografia de rua).

 
Fotografia Karatê Ecoturismo Geocaching


B.Gomes

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.558
Resposta #38 Online: 12 de Abril de 2007, 23:44:54
Citar
Leica M8 é uma rangefinder digital! Não tem nada a ver compará-la à Canon 1D MK III.

Se eu fosse rico compraria uma Leica M8 porque, além da qualidade mecânica e ótica, ela não tem espelho (que faz barulho e trepida a câmera além de introduzir um "lag" entre o momento do clique e captura da imagem) e é menor (melhor para fotografia de rua).
 :thmbup:  


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.783
Resposta #39 Online: 12 de Abril de 2007, 23:48:32
Não compraria nunca e se ganhasse venderia correndo.
Já que falam tanto em discrição e que para uma boa foto não é fundamental a qualidade técnica eu prefiro comprar uma compacta digital com super zoom que te dá muito mais possibilidades de captar o "momento decisivo" que uma M8.
Sendo assim fico no time que acha que rola muito mais Status que praticidade e versatilidade,  que aliás nem vejo nesta máquina. Saudosismo e status, só isso....
Agora, as M9 (isso?) já são outros quinhentos.
Lentes caras + câmeras caras + falta de talento é igual muito dinheiro jogado fora para mostrar status.


B.Gomes

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.558
Resposta #40 Online: 12 de Abril de 2007, 23:51:46
Citar
Não compraria nunca e se ganhasse venderia correndo.
Já que falam tanto em discrição e que para uma boa foto não é fundamental a qualidade técnica eu prefiro comprar uma compacta digital com super zoom que te dá muito mais possibilidades de captar o "momento decisivo" que uma M8.
Sendo assim fico no time que acha que rola muito mais Status que praticidade e versatilidade,  que aliás nem vejo nesta máquina. Saudosismo e status, só isso....
Agora, as M9 (isso?) já são outros quinhentos.
Realmente, se não há compromisso com qualidade, nem com dof, lente boa, essas coisas, o melhor é comprar uma compacta mesmo. Mas não costuma ser esse o caso de quem quer uma Leica...


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.783
Resposta #41 Online: 13 de Abril de 2007, 00:06:35
Eu sempre escutar e ler que o que mais vale é o momento, sendo assim a máquina, por suas limitações,  perde grande parte de seu valor se comparada a  inúmeras compactas  atuais.
Pelo que sei a característica que mais cativava os grandes fotógrafos que usavam uma Laica deste tipo era justamente a discrição.
Arrisco dizer que se o Bresson nos velhos tempos pudesse ter usado uma boa compacta  digital super zoom (muitas com razoável ótica) ele teria feito muito mais fotos maravilhosas, já que teria muito mais agilidade para aproximar ou afastar  uma cena e fazer o enquadramento ideal.
Também perderia menos tempo fazendo ajuste de foco e de fotometria.
Se temos 200 maravilhosas  fotos dele, poderíamos ter 2000.

Outra coisa é a tal "qualidade". Ora bolas, com o que custa uma máquina destas e uma lente básica dá para comprar boas compactas por toda a vida e sobra um bom troco.

Estou mais convencido que se trata tão somente  de status ou saudosismo, mas isso também vale.
« Última modificação: 13 de Abril de 2007, 00:21:48 por Lúzio »
Lentes caras + câmeras caras + falta de talento é igual muito dinheiro jogado fora para mostrar status.


