Autor Tópico: Cliente gostar do trabalho é o suficiente?  (Lida 3275 vezes)

Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.991
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #15 Online: 23 de Junho de 2016, 11:31:51
Tem fotos mais autorais que vão fazer parte da identidade do fotógrafo, e tem fotos que o cliente quer.

Acho interessante o que o David Beckstead comenta, que faz 50% pra ele e 50% pro cliente.

É meu objetivo profissional. Desde que vi a primeira palestra do Beckstead busco isso. Comecei aos poucos, fazendo 10% das fotos pra mim, hoje já estou em algo entre 30% e 40%...  :ok:


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.815
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #16 Online: 23 de Junho de 2016, 11:35:17
Na minha opinião, se o cliente gostar do trabalho e isso significar novos trabalhos e indicações tá tudo certo.
Gostar é muito relativo. Até o conceito de uma boa fotografia é relativo.
Vejo muitos fotógrafos cheios de trabalho com fotos "mahomeno", com tratamentos questionáveis. E os cara enchendo o bolso...
Temos que lembrar que pro fotógrafo comercial o que importa é agradar o cliente.
Então o cara submete as suas fotos a certas modinhas, às vezes sem mesmo gostar realmente do que está fazendo.

A única coisa que eu tenho certeza é que, quando o sujeito posta a foto perguntando o que a galera acha é por que ele mesmo não está convencido do que está fazendo...
 
Eu não estou falando em arte, ok? Nem tenho conhecimento suficiente pra entrar nesse mérito.

Ninguém negou o fato de que o cliente tem que ser agradado. Isso é óbvio  :ponder: O cara tem que gostar do que está comprando de vc (e de outros fotógrafos). O tópico vai além. Isso, para você, é o suficiente? Sua satisfação pessoal para por aí?
*Essa discussão não é apenas sobre a questão financeira tbm.

A questão surgiu pelo seguinte motivo: cliente não tem critério de avaliação avançado. Não tem senso apurado igual o fotógrafo profissional (normalmente). É o mesmo que vai achar igualmente bons um trabalho que nós, profissionais consideramos medonho, com um trabalho genuinamente bom. Claro que não quero generalizar e tbm estou pegando casos extremos para exemplificar o argumento. Aí eu pergunto: Então o profissional ficar preso num determinado nível de conhecimento/técnica/estilo pela falta de senso crítico dos clientes está de bom tamanho?

Sobre gosto, será que podemos relativizar tudo? Seria um tanto superficial e fácil assim. Uma coisa é vc ter um leque de trabalhos, todos muito bonitos, sendo um bem diferente do outro e outra coisa é comparar um trabalho muito bom (que vc percebe influências artísticas e estudo) com um trabalho ruim e amador. Onde exatamente gosto entra nessa questão? Gosto pelo trabalho medíocre/ruim/amador não é gosto. É falta de bom gosto.

Como definimos padrão de beleza/estétca? Qual é o estudo por trás disso? Se tudo é relativo então QUALQUER coisa pode ser bonito? Considerado arte? Complicado. Então não faz sentido existir estudo profundo sobre as formas, cores, luz, simetria, composição, etc. Gosto pessoal vem através de experiências, aprendizado, vivência, etc. Tem gente que não teve tantas experiências, não aprendeu certas coisas e teve pouca vivência. Até por isso a gente consegue classificar quem tem bom gosto e quem é brega.

Fotografia "cut out", por exemplo, pra mim é comparável com uma pessoa que usa pochete, celular no cinto e meia com chinelo. Gosto é gosto, realmente.

Certissimo, Comercialmente se o cliente gosta e indica um monte de clientes e o suficiente sim!!.
Isto nao significa que a foto seja boa ou nao, isso e outra historia,  :hysterical: :hysterical:

Essa linha de raciocínio não é um pouco triste? Que prazer você tira com isso?

A fotografia vira um mero ganha pão que não trás prazer algum (Não há nada de errado. Cada um leva a vida como quer).  Só que a ponto de dizer que gosta de fotografia e participar em um fórum de fotografia, essa afirmação soa estranho.

Qual a explicação lógica para o profissional estar consciente do trabalho medíocre e estar satisfeito com isso? Não sei achar um adjetivo pra isso mas soa meio picareta.
« Última modificação: 23 de Junho de 2016, 11:37:06 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.815
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #17 Online: 23 de Junho de 2016, 11:40:24
Eu senti uma mudança no perfil dos clientes nos últimos 10 anos. Hoje na maioria das vezes meu cliente gosta de fotografia, tem um pouco de conhecimento técnico e muitas vezes possui bons equipamentos (full frame e lentes L). Eu acho isso excelente porque valoriza o meu trabalho e ao mesmo tempo me tira da zona de conforto. Receber um "ficaram excelentes" de alguém que entende faz bem para o ego, mas também indica que o caminho está certo.

Com certeza. Isso sim enche o cara de alegria
« Última modificação: 23 de Junho de 2016, 11:40:35 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


J.Quintão

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 137
  • Sexo: Masculino
    • Site
Resposta #18 Online: 23 de Junho de 2016, 13:16:31
Sobre gosto, será que podemos relativizar tudo? Seria um tanto superficial e fácil assim. Uma coisa é vc ter um leque de trabalhos, todos muito bonitos, sendo um bem diferente do outro e outra coisa é comparar um trabalho muito bom (que vc percebe influências artísticas e estudo) com um trabalho ruim e amador. Onde exatamente gosto entra nessa questão? Gosto pelo trabalho medíocre/ruim/amador não é gosto. É falta de bom gosto.

Como definimos padrão de beleza/estétca? Qual é o estudo por trás disso? Se tudo é relativo então QUALQUER coisa pode ser bonito? Considerado arte? Complicado. Então não faz sentido existir estudo profundo sobre as formas, cores, luz, simetria, composição, etc. Gosto pessoal vem através de experiências, aprendizado, vivência, etc. Tem gente que não teve tantas experiências, não aprendeu certas coisas e teve pouca vivência. Até por isso a gente consegue classificar quem tem bom gosto e quem é brega.

Não lembro onde li ou vi, mas alguém falou que é muito fácil dizer que esta assim porque EU QUIS ASSIM. Será que quis mesmo?  :ponder: Concordo com os trechos do colega acima. Tem gente que faz qualquer coisa e diz ser arte e que se você não entendeu é porque é ignorante.

Querendo ou não existe um padrão de beleza, estética, conduta que normalmente é seguido e apreciado pela maioria dos indivíduos humanos. Porém há os 'gostos' individuais. Mas o gosto individual não pode ou deve ser tratado como padrão. São individuais ué! O personagem, comediante, Falcão acha engraçado aquele girassol enorme no peito. Se isso fosse um padrão, veríamos muitas pessoas com um girassol no peito né. Mas aquilo faz parte da "arte" dele.

As vezes um fotografo gosta do que ele próprio vê e por algumas pessoas partilharem essa aprovação ele se acomoda, mesmo outros profissionais ou críticos esporádicos digam que ele poderia melhorar. Então ele vê como uma afronta à sua arte e se fecha para essas pessoas, mantendo seu trabalho estagnado, ficando satisfeito com aquilo.

De maneira geral, eu, Jonathan Quintão, acredito que deveríamos estar sempre abertos a opiniões. Talvez até as menos técnicas também. Pois apesar de uma opinião de uma pessoa com cultura elevada valer muito para um trabalho, as vezes, a opinião da sua filhinha pequena seja importante também, já que ela não entende nada de arte e é muito nova para ser culta, mas ela sabe dizer o que é ou não bonito aos olhos dela.
Jonathan Quintão | T4i + 18-55mm + 50mm 1.4


Hamilton Sousa

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 700
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Social
Resposta #19 Online: 23 de Junho de 2016, 13:36:35
Muitos fotógrafos se preocupam mais com a foto que pode inscrever em concurso e acham que quase tudo é cliche, assim deixam de fotografar momentos e pessoas importantes do evento. Na minha humilde opnião o cliente satisfeito irá trazer novos clientes. E lembrando que o cliente só vai lembrar da foto que você não tirou. :D
7d   /   sl1 /   18-50 2.8 sigma    / 7mm fisheye  vivitar  /  85mm f1.8 / 430ex ll


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.084
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #20 Online: 23 de Junho de 2016, 13:43:19
Ninguém negou o fato de que o cliente tem que ser agradado. Isso é óbvio  :ponder: O cara tem que gostar do que está comprando de vc (e de outros fotógrafos). O tópico vai além. Isso, para você, é o suficiente? Sua satisfação pessoal para por aí?
*Essa discussão não é apenas sobre a questão financeira tbm.
Eu não me sinto bem confortável em responder isso. :doh: Embora ganhe algum dinheiro com a fotografia, essa não é minha atividade principal. Então eu simplesmente não faço o trabalho se não tiver prazer com ele. Me referi a quem vive somente da fotografia. Que tem que pagar as contas no final do mês. Tu acha realmente que a grande maioria dos fotógrafos pode trabalhar e fazer somente o que gosta? Aliás, tu acha que existe algum trabalho sem momentos de desprazer? 

A questão surgiu pelo seguinte motivo: cliente não tem critério de avaliação avançado. Não tem senso apurado igual o fotógrafo profissional (normalmente).
Vou ter que discordar denovo, Lee..  :fight:
A gente tem que parar de achar que o cliente é otário, que não tem capacidade de avaliar o trabalho e perceber o que não está bem feito. Eu acho que o mercado elimina os ruins aos poucos. Mas se o cara tá no mercado há algum tempo, cheio de trabalho, agenda cheia. E mesmo assim a "comunidade fotográfica" acha que o cara tem um trabalho ruim. Há algo errado aí.. De uma forma geral o cliente não entende as minúcias da fotografia. Mas aí eu te pergunto: Até que ponto isso realmente interessa pra quem vende a fotografia pro público geral? Qual o real objetivo desse fotógrafo? Eu acredito que não dá pra querer que um fotógrafo de eventos seja 100% capaz de fazer fotos de moda e vice-versa. Ou querer que um sujeito que a vida inteira fez fotos em estúdio seja capaz de fazer uma capa na National Geographic.  Entende onde quero chegar? No final das contas, seja lá ou cá, se o cliente está satisfeito, o trabalho foi bem feito.

Sobre gosto, será que podemos relativizar tudo? Seria um tanto superficial e fácil assim.
Claro que sim!!! Hora bolas, o gosto é totalmente ligado a avaliação!?! A gente pode ver o mesmo filme e eu adorar enquanto você odiou. Isso não quer dizer que o filme é mais ou menos!!! E não importa se é um filme de Hitchcock ou Kubrick. Dá pra gostar e desgostar. Aliás eu costumo odiar os filmes ganhadores de Globo de Ouro e outros.. Limitação minha? Talvez. Mas pros caras que fazem o cinema, a opinião do público geral conta mais..
E a gente mesmo acaba por mudar os gostos com o passar do tempo.. Não que isso desqualifique o que já foi feito, mas simplesmente por que, como tu mesmo disseste, há uma evolução natural. Que acredito que vá além da melhora técnica. Que seja uma evolução e mudança de percepção as coisas...

Não acho que o fotógrafo deva se acomodar só por que os trabalhos estão acontecendo.. Não é isso. Mas acho que há um abismo entre fazer a fotografia artisticamente e comercialmente. Quando se consegue combinar os dois, vemos os poucos iluminados - em qualquer área. No grande balaio do mercado o que eu vejo é um monte de trabalhos meio parecidos, seguindo tendências e modismos que nem sempre gosto. Mas que provavelmente estão sendo feitos por solicitação dos clientes (tendência de mercado, sabe).
Mas, como eu disse lá no começo, acho que minha avaliação sobre isso é superficial. O meu sapato nunca apertou dependendo somente da fotografia..

Eu senti uma mudança no perfil dos clientes nos últimos 10 anos.
Eu acho que os clientes mudaram em todas as áreas. Na minha por exemplo (veterinária), houve uma mudança brutal. Primeiro que os pets hoje tem outro espaço na vida das famílias. E muitos clientes, quando chegam na minha clínica, já deram uma boa pesquisada no mercado e têm até noções de quais procedimentos, exames e diagnósticos devem ser adotados. Isso é muito louco. Como falei anteriormente, o mercado vai selecionando os bons aos poucos. DESCULPE AÍ O OFF TOPIC :hysterical:
 
Tô adorando esse tópico. Um assunto realmente pertinente, Lee.. :clap:


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.368
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #21 Online: 23 de Junho de 2016, 16:53:36
estou no modo filosófico ON hoje

duas frases que juntas podem se completar:

1 - “Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em algum outro lugar.”  ― Sam Walton

2 - "As pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a ela "(essa me parece que do Steve Jobs)

