Autor Tópico: Cobrando por hora e a pessoa fica querendo tirar horas dos pacotes, o que fazer?  (Lida 3120 vezes)

ligiadias

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 77
  • Sexo: Feminino
Resposta #15 Online: 29 de Novembro de 2014, 10:59:33
Gente, eu estipulei hora porque assim, eu não sou fotógrafa de casamento, mas a moça insistiu e disse que queria um orçamento mesmo assim pq o casamento dela ia ser super simples e blá blá blá, ai eu disse ok então, ai eu expliquei pra ela, vou te cobrar então o valor de uma festa normal, mas uma festa dura no máximo X horas, então não vou poder ficar muito além disso no seu evento. Porque gente, da última vez que eu fiz um "casamento simples" no qual eu não estipulei nenhuma hora mas a noiva disse que era rápido e coisa pequena, eu fiquei umas 7 horas e meia e todas vez que tentava ir embora os noivos me chamavam pra mais e mais fotos, e por fim levei pra casa mais de 2 mil fotos. Eu não costumo fazer isso, mas dessa vez eu fiz pra não acontecer o mesmo da outra vez, porque é um casamento, eu sei que leva bastante tempo, mesmo sendo coisa simples, mas a pessoa quer um preço barato, então vou tentar tirar alguma coisa, porque gente, pode parecer errado o trabalho por hora mas quanto mais horas você passa num evento, mais e mais fotos vc tira, mais e mais sua câmera, flash, pilhas, corpo, mente se desgastam e quando vai embora maaais tempo de edição vc vai ter pra selecionar e editar tantas fotos a mais.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #16 Online: 29 de Novembro de 2014, 11:16:59

O oficio de fotografo de eventos , de modo geral nao tem horario,EXATO, nao e taxi.
devemos ter o jogo de cintura necessario para cada ocasiao.
Se voce se retirar do evento antes de terminar , e nesse periodo acontecer alguma coisa importante,
alem de nao ter as fotos para entregar ao cliente, ira a perder esse cliente e todas as indicaçoes que dele podem vir.
Ser profissional desta area tem suas caracteristicas,e nao tem curso de "experiencia em eventos".
 


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.074
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #17 Online: 29 de Novembro de 2014, 11:38:32
Estou com os colegas, cobrar por hora e até por foto é roubada.
Melhor cobrar pro ensaio/evento.

No máximo você estipula x horas pro evento e diz que se passar vai cobra pelas horas extras.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 29 de Novembro de 2014, 12:06:37
Na prática, nunca vi um profissional aqui em Sorocaba, nem freelance, nem dono de produtora, cobrar por hora. Só aqui no fórum que vejo essas coisas.

Acho que é uma roubada isso, tanto pra você como para o cliente.

Feche o pacote do evento e tenha em mente que aquele dia é do cliente.

Hoje pro exemplo, meu casamento acontecerá as 19:00h, na teoria eu chegaria no Making Of as 16:30h, mas ontem a noiva me ligou dizendo que por ser final de ano e o salão ser muito concorrido e estar lotado bla bla bla, ela será maquiada as 14:30h e se eu poderia chegar esse horário lá, minha resposta, sim claro que posso.
Do contrário eu teria que dizer a noiva, nas vésperas do seu casamento que eu teria que cobrar um adicional de quase 3 horas para fotografar seu Making.
Será que eu teria uma boa recomendação dessa noiva?

Feche o seu pacote e não pense que trabalhar umas horinhas a mais do planejado estará sendo explorada, acredite, você só tem a ganhar quando trabalha um pouco mais, os noivos ficam satisfeitos, os envolvidos no evento te admiram, e todos te recomendam.

Abraço.

Dellano mitou epicamente.

Não tem nem mais o que dizer, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 :clap: :clap: :clap: :clap:

Gente, eu estipulei hora porque assim, eu não sou fotógrafa de casamento, mas a moça insistiu e disse que queria um orçamento mesmo assim pq o casamento dela ia ser super simples e blá blá blá, ai eu disse ok então, ai eu expliquei pra ela, vou te cobrar então o valor de uma festa normal, mas uma festa dura no máximo X horas, então não vou poder ficar muito além disso no seu evento. Porque gente, da última vez que eu fiz um "casamento simples" no qual eu não estipulei nenhuma hora mas a noiva disse que era rápido e coisa pequena, eu fiquei umas 7 horas e meia e todas vez que tentava ir embora os noivos me chamavam pra mais e mais fotos, e por fim levei pra casa mais de 2 mil fotos. Eu não costumo fazer isso, mas dessa vez eu fiz pra não acontecer o mesmo da outra vez, porque é um casamento, eu sei que leva bastante tempo, mesmo sendo coisa simples, mas a pessoa quer um preço barato, então vou tentar tirar alguma coisa, porque gente, pode parecer errado o trabalho por hora mas quanto mais horas você passa num evento, mais e mais fotos vc tira, mais e mais sua câmera, flash, pilhas, corpo, mente se desgastam e quando vai embora maaais tempo de edição vc vai ter pra selecionar e editar tantas fotos a mais.

Olha, como o Agalons disse, ofício de fotógrafo de eventos não tem horário exato pra terminar o trabalho.

Euzinho aqui, tenho vergonha de estipular horas nos contratos de evento. O cliente não quer saber de contar minuto por minha causa. Quer curtir a festa, comer e encher a cara com os amigos. E eu tenho que estar lá pra registrar tudo isso, da melhor forma possível.

Eu já fechei com cliente rico, pagando o pacote mais caro que eu tinha, e acrescentando um mundaréu de coisas, pra começar a trabalhar 19h e meia noite estar em casa.

E já fiz casamento "pão-com-carne-moída-e-tubaína", onde o cliente contratou o pacote mais simples, e mesmo assim trabalhei quase 12 horas seguidas.

Agora, pergunte se fiquei frustrado no casamento simples ou me senti o espertão no casamento luxuoso?
Nenhuma das duas.

Nos meus cálculos de preço, estipulei de média nove horas de trabalho. Se variar pra mais ou menos, aí é sorte ou azar o meu.

O que sugiro a você, é que nao baixe o valor que já ofereceu, porque aí vc estará se desvalorizando.

E nos próximos, faça seus calculos de custos, tomando como base sete ou oito horas de trabalho. Aí, vc tem margem pra trabalhar um pouco mais sem se sentir explorada.


Só pra exemplificar, em setembro eu fiz um frella pra uma colega de outra cidade. Era um aniversário de 15 anos.

Cheguei lá às 19:00, a festa tava marcada pra iniciar às 20:30.

Começou, tudo muito bom, tudo muito bem, quando deu meia noite a minha colega me dispara essa. "Aproveita aí pra fazer umas fotos bacanas que só tem mais meia hora"
Aí eu perguntei pra ela porque, e ela me disse que a mãe da menina "pagou apenas quatro horas" de serviço, e ela não ficaria nem um minuto a mais.

De verdade, senti vergonha de estar ali. A baladinha da molecada tinha começado a menos de meia hora, a pista de dança tava bombando, e até os velhinhos tavam curtindo o trelelê...
Lembro que quando eu tava guardando a camera na bolsa, o pai da menina entrou na pista de dança e soltou a franga no YMCI... E não tem nenhuma foto legal desse momento...

Cobrar por hora, PRA MIM é friagem.
« Última modificação: 29 de Novembro de 2014, 12:11:51 por Mike Castro »


Karl Junior

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.234
  • Sexo: Masculino
  • Fotografar é mostrar aos outros como vemos o mundo
    • Romanelli Fotografia
Resposta #19 Online: 08 de Dezembro de 2014, 17:40:52
Eu cobro por hora e nunca tive problema.
Coloco tudo no contrato, mínimo de horas e horas adicionais.
Se o evento passar do horário não tem problema, vou ficando. Normalmente o cliente chega perto de mim e me libera.
Também deixo claro que se precisar passar um pouco do horário combinado, não há problema. Tipo uns 20 minutos.
Deixo a cargo do cliente e eles se sentem à vontade para gerirem o horário em função do que querem pagar.

« Última modificação: 08 de Dezembro de 2014, 17:41:26 por Karl Junior »
NIKON D7000 / NIKON D610 / NIKKOR 18-105mm / NIKKOR AF 50mm 1.4G & 1.8D / NIKKOR AF 85mm 1.8D / SIGMA 150-500mm 5-6.5 / NIKKOR 70-200 2.8 / NIKKOR 24-70 2.8 / SB-700 / SB-910
http://www.romanellifotografia.com.br
https://www.flickr.com/photos/karl_junior/
https://500px.com/romanelli


fuca66

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 08 de Dezembro de 2014, 20:29:07
Minha opinião do ponto de vista de negócio, já que não sou fotógrafo profissional.

Ao cobrar por hora, você tem a vantagem de controlar corretamente seus custos operacionais e custos de oportunidade (por exemplo emendar 2 festas seguidas).

Ao cobrar por evento você está pensando no cliente, e como esse tipo negócio (evento) o normal é ter um portifólio baseado em indicação, no fundo você está pensando a longo prazo.

Cobrar por hora sem ter algum tipo de saia justa, funciona quando você é tão diferenciado no mercado que os clientes se sentem privilegiados em poder contratar o seu serviço.
Lentes Antigas + Sony E-Mount


Hamilton Sousa

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 700
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Social
Resposta #21 Online: 09 de Dezembro de 2014, 02:22:36
Cliente que não te valoriza deixa passar. :ok:
7d   /   sl1 /   18-50 2.8 sigma    / 7mm fisheye  vivitar  /  85mm f1.8 / 430ex ll


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.040
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #22 Online: 09 de Dezembro de 2014, 11:06:16
Cliente que não te valoriza deixa passar. :ok:

Poderia detalhar o que é, ser ou não valorizado pelo cliente?

 :ponder: :ponder:
« Última modificação: 09 de Dezembro de 2014, 11:07:27 por Roberto Dellano »


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.074
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #23 Online: 09 de Dezembro de 2014, 11:11:18
Minha opinião do ponto de vista de negócio, já que não sou fotógrafo profissional.

Ao cobrar por hora, você tem a vantagem de controlar corretamente seus custos operacionais e custos de oportunidade (por exemplo emendar 2 festas seguidas).

Ao cobrar por evento você está pensando no cliente, e como esse tipo negócio (evento) o normal é ter um portifólio baseado em indicação, no fundo você está pensando a longo prazo.

Cobrar por hora sem ter algum tipo de saia justa, funciona quando você é tão diferenciado no mercado que os clientes se sentem privilegiados em poder contratar o seu serviço.

Muito difícil fazer 2 festas no mesmo dia.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Hamilton Sousa

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 700
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Social
Resposta #24 Online: 09 de Dezembro de 2014, 11:37:46
Poderia detalhar o que é, ser ou não valorizado pelo cliente?

 :ponder: :ponder:
    Ser valorizado é não ser nivelado por baixo,  fazer o cliente perceber que seu trabalho tem valor e é um trabalho e não uma diversão,
 geralmente eles não sabem a diferença de um fotógrafo pro outro.
 Eu sempre digo: "O fotógrafo vale o que cobra"  ;)
7d   /   sl1 /   18-50 2.8 sigma    / 7mm fisheye  vivitar  /  85mm f1.8 / 430ex ll


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #25 Online: 09 de Dezembro de 2014, 15:10:24
    Ser valorizado é não ser nivelado por baixo,  fazer o cliente perceber que seu trabalho tem valor e é um trabalho e não uma diversão,
 geralmente eles não sabem a diferença de um fotógrafo pro outro.
 Eu sempre digo: "O fotógrafo vale o que cobra"  ;)

concordo com isso.

No começo do estúdio, fiquei com uma fama desgraçada de "barateiro". :D :D :D :D :D
Levei quase um ano pra conseguir tirar essa pecha dos meus ombros, hehehehe.

hoje to num meio termo. Já não sou mais o barateiro, mas ainda não tenho moral pra escolher cliente. :D :D


Ricardo Ghion

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.965
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 09 de Dezembro de 2014, 15:27:14
    Ser valorizado é não ser nivelado por baixo,  fazer o cliente perceber que seu trabalho tem valor e é um trabalho e não uma diversão,
 geralmente eles não sabem a diferença de um fotógrafo pro outro.
 Eu sempre digo: "O fotógrafo vale o que cobra"  ;)

Concordo...  "O fotógrafo vale o que cobra"  ;)
Ricardo Ghion


fuca66

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.467
  • Sexo: Masculino
Resposta #27 Online: 10 de Dezembro de 2014, 18:46:08
Muito difícil fazer 2 festas no mesmo dia.
Seria uma das vantagens teóricas que na prática acho bem dificil ocorrer.
Lentes Antigas + Sony E-Mount


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #28 Online: 10 de Dezembro de 2014, 19:10:45
Seria uma das vantagens teóricas que na prática acho bem dificil ocorrer.

Eu cansei de fazer 2 festas por dia, isso e muito comum entre profissionais.
infantil das 12 as 16 ,dali correndo ao casamento das 18 ate as x da madrugada.
Noivado-almoço/cartorio-almoço ate as 16, dali outra a noite, isto e muito comum.
abs.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #29 Online: 10 de Dezembro de 2014, 19:14:21
Concordo...  "O fotógrafo vale o que cobra"  ;)
O fotografo vale o que pode cobrar,
Toda essa teoria e otima
desde que o profissional tenha dinheiro suficiente para pagar suas contas ,
e chegar no fim do mes sem grandes desesperos.
Agora quando precisa faturar"algum", para fechar as contas,
muitassssssssssss vezes DEVE cobrar menos,para nao ficar em casa olhando as paredes.
A vida real tem tudo isso.
abs.