Autor Tópico: Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...  (Lida 1333 vezes)

Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #14 Online: 03 de Agosto de 2017, 07:41:52
**Arrumando e organizando melhor a Hasselblad**
Hasselblad: 3 Padrões incompatíveis entre si, todas ótimas para estúdio e pouco recomendadas para campo (nos padrões de 2017) pela falta de um fotômetro matrix interno que cubra 100% da área do sensor (ver primeiro post do tópico sobre os padrões e os conceitos estúdio x campo)

1. Padrão V, descontinuado em 2013. É o das Hassel tradicionais lançadas em 1957.
- Sensor: Troca-se atrás, sem trocar de câmera. Vários modelos (backs) foram lançados (por mais de um fabricante). Existem desde CMOS à CCD, desde 22Mp à 80Mp, Os backs atuais são da Leaf. Aceita back de filme 120, faz fotos 6 x 6.
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: V
- Foco: Manual
- Fotômetro: (comprado à parte) Ponderado central e Spot, não tem matrix o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Hasselblad TTL (se for o modelo que aceita TTL)
- Lentes: Zeiss.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/500

2. Padrão H, lançado em 2002. Camera em linha: H6D
- Sensor: Atualmente são Sony CMOS 50Mp e 100 Mp. É a única camera digital em linha que aceita, também, filme (fotografa no padrão 645).
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Era para ser modular (trocar só o sensor atrás, diga-se: back digital e, manter a camera) mas, lançam mais versões de cameras do que de backs. Hoje se troca mais de câmera do que de back.
- Padrão de backs: H
- Padrão de lentes: H
- Foco: Automático de um ponto só mas, bem eficiente.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual).
- Lentes: Feitas pela Fuji, com o nome Hasselblad.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/800 e 1/2000.

3. Padrão X, lançado em 2016. Camera em linha: X1D
- Sensor: Sony CMOS 50Mp. (única Hasselblad que não troca o sensor)
Tamanho do sensor:
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: X
- Foco: Automático de contraste. Ótimo de dia a céu aberto. Complicado em lugar de pouca iluminação.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual). Padrão Nikon TTL (sem matrix que cubra 100% da área )
- Lentes: Feitas pela Nittoh, antiga Vivitar.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/2000.
« Última modificação: 03 de Agosto de 2017, 08:01:16 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #15 Online: 03 de Agosto de 2017, 08:14:16
:clap: :clap: :clap:
A decisão da troca de equipamentos desse nivel "M.F." fica mais complicada com tantos entraves.
A Pentax 645Z ainda é única que atende as expectativas de ISO alto (bem alto, com qualidade) e fotômetria de um fotografo que espere algo do mesmo nível das DSLR 35mm de estúdio/eventos profissionais (padrões de 2017).

Mas, ainda não atende:
- Os padrões de flash sync profissionais (só faz até 1/125 mas, para subir mais, pelo menos, tem HSS). Teria que ser, pelo menos 1/200.
- O foco, tem 27 pontos, 25 cross mas, todos ficam apenas, na area central. Bem central mesmo. (quanto mais longe do centro, mais complexo fica colocar os pontos de foco)
« Última modificação: 03 de Agosto de 2017, 08:15:42 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #16 Online: 03 de Agosto de 2017, 08:17:41
Sobre os ISOs:

Vale lembrar que as únicas cameras que fazem ISO 800 e acima, com qualidade, são as que usam CMOS.
« Última modificação: 03 de Agosto de 2017, 08:20:04 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #17 Online: 04 de Agosto de 2017, 14:52:42
A grande dificuldade de por fotômetros matrix  (que cubram 100% da área) nas câmeras que trocam o sensor atrás, está na diferença dos tamanhos dos sensores. Existem vários tamanhos deles.

Alinhar pontos de foco muito ao lado do central, apresentam o mesmo problema.

É por isso que, olhando nos posts acima, percebe-se que:

A solução de fotômetro, só existe na Fuji GFX, na Pentax 645Z e na Leica S (apesar da Leica querer manter só um ponto de foco, pois ela sempre trabalhou com lentes manuais e não tem grande tecnologia de autofoco. O dela apresenta muitas falhas, há mais de 5 anos, e teve recall este ano, mas as Leicas tem bons fotômetros há anos, são simples, como os da Leica S, mas tem.)

A solução do foco só existe na Fuji GFX,  na Pentax 645Z e no modelo X1D da Hasselblad X1D (apesar da Hassel ter tecnologia de foco superior a Leica e a Phase, eles ainda não tem solução do fotômetro, pois eles nunca desenvolveram um matrix)
« Última modificação: 04 de Agosto de 2017, 14:54:44 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.781
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 04 de Agosto de 2017, 18:21:36
A grande dificuldade de por fotômetros matrix  (que cubram 100% da área) nas câmeras que trocam o sensor atrás, está na diferença dos tamanhos dos sensores. Existem vários tamanhos deles.

Alinhar pontos de foco muito ao lado do central, apresentam o mesmo problema.

É por isso que, olhando nos posts acima, percebe-se que:

A solução de fotômetro, só existe na Fuji GFX, na Pentax 645Z e na Leica S (apesar da Leica querer manter só um ponto de foco, pois ela sempre trabalhou com lentes manuais e não tem grande tecnologia de autofoco. O dela apresenta muitas falhas, há mais de 5 anos, e teve recall este ano, mas as Leicas tem bons fotômetros há anos, são simples, como os da Leica S, mas tem.)

A solução do foco só existe na Fuji GFX,  na Pentax 645Z e no modelo X1D da Hasselblad X1D (apesar da Hassel ter tecnologia de foco superior a Leica e a Phase, eles ainda não tem solução do fotômetro, pois eles nunca desenvolveram um matrix)


A 1XD também tem fotômetro.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #19 Online: 04 de Agosto de 2017, 19:20:54

A 1XD também tem fotômetro.

Tá certo ! Eu deveria ter dito que ela não tem solução de fotômetro matrix que cubra 100% área, pois ela tem um ponderado central.
« Última modificação: 04 de Agosto de 2017, 19:22:04 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.731
  • #Fotógrafo da Rio 2016
Resposta #20 Online: 20 de Agosto de 2017, 23:43:10
Leica S: Pode ser usada em campo. Recomenda-se foco manual.
- Sensor: Kodak CCD 37.5Mp
- Levemente menor que Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: S
- Foco: Um ponto só e muito ruim. Após mais de 5 anos, o defeito foi reconhecido pela empresa e novas lentes serão feitas (antigos clientes terão direto a troca mas, a performance ainda é desconhecida)
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix de 5 segmentos
- Flash: Leica TTL
- Lentes: Leica
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) ou lentes Leica Leaf Shutter (central, dentro da lente). A 30mm e a 45mm chegam a 1/1000. As 35mm, 70mm, 120mm e 180mm chegam a 1/500.

Atualizando, após os recalls dos CCDs da Kodak, a Leica mudou o fornecedor de sensores (sem mudar de resolução).
Os sensores atuais são todos CMOS da CMOSIS (que era uma empresa belga, mas, atualmente, pertence a AMS que é austríaca).
« Última modificação: 20 de Agosto de 2017, 23:43:47 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo da "Rio 2016"