Autor Tópico: Porque o uso do ISO?  (Lida 5227 vezes)

Rafa_Meira

  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.225
  • Sexo: Masculino
Resposta #30 Online: 04 de Novembro de 2015, 22:39:04
Que bacana cara, muito obrigado pela dica.
Eu sempre tirei fotos com velocidade maxima 1/250 na minha 300mm (Nikon D3300 24mpx crop)
E sempre percebi algum borraozinho em volta da imagem, ou então um pouco de aberração cromatica.. talvez seja isso..

vou fazer uns testes com 1/500

obrigado.

Aberração cromática é característica ótica da lente e nada tem a ver com velocidade de obturador. Sua 300mm tem VR? O VR ajuda a ter velocidade abaixo dessa regra tb.


slackw4re

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 77
Resposta #31 Online: 13 de Novembro de 2015, 13:43:35
Aberração cromática é característica ótica da lente e nada tem a ver com velocidade de obturador. Sua 300mm tem VR? O VR ajuda a ter velocidade abaixo dessa regra tb.
Sim, minha 300mm tem AF + VR II.

Já li em alguns lugares que o VR ajuda sim na questão de poder usar menos velocidade, mas também que tem seu ponto negativo, que perde um pouco de qualidade de imagem ao usar VR ON.

procede?


Rafa_Meira

  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.225
  • Sexo: Masculino
Resposta #32 Online: 13 de Novembro de 2015, 14:09:45
Sim, minha 300mm tem AF + VR II.

Já li em alguns lugares que o VR ajuda sim na questão de poder usar menos velocidade, mas também que tem seu ponto negativo, que perde um pouco de qualidade de imagem ao usar VR ON.

procede?

Aqui existem duas questões:

1- Algumas lentes tem versões com e sem VR. A Tamron 17-50mm, por exemplo, tem a versão com e sem VC (similar ao VR). A versão sem VC é melhor oticamente que a com VC.

2- O VR não tira nitidez, mas em algumas situações específicas ele pode atrapalhar. No caso de fazer uma foto com tempo de exposição mais longo e a câmera no tripé, o VR pode tentar compensar um movimento que não existe. Neste caso, recomenda-se desligar.


DMZamora

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.314
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 13 de Novembro de 2015, 14:11:58
Sim, minha 300mm tem AF + VR II.

Já li em alguns lugares que o VR ajuda sim na questão de poder usar menos velocidade, mas também que tem seu ponto negativo, que perde um pouco de qualidade de imagem ao usar VR ON.

procede?

Não. O que o VR faz (nas Canon, Nikon e compatíveis) nada mais é do que deslocar um dos elementos óticos da lente na tentativa de compensar o movimento gerado pelo usuário. Quando o sistema não tem defeitos, não pode haver perda de qualidade de imagem.

Fique atento, porém, para sempre desligar o VR quando a câmera estiver em um tripé. Alguns sistemas alegam detectar essa situação e desativar a correção, mas o melhor é não confiar ;)
« Última modificação: 13 de Novembro de 2015, 14:13:17 por DMZamora »
Daniel Zamora - Brasília/DF
Canon 7D Mark II/ EF-S 10-18 IS STM / EF-S 18-55mm IS / EF 24-105mm L IS USM / EF-S 55-250mm IS / EF 50mm f/1.8 II / YongNuo Speedlite YN-565EX x2 / YN-622C x3
Olympus OM-1 MD / Zuiko 50mm f/1.4 / Soligor 28mm f/2.8


RTFM!


felipemendes

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.613
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #34 Online: 13 de Novembro de 2015, 17:18:11
Não. O que o VR faz (nas Canon, Nikon e compatíveis) nada mais é do que deslocar um dos elementos óticos da lente na tentativa de compensar o movimento gerado pelo usuário. Quando o sistema não tem defeitos, não pode haver perda de qualidade de imagem.

