Autor Tópico: Adquirindo XP  (Lida 2250 vezes)

LeandroR

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.033
    • Leandro Reichert
Resposta #30 Online: 15 de Setembro de 2016, 12:12:39
A ultima discussão aqui foi sobre o mercado, fato, ele existe e não é muito lógico, mas está aí para nos ensinar.
Com a crise, e fotografia sendo item considerado supérfluo (cerveja, pizza e decoração são itens de primeira necessidade então?), muitas empresas de fotografia local estão fechando as portas por aqui, notei também, que existe um culto ao mais barato e a prazeres efêmeros, coisas que não duram 20 minutos, contra fotografia, que se for de qualidade pode durar 2 gerações tranquilamente.
Me dou conta que o problema não é apenas falta de cultura artística, vai além, está tudo muito superficial, enfim, alguns valores estão sendo esquecidos.
Esta semana fui a um possível cliente, pessoa de posses, queria fazer um retrato de família, ideia proposta pela avó, que conheci em um evento artístico.

Quando falamos de preço, riu, aliás, gargalhou, não viu valor, apenas disse: Muito caro, imagine pagar R$XXX por um retrato, desse jeito vou deixar a área de avicultura e virar fotógrafo também.

Sacando que o desdém era tamanho, fui bem direto e disse: notei que gosta de cerveja, vi que tem uma coleção bem vasta no hall de entrada, deve ter ao menos umas 50 marcas de países diferentes, foram presentes ou comprou todas? Ele disse com o peito estufado, comprei todas, uma para cada lugar que visitei!

Houve uma breve pausa, e logo lancei um olhar bem cínico e falei: É, cada um tem seus valores e prioridades... tenha um bom dia.

Caro colega forista, entendo a sua indignação porém acredito que este tipo de atitude só vai dificultar as coisas para você dentro da sua profissão.
Cada pessoa tem suas prioridades e valores, e por mais que você não concorde com eles deve respeitar e tentar entender. Se este cliente achou caro o valor cobrado para o serviço, explique sobre seus custos, tratamento de imagem e etc.; cliente ainda acha caro e não quer? Bola pra frente, cada um decide o quanto está disposto a gastar em quê e da maneira que quiser.
Agora se todos os seus potenciais clientes te dão o mesmo feedback acerca do preço, talvez você deva revisar alguma coisa.

Abraços e sucesso!

ps: o mercado existe e ele é, sim lógico.  :ok:
Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
Postagens semanais! Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #31 Online: 15 de Setembro de 2016, 12:17:09
Mais uma, esta é sobre imobiliária.
Depois de lançar uma campanha agressiva sobre fotografia de imóveis, daquelas que tem cueca pendurada na torneira do chuveiro ou com rodos e vassouras, enfim, depois de alguns telefonemas e visitas, consegui um cliente em potencial.
A imobiliária mais requisitada da cidade, obviamente não me empolguei, fui lá, sem expectativas, apenas desligo aquele botão de ansiedade, se der certo e fechar, aí sim invisto meu tempo viajando no projeto.

Queriam imagens arquitetônicas da fachada, para publicidade e web, tudo bem, trabalhei com 3D e isso seria tranquilo, expliquei que poderia fazer e que neste caso, seria melhor fazer um tratamento pesado, tirar fios, postes, corrigir imperfeições, e que um dia nublado seria mais apropriado, se quisessem qualidade extrema, seria o conjunto ideal.

Em seguida comentaram que queriam imagens corporativas, pois havia sugerido por contato via whatsapp, fazer algo autoral, melhor que comprar de bancos de imagem.
Bom, comentei sobre maquiagem, mesas mais clean (estavam aquele caos...) e que seria interessante fazer em um horário onde não atrapalhasse o fluxo de atendimento.

Até ai tudo ok, sentamos para falar de valores... Cobrei R$XX por imagem corporativa e R$XXX por imagem manipulada da fachada (essas muito hard), todas editadas e com tratamento de pele, correções, retirar tomadas, rachaduras, trabalho de qualidade.
No meio da negociação com a moça do marketing, aparece um corretor, e interrompe a conversa dizendo que acha que está muito caro, que ele foi captador e poderia fazer essas fotos de graça... afinal é só apertar um botão e o photoshop faz o resto...

Subiu uma vontade de rir, daquelas que até engasguei rs, ele notou e ficou bravo, disse que fotografia estava com os dias contados, pois com a tecnologia de hoje qualquer um faz, que eu deveria trocar de profissão.
Foi então que eu disse, é verdade, acho que vou virar corretor, afinal, é só ir lá e mostrar as casas, aliás, que habilidade além de esconder os defeitos das casas eu vou precisar?
A responsável do marketing riu, ele foi embora, e fechamos negócio.

« Última modificação: 15 de Setembro de 2016, 12:19:25 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.656
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #32 Online: 15 de Setembro de 2016, 12:57:11
Quase um blog esse tópico.
O corretor não tinha mais o que fazer, aí foi estragar o negócio alheio.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #33 Online: 15 de Setembro de 2016, 18:45:13
Caro colega forista, entendo a sua indignação porém acredito que este tipo de atitude só vai dificultar as coisas para você dentro da sua profissão.
Cada pessoa tem suas prioridades e valores, e por mais que você não concorde com eles deve respeitar e tentar entender. Se este cliente achou caro o valor cobrado para o serviço, explique sobre seus custos, tratamento de imagem e etc.; cliente ainda acha caro e não quer? Bola pra frente, cada um decide o quanto está disposto a gastar em quê e da maneira que quiser.
Agora se todos os seus potenciais clientes te dão o mesmo feedback acerca do preço, talvez você deva revisar alguma coisa.

Abraços e sucesso!

ps: o mercado existe e ele é, sim lógico.  :ok:
Você tem razão, parece que sou um pouco ácido, e educadamente as vezes dou umas dessas sabe, é até um chega pra lá com decoro.
Respeito os outros até onde eles me respeitam, uma coisa é achar caro, outra, é ficar tirando onda, dá para diferenciar bem as atitudes pejorativas, e olha que sou bem ingênuo para isso.
Expliquei a ele o preço, valor, etc, ainda assim, ficou com desdém sabe, o cara investe uma putcha grana em cerva, beleza, é o hobby dele, mas fica "miguelando" um retrato para a própria avó?
Esses são os valores dele, ok, mas mo meu ponto de vista, é bem desconsiderado.
Agradeço pelo toque, de verdade.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #34 Online: 15 de Setembro de 2016, 18:50:03
Como você cobrou, por hora ou por foto? O tratamento está incluso? Licenciamento? Qual tipo de fotos eles esperam? O que você ofereceu? Você já tem algum trabalho no direcionamento que eles desejavam? Qual o detalhamento do seu orçamento?

Cobrei por foto, queriam algo similar a stock foto, daquelas estilo corporativo, o tratamento estava sim incluso, suavizar olheiras, pele, e algumas imperfeições, só que o orçamento estava beeeem limitado, assim, não ficou como queria, mas, de certa forma, ficou algo autoral, eles gostaram bastante.
enviei a eles um descritivo sobre a proposta das imagens, desde as vestimentas dos colaboradores até o tratamento, tudo especificado em detalhes.
Grato pelas considerações, Sue é realmente uma empreendedora bem porra louca, apostou e levou tudo.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.434
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #35 Online: 15 de Setembro de 2016, 19:40:28
Bom senso e honestidade, cálculo entre equipamentos, cursos, softwares, deslocamento, despesas fixas e variáveis, depreciação, etc, isso é o que me faz cobrar o que devo cobrar, de forma justa e honesta.
[...]
Como disse, nossos mundos são diferentes, não é por que o mercado com sua entropia faz o que quer com os preços, que deva sacrificar qualidade x preço e vender para o pequeno comerciante pelo preço que ELE acha justo, e sim pelo preço que realmente vale meu serviço. Inclusive ele tem que ter uma margem de lucro para manter seu negócio, por mais empírico que seja.
Estou afastado porque estou trabalhando e vivendo em fusos horários diferentes...

