Autor Tópico: Transe fotográfico  (Lida 2527 vezes)

augustobt

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 956
  • Predador de Luz
Resposta #15 Online: 28 de Outubro de 2016, 11:04:45
Também entro na mesma vibe. Muitas vezes saio para fotografar com a mochila cheia de lentes e equipamento na costas e nem sinto, fico um dia inteiro apenas com uma garrafa de água e desligado do mundo, sem celular sem nada, apenas caminhando e explorando campos perto da onde moro. Que cansaço mais gratificante que surge depois, realmente a fotografia nos coloca em uma espécie de transe.

Mesmo que como o Lee falou o dia todo estamos observando a fotografia ocorrer com ou sem a câmera na mão, quando se sai com aquele objetivo em específico, algo muda.


fernandomaues

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.439
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Maués
    • Fernando Maués
Resposta #16 Online: 28 de Outubro de 2016, 11:05:22
Um cara, com nome impronunciável (talvez "Chizemihali"),  ‎Csikszentmihalyi, escreve e fala sobre isso, que ele chama de Flow e acontece com todo mundo, mas ele estuda em artistas e esportistas: um estado em que se entra quando se conjugam nossas habilidades, paixão e uma atividade estimulante na medida (se o desafio estiver abaixo de nossas habilidades, dá tédio; muito acima delas, frustração. Para ele, a atividade tem que desafiar nossas habilidades sem ser impossível.).

Há um monte de coisas dele na net se se interessarem, desde livros em PDF (busquem Finding Flow) até palestras TED:  ‎https://www.ted.com/talks/mihaly_csikszentmihalyi_on_flow

Um rolo de filme para quem pronunciar direito e aprender a escrever rápido, sem pensar:  ‎Csikszentmihalyi  haha


SCCOPO

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 93
  • Sexo: Masculino
  • Joirnalista e Fotógrafo na SCCOPO Fotografia
Resposta #17 Online: 28 de Outubro de 2016, 13:15:44
Eu já tive sensações parecidas e concordo com isso.

Faço jornalismo e, em 2013, comecei a fazer algumas coberturas das manifestações de rua para a faculdade.
Primeiro ponto é que provavelmente não iria aos protestos sem essa motivação de fotografar os acontecimentos.
Segundo, é que com a câmera em mãos eu perdia praticamente todo o medo de ficar na linha de frente ir até os policiais e blackblocs da vida.

E em outras situações como voar de parapente ficou mais nítida essa sensação. Sem a câmera o frio na barriga era gigante, com a câmera não tinha medo nem de que arrebentassem as cordas e a gente caísse lá de cima.

Nos dois casos a adrenalina pegava forte. E a fotografia me tirava um pouco do meu corpo e me fazia perder o medo  :fight: , talvez me deixasse até um pouco  irresponsável  8-).

2 D750 + 24-120 f4 + 50mm f1.8 + 70-300mm + Godox tt685n
Backup D5100 + 18-35mm f1.8 + 55-200mm


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.809
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #18 Online: 28 de Outubro de 2016, 13:33:38
Como o assunto em comum por aqui é fotografia, claro que está relacionado, mas creio que esse tipo de comportamento está diretamente ligado a fazer algo que gostamos, mesmo que profissionalmente.

Fiquei feliz ao ler tudo que foi escrito nesse tópico, percebi que não sou só eu o fora da casinha  :).

Não como, não urino, não durmo, não descanso, não paro, não falo - nem sequer percebo as coisas ao meu redor.
Quem fotografa comigo já sabe que estará sozinho, pois me desligo absurdamente de tudo, e realmente o tempo passa muito rápido.

Um dia comentando com um conhecido que ao fotografar paisagens no amanhecer gosto de aproveitar desde a madrugada - noite ainda - e por isso preciso acordar no mais tardar as 4h mesmo no inverno em que o sol só surge depois das 7h, ele quis me tirar um sarro, perguntando pra que tão cedo?
Mal sabe ele que não faço 5 fotos decentes nesse tempo.... :ponder:

E com isso tudo um coisa eu aprendi: Se vc vai fotografar não leve ninguém junto que não esteja na mesma sintonia e vontade, prq pros outros esse transe é um saco!

esse negócio de ir acompanhado é verdade.

Já abandonei várias vezes meu grupo em viagens pra tirar foto sozinho.

Impossível acompanhado.
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 863
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Resposta #19 Online: 28 de Outubro de 2016, 15:10:25
Lembro quando começou isso em mim, talvez tenha sido no Machu Picchu, eu tava viajando sozinho, encontrei um grupo de brasileiros na trilha pra cidade sagrada, e fechamos um guia por lá, num grupo só de BRS , comecei a fotografar e me perdi do grupo, e nem fiz questão de achar e procura-los,  fiquei horas e horas andando ali, talvez tenha sido quando começou a minha obsessão pela fotografia.
Isso eu só tinha uma câmera da sony super zoom, q me limitava ao extremo com a qualidade e o foco das fotos, mas que me fez despertar algo que ja tinha dentro de mim.



xande_mike

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 112
  • Sexo: Masculino
    • Alexandre Assis Fotografia
Resposta #20 Online: 28 de Outubro de 2016, 22:28:56
Engraçado que bem no começo quando fotografava mais street e paisagens pela rua eu não me sentia bem, não me soltava, não conseguia focar naquilo q estava fazendo. Mas por uma questão de segurança e medo de ser roubado rsrsrsrs
Canon 6D, EF 70-200 2.8 L, EF 50mm 1.4, EF 85mm 1.8 "Todo retrato é um auto retrato."
www.instagram.com/xandeassis_
www.500px.com/xandeassis
www.xandeassis.com.br
https://www.flickr.com/photos/xande_mike/


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.143
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #21 Online: 29 de Outubro de 2016, 10:42:33
Engraçado que bem no começo quando fotografava mais street e paisagens pela rua eu não me sentia bem, não me soltava, não conseguia focar naquilo q estava fazendo. Mas por uma questão de segurança e medo de ser roubado rsrsrsrs

Não sou adepto desse tipo de foto, e acho que por isso eu tbm ficaria distraído.

A uns anos eu participei de um workshop de foto de natureza ( coisa que gosto e faço - sozinho ) e lá havia inúmeras pessoas, e confesso que demorou até eu conseguir me concentrar e entrar no tal transe.

Mas acho que é realmente questão de se acostumar.


banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 863
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Resposta #22 Online: 31 de Outubro de 2016, 01:41:01
Por coincidencia ou não, acabei de assistir um filme Before sunset, e tem um diálogo que a moça fala justamente isso, que tem um namorado que é foto jornalista de guerra, e tem vez q ele entra num transe, como na vez q viu um sem teto e foi ajeitar a gola dele pra tirar a foto, como se fosse normal.

Estranho ver um negócio que veio da minha cabeça e que eu nunca tinha ouvido falar sobre, num filme rs


cybercoy

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 34
Resposta #23 Online: 31 de Outubro de 2016, 07:37:18
Realmente o transe tem que ser sozinho, infelizmente a maioria dos passeios é em família e não rola ficar sozinho. Sempre fico tachado de chato, que as vezes fica 30m tirando foto de uma flor apenas. Ja rolou varios estresses com a patroa devido ao transe.

Enviado de meu SM-G925I usando Tapatalk



C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #24 Online: 31 de Outubro de 2016, 08:48:05
Eh basicamente entrar em um estado meditativo, onde a sua atencao esta completamente vontado em algo e nada mais passa pela sua cabeca.


felipemendes

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.612
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #25 Online: 31 de Outubro de 2016, 12:16:24
Psicologia explica este transe:
https://en.wikipedia.org/wiki/Flow_(psychology)

Não só em fotografia, mas em tudo aquilo que a gente faz bem, e gosta de fazer.


banzai

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 863
  • Tentando capturar o mundo de uma forma diferente
Resposta #26 Online: 31 de Outubro de 2016, 12:52:11
Psicologia explica este transe:
https://en.wikipedia.org/wiki/Flow_(psychology)

Não só em fotografia, mas em tudo aquilo que a gente faz bem, e gosta de fazer.
Massa esse artigo, realmente existe em tudo, mas com a fotografia eu não tinha idéia de q acontecia. Ja tive bastante ouvindo o próprio trance (psy trance) em festas, mas com a fotografia é algo bem mais forte e natural comigo.