Autor Tópico: Smartphone com Focus Peaking  (Lida 1940 vezes)

angelone

  • Trade Count: (18)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 18 de Janeiro de 2018, 12:06:54
No Note8 o software faz uma série de ajustes  na foto final que será mostrada pra você, no RAW (que também tem extensão jpeg) esses ajustes não são feitos.

Raw com extensão jpg? Carlos, nao existe isso, sorry! Ou é raw proprietário, ou dng padrão, cru, sem processamento, considerando basicamente a informaçao do sensor e lente,  ou é padrão jpg, nesse caso com variado nível de compressão, que pode ir de zero, praticamente sem perda,  à porcentagens altas na casa de 2 digitos. Enfiar informaçao no jpg, que nao as especificadas no padrão de compressão o tornariam incompativel, seria outro formato.  Se realmente consta no menu do Note 8 que grava em Raw e voce seleciona essa opção, pode procurar que o arquivo estará gravado em algum lugar, confira no computador, pois muito provavelmente o app do celular nao poderá abrir/localizar esse arquivo, isto talvez explique o pq da confusão (obs: é tipico o app padrão nao ler/editar raw em smartphones, por serem muito básicos).
Agora, é fato que a qualidade das imagens das cameras dos smartphones top tem melhorado muito a cada ano, vide o burburinho causado pelo Pixel 2, mas é fato também que as avaliaçoes são em cima do padrão jpg, cuja qualidade depende muito de algoritimo utilizado  e de sensores auxiliares de cor, etc.. Por tudo isso,  pela compatibilidade com apps e o uso no automático ou semi pela imensa maioria dos usuários, esse padrão se consolida cada vez mais. A qualidade impressiona, mas nao deve superar a de cameras dedicadas, a nao ser que esses fabricantes nao apliquem também recursos de software sofisticados como  os de smartphones.  Mas convenhamos, nao será fácil competir com a dinheirama aplicada em pesquisa avançada q a Google investe. O que nos transparece é que software e processamento estão avançando cada vez mais sobre  hardwares das cameras convencionais.     
« Última modificação: 18 de Janeiro de 2018, 12:12:35 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 18 de Janeiro de 2018, 14:50:04
Raw com extensão jpg? Carlos, nao existe isso, sorry! Ou é raw proprietário, ou dng padrão, cru, sem processamento, considerando basicamente a informaçao do sensor e lente,  ou é padrão jpg, nesse caso com variado nível de compressão, que pode ir de zero, praticamente sem perda,  à porcentagens altas na casa de 2 digitos. Enfiar informaçao no jpg, que nao as especificadas no padrão de compressão o tornariam incompativel, seria outro formato.  Se realmente consta no menu do Note 8 que grava em Raw e voce seleciona essa opção, pode procurar que o arquivo estará gravado em algum lugar, confira no computador, pois muito provavelmente o app do celular nao poderá abrir/localizar esse arquivo, isto talvez explique o pq da confusão (obs: é tipico o app padrão nao ler/editar raw em smartphones, por serem muito básicos).
Agora, é fato que a qualidade das imagens das cameras dos smartphones top tem melhorado muito a cada ano, vide o burburinho causado pelo Pixel 2, mas é fato também que as avaliaçoes são em cima do padrão jpg, cuja qualidade depende muito de algoritimo utilizado  e de sensores auxiliares de cor, etc.. Por tudo isso,  pela compatibilidade com apps e o uso no automático ou semi pela imensa maioria dos usuários, esse padrão se consolida cada vez mais. A qualidade impressiona, mas nao deve superar a de cameras dedicadas, a nao ser que esses fabricantes nao apliquem também recursos de software sofisticados como  os de smartphones.  Mas convenhamos, nao será fácil competir com a dinheirama aplicada em pesquisa avançada q a Google investe. O que nos transparece é que software e processamento estão avançando cada vez mais sobre  hardwares das cameras convencionais.   

Mas qual seria a diferença de ter um arquivo jpg que salva tudo o que a câmera capturou sem tratar nada e que fica com 40mb e um raw de 40mb? e num monitor que só exibe 8bits de cor?
 :ponder: :ponder: :ponder:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 18 de Janeiro de 2018, 15:01:15
Lendo mais informações achei um artigo interessante na Wikipédia En.

https://en.wikipedia.org/wiki/JPEG

Um dos pontos interessantes é que o padrão possui um modo de codificação sem perdas, e outro ponto interessante é que o JPEG como qualquer outra extensão possui um padrão que pode evoluir.

E acredito que muitos dos dispositivos que criam JPEG hoje encapsulam informações que para programas específicos podem ser lidas e utilizadas de forma a melhorar a qualidade ou a possibilidade de tratamento do arquivo.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 18 de Janeiro de 2018, 19:03:29
Mas qual seria a diferença de ter um arquivo jpg que salva tudo o que a câmera capturou sem tratar nada e que fica com 40mb e um raw de 40mb? e num monitor que só exibe 8bits de cor?
 :ponder: :ponder: :ponder:

Jpg é um formato de saida, comprimivel, q se propõe a ter perdas pouco significativas para os padroes normais da vista humana. Mesmo com zero de compressao seu tamanho pode variar e, com aparente estranheza, ser igual ou até maior q um raw, esse um arquivo cru sem qualquer tipo de tratamento. Já o jpg sem compressao pode ter uma infinidade de tratamentos dados por  algoritimos nativos da camera, saturando cor,  aumentando nitidez, recuperando sombras, reduzindo ruídos, etc, etc.. variavel de acordo com os parametros do fabricante e opçoes configuradas pelo usuario. Tudo isso acrescenta bits e bytes, muitos, em alguns casos. Qdo processada, a imagem poderia ser salva em qq formato de imagem, tiff, jpg, etc..menos raw, pois ja foi tratada. Por compatibilidade e por ser facilmente escalonavel, ie, comprimivel, é dado saida em jpg.
O jpg nao pode encapsular nada q nao conste do padrao da associação dos criadores, pois se estaria criando outro padrao.
« Última modificação: 18 de Janeiro de 2018, 19:11:54 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.220
  • Sexo: Masculino
Resposta #19 Online: 18 de Janeiro de 2018, 19:14:44
Raw com extensão jpg? Carlos, nao existe isso, sorry! Ou é raw proprietário, ou dng padrão, cru, sem processamento, considerando basicamente a informaçao do sensor e lente,  ou é padrão jpg, nesse caso com variado nível de compressão, que pode ir de zero, praticamente sem perda,  à porcentagens altas na casa de 2 digitos. Enfiar informaçao no jpg, que nao as especificadas no padrão de compressão o tornariam incompativel, seria outro formato.  Se realmente consta no menu do Note 8 que grava em Raw e voce seleciona essa opção, pode procurar que o arquivo estará gravado em algum lugar, confira no computador, pois muito provavelmente o app do celular nao poderá abrir/localizar esse arquivo, isto talvez explique o pq da confusão (obs: é tipico o app padrão nao ler/editar raw em smartphones, por serem muito básicos).
Agora, é fato que a qualidade das imagens das cameras dos smartphones top tem melhorado muito a cada ano, vide o burburinho causado pelo Pixel 2, mas é fato também que as avaliaçoes são em cima do padrão jpg, cuja qualidade depende muito de algoritimo utilizado  e de sensores auxiliares de cor, etc.. Por tudo isso,  pela compatibilidade com apps e o uso no automático ou semi pela imensa maioria dos usuários, esse padrão se consolida cada vez mais. A qualidade impressiona, mas nao deve superar a de cameras dedicadas, a nao ser que esses fabricantes nao apliquem também recursos de software sofisticados como  os de smartphones.  Mas convenhamos, nao será fácil competir com a dinheirama aplicada em pesquisa avançada q a Google investe. O que nos transparece é que software e processamento estão avançando cada vez mais sobre  hardwares das cameras convencionais.   
Você tem razão, o Note 8 me pergunta o que quero fazer ao conectar ao PC e quando seleciono "obter imagens", ele some com o DNG, porém exibe um jpg comprimido e um sem compressão, o que me levou ao erro.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 18 de Janeiro de 2018, 22:54:49
Sosa seria bem interessante se você fizesse um teste de tratamento nos 3 arquivos. E comparar o resultado final pra ver se tem diferença.
Se tiver um tempinho ia ser bem legal ver o resultado dessa comparação.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.220
  • Sexo: Masculino
Resposta #21 Online: 18 de Janeiro de 2018, 23:02:24
Sosa seria bem interessante se você fizesse um teste de tratamento nos 3 arquivos. E comparar o resultado final pra ver se tem diferença.
Se tiver um tempinho ia ser bem legal ver o resultado dessa comparação.