Heber_Dm

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 660
  • Sexo: Masculino
Resposta #42 Online: 13 de Abril de 2007, 00:22:47
Citar
Citar
Citar
Pq a Leica é a Leica?
Pq todo mundo quer a Leica?
Pois é, Matheus, a Leica se transformou ao longo de meio século em um mito. Para uma indústria isso pode ser muito bom durante um certo tempo, mas pode ser ruim com o passar dele. É como outros segmentos, você tem "mitos" em automóveis (Mercedes, Rolls Royce), em relógios (Rollex), em canetas (Mont Blanc), etc. O lado ruim é que os produtos se tornam tão caros que o mercado para eles fica restrito a quem os compra não para uso normal, e sim para "aparecer". Quase todas as empresas fabricantes de produtos considerados "mitos" já passaram por maus momentos e só não fecharam as portas porque foram adquiridas por outras maiores. Voltanto à Leica, seu produto mais recente é a M8, versão digital da renomada série "M". Está nas bancas a edição de abril da Fotografe Melhor, onde podemos ver o teste prático dela. Quando terminei de ler o teste, não me contive e escrevi para a revista o seguinte comentário:

"
Prezados,

Tornei-me leitor assíduo desta excelente revista, e gosto particularmente dos artigos que tratam de equipamentos. Estou à procura de uma DSLR ideal para mim (em recursos, qualidade e preço), por isso leio com especial atenção os testes práticos. Quando terminei de ler o teste da câmera Leica M8, confesso que a sensação que ficou para mim foi de decepção. Durante a leitura, um mito foi sendo desfeito. À medida em que fui percebendo o quão desprovida de recursos é a câmera (alguns essenciais), tentava encontrar justificativas plausíveis para o seu elevado preço, que chega às raias do proibitivo. A única explicação possível para alguém deixar de comprar, por exemplo, uma Canon EOS-1D Mark III (preço previsto de lançamento de US$ 4,495.00) para adquirir uma Leica M8 (US$ 4,795.00) é a combinação da afamada tradição, paixão cega e saudosismo extremo. É certo que são câmeras destinadas a diferentes segmentos de utilização profissional, mas são concorrentes em termos de preço de mercado. Não podemos desconsiderar o fato de que tudo o que se faz com uma M8 se faz com a Mark III; a recíproca, infelizmente, está longe de ser verdadeira, pois, com a M8 não se tem inúmeros, incontáveis recursos que a outra oferece. E qualidade, não nos enganemos, ambas têm de sobra em todos os quesitos. Que me desculpem os fãs ardorosos da marca, mas penso que a conclusão é de que se trata de uma câmera destinada apenas a eles."


Como você pôde perceber, mesmo sendo um produto afamado pela qualidade ótica e de construção, não seria essa a minha câmera. É como nos outros segmentos que citei no início, temos que considerar que os outros fabricantes possuem produtos tão bons quanto o "mito" em questão, às vezes até melhores. A única coisa que eles não têm (no caso dos fabricantes de câmeras) é o nome "Leica" gravado. E, cá pra nós, pagar quase 5.000 dólares por um nome, hoje em dia, é "osso"...

Abraços,
Heber.

P.s.: se o que realmente interessa é a qualidade de imagem, dê uma olhada no preview da Canon EOS-1 Mark III ( http://www.imaging-resource.com/PRODS/E1DMK3/E1DMK3A.HTM ). Clique em "Samples" e dê uma olhada nas imagens mais ao final da página.
Heber, sinceramente, achei muito fraca a sua carta. Para quem quer uma Leica e sabe do que está falando, não se trata de "tradição, paixão cega e saudosismo extremo". É antes de mais nada precisão, qualidade ótica superior, resistência e discrição. Para fotografia de rua, sou muito mais uma M8 do que uma MarkIII, por exemplo. Para fotos que exijam altíssima qualidade, também não tenho dúvidas de que a M8 se sai melhor que a MarkIII. Essas coisas é que são importantes para quem quer uma Leica e, para isso, não falta nada na M8.

Geralmente, quem vai atrás de uma Leica sabe muito mais o que está fazendo do que quem, por exemplo, escreve uma carta assim comparado ela com a MarkIII. Numa boa. ;)
Olá, pessoal, é isso aí, sem polêmica não revemos conceitos...

