Autor Tópico: Preços...de novo  (Lida 1548 vezes)

RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #30 Online: 21 de Junho de 2014, 12:19:49
Oferta e demanda. Enquanto houver fotógrafos que entreguem a qualidade que o estúdio precisa por esse valor, não há um real motivo pra decidirem pagar mais.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


vinicius83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 888
  • Sexo: Masculino
Resposta #31 Online: 21 de Junho de 2014, 13:04:08
Mas aí é que está, não estou julgando ninguém e nem achando ruim alguém ter preços baixos. Mas fotografia tem um custo mínimo; abaixo disso, você está literalmente pagando para trabalhar. Com esses preços não tem como ter lucro, de verdade, é lucro próximo de zero, o até mesmo só prejuízo. Não estou fazendo juízo de valor, estou falando de matemática simples.

A mim não afeta em absolutamente nada alguém cobrando isso, mas me preocupo de verdade é com a pessoa mesmo, com o profissional. Quando ele se der conta, vai ver que está tendo apenas prejuízo, por mais trabalhos que pegue, pois os custos são maiores do que o que ele cobra. Simples assim. Uma pessoa que cobra isso não sabe onde o calo aperta.

Concordo que a margem de lucro do cidadão seja pequena, mas não acho que ele esteja pagando para trabalhar, a qualidade do álbum que ele deve montar deve ser condizendo com as fotos, enfim acho quele ele deve fazer os fotolivros tudo na saraiva mesmo.  kkkkk o triste é que ele tem internet pra colocar as coisas do Elo7 porém não para 1 min pra se aprofundar e estudar, pra fazer umas fotos descentes.
É melhor tirar uma foto com uma câmera imperfeita do que não tirar nenhuma
Sony Alpha a6000 + SELP1650 + SEL55210 + Meike MK320

flickr


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.712
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #32 Online: 21 de Junho de 2014, 13:21:47
Concordo que a margem de lucro do cidadão seja pequena, mas não acho que ele esteja pagando para trabalhar, a qualidade do álbum que ele deve montar deve ser condizendo com as fotos, enfim acho quele ele deve fazer os fotolivros tudo na saraiva mesmo.  kkkkk o triste é que ele tem internet pra colocar as coisas do Elo7 porém não para 1 min pra se aprofundar e estudar, pra fazer umas fotos descentes.

Não é que o lucro seja baixo, eu acho que é mesmo quase zero. O problema é que acho que ele não colocou as coisas no papel para ver. Uma coisa que ninguém leva em conta na hora de definir os preços é a depreciação do equipamento, tudo tem uma vida útil e uma hora vai estragar. E quando tiver que fazer manutenção nos equipamentos, aí é que a coisa vai apertar. Pior ainda, um sujeito que cobra esse preço talvez nem tenha equipamento reserva decente. Daí, quando der pau na câmera no meio do casamento, além do preço para consertar, vai vir o preço do processo em cima.

Não dá, não tem como, a conta não fecha. A uns 2 anos eu fiz uns cálculos para saber meu custo inicial médio em um casamento. Levando em conta desgaste do equipamento, telefone, combustível, internet e coisas de escritório (CD, envelopes, tinta de impressora, etc), e sem levar em conta as horas de trabalho. Já dava quase R$150 de custo inicial, isso a dois anos. E na época eu ainda tinha um equipamento bem mais modesto que hoje.

Pensa, como é possível alguém cobrar R$105 por uma festa infantil? Tudo bem, são menos fotos, o desgaste do equipamento é menor que em um casamento, mas mesmo assim, eu já gastava bem mais que isso dois anos atrás.


Oferta e demanda. Enquanto houver fotógrafos que entreguem a qualidade que o estúdio precisa por esse valor, não há um real motivo pra decidirem pagar mais.

Esse é o maior problema, é os fotógrafos de qualidade de sujeitarem a fazer um serviço de R$450 sem nem mesmo poder usar as fotos para portfólio...

As pessoas realmente não sabem os seus preços, os seus custos. Por isso que a gente cansa de ver fotógrafo quebrando depois de pouco tempo de profissão.


ssajorge

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 108
  • Sexo: Masculino
  • Fotografia: "Diversão e Arte"
Resposta #33 Online: 21 de Junho de 2014, 13:58:40
Não é que o lucro seja baixo, eu acho que é mesmo quase zero. O problema é que acho que ele não colocou as coisas no papel para ver. Uma coisa que ninguém leva em conta na hora de definir os preços é a depreciação do equipamento, tudo tem uma vida útil e uma hora vai estragar. E quando tiver que fazer manutenção nos equipamentos, aí é que a coisa vai apertar. Pior ainda, um sujeito que cobra esse preço talvez nem tenha equipamento reserva decente. Daí, quando der pau na câmera no meio do casamento, além do preço para consertar, vai vir o preço do processo em cima.

Não dá, não tem como, a conta não fecha. A uns 2 anos eu fiz uns cálculos para saber meu custo inicial médio em um casamento. Levando em conta desgaste do equipamento, telefone, combustível, internet e coisas de escritório (CD, envelopes, tinta de impressora, etc), e sem levar em conta as horas de trabalho. Já dava quase R$150 de custo inicial, isso a dois anos. E na época eu ainda tinha um equipamento bem mais modesto que hoje.

Pensa, como é possível alguém cobrar R$105 por uma festa infantil? Tudo bem, são menos fotos, o desgaste do equipamento é menor que em um casamento, mas mesmo assim, eu já gastava bem mais que isso dois anos atrás.


Esse é o maior problema, é os fotógrafos de qualidade de sujeitarem a fazer um serviço de R$450 sem nem mesmo poder usar as fotos para portfólio...

As pessoas realmente não sabem os seus preços, os seus custos. Por isso que a gente cansa de ver fotógrafo quebrando depois de pouco tempo de profissão.

Meu caro, isso acontece em todas profissões:
Odontologia, Medicina, Direito...
O que eu poderia lhe falar é que eu "invejo" alguém que
Conseguiu entrar nesse nicho de mercado e consegue manter
2 as vezes 3 equipes de fotografia trabalhando simultâneo, cobrando 10k num fds, enfim...

Jorge Augusto Soares - Cascavel - Pr
Like Canon... ...That it's all

VENDO - 6D NOVA:
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=102878.0


Versiano

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.340
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 21 de Junho de 2014, 18:50:45
Meu caro, isso acontece em todas profissões:
Odontologia, Medicina, Direito...


Isso é verdade,
''Equipamentos': o necessário para fazer 'boas fotos'...

Sempre me falta conhecimento e prática.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #35 Online: 22 de Junho de 2014, 10:35:21
O anuncio do aniversário por cem contos nem vou comentar.  :shock:

Já o do casamento merece um estudo de caso.
O sujeito oferece:
Citar
Neste pacote está incluso também :
1- Ensaio fotográfico no cartório
2- Ensaio fotográfico (making off) da noiva
3- Ensaio fotográfico na igreja
4- Ensaio fotográfico na festa
5- Fotolivro com capa dura (tamanho A4, 21x29 cm, horizonal) com 45 páginas incluindo 100 fotos.
6- A minha locomoção até os locais do ensaio.

Eu não faço fotolivro, e album encadernado em papel fotografico.
Um album, com 25 lâminas 30x40, vai custar pra mim: 287,50 com laminação UV e 312,50 com laminação quente.
Pra adicionar capa fotográfica é mais 30 reais.
O tiozinho ainda oferece um baner de 80 x 1,20.
Isso custa de 50 a 100 reais, dependendo da gráfica.
Mais trintão de gasosa, etc...
De custo de material o sujeito teria uns 400 contos.

Coitado. Se ele acha que vai viver assim, tá lascado.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 22 de Junho de 2014, 10:37:30
Não é que o lucro seja baixo, eu acho que é mesmo quase zero. O problema é que acho que ele não colocou as coisas no papel para ver. Uma coisa que ninguém leva em conta na hora de definir os preços é a depreciação do equipamento, tudo tem uma vida útil e uma hora vai estragar. E quando tiver que fazer manutenção nos equipamentos, aí é que a coisa vai apertar. Pior ainda, um sujeito que cobra esse preço talvez nem tenha equipamento reserva decente. Daí, quando der pau na câmera no meio do casamento, além do preço para consertar, vai vir o preço do processo em cima.

Não dá, não tem como, a conta não fecha. A uns 2 anos eu fiz uns cálculos para saber meu custo inicial médio em um casamento. Levando em conta desgaste do equipamento, telefone, combustível, internet e coisas de escritório (CD, envelopes, tinta de impressora, etc), e sem levar em conta as horas de trabalho. Já dava quase R$150 de custo inicial, isso a dois anos. E na época eu ainda tinha um equipamento bem mais modesto que hoje.

Pensa, como é possível alguém cobrar R$105 por uma festa infantil? Tudo bem, são menos fotos, o desgaste do equipamento é menor que em um casamento, mas mesmo assim, eu já gastava bem mais que isso dois anos atrás.


Esse é o maior problema, é os fotógrafos de qualidade de sujeitarem a fazer um serviço de R$450 sem nem mesmo poder usar as fotos para portfólio...

As pessoas realmente não sabem os seus preços, os seus custos. Por isso que a gente cansa de ver fotógrafo quebrando depois de pouco tempo de profissão.

Humberto disse tudo.

O cara tá se enforcando sem perceber a corda no pescoço.


egonbouvie

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 337
  • Sexo: Masculino
Resposta #37 Online: 13 de Julho de 2014, 21:55:35
Milagre.Talvez vai imprimir e vender foto pros convidados.