Posso fazer, mas já te adianto que ao tratar o DNG ele traz muito ruído, sinceramente o JPEG sai mais pronto da câmera, inclusive consigo resultados melhores com o JPEG tratando no celular que com o DNG tratado no Photoshop.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 19 de Janeiro de 2018, 10:07:57
Posso fazer, mas já te adianto que ao tratar o DNG ele traz muito ruído, sinceramente o JPEG sai mais pronto da câmera, inclusive consigo resultados melhores com o JPEG tratando no celular que com o DNG tratado no Photoshop.

Então, acho que isso se deve pelo sensor do celular ser pequeno e o embelezamento da foto fica a cargo do algoritmo e processamento.

------

Sobre a conversa de RAW ser um arquivo e não foto e ser "CRU" sem qualquer tratamento pelo software da Câmera/Celular.
Aí fico pensando, arquivos raw pega as informações captadas e grava, mas o tratamento de ISO já não seria um tratamento via software? então basicamente o ISO fora do nativo já seria um RAW modificado/tratado?  :shock:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.220
  • Sexo: Masculino
Resposta #23 Online: 19 de Janeiro de 2018, 10:54:38
Então, acho que isso se deve pelo sensor do celular ser pequeno e o embelezamento da foto fica a cargo do algoritmo e processamento.

------

Sobre a conversa de RAW ser um arquivo e não foto e ser "CRU" sem qualquer tratamento pelo software da Câmera/Celular.
Aí fico pensando, arquivos raw pega as informações captadas e grava, mas o tratamento de ISO já não seria um tratamento via software? então basicamente o ISO fora do nativo já seria um RAW modificado/tratado?  :shock:
Cara, independente disso é fato que a câmera processa a foto pra ficar lindona é ganhar 100 no DXO.

Sem esses processamentos o RAW é uma porcaria, vou te falar que é mais jogo editar o JPEG que o RAW.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 19 de Janeiro de 2018, 10:58:24
Cara, independente disso é fato que a câmera processa a foto pra ficar lindona é ganhar 100 no DXO.

Sem esses processamentos o RAW é uma porcaria, vou te falar que é mais jogo editar o JPEG que o RAW.

Também penso assim. não adianta nada ter um celular que faz raw e o raw ser rawim  :)
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


jhayashileite

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 29
  • Sexo: Masculino
Resposta #25 Online: 27 de Março de 2018, 00:42:03
Comprei um app pra iOS chamado ProCam por 5 dólares. Ele dá controle manual sobre tudo da câmera, e usa uma espécie de lupa com focus peaking quando se usa o foco manual. Uso num 5S, relativamente velho, mas sem problemas. A desenvolvedora divulgou que uma atualização permitiu focus peaking na tela inteira nos modelos mais novos.
Josué Hayashi Leite -- São Paulo - SP
500px/Instagram: jhayashileite -- Just for fun

Canon T2i + Canon 18-135mm + Helios 44 58mm f2


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 28 de Março de 2018, 23:55:58
Também penso assim. não adianta nada ter um celular que faz raw e o raw ser rawim  :)

