Autor Tópico: Duopólio Canon/Nikon no Brasil, bom para quem?  (Lida 712 vezes)

Fernando_Flora

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 516
  • Sexo: Masculino
Online: 13 de Outubro de 2014, 12:03:19
Em uma leitura, encontrei esse artigo e achei interessante compartilhar e saber a opinião de vocês!

Duopólio Canon/Nikon no Brasil, bom para quem?

Eu, com meu pequeno conhecimento de fotografia e desse mercado concordo com a maior parte do artigo. :ok: Principalmente, por ser usuário sony e de ser quase impossível achar lentes e acessórios aqui, e quando se acha, as vezes é mais caro que importar e pagar imposto! :eek:

Há uns 4 anos, quando fui comprar uma câmera compacta, li vários reviews e recomendações de qual seriam as melhores opções para meu propósito, cheguei à panasonic Zs7, que era uma das top 5 da época. Eu até achei curioso, pois nos fóruns europeus se falava muito bem e encontrava muita informação sobre a panasonic, bem diferente daqui que quase ninguém associava a marca à fotografia. Hoje, já é diferente, você vê mais opções e encontra pessoas falando de outras marcas, mas ainda, principalmente para os profissionais, ou possui canon ou nikon!

Sei que talvez já estão cansados de falar desse duopólio, mas na opinião de vocês isso é apenas questão de mercado (lei da oferta e da procura)? Se outras marcas oferecessem aqui sistemas completos por preços semelhantes, vocês trocariam?

[]´s
Sony ILCE-7M2 + Sony ILCE-6000 + algumas lentes!

https://500px.com/fernando_flora



Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.206
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #1 Online: 13 de Outubro de 2014, 14:22:51
Já usei Nikon e hoje uso Canon. Se eu fosse trabalhar paralelamente com outra marca, seria a Pentax ou Olympus.
O problema principal nem chega a ser o preço em si, mas a dificuldade em encontrar uma assistência técnica e acessórios "genéricos" para eles (YN, Tamron, Sigma, Tokina, etc.). Se não fosse por isso, usaria sem problemas.

A única q jamais usaria são câmeras da Sony. Essa fabricante lança equipamentos a toda hora, e  mesmo com várias assistências técnicas e inclusive fábrica no Brasil, a maioria só repara TVs, aparelhos de som e videogame. Já precisei recorrer a uma assistência para uma câmera compacta. Esperei quase 2 meses para a peça chegar. Para eles, depois de um ano, a câmera sai de linha e torna-se obsoleta...nem peças tem. Meu chefe tem a NEX-5 e a mesma coisa...uma lente dele deu problemas, mas não tem peça. E o reparo custa o preço da objetiva.
Salci fufu!


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 1.994
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 13 de Outubro de 2014, 17:39:56
Selecionei Canon quando comprei mInha primeira DSLR, uma Canon AE-1 Program, em 1996/97, principalmente porque minha irmã usava o mesmo corpo. Em 2000 adquiri minha primeira digital, uma Canon G1. Quando fui comprar minha primeira DSLR digital selecionei Canon primeiro pela minha familiaridade com a marca, mas também pela seleção de objetivas, baioneta eletrônica e simplicidade do sistema (sem a questão de motor de foco no corpo ou na lente, etc.). Hoje eu selecionaria Canon novamente pelos mesmos motivos, mas sei que equipamento Nikon também me atenderia (com exceção de algumas lentes indisponíveis como algo equivakente à MPE ou 400 f5.6, ou ainda em flashes macro). Sony infelizmente não é opção para mim, dado a restrita disponibilidade de lentes (e da disponibilidade destas no mercado). Já minha compacta é uma Sony, que adquiri por ser uma que eu encontrava com facilidade uma caixa estanque específica na própria loja Sony.

A questão da dominação de mercado por Canon/Nikon se deve principalmente à disponibilidade de acessórios, lentes e afins. Fuji parece uma opção interessante, mas ainda sem disponibilidade grande de lentes, flashes e acessórios, o que me impediria de adotar o sistema hoje, em substituição a uma DSLR.

Finalmente, com o montante investido em lentes, flashes e acessórios Canon, não me vejo trocando de sistema nesta encarnação... Quando algum colega me pergunta a respeito (e isso ocorre com frequência) costumo sugerir alguns modelos Nikon e Canon, indicando vantagens e desvantagens de cada sistema. Dependendo do caso (desejo por compacta e afins) chego a sugerir m4/3 ou Fujis, mas principalmente quando é clara a pouca importância de variedade de lentes e afins.

A parte de assistência técnica é um caso a parte, que idealmente eu conheceria melhor hoje o funcionamento no país, entretanto, felizmente ainda não precisei recorrer a assistência de nenhum produto fotográfico meu (levei uma compacta de um familiar na assistência, mas foi um caso muito pontual, que não conta muito). No trabalho estou com um notebook Sony com tela 3D de 17" parado por falha de disco... Será um bom teste de assistência Sony, que em princípio já reclamo comparado à Dell, já que no caso da Dell eles teriam vindo ao lab corrigir o problema, o que certamente lembrarei quando for adquirir o próximo notebook... Este tipo de experiência também alimenta uma eventual decisão por uma marca ou outra...
JVc.


fuca66

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 13 de Outubro de 2014, 18:20:36
Não entendo como duopolio, ou seja como as 2 marcas esmagando a concorrência que não tem como se defender e acaba sucumbindo. Vejo como falta de interesse das outras marcas pelo mercado brasileiros nas últimas décadas.

O resto é consequencia disso, e vejo que pode ser revertido a medida que as outras marcas entrarem de maneira séria no Brasil.
Lentes Antigas + Sony E-Mount


Fernando_Flora

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 516
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 13 de Outubro de 2014, 22:48:32
Penso que todas as colocações estão corretas e o conjunto da obra (pouca oferta, assistência técnica, familiaridade com a marca) leva mesmo a esse predomínio Canon/Nikon. :ok:

No meu caso, optei pela sony pois queria me aprofundar mais na fotografia e o sistema mirrorless da sony foi o que mais gostei. Mas claro, sabia desses problemas e fui consciente, tanto que a maioria das coisas comprei fora. Espero não precisar da assistência! :ponder:

Como fuca66, falou, acho que isso só mudará se alguma marca investir e querer entrar de fato no nosso mercado!

[]'s
« Última modificação: 13 de Outubro de 2014, 22:49:26 por Fernando_Flora »
Sony ILCE-7M2 + Sony ILCE-6000 + algumas lentes!

https://500px.com/fernando_flora



Tupiniquim

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.274
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #5 Online: 14 de Outubro de 2014, 07:08:28
Quando resolvi voltar à fotografia, vim de cabeça aberta. Minha última camera fora uma Yashica, ainda na era do filme.
Descartei Sony pela baixa penetração no País.em marketing o pessoal fala em "síndrome do bar vazio": ninguém entra, porque não tem ninguém!
Entre Canon e Nikon, optei por preço, nem tanto do corpo, mas sobretudo das lentes. E achei uma complicação aquilo de com e sem motor de foco. Mais letrinhas para gravar.
T3i + Sigma 10-20; Sigma 17-50 f 2.8; Canon 55-250; 50 F 1.8
5D Mark II + 24-105; YN 35; 85 F 1.8; 70-200 f4 USM
580EX II x 2


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.206
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #6 Online: 14 de Outubro de 2014, 10:11:48
Hoje, infelizmente, a Sony é fabricante de produtos descartáveis.
Citaram a Sony Vaio acima. Reze para não dar problemas. Se der, reze mais 3 vezes: uma para ter peça no Brasil, outra para não demorar muito para reparar e a última para q o preço não extrapole a de um novo. Precisa rezar forte, pq pra piorar, a Sony anunciou q vai parar de produzir PC´s e notebooks, ou seja, faltará peças em breve.

Mais da metade dos meus eletrônicos era da marca, mais depois de jogar fora um PS3 (versão FAT), câmera compacta e celular, todos por falta de peças, mudei meus conceitos em relação a esta empresa.


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.251
Resposta #7 Online: 14 de Outubro de 2014, 10:39:15
Esse "duopólio" não é privilégio do Brasil. É só ver que Canon/Nikon detém aproximadamente 80% do mercado de câmeras de lentes intercambiáveis no mundo, o Brasil é um ponto fora da curva onde a hegemonia é maior ainda. Mas esse duopólio é mundial.

Quanto a Sony, não costumo ser preconceituoso com nada, mas se tem uma marca que não compro nada é a Sony. Absolutamente tudo que já tive da Sony apresentou problemas além de normalmente ser mais caro, oferecer menos que a concorrência, durar menos e ainda ter problemas de compatibilidade. Qualquer coisa com produtos Sony é uma lenda, quase tudo é fora do padrão, fazem 30 produtos do mesmo tipo com pequenas diferenças entre eles e fazem lançamentos quase mensais, jogando o valor de revenda lá para baixo. Se precisar de uma peça de algo que tenha mais de um ano de idade, pode ser que o destino seja o lixo. Essa não me pega mais.



Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


Mauro.assis

  • Trade Count: (8)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 373
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 15 de Outubro de 2014, 20:07:46
Esse monopólio ou duopólio acho que não exitem , ja usei minolta , sony , pentax , fuji, nikon, Olympus   - e ai vai ... o problema é a falta de interesse dessa empresas ; falando de um só padrão - eu mesmo tinha duas olympus (m4/3) epl1 - sempre achei pessoas que falava que essa câmera não prestava e que esse sensor 4/3 nunca foi bom , que era um padrão que na nasceu morto ... aqui mesmo no fórum "sem citar nomes" - encontrei diversas pessoas falando mal ; sempre achei o padrão excelente - com lentes ótimas; um exemplo  Lumix GX1, GX7.. epl5 ; OM-D EM1*....etc ; essa ultima tem defeito sérios.. mas a Olympus não se pronunciou  - Não estou arrependido , mas  Olympus e Panasonic não tem uma boa assistência técnica aqui no Brasil - você fica refém de mercado que não atende o consumidor final . Quando minha EPL1 deu defeito - mandei pra A.T. - e não resolveram , a GF1 - foi a mesma coisa ; eu mesmo consertei a EPL1 , a PANA GF1 - um amigo (técnico) que trabalha em uma A.T. de terceiros - esta consertando .
Por outro lado se for Nikon e Canon - a também defeitos - mas em qualquer canto, a gente consegue que possa consertar
* error no dial traseiro . - pode pesquisar ...
http://www.danielkcheung.com/review/olympus-omd-em1-rear-dial-issue-fault
http://www.dpreview.com/forums/post/53430520
http://www.scoop.it/t/the-best-mirrorless-cameras/p/4020057627/2014/04/22/olympus-omd-em1-rear-dial-issue-fault
http://forums.whirlpool.net.au/archive/2236067
http://www.mu-43.com/showthread.php?t=59389


veja aqui o que estou falando - http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=105501.0
Mauro.


Kokimoto

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.096
    • Mototuristas
Resposta #9 Online: 15 de Outubro de 2014, 21:29:32
O texto parece mais uma lamentacao, e como falaram, nao eh so no Brasil nao.

Qual seria a solucao entao? Depende das empresas quererem veder aqui, como citado, mas nao depende da gente.

Tem outro jeito?
D600 - E-M10