Lembra que eu falei que tudo tende ao equilíbrio, e que todo mundo busca o melhor negócio pra si? Então suponha que o "mercado" tem uma determinada solução pra um problema. E que esta solução custa X na média.

Você resolve fornecer uma solução baseada em seus custos. E ela custa 2X. Eu diria que com certeza você tem que se adequar ao mercado. Você pode ser o diferenciado que pode cobrar 2X, mas aí seu mercado não é o mesmo de quem paga X.

Agora, vamos imaginar que sua solução, magicamente, custe 0.1X. Você ofereceria sua solução no mercado por 0.1X? Não creio. Mais provável que vc oferecesse por 0.9X e tivesse 0.8X de lucro. E isso vai baixar o valor de mercado um pouquinho, excercendo pressão e eventualmente tirando do mercado quem não consegue ter lucro cobrando X. Daí a nova média é 0.9X, não mais X.

Não sugiro de maneira alguma que você saia do negócio. Mas é necessário se adequar ao negócio. Não adianta você ter câmera full frame e monitor 100% aRGB de 32" pra fazer foto 300x200 pra site de varejo. Simplesmente não é sua faixa de mercado, e você vai competir com gente que vai atender (diferente de fazer um ótimo trabalho) por muito menos.
Felipe


bruno_sfc

  • Trade Count: (13)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 942
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 15 de Setembro de 2016, 19:51:25
Cobrei por foto, queriam algo similar a stock foto, daquelas estilo corporativo, o tratamento estava sim incluso, suavizar olheiras, pele, e algumas imperfeições, só que o orçamento estava beeeem limitado, assim, não ficou como queria, mas, de certa forma, ficou algo autoral, eles gostaram bastante.
enviei a eles um descritivo sobre a proposta das imagens, desde as vestimentas dos colaboradores até o tratamento, tudo especificado em detalhes.
Grato pelas considerações, Sue é realmente uma empreendedora bem porra louca, apostou e levou tudo.

Olha, tenho certeza que não é o que você gostaria de ouvir, e eu nem ia falar porquê sinceramente parece que você criou o tópico apenas pra desabafar, mas segundo seus relatos te falta paciência, jogo de cintura e flexibilidade. É muito infantil essa postura egocêntrica de gênio incompreendido. Faça o seu melhor e seja gentil com as pessoas. Se desgastar tanto assim não vai te levar a lugar nenhum, só vai fazer mal a você e as pessoas a sua volta.


bruno_sfc

  • Trade Count: (13)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 942
  • Sexo: Masculino
Resposta #37 Online: 15 de Setembro de 2016, 19:54:03
Estou afastado porque estou trabalhando e vivendo em fusos horários diferentes...

Lembra que eu falei que tudo tende ao equilíbrio, e que todo mundo busca o melhor negócio pra si? Então suponha que o "mercado" tem uma determinada solução pra um problema. E que esta solução custa X na média.

Você resolve fornecer uma solução baseada em seus custos. E ela custa 2X. Eu diria que com certeza você tem que se adequar ao mercado. Você pode ser o diferenciado que pode cobrar 2X, mas aí seu mercado não é o mesmo de quem paga X.

Agora, vamos imaginar que sua solução, magicamente, custe 0.1X. Você ofereceria sua solução no mercado por 0.1X? Não creio. Mais provável que vc oferecesse por 0.9X e tivesse 0.8X de lucro. E isso vai baixar o valor de mercado um pouquinho, excercendo pressão e eventualmente tirando do mercado quem não consegue ter lucro cobrando X. Daí a nova média é 0.9X, não mais X.

Não sugiro de maneira alguma que você saia do negócio. Mas é necessário se adequar ao negócio. Não adianta você ter câmera full frame e monitor 100% aRGB de 32" pra fazer foto 300x200 pra site de varejo. Simplesmente não é sua faixa de mercado, e você vai competir com gente que vai atender (diferente de fazer um ótimo trabalho) por muito menos.

Que aula! Ótima mensagem, agrega muito ao tópico para quem eventualmente venha a lê-lo!


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #38 Online: 15 de Setembro de 2016, 20:30:09
Estou afastado porque estou trabalhando e vivendo em fusos horários diferentes...

Lembra que eu falei que tudo tende ao equilíbrio, e que todo mundo busca o melhor negócio pra si? Então suponha que o "mercado" tem uma determinada solução pra um problema. E que esta solução custa X na média.

Você resolve fornecer uma solução baseada em seus custos. E ela custa 2X. Eu diria que com certeza você tem que se adequar ao mercado. Você pode ser o diferenciado que pode cobrar 2X, mas aí seu mercado não é o mesmo de quem paga X.

Agora, vamos imaginar que sua solução, magicamente, custe 0.1X. Você ofereceria sua solução no mercado por 0.1X? Não creio. Mais provável que vc oferecesse por 0.9X e tivesse 0.8X de lucro. E isso vai baixar o valor de mercado um pouquinho, excercendo pressão e eventualmente tirando do mercado quem não consegue ter lucro cobrando X. Daí a nova média é 0.9X, não mais X.

Não sugiro de maneira alguma que você saia do negócio. Mas é necessário se adequar ao negócio. Não adianta você ter câmera full frame e monitor 100% aRGB de 32" pra fazer foto 300x200 pra site de varejo. Simplesmente não é sua faixa de mercado, e você vai competir com gente que vai atender (diferente de fazer um ótimo trabalho) por muito menos.

Tem razão Felipe, estou aprendendo muito com suas habilidades, agradeço imensamente, seu tempo e considerações, são de valor inestimável, creio que preciso rever meus conceitos, sou um péssimo administrador, e tenho certeza que devo estar ultrapassado quanto ao mercado, aprendi desse modo a calcular meu trabalho, vou readequar, reciclar e rever o que faço quanto a o mercado.
Um prazer ler suas aulas, valeu.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #39 Online: 15 de Setembro de 2016, 20:40:23
Olha, tenho certeza que não é o que você gostaria de ouvir, e eu nem ia falar porquê sinceramente parece que você criou o tópico apenas pra desabafar, mas segundo seus relatos te falta paciência, jogo de cintura e flexibilidade. É muito infantil essa postura egocêntrica de gênio incompreendido. Faça o seu melhor e seja gentil com as pessoas. Se desgastar tanto assim não vai te levar a lugar nenhum, só vai fazer mal a você e as pessoas a sua volta.
Criei o tópico na intenção de compartilhar as experiencias nesse mundo novo, que é a fotografia, claro, que cada caso é único, mas já detectei algumas similaridades entre os clientes, e justamente, para que outros possam ter uma ideia de como alguns clientes se comportam e possam estar preparados para estas situações, eles tem a situação, a resposta cabe a cada um e seu jeito de lidar com esses contratempos.

Agradeço sua polidez e comentários, de forma alguma ficarei chateado, gosto de gente direta, que falam o que pensam, admiro muito atitudes como a sua.

Sabe, tem muita gente bacana no mundo, tenho clientes na outra área que atuo, que são maravilhosos, decentes, sabem respeitar o ser humano, independente de posição social ou hierárquica, e obvio, passei por muitos fdps, até conquistar minha carteira de clientes.

Esses relatos que posto aqui são os mais escrotos, daquelas pessoas que não respeitam as outras, que tratam prestadores de serviço como lixo, essas, realmente, não faço questão nenhuma de te-los como clientes ou indicações, pode parecer soberbo, mas na boa, prefiro procurar os clientes humanos que os crápulas, e não perco a oportunidade de devolver a grosseria, quando posso.
Não por querer ter a última palavra, tem casos que apenas o desprezo já basta, é também, na minha opinião, a melhor atitude em alguns casos, mas tem criaturas, que só se tocam quando recebem uma bela dose de empatia forçada, e sentem na pele como é ser tratado da mesma maneira que fazem com outros.
« Última modificação: 15 de Setembro de 2016, 20:58:04 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.434
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #40 Online: 16 de Setembro de 2016, 17:47:01
Tem razão Felipe, estou aprendendo muito com suas habilidades, agradeço imensamente, seu tempo e considerações, são de valor inestimável, creio que preciso rever meus conceitos, sou um péssimo administrador, e tenho certeza que devo estar ultrapassado quanto ao mercado, aprendi desse modo a calcular meu trabalho, vou readequar, reciclar e rever o que faço quanto a o mercado.
Um prazer ler suas aulas, valeu.