A imagem em raw tende a ser,  SEMPRE, pior que o jpeg, pois nao tem qualquer tipo de processamento! Sinceramente, nao entendo como  essa obviedade nao é admitida por alguns.. O jpeg faz mais sucesso pelo simples motivo que sai pronto da camera e agrada a maioria dos usuários, motivo pelo qual muitos fabricantes nao disponibilizam essa opçao; nem o iphone X tem raw nativo e caso o usuário exigente, ou fotógrafo, queira raw terá que apelar para apps independentes, mas ai perdem a vantagem da estabilizaçao que a Apple só disponibiliza nos seus jpegs (pelo q me lembro de ter lido em reviews). Por fim, com o nivel de fotografia computadorizada atual, nao é incomum que a imagem jpg processada automaticamente pela camera/app fique melhor que a raw editada pelo usuário, por isso nunca é uma má idéia  utilizar a opção de salvar em raw+jpg, para poder avaliar o melhor resultado. Lembrando também que o raw tem edição nao destrutiva, muito maior latitude de recuperaçao, entre outras vantagens. As desvantagens são arquivos maiores e  o trabalho e tempo exigido na ediçao.
« Última modificação: 29 de Março de 2018, 00:14:04 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.650
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #27 Online: 29 de Março de 2018, 10:58:42
Eu acho estranho essa afirmação que um raw tratado não consegue ficar no minimo igual ao jpg do celular.
Os recursos no computador, tanto de processamento quanto de escolha de algoritmos, é muito maior.

Sobre o que perguntaram de 8 bits aí.
A vantagem é escolher o que vai ser apresentado dentro dos 8 bits e a flexibilidade nos ajustes.
Só a possibilidade de escolher o WB na pós já seria justificativa suficiente para usar só raw, na minha opinião.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.220
  • Sexo: Masculino
Resposta #28 Online: 29 de Março de 2018, 11:42:52
Muito simples: ao editar o RAW no LR você não consegue chegar no mesmo resultado do jpeg. Posso disponibilizar uma foto em jpeg e em raw se quiserem.

A impressão que tenho é que o LR pode não ler corretamente o RAW de celular.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #29 Online: 31 de Março de 2018, 20:22:09
Muito simples: ao editar o RAW no LR você não consegue chegar no mesmo resultado do jpeg. Posso disponibilizar uma foto em jpeg e em raw se quiserem.

A impressão que tenho é que o LR pode não ler corretamente o RAW de celular.

Ok, mas de qual equipamento/raw proprietário estamos falando? No meu LG V20,  99% das vezes consigo jpg tratado a partir do raw,  bem  melhor e mais flexível do que os jpg automáticos da camera. Em se tratanto de raw de alguns smartphones sofisticados, que usam e abusam da recursos computacionais automatizados, alguns mais modernos até com inteligencia artificial, pode até ser  que muitas vezes superem o jgp de raw tratado pelo usuario. Mas ai entra a questão: tratado onde e por quem? Qual o aplicativo e o nível técnico do usuário? Se depois de criterioso teste observarmos que  o jpg saído da determinada camera/smartphone fica melhor no LR do que o raw tratado pelo usuário, não podemos concluir, genericamente, que o jpg automático das cameras são melhores q o raw tratado pelo usuário, mas apenas que o jgp da camera específica é melhor do que o jpg do LR, considerando que o usuário tem um bom nível técnico.  Ou seja, seria uma conclusão muito particular e especifica, para um aplicativo, LR,  um usuário e uma marca com seu raw proprietário. Para ter validade geral, ou seja, poder afirmar que o jpg da camera é melhor que o do usuário obtido do raw, teria que se considerar válido para a maioria dos fabricantes e usuários, mas nao é isto que acontece, melhor, ocorre exatamente o oposto: fotografos e especialistas de todo mundo deixam claro que o resultado de um jpg tratado (ou outro formato) obtido por um usuário competente é superior ao jpg da camera, o que nao descarta poder  haver casos particulares, mas  que teriam que ser confirmados por testes mais rigorosos de uma grande maioria para serem aceitos como "regra" geral.. Por fim, apesar de usar bastante a camera do meu smartphone, q considero muito boa para as necessidades do dia-a-dia, uso basicamente o jpg da camera, isso porque sao fotos apenas documentais, sem a minima pretensão. Para fotos de qualidade uso minha camera dedicada e lentes, onde só fotografo em raw. Minha Olympus E-PM2 que custou uma fração de um iPhone X, produz qualidade muito superior, nao troco por nenhum smartphone top.. 
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..