O que quero dizer com isso... Em primeiro lugar, agradar ao cliente, ele é o Rei.. fazer com que ele se sinta satisfeito com o trabalho que você prestou e Segundo, dar a ele mais do que estava esperando.




lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.815
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #22 Online: 24 de Junho de 2016, 01:51:39
Muitos fotógrafos se preocupam mais com a foto que pode inscrever em concurso e acham que quase tudo é cliche, assim deixam de fotografar momentos e pessoas importantes do evento. Na minha humilde opnião o cliente satisfeito irá trazer novos clientes. E lembrando que o cliente só vai lembrar da foto que você não tirou. :D

Bom. Talvez vc se contente com pouco e o mesmo vale para os seus clientes, talvez. É isso?

Eu não me sinto bem confortável em responder isso. :doh: Embora ganhe algum dinheiro com a fotografia, essa não é minha atividade principal. Então eu simplesmente não faço o trabalho se não tiver prazer com ele. Me referi a quem vive somente da fotografia. Que tem que pagar as contas no final do mês. Tu acha realmente que a grande maioria dos fotógrafos pode trabalhar e fazer somente o que gosta? Aliás, tu acha que existe algum trabalho sem momentos de desprazer?
Acho que você está supondo coisas. Não me recordo em dizer que trabalho é um mar de flores e que só deve fazer o que gosta. Não é isso que estou querendo passar. Se deu a entender desta forma, erro meu. No ponto em que vc me citou eu estou falando em satisfação pessoal. Entregar algo a mais. Melhor do que o cliente espera.

Citar
Vou ter que discordar denovo, Lee..  :fight:
A gente tem que parar de achar que o cliente é otário, que não tem capacidade de avaliar o trabalho e perceber o que não está bem feito. Eu acho que o mercado elimina os ruins aos poucos. Mas se o cara tá no mercado há algum tempo, cheio de trabalho, agenda cheia. E mesmo assim a "comunidade fotográfica" acha que o cara tem um trabalho ruim. Há algo errado aí.. De uma forma geral o cliente não entende as minúcias da fotografia. Mas aí eu te pergunto: Até que ponto isso realmente interessa pra quem vende a fotografia pro público geral? Qual o real objetivo desse fotógrafo? Eu acredito que não dá pra querer que um fotógrafo de eventos seja 100% capaz de fazer fotos de moda e vice-versa. Ou querer que um sujeito que a vida inteira fez fotos em estúdio seja capaz de fazer uma capa na National Geographic.  Entende onde quero chegar? No final das contas, seja lá ou cá, se o cliente está satisfeito, o trabalho foi bem feito.

Aí é você que está falando. Eu jamais quis dar a entender que cliente é otário. Muito menos que TODOS os clientes sejam pouco capacitados para assimilar uma boa fotografia. Veja bem: Eu não trabalho com fotografia tbm. Eu sou arquiteto e meu trabalho principal são projetos arquitetônicos. Nas horas vagas sou fotógrafo, ilustrador, film-maker e designer... Passei a vida inteira em diversos meios artísticos. Eu estou na posição de cliente apesar de ter feito um ou outro freelancer de fotografia (como vc). Até tenho umas fotografias fineart no meu site para para vender como peças decorativas e fica por isso mesmo.
Expliquei tudo isso pra te dizer que não é um argumento aleatório de um zézinho (com uma boa dose de achismo) e nem é algum tipo de preconceito meu com clientes (aindal eu sou um cliente em potencial nesse meio). Na realidade o que mais percebo, num contexto mais amplo, é que existem muitos fotógrafos profissionais medíocres fazendo trabalhos medíocres. O mercado nacional parece ser um reflexo disso aparentemente. É um consenso entre meus amigos (artistas, arquitetos, pintores e fotógrafos) que pouca gente aqui no Brasil tem apreço pela cultura, pela arte... só ver como o nosso cinema nacional ainda é pobrinha, museus e galerias com pouquíssimos frequentadores... e educação artística nas escolas é uma piada. Esse é o nível cultural médio da nossa sociedade. Enfim... Quando eu digo que acontece direto da boa parte das pessoas acharem qualquer foto um pouquinho acima da média, bonita, é realmente o que acontece por aí. Você depara com isso quase todos os dias.

Citar
Claro que sim!!! Hora bolas, o gosto é totalmente ligado a avaliação!?! A gente pode ver o mesmo filme e eu adorar enquanto você odiou. Isso não quer dizer que o filme é mais ou menos!!! E não importa se é um filme de Hitchcock ou Kubrick. Dá pra gostar e desgostar. Aliás eu costumo odiar os filmes ganhadores de Globo de Ouro e outros.. Limitação minha? Talvez. Mas pros caras que fazem o cinema, a opinião do público geral conta mais..
E a gente mesmo acaba por mudar os gostos com o passar do tempo.. Não que isso desqualifique o que já foi feito, mas simplesmente por que, como tu mesmo disseste, há uma evolução natural. Que acredito que vá além da melhora técnica. Que seja uma evolução e mudança de percepção as coisas...

Não acho que o fotógrafo deva se acomodar só por que os trabalhos estão acontecendo.. Não é isso. Mas acho que há um abismo entre fazer a fotografia artisticamente e comercialmente. Quando se consegue combinar os dois, vemos os poucos iluminados - em qualquer área. No grande balaio do mercado o que eu vejo é um monte de trabalhos meio parecidos, seguindo tendências e modismos que nem sempre gosto. Mas que provavelmente estão sendo feitos por solicitação dos clientes (tendência de mercado, sabe).

Mas, como eu disse lá no começo, acho que minha avaliação sobre isso é superficial. O meu sapato nunca apertou dependendo somente da fotografia..

Escrevi um mega texto mas não estou conseguindo raciocinar agora. São 1:45 da manhã  :hysterical:

Há uma mistura entre qualidade com estilo. Virou uma gororoba ao falar sobre gostos. Ficou muito misturado pra explicar bem a idéia. A princípio qualidade é algo mensurável e qualificável. Qualquer trabalho está sujeito a baixa ou alta qualidade. Aí na discussão vc mistura sobre diferentes estilos para avaliar os gostos então fica complexo.

Resumindo: Não concordo. Temos opiniões divergentes e fica por isso mesmo. Nessa questão cada tem a sua opinião e respeito isso.

Citar
Eu acho que os clientes mudaram em todas as áreas. Na minha por exemplo (veterinária), houve uma mudança brutal. Primeiro que os pets hoje tem outro espaço na vida das famílias. E muitos clientes, quando chegam na minha clínica, já deram uma boa pesquisada no mercado e têm até noções de quais procedimentos, exames e diagnósticos devem ser adotados. Isso é muito louco. Como falei anteriormente, o mercado vai selecionando os bons aos poucos. DESCULPE AÍ O OFF TOPIC :hysterical:
 
Tô adorando esse tópico. Um assunto realmente pertinente, Lee.. :clap:

A discussão ta boa mesmo :D

O mercado de fotografia não parece ter mudado. Como falei lá atrás pessoal tem preguiça quando o assunto é cultura. Quando o assunto é arte. É para poucos mesmo.

A área de arte, design, fotografia, música, cinema, teatro, etc ainda sofrem muito com a ignorância do "consumidor".
« Última modificação: 24 de Junho de 2016, 01:58:09 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.040
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #23 Online: 24 de Junho de 2016, 07:50:55
A área de arte, design, fotografia, música, cinema, teatro, etc ainda sofrem muito com a ignorância do "consumidor".

O pior é a ignorância dos cultos.

Nego se acha o "bambambam", "falam pelos cotovelos", mas não tem coragem de postar suas fotos aqui no fórum, chega a postar foto de outros quando quer dar algum exemplo. Esse sim é ignorante.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.524
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #24 Online: 24 de Junho de 2016, 08:02:44
Para quem trabalha comercialmente o compromisso eh com o cliente, seja a qualidade boa ou ruim. O maximo que vc pode fazer eh tentar buscar trabalhar para clientes que demandem qualidade.

Nao se pode exigir resultados artisticos de trabalhos comerciais. Trabalho comercial, por mais que busque imitar,simular ou se inspirar no mundo das artes, eh mero trabalho comercial. Ou seja, atender a espectativa do cliente.

Cliente nao quer arte, cliente quer o que esta na moda, o que esta nas propagandas e nos demais produdos comerciais.

Por um lado vc pode fazer um trabalho nao tao bom ao qual seus clientes gostem mas seus colegas fotografos nao gostem. Por outro lado vc pode fazer um trabalho mais artistico em que nem seus clientes e nem seus colegas fotografos gostem.

No final das contas, quem paga as suas contas? Seus clientes ou seus amigos fotografos?
Se nao for nenhum dos dois, ai sim vc esta livre para buscar sua qualidade artistica sem compromisso com ninguem.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.524
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #25 Online: 24 de Junho de 2016, 08:26:44
O que eu quie dizer e acabei nao dizendo, eh que nem toda foto foi feita ou deve ter qualidade artistica ou tecnica.

Aconteceu comigo algumas vezes de postar uma foto casual no meu Facebook, fotos dos bastidores do meu processo fotografico ou algo que vi na rua. E aparece alguem comentando na foto "bela composicao" (em que a composicao estava uma merda) ou "que foto linda",  como se fosse uma foto  com intencoes artisticas. So pq me veem como fotografo achan que qualquer foto que eu faca tem intencoes de ser obra de arte.


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.084
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #26 Online: 24 de Junho de 2016, 09:09:28
Ótima colocação CROIX.
Essa é, no final das contas, a essência do que eu acredito ser a resposta para a pergunta do título do tópico.
É absolutamente necessário separarmos a arte fotográfica do serviço de fotografia (para o público geral). Tecnicamente falando, os fotógrafos são melhores avaliadores. Mas comercialmente, acho que os clientes são o parâmetro final.


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.575
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #27 Online: 24 de Junho de 2016, 09:53:51
Tirado de outro tópico:
Eu hoje penso neste ser mitológico aqui:


Ele tem um corpo de cavalo, que serve basicamente pra carregar peso. Trabalho pesado e repetitivo. Aquilo que gente sonhadora normalmente não gosta de fazer.

E tem uma cabeça humana, pra pensar, imaginar, sonhar, etc. E principalmente pra decidir onde a parte-cavalo vai. Se a parte-humana não decide pra onde vai, quem assume é a parte-cavalo. E essa não escolhe muito pra onde vai. Como também não existe sucesso com uma parte-humana hiper desenvolvida, mas que não consegue carregar carga alguma.

Acho que não há sucesso sem equilíbrio entre a parte-cavalo e a parte-humana.


J.Quintão

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 137
  • Sexo: Masculino
    • Site
Resposta #28 Online: 24 de Junho de 2016, 09:57:19
Para quem trabalha comercialmente o compromisso eh com o cliente, seja a qualidade boa ou ruim. O maximo que vc pode fazer eh tentar buscar trabalhar para clientes que demandem qualidade.

Nao se pode exigir resultados artisticos de trabalhos comerciais. Trabalho comercial, por mais que busque imitar,simular ou se inspirar no mundo das artes, eh mero trabalho comercial. Ou seja, atender a espectativa do cliente.

Cliente nao quer arte, cliente quer o que esta na moda, o que esta nas propagandas e nos demais produdos comerciais.

Por um lado vc pode fazer um trabalho nao tao bom ao qual seus clientes gostem mas seus colegas fotografos nao gostem. Por outro lado vc pode fazer um trabalho mais artistico em que nem seus clientes e nem seus colegas fotografos gostem.

No final das contas, quem paga as suas contas? Seus clientes ou seus amigos fotografos?
Se nao for nenhum dos dois, ai sim vc esta livre para buscar sua qualidade artistica sem compromisso com ninguem.

No final das contas, CROIX tem razão!
Jonathan Quintão | T4i + 18-55mm + 50mm 1.4


Brupikk

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.423
  • Sexo: Masculino
    • Piccoli Fotografia
Resposta #29 Online: 24 de Junho de 2016, 11:49:18
o Rafael Karelisky é um cara fora do "padrão", mesmo fotografando casamentos para seus clientes, ele faz do jeito dele, e quem se identifica contrata ele.

Um exemplo de casamento registrado por ele:
http://www.rafaelkarelisky.com.br/fotografia-de-casamento-sp-mendoza-destination-argentina-dani/


« Última modificação: 24 de Junho de 2016, 11:49:34 por Brupikk »
Bruno Piccoli
http://piccolifotografia.com
http://instagram.com/piccoli.fotografia
https://www.facebook.com/FotografiaPiccoli
Canon 6D + Canon 6D + Canon 6D + Canon 5D2 + 24-105mm f/4 + 70-200mm f/4 + 50mm f/1.8 + 35mm f/2.0 + 40mm f2.8