Autor Tópico: O declínio da fotografia no Brasil?  (Lida 8982 vezes)

vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.822
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #45 Online: 30 de Novembro de 2017, 14:32:34
Será que a fotografia não foi sempre nicho ?

Derepente, um monte de curioso chegou...
Derepente, um monte de curioso se foi...

E a fotografia voltou a ser restrita, como sempre foi.


As pessoas em geral, não gostam de fotografia. Eles gostam de se exibir.

O Facebook permitiu que pessoas de todas classes, idades e padrões culturais se exibam de forma simples, prática e rápida.

Forums ajudam o aprendizado e a escolha de equipamentos mas, as pessoas, em geral,       não estão buscando conhecimento.




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Penso parecido.
A fotografia como hobby é um nicho.

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.487
  • Sexo: Masculino
Resposta #46 Online: 30 de Novembro de 2017, 15:52:28

As pessoas em geral, não gostam de fotografia. Eles gostam de se exibir.
O Facebook permitiu que pessoas de todas classes, idades e padrões culturais se exibam de forma simples, prática e rápida.

Juntando isso com o fato da fotografia apresentar uma curva inicial de aprendizado muito rápida e tá feito o estrago.
A gente vai do nada ao razoável em tempo recorde. A mãe pira.
Tem gente com 6 meses de experiência e já tá dando curso.
Agora notem a quantidade absurda de canais de youtube falando de fotografia. Uns até bem legais.

Anos atrás eu tive um funcionário que se dizia baixista. Um dia eu levei um baixo no escritório pra estudar na hora do almoço. O cara veio e falou, "também sou baixista". Ele gostou do som que eu tirava do baixo e perguntou se podia "dar uma palha". Pegou o baixo e deu umas notas, perguntou: "ué, porque você desligou os efeitos?"  Eu perguntei: "Que efeitos?"

ele falou, "o som tá completamente diferente".
Pois é. Leva uns 10 anos só pra tirar um som definido do instrumento. E depois começa o verdadeiro aprendizado.



« Última modificação: 30 de Novembro de 2017, 15:54:26 por Claudio Rombauer »


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.047
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #47 Online: 30 de Novembro de 2017, 16:19:44
Juntando isso com o fato da fotografia apresentar uma curva inicial de aprendizado muito rápida e tá feito o estrago.
A gente vai do nada ao razoável em tempo recorde. A mãe pira.
Tem gente com 6 meses de experiência e já tá dando curso.
Agora notem a quantidade absurda de canais de youtube falando de fotografia. Uns até bem legais.

Anos atrás eu tive um funcionário que se dizia baixista. Um dia eu levei um baixo no escritório pra estudar na hora do almoço. O cara veio e falou, "também sou baixista". Ele gostou do som que eu tirava do baixo e perguntou se podia "dar uma palha". Pegou o baixo e deu umas notas, perguntou: "ué, porque você desligou os efeitos?"  Eu perguntei: "Que efeitos?"

ele falou, "o som tá completamente diferente".
Pois é. Leva uns 10 anos só pra tirar um som definido do instrumento. E depois começa o verdadeiro aprendizado.

Vc chegou em um ponto sensacional.

As pessoas não querem aprender a tocar, nem fotografar, nem programar software de celular.

Elas só querem esfregar o dedo em tudo que conseguem (celular, câmera, instrumentos musicais, etc..)... E se dizer sabias e se exibirem a familia/amigos/parentes... Estamos na geração do "oba-oba"... enquanto ela não passar... será assim




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.370
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #48 Online: 30 de Novembro de 2017, 16:22:46
Bem tipo isso Ernesto.

Um amigo meu tem um ditado que ilustra bem esse tipo de comportamento

"Em terra de cego, quem DIZ que tem olho é rei"

Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #49 Online: 30 de Novembro de 2017, 17:04:18
[...]
As pessoas não querem aprender a tocar, nem fotografar, nem programar software de celular.

Elas só querem esfregar o dedo em tudo que conseguem (celular, câmera, instrumentos musicais, etc..)... E se dizer sabias e se exibirem a familia/amigos/parentes... Estamos na geração do "oba-oba"... enquanto ela não passar... será assim




Sent from my Hasselblad using Tapatalk

É o imediatismo junto com o mínimo esforço. Isso domina principalmente a geração mais nova.


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.464
Resposta #50 Online: 30 de Novembro de 2017, 18:55:39
Dei uma  passada de olho e tem mais coisa além da banalização das formas de captura de imagem

- No geral o Brasil está tendo uma desqualificação de técnica acelerada
- Assim como na fotografia o cliente final esta muito pouco analítico, até consegue diferenciar a água do vinho, mas qualquer Sangue de Boi tá bom
- Mkt tem muito mais peso que conteúdo
- Falhas técnicas são encaradas como arte: fora de foco, mal iluminado e demais defeitos são tratados como efeitos

No mercado corporativo o pessoal ta doido, o comprador quer um carro e oferecendo uma Ferrari por 100 e um Fiat 147 por 80, o Fiat é comprado

Claro que isto é bem generalizado e como sempre, minha opinião


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.813
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #51 Online: 30 de Novembro de 2017, 20:26:00
to tendo q concordar com as últimas opinões. Interessante os resumos

Dei uma  passada de olho e tem mais coisa além da banalização das formas de captura de imagem

- No geral o Brasil está tendo uma desqualificação de técnica acelerada
- Assim como na fotografia o cliente final esta muito pouco analítico, até consegue diferenciar a água do vinho, mas qualquer Sangue de Boi tá bom
- Mkt tem muito mais peso que conteúdo
- Falhas técnicas são encaradas como arte: fora de foco, mal iluminado e demais defeitos são tratados como efeitos

concordo com todos os pontos, a última em partes.

