Autor Tópico: Duvidas sobre revelação filme color vencido em minilab C41  (Lida 636 vezes)

ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Online: 07 de Julho de 2016, 11:02:23
Bom dia amigos,

entrei hoje no fórum para me atualizar em relação as técnicas fotográficas consideradas obsoletas (rsrs). De certa forma não tive sucesso no passado com a arte da fotografia por não haver uma ferramenta como a internet para consolidar o conhecimento. mesmo assim, tem coisas que não consigo encontrar com uma simples googlada, porisso venho pedir auxilio ao grupo.

Adquiri um enrolador de filme que veio com um filme pra lá de vencido. Inseri na câmera e sai fotografando. Ao final levei o filme no minilab e não saiu absolutamente nada. Assumi que se tratava de um filme negativo colorido asa 100. na segunda tentativa, fiz uma sequencia de várias exposições no rolo e o melhor resultado se deu a uma exposição de 1/2" x 5.6, em uma iluminação que o fotômetro indicava 1/125 x 5.6 o que confere algo em torno de iso 2 ao filme.

Acontece que após a revelação a impressão que tenho é que a emulsão fotografica está "fraca", meio lavada. Mesmo sob forte luz o que resta é uma imagem fraca na pelicula que muito mal o scanner reconhece.

Minha duvida é a respeito do que fazer para aumentar o contraste do negativo? ou será que não tem nada a ver com a revelação em si e o problema estaria na tinta que não fixa na pelicula?

https://www.flickr.com/photos/67859636@N00/28151111835/in/dateposted-public/

aspecto do negativo, inclusive mostra sensibilidade a luz, já que escurece sob a luz do sol e flash
https://www.flickr.com/photos/67859636@N00/27869746820/in/dateposted-public/

negativo após a revelação no mililab (ficou fora de foco) mas da pra perceber o efeito ao qual me refiro
https://www.flickr.com/photos/67859636@N00/27535780673/in/dateposted-public/

negativo normal (pro image), bem contrastado revelado no mesmo minilab.
« Última modificação: 07 de Julho de 2016, 11:05:16 por ps7jn »


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.386
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #1 Online: 07 de Julho de 2016, 11:14:47
Isso é típico de filme vencido armazenado em temperatura ambiente. Pode tentar pedir para o minilab "puxar" o filme para asa 400 ou 800 (2 ou 3 pontos), se eles aceitarem fazer isso.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #2 Online: 07 de Julho de 2016, 11:24:32
Isso é típico de filme vencido armazenado em temperatura ambiente. Pode tentar pedir para o minilab "puxar" o filme para asa 400 ou 800 (2 ou 3 pontos), se eles aceitarem fazer isso.

estava imaginando que seria isso, ou simplesmente chegar lá e dizer que é um filme asa 800 (ou 1600)


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.386
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #3 Online: 07 de Julho de 2016, 11:31:20
VocÊ tem que pedir para "puxar" 2 ou 3 pontos
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.957
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 07 de Julho de 2016, 14:31:09
Isso é típico de filme vencido armazenado em temperatura ambiente. Pode tentar pedir para o minilab "puxar" o filme para asa 400 ou 800 (2 ou 3 pontos), se eles aceitarem fazer isso.

Acho que os minilabs de hoje não vão querer fazer isso, por dois motivos:

1 - Muitos operadores nem sabem o que é puxar o ISO do filme;

2 - As máquinas são automáticas, ainda que o operador saiba fazer isso, ele iria ter que parar a produção toda, só pra puxar um filme. Fora que o risco de dar zica é maior que se fosse um lab manual.


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #5 Online: 07 de Julho de 2016, 15:23:24
Acho que os minilabs de hoje não vão querer fazer isso, por dois motivos:

1 - Muitos operadores nem sabem o que é puxar o ISO do filme;

2 - As máquinas são automáticas, ainda que o operador saiba fazer isso, ele iria ter que parar a produção toda, só pra puxar um filme. Fora que o risco de dar zica é maior que se fosse um lab manual.

por sorte encontrei alguns laboratorios do tipo "fazemos qualquer negocio", eles precisam fazer o maquinário funcionar de vez enquando para não estragar o equipamento. Um deles sou cliente ja fazem mais de 20 anos e eles estavam para jogar fora a maquina quando houve uma repentina procura por revelação em filme, muito eu creio que por conta da "moda" da lomografia. Mesmo assim, o mercado de revelação anda meio parado e se um lab não aceitar fazer a revelação, vai ter outro que aceita e cobrando mais barato.

Um deles inclusive aceitou receber os filmes pelo correio e enviar as fotos escaneadas em CD/DVD junto com o negativo e por um preço compensador.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.957
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 07 de Julho de 2016, 21:21:06
por sorte encontrei alguns laboratorios do tipo "fazemos qualquer negocio", eles precisam fazer o maquinário funcionar de vez enquando para não estragar o equipamento. Um deles sou cliente ja fazem mais de 20 anos e eles estavam para jogar fora a maquina quando houve uma repentina procura por revelação em filme, muito eu creio que por conta da "moda" da lomografia. Mesmo assim, o mercado de revelação anda meio parado e se um lab não aceitar fazer a revelação, vai ter outro que aceita e cobrando mais barato.

Um deles inclusive aceitou receber os filmes pelo correio e enviar as fotos escaneadas em CD/DVD junto com o negativo e por um preço compensador.

Pô, que legal!

Se tem quem faça, é uma idéia boa! E realmente, máquina parada estraga, rsrsrs... Se os caras têm esse tempo e se dispõem a fazer, tem que aproveitar!

Saudade dos meus tempos de operador de laboratório...

Eu puxei muito cromo e preto-e-branco, pros clientes mais chegados...
Era muito comum.
Mas nos minilabs, não tínhamos tempo pra fazer, pois era uma rede de alto fluxo, eram quatro filiais, pra um lab central, usávamos minilab Fuji, tinhamos duas impressoras, uma PP 728v, uma PP 401b, e duas FP 230b... Eita saudade daquele tempo! Era uma loucura, fim de ano a gente atravessava as madrugadas fazendo copião e foto profissional dos nossos eventos, porque não dava pra parar o serviço dos clientes!

Dessas quatro lojas, três eram no mesmo quarteirão, uma em cada esquina! Movimento forte, era muito filme revelado, muito foto impressa, nossa!

Lembro quando começou a migração pra digital, meu chefe chegou a experimentar uma daquelas máscaras, pas PQP, que troço ruim!
A vida só ficou boa de novo, quando veio a Frontier 330! :) Baita maquina!


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #7 Online: 08 de Julho de 2016, 11:15:52
Legal Mike, minilab é quase uma ciencia!. Eu sei que uma coisa é ter algo como um hobby e outra é trabalhar com esse algo. outra coisa ainda é ter o hobby como trabalho. Soube (de ouvir dizer) de um entusiasta pela fotografia que montou seu proprio minilab com madeira e fibra de vidro para revelar fotos coloridas. ai me veio a questão: é possivel revelar em C41 usando o tanque de revelação comum?
« Última modificação: 08 de Julho de 2016, 11:16:31 por ps7jn »


Émerson Fraga

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 40
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Freelancer
Resposta #8 Online: 13 de Julho de 2016, 10:27:25
Olá, bom dia.
Sou da geração da fotografia digital, peguei o filme já bem na  sua decadência, porém quando me tornei profissional comecei a pesquisar e fotografar com filme por hobby.
Eu já fotografei com filme alguns anos vencidos e o resultado foram fotos bem desaturadas, muitas puxaram para algum dos tons, geralmente verde ou azul.
O que já li sobre o assunto fala que quanto maior o tempo de vencimento, menor será a qualidade da cor que o negativo entregará, devido ao envelhecimento da emulsão. Se os negativos já estão vencidos há muitos anos, realmente não há muito o que fazer (até o que sei). Negativos preto e branco tendem a resistir muito mais a essa degradação do envelhecimento.
Puxar o filme resolve, mas isso precisa ser feito na câmera, afim de aumentar o contraste provocado pela técnica da puxada. Se pedir para fazer isso no lab, ao que entendo, receberá fotos estouradas, pois se fotografou em ISO 400 e revelou em 800, ela estará 1 ponto superexposta. Mas se fotografar com um filme de ISO nativo 400 puxado para ISO 800, vai ter uma puxada de um ponto, revelando como ISO 800, terá mais contraste.
Não tenho plena certeza do que estou falando, mas ao que lembro, teoricamente é isso. Se alguém tem experiência no assunto, peço desculpas se falei qualquer bobagem.
Sugiro procurar o site queimandofilme.com, nele aprendi muito sobre fotografia analógica.


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.865
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #9 Online: 13 de Julho de 2016, 10:34:15
É difícil uma puxada de 01 ponto ou 2 estourar os brancos no filme.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Émerson Fraga

  • Trade Count: (1)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 40
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Freelancer
Resposta #10 Online: 13 de Julho de 2016, 13:03:11
Vangelismm, realmente em um filme "normal" não deve estourar com uma puxada de 1 ponto, mas se tratando de um filme vencido, nenhum parâmetro normal vale, é realmente uma loteria, pelo menos foi para mim com alguns negativos coloridos que queimei.
Mas mesmo para um filme não vencido, puxar um ponto pode não estourar os brancos mas pode lavar um pouco as cores (caso tenha sido fotometrado corretamente), depende muito da latitude de cada filme, num cromo isso é incogitável.
Puxar filme é um recurso importante, porém em ISOs extremos, como menos de 100 ou mais de 800 é sempre mais complicado, uma vez que eles possuem uma latitude menor.