Muito obrigado! Mas não é habilidade, não. É que já dei muita cabeçada também!  :aua:

Achei legal você expor seus casos. Acho que todo mundo aqui já deve ter passado por poucas e boas com cliente problemático (eu já passei). Saber lidar com ele também é ingrediente pro sucesso.

Boas XPs pra você!
Felipe


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #41 Online: 16 de Setembro de 2016, 18:03:43
Hoje fui fotografar um evento, apenas treino, obviamente, sempre peço autorização, e sempre evito fotografar menores nesses shows.
Um rapaz que estava fotografando foi convidado a se retirar, segundo ele, era para estudo, e óbvio, haviam pessoas fotografando com dispositivos móveis.
O que achei estranho foi ver que pessoas que utilizam câmeras "profissionais" tem mais problemas, pois, a organizadora me disse que, não tem como controlar celular, mas o uso de "big cams" é restrito...
Normalmente escuto isso, já perguntei a eles o por quê, e a resposta sempre foi a mesma: normas internas, não tem muito nexo, mas é assim.
Faz sentido isso?
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #42 Online: 13 de Dezembro de 2017, 13:15:54
Ressucitando o tópico.

Tudo Jóia.

Tempos atrás me ligaram sobre um orçamento, queriam negociar os valores, os produtos?Ora, 1500 semijóias.
Antes de responder disse que precisaria ver algumas peças, prontamente, enviaram pelo Correios e pude analisar o "trampo". Semijóia é hard, pois as peças são cheias de imperfeições, pior que joias de qualidade.

Depois de muita chicotada no lombo, aprendi, enviei dois orçamentos, o amador e o profissional, onde um tem dois digitos por fotografia e o outro tem três.
Enviei detalhadamente descrito cada processo em cada orçamento, e aí cabe ao cliente decidir entre preço ou valor.

Queriam um meio termo, disse que o meio termo poderia ser estudado, sem problemas, mandaria um terceiro orçamento.
Dias depois recebi um telefonema, era o sócio da empresa de jóias, e me disse que aquele valor era para uma peça, disse que sim, ele achou que eu estava enganado, pois pensaram que os valores eram para todas as 1500 peças, aí quem riu fui eu, disse a ele que todos detalhes estavam no orçamento, e que se ouve um equivoco é por que houve falta de atenção na leitura.
Ofereceram pagar R$5 por imagem, então, eu simplesmente disse NÃO, então, resolveram contratar um mais barato, e que eu, bem, estaria perdendo uma ótima oportunidade, agradeci e me mantive firme na negativa.

Resultado, as fotos ficaram uma merda, 2 meses depois eles entraram em contato, querendo renegociar, disse a eles que aquelas eram minhas condições e que os valores eram os mesmos, nada pessoal, mas uma empresa, enorme, que fabrica semijóias, onde os caras tem casa no exteiror, ficam choramingando? Não tenho pena não.

Fechamos o trabalho, com 50% adiantado e mais contrato assinado, toma lá da cá.

Creio estar colhendo o que plantei no início, não me vender, nem me prostituir, cliente que vem por preço, vai embora pelo mesmo motivo, assim, se abrirem as pernas hoje por um preço baixo, não vão querer pagar um preço justo no futuro, afinal, tem um monte de gente por aí que eles poderiam se aproveitar, mas no final, quem saiu fodido, foram eles, o barato sempre sai caro.

Se você cobra barato hoje e mora com os pais, saiba que no dia que for querer viver por si próprio, cobrando migalhas hoje, não conseguirá.
Cliente bom é igual diamante, tem que procurar bastante, são raros, antes de conseguir acha-los, vai encontrar muito cascalho e sujeirada, cobras, ratos, pestilencia, mas quando encontrar valerá a pena.


« Última modificação: 13 de Dezembro de 2017, 13:21:25 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.