Autor Tópico: [Tutorial]"focus stacking" - empilhamento de foco  (Lida 6917 vezes)

Tupiniquim

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.204
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #14 Online: 03 de Janeiro de 2015, 11:47:56
Não tenho nenhuma dúvida de cada uma dessas coisas que compõem a sua fala.  :ok:

Minha inaptidão é apenas a evidência de que estou cada vez menos adaptado. Cada vez mais desatualizado. Digo-o com leveza, e sem qualquer saudosismo, só constato um fato.
E, sim, estou alerta para a advertência de Darwin de que não é o mais forte que sobrevive, porém o que melhor se adapta. 

Desse modo, talvez me reste a imagem do Cel. Aureliano Buendía, que, após fazer 32 revoluções (e perder todas), retirou-se em aposentadoria para fazer peixinhos dourados.

Mas é isso, a vida segue sempre em frente!
T3i + Sigma 10-20; Sigma 17-50 f 2.8; Canon 55-250; 50 F 1.8
5D Mark II + 24-105; 85 F 1.8
580EX II


Belchior Franco

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 27
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 03 de Janeiro de 2015, 13:55:43
Bem legal a técnica, deve ser legal para fotos principalmente de comida, pratos, bolos, tortas, etc.

Você muda o foco pelo anel da lente certo? Não tem perigo da câmera mudar de posição?
Não consigo ver fotos com focos singulares, a realidade que o empilhamento nos dá é muito além do que podíamos ver antes.

Então na verdade isto é uma forma de se conseguir o resultado das objetivas Tilt-shift; que são as objetivas usadas para fotografia de produtos como por exemplo jóias, de forma com que o foco fique preciso em toda a extensão do produto, mas estas são objetivas muito caras, e utilizando esta técnica e um software se consegue o resultado semelhante de forma muito mais barata. As objetivas Tilt-shift também podem ser usadas para fazer aqueles efeitos de miniaturas, que tb pode ser feito segurando uma objetiva sem encaixar ela na câmera com ela inclinada.
De fato este tipo de técnica esta tornando muito mais acessível a fotografia de produto, vai mexer com esse nicho da fotografia que antes era seguro devido ao auto custo das objetivas Tilt-shift.


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.189
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #16 Online: 03 de Janeiro de 2015, 14:11:41
Muito bom o tópico! Mas o melhor lugar para ele é na seção de técnicas e tutoriais!
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr


Márcio A.A.

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 224
Resposta #17 Online: 03 de Janeiro de 2015, 19:39:40
Se o autor do tópico me autoriza, vou repostar aqui uma miniatura de uns 25cm que fotografei com essa técnica. De outra forma não teria como deixá-la completamente em foco com 50mm em uma APS-C sem cropar.

Canon EOS 70D
Canon Powershot SX50 HS


Rui Pará

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 807
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 03 de Janeiro de 2015, 19:43:01
Se o autor do tópico me autoriza, vou repostar aqui uma miniatura de uns 25cm que fotografei com essa técnica. De outra forma não teria como deixá-la completamente em foco com 50mm em uma APS-C sem cropar.



Com certeza, esse tópico é para aprendermos uns com os outros.

Veja que excelente captura, parece tão real que dá para por a mão.
« Última modificação: 03 de Janeiro de 2015, 19:44:39 por Rui Pará »
Podemos ser melhor, basta um pouco de esforço.

http://www.pixoto.com/rui.santos.9400/awards


Márcio A.A.

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 224
Resposta #19 Online: 03 de Janeiro de 2015, 19:53:12
Valeu Rui!
A ideia de fotografar uma miniatura de carro é deixá-la parecida com o carro de verdade. Nas fotos de carros, a profundidade de campo tem que ser grande, tem que deixar todo o carro em foco, e fica melhor se o resto do ambiente também está em foco. Dá sensação de realidade. Para fazer isso com miniaturas é um desafio. Apenas câmeras compactas dão conta dessa profundidade de campo. Com DLSR sem tilt shift, isso só é possível graças ao focus stacking.

Nessa imagem acho que usei 16 fotos. Na minha lente o ideal é usar f/8 (fechando mais começa a aumentar a difração), mas f/11 acaba sendo a escolha mais racional, pois não exige tantas fotos, que pela profundidade do objeto, podem gerar conflitos no empilhamento.
Canon EOS 70D
Canon Powershot SX50 HS


Rui Pará

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 807
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 03 de Janeiro de 2015, 20:08:37
Valeu Rui!
A ideia de fotografar uma miniatura de carro é deixá-la parecida com o carro de verdade. Nas fotos de carros, a profundidade de campo tem que ser grande, tem que deixar todo o carro em foco, e fica melhor se o resto do ambiente também está em foco. Dá sensação de realidade. Para fazer isso com miniaturas é um desafio. Apenas câmeras compactas dão conta dessa profundidade de campo. Com DLSR sem tilt shift, isso só é possível graças ao focus stacking.

Nessa imagem acho que usei 16 fotos. Na minha lente o ideal é usar f/8 (fechando mais começa a aumentar a difração), mas f/11 acaba sendo a escolha mais racional, pois não exige tantas fotos, que pela profundidade do objeto, podem gerar conflitos no empilhamento.

Exatamente isso,

Tem muitos fotógrafos que ainda não entenderam isso, uma compacta tem muito mais profundidade de campo que qualquer DSRL.

Eu uso a menor abertura do equipamento que possuo F/11 (FUJI HS25 + RAYNOX MSN-202), uso também exposições curtíssimas (acima de 1/1000), com isso diminuo a quantidade de frames pela metade e consigo muito mais profundidade de campo.

Fiz esse trabalho com apenas 32 frames

Podemos ser melhor, basta um pouco de esforço.

http://www.pixoto.com/rui.santos.9400/awards