Autor Tópico: Picture Style influencia em fotos Raw?  (Lida 4498 vezes)

Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.015
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #30 Online: 12 de Setembro de 2017, 15:47:20
mas no caso do Liveview na DSLR já é uma emulação do que é RAW após ter sido interpretado pela câmera. acho que só uma Mirrorless seria mais fiel no Liveview.
Ou também não?  :shock:

To falando especificamente do histograma, que pode apresentar "estouros" nas altas luzes quando efetivamente no RAW isso não aconteceu.


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.788
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #31 Online: 12 de Setembro de 2017, 15:54:23
Histograma do RAW é um sonho antigo.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.006
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #32 Online: 12 de Setembro de 2017, 16:12:52
Ou seja: Se vc fotografa em RAW não tem sentido aplicar esses automatismos que podem na real prejudicar o resultado.

Já percebi que mesmo trabalhando sem qualquer modificador ( as vezes nem o black frame ) alguns resultados apresentados no LCD com o histograma, aparecem com perdas, que depois no Lr, através do RAW, elas não estão lá no arquivo.

Perfeito! Na prática pode-se dizer que, a partir do histograma do JPEG, tem talvez 1/2 ponto de margem nas altas e bem mais, talvez uns 3 pontos de margem nas sombras.

mas no caso do Liveview na DSLR já é uma emulação do que é RAW após ter sido interpretado pela câmera. acho que só uma Mirrorless seria mais fiel no Liveview.
Ou também não?  :shock:

Em todos esses casos a imagem vista - LCD ou mirrorless - é um JPEG on-line a partir do RAW. E o histograma é desse JPEG.

To falando especificamente do histograma, que pode apresentar "estouros" nas altas luzes quando efetivamente no RAW isso não aconteceu.

Perfeito! Ou o inverso - achar que tem folga e na prática estourou.

Histograma do RAW é um sonho antigo.

Na verdade acho que o sonho correto seria um JPEG menos limitado, que botasse na tela o alcance dinâmico do RAW. Aí eu teria um histograma do RAW, a partir do seu JPEG. Percebo que na minha Fuji X100 o JPEG é bem mais "ousado" do que nas minhas Canon D-SLR.
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
You Tube: www.youtube.com/user/waldyrgoneto


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.006
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #33 Online: 12 de Setembro de 2017, 16:19:45
E a forma de deixar o histograma ainda mais preciso é anulando o white balance da câmera, deixando a leitura da luz multiplicada por 1 nas três cores. É o "uni white balance". Eu já usei um tempo mas achei chato demais ficar vendo as fotos verdes até tirar da câmera.

Aqui algumas infos: http://www.martinzimelka.com/homepage/Blog/Entries/2012/6/23_Uni-WB_Why_and_How.html
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
You Tube: www.youtube.com/user/waldyrgoneto


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.015
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #34 Online: 12 de Setembro de 2017, 16:50:23
E a forma de deixar o histograma ainda mais preciso é anulando o white balance da câmera, deixando a leitura da luz multiplicada por 1 nas três cores. É o "uni white balance". Eu já usei um tempo mas achei chato demais ficar vendo as fotos verdes até tirar da câmera.

Aqui algumas infos: http://www.martinzimelka.com/homepage/Blog/Entries/2012/6/23_Uni-WB_Why_and_How.html

Interessante, nunca tinha ouvido falar nessa técnica.

Eu costumo sempre expor para a direita cuidando para não furar os brancos, justamente pelo que comentasses de estar se enganando pela informação apresentada, e mesmo não atingindo uma exposição tamanha para isso nunca senti que estivesse perdendo informação nas sombras, a não ser em situações complicadas que ai já parto logo pro BKT.

Uma coisa é certa: Histograma, mesmo não sendo preciso, é o caminho certo.
Quem se baseia pela tela corre grande risco, a não ser que não tenha tempo pra conferir isso.



fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.478
  • Sexo: Masculino
Resposta #35 Online: 12 de Setembro de 2017, 16:58:41
Na verdade acho que o sonho correto seria um JPEG menos limitado, que botasse na tela o alcance dinâmico do RAW. Aí eu teria um histograma do RAW, a partir do seu JPEG. Percebo que na minha Fuji X100 o JPEG é bem mais "ousado" do que nas minhas Canon D-SLR.

mas em relação ao tamanho não seria maior? se o JPG tem um alcance dinâmico ele estaria comportando mais dados e consequentemente ficaria com arquivo maior?
D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.478
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 12 de Setembro de 2017, 17:04:37
Uma coisa é certa: Histograma, mesmo não sendo preciso, é o caminho certo.
Quem se baseia pela tela corre grande risco, a não ser que não tenha tempo pra conferir isso.

Interessante mas me deixou com uma dúvida.
O Histograma é só no Liveview certo? no caso das DSLRs qual seria o motivo de usar a tela na grande parte das vezes? ou seu comentário foi mais geral DSLR, Mirrorless, Compactas Premium?
D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.015
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #37 Online: 12 de Setembro de 2017, 17:35:42
Interessante mas me deixou com uma dúvida.
O Histograma é só no Liveview certo? no caso das DSLRs qual seria o motivo de usar a tela na grande parte das vezes? ou seu comentário foi mais geral DSLR, Mirrorless, Compactas Premium?

Não precisa ser no live view, vc não vê o histograma antes da foto, o histograma aparece ao lado da foto quando a mesma aparece no review, logo depois do clique.

Vc fotografa normal, usando o viewfinder, e ao conferir a foto no LCD deixe ativado as infomações do histograma para que apareçam junto com a foto, pois como comentamos confiar no aspecto com que a imagem aparece é um grande equivoco.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.478
  • Sexo: Masculino
Resposta #38 Online: 12 de Setembro de 2017, 19:37:53
Bem interessante este tópico. Resumiu o assunto em poucas páginas.

Sugestão se os colegas concordarem, algum moderador podia mudar o nome do tópico para:

Picture Style (Canon) ou Picture Control (Nikon) influencia / altera o Raw?

Pois os nomes diferentes são a mesma coisa. E é interessante centralizar tudo penso eu... O que acham?

« Última modificação: 12 de Setembro de 2017, 19:38:52 por fabianob »
D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.006
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #39 Online: 12 de Setembro de 2017, 19:39:32
Interessante, nunca tinha ouvido falar nessa técnica.

Eu costumo sempre expor para a direita cuidando para não furar os brancos, justamente pelo que comentasses de estar se enganando pela informação apresentada, e mesmo não atingindo uma exposição tamanha para isso nunca senti que estivesse perdendo informação nas sombras, a não ser em situações complicadas que ai já parto logo pro BKT.

Uma coisa é certa: Histograma, mesmo não sendo preciso, é o caminho certo.
Quem se baseia pela tela corre grande risco, a não ser que não tenha tempo pra conferir isso.

Eu também não uso o uniWB. Uso o ETTR - Exposing to the Right, ou seja, empurrar o histograma pra direita até um pouquinho antes do estouro. Mas confiar no LCD é roubada mesmo. Tem que conferir o histograma. É bom também usar o alerta de estouro (quando o estouro pisca após fazer a foto).
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
You Tube: www.youtube.com/user/waldyrgoneto


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.006
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #40 Online: 12 de Setembro de 2017, 19:40:47
mas em relação ao tamanho não seria maior? se o JPG tem um alcance dinâmico ele estaria comportando mais dados e consequentemente ficaria com arquivo maior?

Acho que não, ele só teria mais informação na região das sombras. Mas isso não aumenta o arquivo.
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
You Tube: www.youtube.com/user/waldyrgoneto


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.006
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #41 Online: 12 de Setembro de 2017, 19:42:20
Não precisa ser no live view, vc não vê o histograma antes da foto, o histograma aparece ao lado da foto quando a mesma aparece no review, logo depois do clique.

Vc fotografa normal, usando o viewfinder, e ao conferir a foto no LCD deixe ativado as infomações do histograma para que apareçam junto com a foto, pois como comentamos confiar no aspecto com que a imagem aparece é um grande equivoco.

Raphael, descobri que você usa Nikon...    :D   Nas Canon você vê o histograma antes de fazer a foto, no live view. Nas Sony e Fuji idem. Na Nikon só as mas recentes como a D750.
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
You Tube: www.youtube.com/user/waldyrgoneto


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.015
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #42 Online: 13 de Setembro de 2017, 10:31:26
Raphael, descobri que você usa Nikon...    :D   Nas Canon você vê o histograma antes de fazer a foto, no live view. Nas Sony e Fuji idem. Na Nikon só as mas recentes como a D750.

kkkk...pois é, estou no lado negro  :D

Mas bah, esse lance de mostrar o histograma antes do clique ai fica muito "mumuzinho".....huahuahua

 :ok: