Autor Tópico: Fotografia Profissional: Fazer o que dá dinheiro ou o que você gosta?  (Lida 251 vezes)

Rodrigo R Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 7
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
"Fotografar pela grana ou fotografar o que eu gosto?"
Salvo em raras exceções, todo mundo que clica e tem isso como fonte de renda, acaba se fazendo essa pergunta em algum momento. Então eu resolvi falar um pouco sobre algumas formas de visualizar as coisas e se organizar pra que você consiga, ao menos, estar com um mindset legal e se direcionar pra obter o melhor desses dois mundos e continuar se encaminhando até que negócios e prazer se tornem com a maior precisão possível a mesma coisa.

E você, como faz pra administrar esse equilíbrio?

Alguém aqui conseguiu se manter clicando por muito tempo apenas pelo retorno financeiro ou até abandonou ou nunca pensou na fotografia como renda justamente por não querer fazer algo assim?


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.377
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #1 Online: 07 de Setembro de 2017, 06:46:59
Penso que tudo que se faz por dinheiro acaba se fazendo algo que nao gosta. Afinal das contas esta fazendo por dinheiro, pq se nao fosse o caso apenas nao faria.

Por outro lado nao, nao eh pq se esta ganhando dinheiro que significa que esteja fazendo por dinheiro. O dinheiro acaba sendo a consequencia e se aparecer algo que nao gosta simplesmente nao faz, pq o motivador nao eh o dinheiro mas somente o gosto em fazer.

A minha conclusao eh que se quer fazer fotografia focado em fazer apenas o que gosta, o melhor eh levar a fotografia como hobby e fazer servicos profissionais quando aparece a oportunidade de fazer o que gosta e se pago.

Ja se quer fotografar por dinheiro, obviamente tente fazer o que gosta mas inevitavelmente tera que fazer algumas coisas que nao gosta. Ate mesmo pq boa parte da vida profissional (no caso do profissional independente) nao eh fotografando ou tratando de fotos, mas sim cuidando do negocio, marketing, financas, etc, o que faz com que a pessoa tenha que ter mais gosto em ser empresario e administrar o proprio negocio antes mesmo da fotografia.


adrianojsmoreira

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 419
Resposta #2 Online: 09 de Setembro de 2017, 21:17:15
Bacana, Rodrigo!

Interessante chamar atenção para sazonalidade da fotografia. O inverno tá indo embora aqui no Rio, os ensaios externos devem voltar hehehe

Obs: parabéns pelo belo portfólio.

Abs


Rodrigo R Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 7
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #3 Online: 13 de Setembro de 2017, 00:10:45
Penso que tudo que se faz por dinheiro acaba se fazendo algo que nao gosta. Afinal das contas esta fazendo por dinheiro, pq se nao fosse o caso apenas nao faria.

Por outro lado nao, nao eh pq se esta ganhando dinheiro que significa que esteja fazendo por dinheiro. O dinheiro acaba sendo a consequencia e se aparecer algo que nao gosta simplesmente nao faz, pq o motivador nao eh o dinheiro mas somente o gosto em fazer.

A minha conclusao eh que se quer fazer fotografia focado em fazer apenas o que gosta, o melhor eh levar a fotografia como hobby e fazer servicos profissionais quando aparece a oportunidade de fazer o que gosta e se pago.

Ja se quer fotografar por dinheiro, obviamente tente fazer o que gosta mas inevitavelmente tera que fazer algumas coisas que nao gosta. Ate mesmo pq boa parte da vida profissional (no caso do profissional independente) nao eh fotografando ou tratando de fotos, mas sim cuidando do negocio, marketing, financas, etc, o que faz com que a pessoa tenha que ter mais gosto em ser empresario e administrar o proprio negocio antes mesmo da fotografia.

Cara, valeu pela resposta e por compartilhar sua visão. Inclusive, muito bem dito esse ponto sobre a parte administrativa. Realmente é importante ter em mente cobrar, emitir nota fiscal, saber quanto ganhou, custos em manutenção, equipamentos a serem trocados, etc.
E quem se enrola com essa parte (que é um pouco chata ao mesmo tempo em que é vital) acaba tendo ainda mais dificuldades pra seguir uma carreira fotográfica.

Bacana, Rodrigo!

Interessante chamar atenção para sazonalidade da fotografia. O inverno tá indo embora aqui no Rio, os ensaios externos devem voltar hehehe

Obs: parabéns pelo belo portfólio.

Abs

Fico feliz que tenha gostado do portfólio, valeu! haha
E, realmente, sazonalidade profissionalmente principalmente pra quem trabalha com ensaios e retratos é tudo. A diferença é muito grande. Ah, e também sou do RJ! ;)