Autor Tópico: Polimento de objetiva Leica 1.6X APO  (Lida 940 vezes)

Pedro Scherz

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 45
Online: 17 de Dezembro de 2014, 14:05:03
Olá, na verdade não é a lente de uma câmera, :D e sim de um microscópio stereo da Leica Modelo MZ-10.

Trabalho em um laboratório de uma grande empresa, e o estagiário inventou de fazer uma medição de uma agulha com o equipamento (através de software de medição e tal). O problema foi que ele abaixou muito rápido o microscópio (que é motorizado) e então a agulha acabou indo de encontro a objetiva... até quebrou a agulha!

A objetiva foi bem danificada, como se fosse uma pedra no para-brisa do carro. Cotei com a Leica e uma objetiva nova custa 5.000 Euros fora os impostos de importação legal, o que daria por volta de R$25.000. O reparo na autorizada custa 40% do valor da lente nova.

Aqui já não contamos mais com esta objetiva, então surgiu a ideia de enviar a alguém especializado em equipamento fotográfico.

Poderiam me indicar alguém que tope fazer este serviço sem compromisso no estado de SP? A lente não tem nenhum coating.

Abraços


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.434
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #1 Online: 17 de Dezembro de 2014, 21:48:35
Estagiário...  :doh:

Tomara que apareça alguém pra me contradizer, mas acho que não há como polir este tipo de lente. Quero dizer, tem como fazer, mas vai mudar as características geométricas da lente. Isso porque um polimento decente vai necessariamente arrancar toda uma camada de vidro ou vai deformar a superfície. Não sei se seria possível (creio que não) preencher com resina e polir novamente. Ter-se ia que medir o índice de refração daquele elemento e garantir que o enchimento não deixaria nenhuma bolha de ar.

Enfim, boa sorte na procura. E pelo lado bom, este estagiário não vai fazer essa m... de novo!
Felipe


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.293
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #2 Online: 17 de Dezembro de 2014, 23:27:54
Amigo, trabalhei com instrumentos científicos por um bocado de tempo. Não há como reparar a objetiva. Lente não é dente que você pode preencher com resina.. haha ! Mesmo se a resina tivesse o mesmissimo índice de refração do vidro da lente haveria em primeiro lugar, o problema de polir e manter a mesma curvatura da superficie, o que sem a politriz e as especificações da fabrica é praticamente impossível. Depois tem outro problema: quando o vidro fratura, a fratura é irregular e concoidal (forma de concha). Haveriam inúmeros problemas na interface resina-vidro. Resumindo, não dá mesmo. Ponto.

A sugestão é ver se existe outra objetiva compatível mesmo que não apocromática, de outro fabricante que seja menos cara e usa-la pelo menos temporariamente. Acho bem possível que exista algo que possa ser usado.

Ou então mande para a Leica para substituição do elemento frontal.

Agora, numa boa... Não se deixa um estagiário manusear um equipamento desses sem supervisão. Outra coisa, o microscópio não tinha limitador de altura ?



Uma outra pergunta, o que estavam medindo ? tamanho/angulo de bizel, diâmetro interno ? porque se for diâmetro externo, a melhor pedida ainda é um bom e velo micrômetro de boa qualidade...
« Última modificação: 17 de Dezembro de 2014, 23:31:11 por AFShalders »
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Pedro Scherz

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 45
Resposta #3 Online: 18 de Dezembro de 2014, 00:02:22
Estagiário...  :doh:

Tomara que apareça alguém pra me contradizer, mas acho que não há como polir este tipo de lente. Quero dizer, tem como fazer, mas vai mudar as características geométricas da lente. Isso porque um polimento decente vai necessariamente arrancar toda uma camada de vidro ou vai deformar a superfície. Não sei se seria possível (creio que não) preencher com resina e polir novamente. Ter-se ia que medir o índice de refração daquele elemento e garantir que o enchimento não deixaria nenhuma bolha de ar.

Enfim, boa sorte na procura. E pelo lado bom, este estagiário não vai fazer essa m... de novo!

Fora a agulha que ele quebrou, que custou R$2000... era de um instrumento de medir tensão superficial por gota pendente.
Nós temos outras objetivas, esta de 1.6X é pouco usada. Na verdade nem contamos mais com ela.
Também pensei na ideia de alguma resina (tipo de reparo de para-brisas), o problema é que o "buraco" está gerando um ponto escuro nas fotos, se apenas fosse uma mancha, já estaria melhor. Ah, para ajudar esta lente é concava.

Como o campo de visão da lente é muito grande e as amostras muito pequenas, as vezes é possível deslocar o objeto um pouco para o lado e fazer um crop da imagem para tirar o ponto preto...

Fiquei sabendo que esse estagiário agora está trabalhando de garçom, pelo menos um prato ou um copo são mais baratos que uma objetiva Leica :clap:

Abs
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2014, 00:21:44 por Pedro Scherz »


Pedro Scherz

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 45
Resposta #4 Online: 18 de Dezembro de 2014, 00:19:07
Amigo, trabalhei com instrumentos científicos por um bocado de tempo. Não há como reparar a objetiva. Lente não é dente que você pode preencher com resina.. haha ! Mesmo se a resina tivesse o mesmissimo índice de refração do vidro da lente haveria em primeiro lugar, o problema de polir e manter a mesma curvatura da superficie, o que sem a politriz e as especificações da fabrica é praticamente impossível. Depois tem outro problema: quando o vidro fratura, a fratura é irregular e concoidal (forma de concha). Haveriam inúmeros problemas na interface resina-vidro. Resumindo, não dá mesmo. Ponto.

A sugestão é ver se existe outra objetiva compatível mesmo que não apocromática, de outro fabricante que seja menos cara e usa-la pelo menos temporariamente. Acho bem possível que exista algo que possa ser usado.

Ou então mande para a Leica para substituição do elemento frontal.

Agora, numa boa... Não se deixa um estagiário manusear um equipamento desses sem supervisão. Outra coisa, o microscópio não tinha limitador de altura ?



Uma outra pergunta, o que estavam medindo ? tamanho/angulo de bizel, diâmetro interno ? porque se for diâmetro externo, a melhor pedida ainda é um bom e velo micrômetro de boa qualidade...

Pois é, estou achando vocês meio pessimistas hahahaha Acho que não vai ter jeito mesmo.
Estou tentando upar as fotos, mas minha conta do imageshack venceu.

O sujeito estava na empresa há 1 ano, e tinha o treinamento do microscópio. Temos muitos instrumentos caros, então acaba virando uma coisa tão comum e rotineira que não nos damos conta do "perigo"!

O microscópio tem sim o limitador, mas geralmente as amostras não tem mais que 5mm, no caso a agulha foi colocada em pé na mesa do equipamento, e com isso a altura ficou em uns 50mm. Além disso essa era a objetiva mais comprida... enfim, sabe aquele tipo de ser humano que é burro motivado?  :aua: então...

O estagiário estava medindo o diâmetro interno, pois tinha os dados de volume e tempo de escoamento da solução que passava por ali e então teve a "sacada" de calcular a pressão do jato, impulsionado por uma micro bomba peristáltica. E o pior é que esse dado nem era necessário. :no:

Você trabalhava com equipamentos óticos?

Abraços


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.293
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #5 Online: 18 de Dezembro de 2014, 00:21:22
Respondido por MP
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj