Autor Tópico: Ética profissional e pessoal  (Lida 2781 vezes)

lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.815
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #45 Online: 01 de Julho de 2016, 20:29:54
Existe uma diferenca entre fotografar alguem e fotografar uma campanha par alguem, ao qual eu me referi.

Por exemplo.
Eu nao me importo em fazer um servico para um racista, para uma feminista que fala que todos os homens nao prestam, para um ex-detento por estrupo, para um ex-traficante, para um lider politico extremamente radical seja de direita ou esquerda. Se me chamarem para fazer retratos, fotos de familia, casamento, etc, eu prestaria o servico igualmente como qualquer outro cliente. A intolerancia do outro, por mais de eu nao goste da intolerancia dele, nao me torna intolerante. A segregacao do outro nao me torna segregador, etc.

Mas se um racista me contacta para fotografar uma campanha que promove racismo, por exemplo, ai ja eh outra historia pq eu nao quero colaborar ou fazer parte de tal campanha.

Mas se eu dependo do trabalho da campanha para pagar meu aluguel no final do mes. Nesse caso eu diria "trabalho eh trabalho".

Eu ja trabalhei em muitas empresas e em diversas funcoes. E ja fui obrigado a fazer muita coisa que eu era 100% contra, para sobreviver financeiramente. Muitas dessas empresas possuem clientes muito fieis que tem uma confianca inabalavel na marca, pq confundem o mundo da propaganda e publicidade com a vida real. Infelizmente.

explicação bacana  :ok: Concordo
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com