Bruno Gomes, sinceramente, achei muito fraca sua opinião... Agora, “numa boa”, apesar de ser novato aqui não imaginei que julgar um texto “fraco” ou “forte” fazia parte dos comentários. Prefiro a linha da prudência, até porque podemos mudar de opinião, como você mesmo fez logo abaixo, concordando com a postagem do Paulo Machado. Acho que seu equívoco (e o do Fabio Yamauti) é porque você não leu direito a minha carta, faça-o novamente e encontrará esta frase: “É certo que são câmeras destinadas a diferentes segmentos de utilização profissional, mas são concorrentes em termos de preço de mercado.” E o que eu escrevi logo a seguir é a pura verdade. A Mark III é melhor que a M8 em quase tudo, penso que esta última talvez leve ligeira vantagem (ainda) na qualidade ótica das lentes. Só concordo com você quanto à discrição. Agora, se você pensa realmente que o sensor CCD utilizado na Leica M8, fabricado pela Kodak, é melhor do que o CMOS Digic III da Canon Mark III, bem, deve ser porque você é um dos apaixonados que eu citei. Tudo bem, a gente entende porque sabe que o amor é cego...

Paulo Machado, você foi muito feliz no seu comentário! Acrescento, ainda, que as limitações de uma ragefinder estão na contra-mão da história. Esse tipo de câmera, que na década de 50 era moderna, faz parte do grupo que serviu de base para o que temos hoje de mais evoluído tecnologicamente. Se não fosse assim, Canon e Nikon não dominariam o mercado de câmeras utilizadas por profissionais. E, até que alguém poste um link para me desmentir, não conheço nenhuma rangefinder campeão de vendas na atualidade. E, para quem não sabe, eu prefiro fotografia tradicional, de película. Talvez eu ficasse muito satisfeito se possuísse uma Leica M6 ou M7. Agora, uma digital M8, por esse preço, com aquele tanto de "não tem isso, não tem aquilo", nem pensar...


Abraços,
Heber.  
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°
Heber DM - Lavras-MG
Pentax System - Canon PowerShot G6
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

"Jovem é todo aquele que tem compromisso com o futuro" - Tristão de Ataíde


Heber_Dm

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 660
  • Sexo: Masculino
Resposta #43 Online: 13 de Abril de 2007, 00:53:52
Bruno, gostei muito das suas fotos na sequência "Polaridades", onde até emiti opinião. Salvei algumas e vi que vc trabalha com uma Canon 10D e com uma 30D. Vendo novamente as fotos, fiquei me perguntando como teria ficado seu trabalho se tivesse sido feito com uma Leica M8, sem autofoco e sem zoom contínuo. Pelo que percebi na sua opinião referente à minha postagem, não consigo entender como você ainda não vendeu seu equipamento para comprar uma M8!

Agora, só para deixar bem claro para o pessoal que ler as postagens, gostaria apenas de comentar o final da sua opinião. Isso porque a minha opinião não é passível de comparação com a de quem vai atrás de uma Leica. Se quem faz isso sabe o que quer, o problema é dele (ou seu, ao que parece). Agora, fazer parecer minha opinião como sendo a de um equivocado, isso é leviandade ou imaturidade sua. Eu, pelo menos, procuro não fazer o que você faz: emitir opiniões pejorativas sobre o comentário de alguém sem ao menos ler direito o que ele escreveu. Isso, com certeza, é não saber o que está fazendo.
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°
Heber DM - Lavras-MG
Pentax System - Canon PowerShot G6
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

"Jovem é todo aquele que tem compromisso com o futuro" - Tristão de Ataíde


ki-suco

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 264
  • Sexo: Masculino
Resposta #44 Online: 13 de Abril de 2007, 08:11:00
Para quem é apaixonado pela Leica ......

A Leica nasceu com o lançamento da M3 e terminou tbm. com a descontinuidade da M3 :giveup:

Boa discusão para vcs!!! :thmbup: