Autor Tópico: O estupro do trabalho de Fotografia  (Lida 3926 vezes)

erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.139
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #30 Online: 13 de Março de 2018, 13:14:54
Só para exemplificar... :assobi:

Se ficar pensando só no que o zé da esquina cobra... fica maluco.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #31 Online: 13 de Março de 2018, 13:28:41
Acho aceitável para um garçom, sem demérito nenhum, cujo único custo é a roupa para ir no evento.
Para um profissional que precisa investir em equipamento? Inaceitável.

Um profissional que gosto de comparar é o DJ, tem custos de equipamento* comparáveis a um fotografo e não saem por aí cobrando 150,00 reais.
Quem não pode pagar um DJ arranja um vizinho com uma caixa daquelas que liga guitarra e pronto.

* mesa de som, caixa de som, iluminação, aquela gaiola de metal, maquina de fumaça e etc

Sim, mas me referi ao pessoal que está iniciando no ramo. Acho muito difícil que um fotógrafo consiga viver desta maneira a médio e longo prazo (pagando as contas e realizando as manutenções + upgrades).
Aqui em SP tem muitos fotógrafos cobrando R$ 800 por um casamento e fotos no pen drive. Geralmente jovens que estão no começo. É difícil de ver algum com mais de 5 anos de experiência cobrando este valor. Mas dizem que no interior a coisa está até pior.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #32 Online: 13 de Março de 2018, 13:33:19
Só pra complementar o exemplo do McDonald's.  :D
http://livepreviewpro.m.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7315892/mcdia-infeliz-fracasso-novo-menu-faz-mcdonald-perder-bilhoes-valor

Eu tinha visto no início da semana. Eles erraram, mas ocorreu pq arriscaram e tentaram se adequar. A própria Apple tbm teve prejuízos por ter superestimado as vendas do iPhone X no mundo e agora reduziram a produção. O mercado de fotografia hoje é diferente de 2015 e 2016, então até nós deveríamos estar preparados para isso.

* Foi só um comentário meu, e sei que a sua intenção foi só pegar um gancho sobre a situação do Mc Donalds.  :D


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.161
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 13 de Março de 2018, 16:23:59
Só para exemplificar... :assobi:

Se ficar pensando só no que o zé da esquina cobra... fica maluco.

é o fim...  :(
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Dorglao

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 130
Resposta #34 Online: 13 de Março de 2018, 21:18:37
é por estas e outras que desisti de fazer eventos, hj só foto por hobby e vendas pela internet!!!!! fazer o que!!!!! :( :( :( :( :( :( :( :( :(
60D / 6D / 5D Mark I / 50mm 1.8 / 17-40mm 4.0 / 70-200mm 2.8


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.139
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #35 Online: 14 de Março de 2018, 06:12:48
é por estas e outras que desisti de fazer eventos, hj só foto por hobby e vendas pela internet!!!!! fazer o que!!!!! :( :( :( :( :( :( :( :( :(
Mas aí é que está a questão, independente do valor cobrado pelo zé da esquina, sempre terá quem pagará mais para ter qualidade, cabe apenas a nós conquistarmos esse cliente, por isso é tão importante a questão do marketing e do serviço diferenciado.


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.345
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #36 Online: 14 de Março de 2018, 08:09:19
... sempre terá quem pagará mais para ter qualidade...

Como já disseram, nem sempre "pagar mais" significa ter qualidade ou pagar pouco significa não ter.

Tem muito empresário do ramo cobrando caro e entregando um trabalho bem abaixo do que deveria pelo que cobrou.

O segredo do sucesso em qualquer ramo, em primeiro lugar é ser "marketeiro" e vendedor, a qualidade do trabalho é importante, mas não é a locomotiva do seu negócio.


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.050
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #37 Online: 14 de Março de 2018, 10:54:00
O segredo do sucesso em qualquer ramo, em primeiro lugar é ser "marketeiro" e vendedor...
Entendo que a maior questão talvez seja essa.. Marketeiro, no bom sentido. Valorizar o seu serviço independentemente de outros profissionais - cada um sabe o quanto vale ou quer valer.
Eu me baseio em MINHA experiência como "profissional" da fotografia. Coloco o profissional entre aspas de propósito, pois a fotografia não é minha ocupação principal. E entendo que isso me coloque numa situação confortável para manter a posição que explico abaixo.
Entrei no ramo ao acaso e acabei seguindo por um nicho bem específico. Nunca cobrei abaixo dos fotógrafos que já estavam no mercado. Em respeito a eles, inclusive. Cresci, ganhei clientes e reinvesti tudo na fotografia. Em 2 anos fiz upgrade de tudo... Da velha T3i passei pra uma 70D e agora tenho uma 5D MK III e uma 80D no meu set.. Além de lentes melhores. Computador novo. Acessórios de iluminação...
Com isso quero dizer que, mesmo sendo novo, pude ter RETORNO FINANCEIRO da fotografia. Bastou acreditar e trabalhar com dedicação aos meus clientes. Simpatia e profissionalismo fazem TODA a diferença.
Nenhum dos meus clientes, por exemplo, estava acostumado a ter contrato em suas coberturas fotográficas. :doh:

Enfim galera. Meu relato vai de encontro à ideia de que deve-se cobrar barato, pois se está começando..
Tem que calcular o seu custo, mesmo que seja quase um hobby. Quanto custa aquele click? E o deslocamento? E o seu tempo?
"Ah.. Mas o fulano cobra menos!" - Dane-se o fulano. Se o seu click custa R$5,00, você NÃO PODE cobrar R$3,00. Senão é melhor não clicar.
E tem outra coisa que penso: Quer experimentar - não cobra. Se é trabalho, deve-se cobrar adequadamente.
Sacaram?
Se o cara não sabe o que tá fazendo, não pode cobrar. Faz free.. Ganha experiência. E quando estiver consciente do trabalho, cobra por ele o que ele vale.  :ok:
O mercado se fortalece nos bons profissionais, não nos aventureiros.


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.139
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #38 Online: 14 de Março de 2018, 12:57:12
Citar
Enfim galera. Meu relato vai de encontro à ideia de que deve-se cobrar barato, pois se está começando..
Tem que calcular o seu custo, mesmo que seja quase um hobby. Quanto custa aquele click? E o deslocamento? E o seu tempo?
"Ah.. Mas o fulano cobra menos!" - Dane-se o fulano. Se o seu click custa R$5,00, você NÃO PODE cobrar R$3,00. Senão é melhor não clicar.
E tem outra coisa que penso: Quer experimentar - não cobra. Se é trabalho, deve-se cobrar adequadamente.
Sacaram?
Se o cara não sabe o que tá fazendo, não pode cobrar. Faz free.. Ganha experiência. E quando estiver consciente do trabalho, cobra por ele o que ele vale.  :ok:
O mercado se fortalece nos bons profissionais, não nos aventureiros.
Seu relato mostra um fato relevante e que os que cobram muito barato não alcançam, que é a manutenção do equipamento (não só upgrade, mas tudo envolvido), quando se cobra muito barato, não se tem condições de pensar muito em renovar/manter o equipamento.


Dorglao

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 130
Resposta #39 Online: 14 de Março de 2018, 13:51:40
Mas aí é que está a questão, independente do valor cobrado pelo zé da esquina, sempre terá quem pagará mais para ter qualidade, cabe apenas a nós conquistarmos esse cliente, por isso é tão importante a questão do marketing e do serviço diferenciado.
O maior problema é que com a crise, estes que estão dispostos a pagar o valor que eu considero justo são poucos, o que não garante meu sustento, ex. me chamaram para fazer um evento de dança, cobrei na época se não me engano uns 3000 pois além de ser várias horas eles queriam fotos da platéia, e eu tinha feito um evento onde eu levei flash de estúdio, fundo, alguns acessórios e eles queriam igual, eles acharam um absurdo e que tinham um que fazia a "mesma" coisa por 250,00 e entregava 30 fotos impressas, disse ok. Depois vi o trabalho, o cara foi fazer a foto com a lente do kit, em um evento com muita pouca luz, e muito rápida as danças, resultado, tudo tremido, eu fiz uma conta se tivesse fechado eu levaria mais de 15 mil em equipamento, por 250,00? Por isso desisti!
60D / 6D / 5D Mark I / 50mm 1.8 / 17-40mm 4.0 / 70-200mm 2.8


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.139
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #40 Online: 14 de Março de 2018, 14:50:20
O maior problema é que com a crise, estes que estão dispostos a pagar o valor que eu considero justo são poucos, o que não garante meu sustento, ex. me chamaram para fazer um evento de dança, cobrei na época se não me engano uns 3000 pois além de ser várias horas eles queriam fotos da platéia, e eu tinha feito um evento onde eu levei flash de estúdio, fundo, alguns acessórios e eles queriam igual, eles acharam um absurdo e que tinham um que fazia a "mesma" coisa por 250,00 e entregava 30 fotos impressas, disse ok. Depois vi o trabalho, o cara foi fazer a foto com a lente do kit, em um evento com muita pouca luz, e muito rápida as danças, resultado, tudo tremido, eu fiz uma conta se tivesse fechado eu levaria mais de 15 mil em equipamento, por 250,00? Por isso desisti!
Realmente é chato, eu já tive gente desistindo de fazer as fotos comigo por causa do preço, mas hoje eu fico mais tranquilo, não quer, tudo bem, eu até negocio, porque sempre jogo um valor com uma margem acima, justamente para negociar, mas abaixo disso, não faço... Sei que vai ter gente cobrando menos... mas aí deixou de ser meu problema...nem penso mais no assunto.


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.050
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #41 Online: 14 de Março de 2018, 15:11:42
... eu fiz uma conta se tivesse fechado eu levaria mais de 15 mil em equipamento, por 250,00? Por isso desisti!
Tu acha que na próxima eles irão chamar o mesmo cara?
Outra coisa.. Poderias oferecer um valor menor por uma serviço mais enxuto. Duvido que o cara que cobrou 250 tenha oferecido o mesmo que você.
Dando opções pro cliente, deixamos eles mais confortáveis. Mas ainda assim, sem subvalorizar o nosso trabalho.
Eu também já passei por isso.. E no final das contas a história é sempre a mesma.. O cliente, na próxima vez que me encontra fala: "me arrependi de não ter te chamado".


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.161
  • Sexo: Masculino
Resposta #42 Online: 14 de Março de 2018, 15:47:06
Como já disseram, nem sempre "pagar mais" significa ter qualidade ou pagar pouco significa não ter.

Tem muito empresário do ramo cobrando caro e entregando um trabalho bem abaixo do que deveria pelo que cobrou.

O segredo do sucesso em qualquer ramo, em primeiro lugar é ser "marketeiro" e vendedor, a qualidade do trabalho é importante, mas não é a locomotiva do seu negócio.

exatamente...
como disse também, tem o cara que cobra barato pois não vive disso 100% do tempo mas tem qualidade muito superior a muito fotógrafo estrelinha.

ser o marketeiro é essencial hoje em dia, e quando se tem o produto de qualidade melhor ainda pois aí não está mentindo pra ninguém (como geralmente os "marketeiros" fazem).
« Última modificação: 14 de Março de 2018, 15:47:48 por fabianob »
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #43 Online: 14 de Março de 2018, 21:36:09
Essa questão é sempre problemática, pois cada lugar funciona de maneira diferente.
O que percebi é que as pessoas não valorizam a fotografia, alguns por ignorância, outros por comodidade
(esfolar o profissional devido a crise).

Por essas e outras tenho distintas profissões, e o pouco que aprendi com a fotografia ( física, artes, softwares, design, diagramação, aquisição de equipamentos, estilo, foodstylist, etc), tomei uma decisão:
O preço é este, enxerga valor e não preço? Estou dentro, vai ficar barganhando, levanto acampamento e vou embora.
Não desmerecendo outras profissões, mas fotógrafo tem que ralar muito, para ganhar migalha, a maioria está quebrado (like me), e vejo as vezes trampos que a galera cobra seu valor justo ( tatuador por exemplo) e a galera valoriza, enquanto foto, que dura mais que tatuagem, o pessoal nem liga mais...

Minha curta carreira de fotografo gastronômico está começando, mas, prefiro vender porta a porta, onde não preciso de muitas habilidades, que prostituir anos de estudo como design/farmaceutico, por que uns filhos da puta exploradores em sua maioria analfabetos funcionais sem escrúpulos que "acham" que não vale tudo isso, para eles um FODA-SE colossal, vendo no semáforo se preciso for, mas não serei eu que me curvarei a essas migalhas nessa guerra/leilão de profissionais que se sujeitam ao " se eu não fizer, outro fará", e é assim meus camaradas, que eles, os feitores conseguem o que querem, e nós, brigamos por migalhas, enquanto eles, passeiam pela europa as custas do SEU suor!

Que faça outro então!
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #44 Online: 15 de Março de 2018, 08:39:52
Como já disseram, nem sempre "pagar mais" significa ter qualidade ou pagar pouco significa não ter.

Tem muito empresário do ramo cobrando caro e entregando um trabalho bem abaixo do que deveria pelo que cobrou.

O segredo do sucesso em qualquer ramo, em primeiro lugar é ser "marketeiro" e vendedor, a qualidade do trabalho é importante, mas não é a locomotiva do seu negócio.

Pois é. Quando peguei as fotos da minha formatura, deu até vontade de chorar: a maioria escura e alguns tremidos. E o preço do álbum com 30 fotos + DVD era de R$ 3k.
E era aquele negócio: "não gostou? então ficará sem, pois ninguém mais tirou fotos do evento". Quem passou 5 anos estudando, resolve pagar. Prefere isso do que ficar sem recordação alguma.