Tem gente q força a barra e diz que é falha técnica assim como tbm tem gente que força a barra e diz que não é falha. Depende da foto, pra que ela serve (pra cada finalidade existem diferentes exigências e pré-requisitos), etc.

Agora pegar qualquer coisa só pra dizer que é "arte", é tosquíssimo mesmo. Agora apreciar uma boa fotografia, mesmo com falhas (e assumir q elas existem), são outros quinhentos. Pelo menos não é pretensioso.
« Última modificação: 30 de Novembro de 2017, 20:26:11 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.464
Resposta #52 Online: 30 de Novembro de 2017, 21:01:08
to tendo q concordar com as últimas opinões. Interessante os resumos

Agora pegar qualquer coisa só pra dizer que é "arte", é tosquíssimo mesmo. Agora apreciar uma boa fotografia, mesmo com falhas (e assumir q elas existem), são outros quinhentos. Pelo menos não é pretensioso.

 :ok: :ok: :ok:

As vezes o efeito é um defeito controlado


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.047
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #53 Online: 01 de Dezembro de 2017, 01:15:43
É o imediatismo junto com o mínimo esforço. Isso domina principalmente a geração mais nova.

Já classificaram em SP como a geração do filho único que vive sem sair do apartamento. Só saem de casa dentro do ônibus escolar e voltam dentro dele direto para o apartamento.

Qq M.. que fizerem, seja no instrumento musical, seja no celular, seja em uma câmera, eles recebem elogios da mãe, do pai e avós... Não tem o irmão mais velho/mais novo para zoar ou superar...nem os colegas da rua para julgarem o valor real do que fazem..

Ficam egocêntricos, se acham gênios e não tocam, nao fotografam e nem entendem de celular...apenas esfregam dedos e já chovem elogios. Não fazem nada que preste de fato até porque não se especializam, nem se esforçam e estudar.


De qq forma, reclamar não vai mudá-los.





Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 01 de Dezembro de 2017, 01:30:44 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 645
  • Sexo: Masculino
Resposta #54 Online: 01 de Dezembro de 2017, 07:34:20
Tem aquela frase do Geroge Orwell: "toda geração se acha mais inteligente do que a anterior, e mais sábia do que a que virá depois".

Desde que o mundo é mundo se acha que a geração seguinte está perdida  :D
« Última modificação: 01 de Dezembro de 2017, 07:35:34 por RFP »


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Resposta #55 Online: 01 de Dezembro de 2017, 08:12:52
Tem aquela frase do Geroge Orwell: "toda geração se acha mais inteligente do que a anterior, e mais sábia do que a que virá depois".

Desde que o mundo é mundo se acha que a geração seguinte está perdida  :D

Fico aliviado que eu não sou o único que ficou com essa impressão.


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.813
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #56 Online: 01 de Dezembro de 2017, 08:47:20
Tem aquela frase do Geroge Orwell: "toda geração se acha mais inteligente do que a anterior, e mais sábia do que a que virá depois".

Desde que o mundo é mundo se acha que a geração seguinte está perdida  :D

excelente  :hysterical:
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.487
  • Sexo: Masculino
Resposta #57 Online: 01 de Dezembro de 2017, 08:56:44
Tem aquela frase do Geroge Orwell: "toda geração se acha mais inteligente do que a anterior, e mais sábia do que a que virá depois".

Mas isso não é o simples fato de, em geral, o indivíduo se achar superior ao próximo ou ao grupo ao qual não pertence?



RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 645
  • Sexo: Masculino
Resposta #58 Online: 01 de Dezembro de 2017, 09:03:31
Mas isso não é o simples fato de, em geral, o indivíduo se achar superior ao próximo ou ao grupo ao qual não pertence?

Acho que sim. E também conforme vamos envelhecendo e novas formas de pensar e agir vão surgindo, tendemos a nos sentir deslocados, ultrapassados, sem conseguir entender como as coisas estão funcionando. Aí a tendência natural é dizer que está tudo perdido, que os jovens têm a cabeça oca, que no meu tempo era melhor e coisas assim.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.906
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #59 Online: 01 de Dezembro de 2017, 09:10:36
Acho que sim. E também conforme vamos envelhecendo e novas formas de pensar e agir vão surgindo, tendemos a nos sentir deslocados, ultrapassados, sem conseguir entender como as coisas estão funcionando. Aí a tendência natural é dizer que está tudo perdido, que os jovens têm a cabeça oca, que no meu tempo era melhor e coisas assim.

 :hysterical: :shock: