Autor Tópico: Eu sou melhor que vcs e aqui esta o motivo!!!  (Lida 2001 vezes)

C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.883
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Online: 10 de Abril de 2018, 08:36:24
Titulo sensacionalista, mas sem exagero tem fotografo que pensa assim mesmo haha.

Mas esse video em questao fala de um estudo/teoria que explica o motivo dos fotografos ruins acharem que sao bons. E como se sobresair dessa armadilha tao comum. Pq querendo ou nao, todos nos caimos nessa armadinha em um certo grau e momento,ou de uma maneia ou de outra.

« Última modificação: 10 de Abril de 2018, 08:41:25 por C R O I X »


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.466
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 10 de Abril de 2018, 09:10:12
Mas esse video em questao fala de um estudo/teoria que explica o motivo dos fotografos ruins acharem que sao bons.

não só fotógrafos né? Todo mundo.

há tempos atrás eu trouxe um contrabaixo pro meu escritório, pois eu estava gravando um DVD e precisava estudar na hora do almoço.
veio um cara que trabalhava comigo e me viu tocando, falou, "também sou baixista". Eu falei, legal. Ele pediu pra "dar uma palhinha", eu passei o baixo pra ele e logo depois de dar as primeiras notas ele perguntou:

"porque você desligou o pedal de efeito?"
"que pedal de efeito?"
"o que estava ligado quando você tocava"
"não tem pedal nenhum, é o som das mãos, do abafamento, das pausas.."

Ele me falou que "já" tocava há mais de 3 anos. Ora, a gente leva pelo menos 10 anos pra aprender a pegar certo no instrumento, pra fazer ele soar direito, não tem atalho pra isso.

Com fotografia é até pior, pois a curva de aprendizado é muito rápida por conta da facilidade que os sistemas digitais oferecem.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.883
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #2 Online: 10 de Abril de 2018, 13:55:14
não só fotógrafos né? Todo mundo.

há tempos atrás eu trouxe um contrabaixo pro meu escritório, pois eu estava gravando um DVD e precisava estudar na hora do almoço.
veio um cara que trabalhava comigo e me viu tocando, falou, "também sou baixista". Eu falei, legal. Ele pediu pra "dar uma palhinha", eu passei o baixo pra ele e logo depois de dar as primeiras notas ele perguntou:

"porque você desligou o pedal de efeito?"
"que pedal de efeito?"
"o que estava ligado quando você tocava"
"não tem pedal nenhum, é o som das mãos, do abafamento, das pausas.."

Ele me falou que "já" tocava há mais de 3 anos. Ora, a gente leva pelo menos 10 anos pra aprender a pegar certo no instrumento, pra fazer ele soar direito, não tem atalho pra isso.

Com fotografia é até pior, pois a curva de aprendizado é muito rápida por conta da facilidade que os sistemas digitais oferecem.

No video fala que vale para tudo mesmo.

Mas vc tem razao. tem exemplos como o seu em tudo que eh area.

Quando uma pessoa ver outra fazendo algo e chega falando "eu tambem... bla, bla, bla", geralmente nao soa bem...  :D


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.398
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #3 Online: 10 de Abril de 2018, 14:56:33
Achei ótimo. Todo mundo já passou (ou ainda passa) por isso, aquele momento que você acha que sabe muito e quer mostrar pra todo mundo isso. Eu já tive essa fase tanto na fotografia quanto na música. O curioso é que justamente quem já tem muito conhecimento é quem menos faz questão de mostrar aos outros o quanto sabe, rsrs...

Uma vez li um artigo que falava que a maioria das pessoas, aos se comparar com os outros, geralmente pega o que tem de melhor e compara com a média das outras pessoas. Tipo, você se auto-avalia pelas suas melhores fotos, enquanto avalia os outros pela média do trabalho como um todo. Daí isso cria essa sensação que muita gente tem de ser um "gênio incompreendido" no meio de um monte de gente medíocre.

Quando uma pessoa ver outra fazendo algo e chega falando "eu tambem... bla, bla, bla", geralmente nao soa bem...
:D



felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.193
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #4 Online: 10 de Abril de 2018, 18:13:55
Achei ótimo. Todo mundo já passou (ou ainda passa) por isso, aquele momento que você acha que sabe muito e quer mostrar pra todo mundo isso. Eu já tive essa fase tanto na fotografia quanto na música. O curioso é que justamente quem já tem muito conhecimento é quem menos faz questão de mostrar aos outros o quanto sabe, rsrs...

Uma vez li um artigo que falava que a maioria das pessoas, aos se comparar com os outros, geralmente pega o que tem de melhor e compara com a média das outras pessoas. Tipo, você se auto-avalia pelas suas melhores fotos, enquanto avalia os outros pela média do trabalho como um todo. Daí isso cria essa sensação que muita gente tem de ser um "gênio incompreendido" no meio de um monte de gente medíocre.
 :D

Hehe, eu tinha um conhecido que fazia justamente o contrário: via alguém tocando e começava: CARACA, TOCA MUITO! UAU!!! etc., daí, quando deixavam ele dar uma palhinha, o cara ia lá e destruía. Muito mais técnica, mas igualmente irritante.
Felipe


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.059
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 10 de Abril de 2018, 19:14:21
Não vou assistir o vídeo inteiro, mas ele está falando do Efeito Dunning-Krueger?

Esse fenômeno afeta não somente fotógrafos, mas qualquer pessoa em diferentes campos de atuação -- e também tem efeito contrário, quando alguém muito bom se acha pior do que é.

Eu tinha um colega que era o exemplo perfeito desse fenômeno, o cara era horrível no que fazia e achava que era melhor que todo mundo. Ele não se declarava literalmente o melhor, mas ele achava que todo mundo era mais incapaz, que todo mundo precisava da ajuda dele, e que ele tinha mais conhecimento. Era incrível de se ver.
« Última modificação: 10 de Abril de 2018, 19:24:55 por Bucephalus »


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.398
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #6 Online: 10 de Abril de 2018, 19:19:00
Não vou assistir o vídeo inteiro, mas ele está falando do Efeito Dunning-Krueger?

Esse fenômeno afeta não somente fotógrafos, mas qualquer pessoa em diferentes campos de atuação -- e também tem efeito contrário, quando alguém muito bom se acha pior do que é.

Isso, ele também menciona a síndrome do impostor, mas não dá detalhes.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.883
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #7 Online: 11 de Abril de 2018, 02:43:27
De forma mais conclusiva, por mais comum que seja, usar o seu melhor como padrao ou medida para todas ascoisas, eh irrealista e acaba sendo infeliz em forma de atutudes.

O mesmo com a sindrome do impostor, que deve ser o mesmo mas focado no pior do seu ou melhor dos melhores.

Podemos dizer que eh ate normal levando em conta que o bom e ruim sao subjetivos. A pessoa pode sim ser muito boa em um aspecto daquilo que pratica, mas pode facilmente se julgar bom em todos os aspectos, levando o unico aspecto que eh de fato bom em consideracao.

E tem a questao de ser bom na pratica e ser bom na teoria. Talvez seja facil ver algo que entende e consiga saber como reproduzir na teoria, e assim julgar ter a mesma capacidade na pratica quando na verdade nao eh bem assim. Ou o contrario, ser muito bom na pratica mas nao tendo muito conhecimento da explicacao de como funciona tecnicamente ou na teoria, mas mesmo assim acha que pode ensinar todo mundo.

Ou mesmo o outro contrario, da pessoa ser muito boa na pratica mas nao ter muito conteudo teorico, e que por isso, acreditar nao ser tao bom quanto de fato eh, por nao saber explicar tecnicamente. Ate mesmo pq se vc nao sabe explicar algo tecnicamente, as pessoas tendem a desconfiar de sua capacidade pratica, as vezes com razao, mas as vezes nao.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.193
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #8 Online: 11 de Abril de 2018, 10:36:36
Isso, ele também menciona a síndrome do impostor, mas não dá detalhes.

Boa dica pra uma entrevista de trabalho:
- Qual é seu pior defeito?
- Achar que sou muito ruim, quando na verdade sou bom pra c@*@!&^!!!
 :D

Sério agora: Quando fui convidado a vir trabalhar nos EUA, eu primeiro entrei em pânico, por não saber o que poderia oferecer aqui. Ao chegar aqui e começar a trabalhar, continuei me perguntando por que eu estava aqui, porque achava todo mundo aqui melhor no que eu achava que deveria fazer. Só esse ano, meu chefe me disse que sou muito bom em coisas que eu achava completamente irrelevantes, mas que, pelo jeito, não são.
« Última modificação: 11 de Abril de 2018, 10:40:31 por felipemendes »
Felipe


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.237
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #9 Online: 11 de Abril de 2018, 10:46:14
Achei ótimo. Todo mundo já passou (ou ainda passa) por isso, aquele momento que você acha que sabe muito e quer mostrar pra todo mundo isso.

Acho que todo mundo passa por isso, é uma fase que para muitos passam ao amadurecer, mas em alguns essa fase nunca passa, e a arrogância se faz presente sempre que pinta uma oportunidade de mostrar seu conhecimento.

Uma vez em um grupo do Facebook, um jovem postou uma foto bonita de longa exposição das estrelas, feita com uma 50D, eu fiz um elogio e perguntei se ele conhecia a Canon 60D-a (Para Astro Fotografia), o cara escreveu um pequeno e arrogante texto de resposta ao meu comentário explicando o seu vasto conhecimento na área, que preparava suas câmeras retirando filtros do sensor, que já havia inclusive preparado câmeras de outros fotógrafos, e só faltou ele dizer que o projeto da 60D-a era dele. Foi algo do tipo "Cara, eu sou mega blaster em astro fotografia, você acha que eu não conheço a 60D-a? Foi praticamente eu que a projetei e mandei para a Canon!"

A arrogância realmente está em qualquer área, mas parece que na fotografia ela "vem com mais força", principalmente nas redes sociais, mas não só nela.

Fazer o que né... é o ego do "artista".


pablo.ebani

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.647
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 11 de Abril de 2018, 11:14:58
Acho que todo mundo passa por isso, é uma fase que para muitos passam ao amadurecer, mas em alguns essa fase nunca passa, e a arrogância se faz presente sempre que pinta uma oportunidade de mostrar seu conhecimento.

Uma vez em um grupo do Facebook, um jovem postou uma foto bonita de longa exposição das estrelas, feita com uma 50D, eu fiz um elogio e perguntei se ele conhecia a Canon 60D-a (Para Astro Fotografia), o cara escreveu um pequeno e arrogante texto de resposta ao meu comentário explicando o seu vasto conhecimento na área, que preparava suas câmeras retirando filtros do sensor, que já havia inclusive preparado câmeras de outros fotógrafos, e só faltou ele dizer que o projeto da 60D-a era dele. Foi algo do tipo "Cara, eu sou mega blaster em astro fotografia, você acha que eu não conheço a 60D-a? Foi praticamente eu que a projetei e mandei para a Canon!"

A arrogância realmente está em qualquer área, mas parece que na fotografia ela "vem com mais força", principalmente nas redes sociais, mas não só nela.

Fazer o que né... é o ego do "artista".
Isso meio que aconteceu comigo ontem. Havia postado uma foto num grupo do face (aquela que fiz com uma 18-55 na 5D.) coloquei um título de "24mm no FF por menos de 200 reais"
Ai veio uns sabidos querer dizer que "mais um que acha que fator de corte é zoom." e que eu não tinha uma 24mm e sim uma continuava com uma 18-55, que nem se comparava a uma 24mm fixa. Eu humildemente expliquei que sabia o que era e que realmente sabia que ela sempre será uma 18-55 mas uso ela em 24mm, esse é  o único uso que farei dessa adaptação.
Ai vem me peitar que uma 24mm tem uma abertura maior, mais vidros no interior e bla bla bla, e que não seria 24mm verdadeira...e que eu estava confundindo um monte de gente iniciante de que os 24mm da 18-55 são diferentes...(hã?).

Ai respondo depois de ler muita asneira..."então tá, foi feita com uma 18-55 em 24mm." assim não confunde os sabichões. E eu é que confundo fator de corte!! :shock:
EOS 6D MK II -  EOS 5D MK II.
Tamron SP 45mm 1.8 | Sigma 30mm 1.4 Art
EF 50mm 1.8 STM | EF 100mm f/2 |
https://500px.com/PabloEbani
http://ebaniphoto.46graus.com


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #11 Online: 11 de Abril de 2018, 11:34:35
A arrogância realmente está em qualquer área, mas parece que na fotografia ela "vem com mais força", principalmente nas redes sociais, mas não só nela.

 :ok: :ok: :clap: :clap: :clap:

Disse tudo. Na realidade em toda área que trabalha com questões mais estéticas acontece isso, sempre tem o povo que usa do seu conhecimento e/ou sua pseudo fama para poder se dizer melhor que o outro. Na fotografia tem muito, mas tem áreas piores, vai por mim rsrs. Humildade é uma dádiva nos dias de hoje rsrs...
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #12 Online: 11 de Abril de 2018, 11:36:34
De forma mais conclusiva, por mais comum que seja, usar o seu melhor como padrao ou medida para todas ascoisas, eh irrealista e acaba sendo infeliz em forma de atutudes.

O mesmo com a sindrome do impostor, que deve ser o mesmo mas focado no pior do seu ou melhor dos melhores.

Podemos dizer que eh ate normal levando em conta que o bom e ruim sao subjetivos. A pessoa pode sim ser muito boa em um aspecto daquilo que pratica, mas pode facilmente se julgar bom em todos os aspectos, levando o unico aspecto que eh de fato bom em consideracao.

E tem a questao de ser bom na pratica e ser bom na teoria. Talvez seja facil ver algo que entende e consiga saber como reproduzir na teoria, e assim julgar ter a mesma capacidade na pratica quando na verdade nao eh bem assim. Ou o contrario, ser muito bom na pratica mas nao tendo muito conhecimento da explicacao de como funciona tecnicamente ou na teoria, mas mesmo assim acha que pode ensinar todo mundo.

Ou mesmo o outro contrario, da pessoa ser muito boa na pratica mas nao ter muito conteudo teorico, e que por isso, acreditar nao ser tao bom quanto de fato eh, por nao saber explicar tecnicamente. Ate mesmo pq se vc nao sabe explicar algo tecnicamente, as pessoas tendem a desconfiar de sua capacidade pratica, as vezes com razao, mas as vezes nao.

Boa conclusão! :ok: :ok:
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.883
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #13 Online: 11 de Abril de 2018, 17:39:12
:ok: :ok: :clap: :clap: :clap:

Disse tudo. Na realidade em toda área que trabalha com questões mais estéticas acontece isso, sempre tem o povo que usa do seu conhecimento e/ou sua pseudo fama para poder se dizer melhor que o outro. Na fotografia tem muito, mas tem áreas piores, vai por mim rsrs. Humildade é uma dádiva nos dias de hoje rsrs...

Na verdade, eh em toda area onde tem pessoas compexadas buscando compensar o complexo delas.

Eu trabalhei no McDonald's e ate la tem chapeiro que se acha o rei, querendo mostrar que vira os hamburguers e limpa a chapa melhor que todo mundo.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 14 de Abril de 2018, 10:09:44
Acho quase impossivel alguem ter realmente consciencia total de sua personalidade.
 
Humildade e algo que aprecio, e acredito que ter consciencia de sua ignorancia pode mostrar o caminho para evoluir e e ate necessario. Mas eu sou um pouco arrogante, e digo que se a pessoa nao se convencer um pouco, quem ira? Humildade demais pode lhe gerar uma inseguranca tamanha que pode lhe ferrar.
Tambem noto que transferiu-se a arrogancia do ser, para a arrogancia comercial do ter.
entao varia...

Na real somos todos diferentes, em certas situacoes onde cause algum sentimento nao agradavel, talvez alguem seja um pouco arrogante. faz parte.