Fique atento, porém, para sempre desligar o VR quando a câmera estiver em um tripé. Alguns sistemas alegam detectar essa situação e desativar a correção, mas o melhor é não confiar ;)

A suposta perda de nitidez ao usar VR é somente devido a erros na conversão do sinal do acelerômetro pros motores do VR. Como qualquer outro sistema, ele tem ruído, latência, regime transiente, etc. Então, em teoria, sim, há perdas entre usar o VR na mão e não usar VR em um tripé.

Na prática, esta perda é tão mínima que quem presta atenção isso não deveria estar no ramo da fotografia, porque não há equipamento perfeito.


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.961
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #35 Online: 13 de Novembro de 2015, 17:31:30
Aqui existem duas questões:

1- Algumas lentes tem versões com e sem VR. A Tamron 17-50mm, por exemplo, tem a versão com e sem VC (similar ao VR). A versão sem VC é melhor oticamente que a com VC.

2- O VR não tira nitidez, mas em algumas situações específicas ele pode atrapalhar. No caso de fazer uma foto com tempo de exposição mais longo e a câmera no tripé, o VR pode tentar compensar um movimento que não existe. Neste caso, recomenda-se desligar.

No caso especifico dessa Tamron, a versão com VC a formula é ótica diferente, com menos elementos "especiais".
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


DMZamora

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.314
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 13 de Novembro de 2015, 17:51:18
A suposta perda de nitidez ao usar VR é somente devido a erros na conversão do sinal do acelerômetro pros motores do VR. Como qualquer outro sistema, ele tem ruído, latência, regime transiente, etc. Então, em teoria, sim, há perdas entre usar o VR na mão e não usar VR em um tripé.

Na prática, esta perda é tão mínima que quem presta atenção isso não deveria estar no ramo da fotografia, porque não há equipamento perfeito.

Nunca percebi isso com lentes Canon. Mas só pela curiosidade, fiz um teste rápido :D

Testei com 250mm (400mm equivalente), 1/200 (para forçar a barra mesmo) e... ok, você venceu. Realmente, neste teste despretensioso, houve uma diferencinha ínfima em favor do tripé, mas somente usando timer. Disparando direto, a foto com tripé ficou pior que na mão com IS :shock:

Isto dito, não há como negar que esta é uma comparação esdrúxula, pois o IS (ou VR, como queiram) é feito para ser usado com a câmera na mão, basicamente em situações de pouca luz e quando não é possível usar um tripé. Portanto, na prática, não existe "perda de nitidez" pelo uso do VR/IS.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2015, 18:43:12 por DMZamora »
Daniel Zamora - Brasília/DF
Canon 7D Mark II/ EF-S 10-18 IS STM / EF-S 18-55mm IS / EF 24-105mm L IS USM / EF-S 55-250mm IS / EF 50mm f/1.8 II / YongNuo Speedlite YN-565EX x2 / YN-622C x3
Olympus OM-1 MD / Zuiko 50mm f/1.4 / Soligor 28mm f/2.8


RTFM!


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.062
  • Sexo: Masculino
Resposta #37 Online: 13 de Novembro de 2015, 22:12:07
Que foto linda ali das estrelas em?!

É por isso uso iso hehehhe  :D


mautorre

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 757
  • Sexo: Masculino
Resposta #38 Online: 14 de Novembro de 2015, 01:45:28
Eheh, se uma foto minha está com 3k de ISO alto 1/3.200 de velocidade, pode ter certeza de que na noite anterior eu estava fotografando com muito pouca luz e de que esqueci de alterar o ISO. E mais, fique certo de que fiquei p. da vida quando percebi.


Marcelo Kato

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 19
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Kato
Resposta #39 Online: 19 de Novembro de 2015, 05:30:47
Tópico show!
Tô aprendendo muito com a galera.

 :clap:

Quando usava filme positivo com a F3 era menos complicado o lance do ASA/ISO, mas nas digitais ainda fico meio perdido.
Por exemplo, hoje uso o D40X e D3100. O D40X (ano 2007, e a bicheira ainda funciona...) dá noise pra caramba em certas situações, coisa rara com a D3100. Creio que pode haver relação com as diferenças de qualidade/spec (e idade) das duas câmeras. Não cheguei ainda a fazer uma comparação técnica detalhada, mas visualmente a diferença é bem notável. É normal ter tanta diferença entre modelos de câmeras?


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.039
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #40 Online: 19 de Novembro de 2015, 08:37:13
...mas o que quero dizer é que ja vi varios exemplos de pessoas usando altissimos ISO com alta velocidade para assuntos parado!!!

alguem me explica o motivo disso???

É simples, a capacidade de ISO das câmeras atuais deixou a galera mais a vontade (preguiçosa mesmo), eu mesmo quando tinha a 6D não a tirava de 3200, só baixava quando não tinha jeito mesmo, nunca minha velocidade era a baixo de 1/160, para garantir o congelamento da cena seja ela qual for, era dai pra cima. É errado fazer isso? Não! Mas cada um tem suas prioridades, hoje com as cropadas da Nikon, lentes claras, pulso firme e um uso razoável do flash, não passo de ISO800, e muitas vezes 400 (Em casamentos e eventos) e faço fotos em 1/30 com muita tranquilidade. Tenho prestado mais atenção nas cenas e pensado mais sobre a parte técnica da fotografia a cada click, e ao praticar isso você, depois de um tempo faz com uma velocidade e naturalidade que não influi no tempo de resposta de uma fotografia, está sempre atento aos parâmetros da câmera.

Vou dar como exemplo a situação do casamento no por sol que o Rafa mencionou. Não querendo desmerecer ninguém, pois a minha fotografia tem muito, mas muito mesmo a melhorar.
Eu não deixaria em hipótese alguma o ISO alto e iria alterando outros parâmetros de acordo com a luz que cairia rápido, eu nessa situação deixaria sempre o ISO mais baixo possível para ter sempre o maior DR do sensor e poder trabalhar as cores do por sol com muito mais consistência e recursos do DR. É uma situação onde, por comodidade do ISO, se perderia o que o sensor poderia oferecer de melhor na cena. A foto ficaria ruim? Não! Mas poderia ficar melhor.

Para mim, hoje, (já pensei diferente) ISO só em casos extremos, prefiro explorar a luz em outros parâmetros, inclusive com uso do flash.
« Última modificação: 19 de Novembro de 2015, 08:38:32 por Roberto Dellano »


slackw4re

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 77
Resposta #41 Online: 20 de Novembro de 2015, 10:42:18
Muito obrigado por sua resposta, foi de muita valia pra mim =)


kadubsb

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 25
  • Sexo: Masculino
  • Muito o que aprender :)
Resposta #42 Online: 25 de Novembro de 2015, 11:58:41
Bom galera, conheço pouco sobre fotografia, mas lendo aqui já está me ajudando a pensar melhor!
Não tenho conhecimento para contribuir neste tópico, vou só monitorando mesmo! :D


Rafa_Meira

  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.225
  • Sexo: Masculino
Resposta #43 Online: 25 de Novembro de 2015, 12:08:42

Eu não deixaria em hipótese alguma o ISO alto e iria alterando outros parâmetros de acordo com a luz que cairia rápido, eu nessa situação deixaria sempre o ISO mais baixo possível para ter sempre o maior DR do sensor e poder trabalhar as cores do por sol com muito mais consistência e recursos do DR. É uma situação onde, por comodidade do ISO, se perderia o que o sensor poderia oferecer de melhor na cena. A foto ficaria ruim? Não! Mas poderia ficar melhor.


Full Frame deixa a gente mais acomodado nesse quesito. Vc bem sabe quando usava a 6D

 :D :D :D :D
« Última modificação: 25 de Novembro de 2015, 12:08:59 por Rafa_Meira »