Autor Tópico: O segredo de tudo na vida eh estar confortavel em si mesmo.  (Lida 213 vezes)

C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.021
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Online: 13 de Abril de 2018, 17:23:00
Texto exrito ha mais ou menos 1 ano atras em outra comunidade...

Talvez vcs concordem e talvez nao, ma aqui vai um pouco do que tenho para compartilhar sobre ter suceso, sejacom mulheres, seja na carreira, seja em lhe dar com situacoes. E com isso eu nao quero dizer que eh facil ou que eu domine tudo, mas somente que percebo de tal forma tais relacoes.

Introducao:
Mais da metade do que acreditamos ser a realidade eh na verdade criacoes de nossa mente

Dias atras eu assisti um documentario sobre o cerebro humano e a nossa experiencia com a realidade.

O que eu achei mais interessante eh o fato de que para economizar energia e tempo, muitas das coisas que experienciamos e julgamos ser o mundo la fora eh na verdade uma realidade crida pela nossa mente, usando como bases experiencias e demais informacoes passadas.
Por exemplo, quando olhamos para um objeto familiar, como predio, carro, porta, qualquer coisa, normalmente nao estamos vendo de fato o objeto real, pq se o cerebro fosse analisar todos os detalhes de tal objeto, demoraria muito mais tempo para reconhecermos. O que o cerebro faz eh apenas reconhecer o formato, posicao e demais informacoes em que indicam que seja tal objeto, e a partir dai, o nosso cerebro cria uma imagem do objeto, baseado nas informacoes previas coletadas ao longo de nossa vida.

Tudo isso indica que mais da metade do que vemos nao eh de fato o mundo real mas sim um mundo criado por nossa mente. Eh por isso que nao vemos imagens tremendo apesar de nossos olhos estar em constante movimento. Eh por isso que caimos facilmente em ilusoes visuais, que nao eh nada mais e nada menos do que o cerebro criando uma imagem de algo que acreditamos ver, mas que na verdade nao estamos vendo, eh apenas uma imagem que vem de nossa mente. E isso vale para todos os sentidos.

E se fomos mais alem, o mundo real de fato nao existe cores, gostos, sons, etc, pq tudo isso sao apenas ondas. O que o nosso cerebro interpreta como cores sao apenas diferentes ondas de luz, som sao apenas diferentes compressoes de ar, o paladar eu nao sei explicar o que eh de fato, mas tudo que experienciamos como o mundo real la fora eh na verdade apenas criacao de nosso cerebro, traduzindo tais ondas em impulsos eletro magneticos que eh a linguagem que o cerebro usa para experienciar as informacoes exteriores. Se pudesse-mos realmente ver o mundo real la fora, ele seria irreconhecivel, alienigena e extremamente bizarro para nos.

Nossa relacao com situacoes e o dia a dia:

Eu cresci sendo uma pessoa muito insegura, anciosa, depressiva, chorona, entre outras coisas que sempre me fizeram sentir como se fosse uma ancora me afundando no mar da sociedade. Todos essessenti mentos vieram de experiencias durante minha infancia, humilhacao, negativizacao, rejeicao, etc. E eu era frequentemente tradado assim por ser uma pessoa muito distraida. Mas tudo isso que falei eh menos de 1% do que de fato eh preciso ser dito para entender de fato toda a situacao, ao qual nem eu mesmo tenho tal explicacao e entendimento. Mas eh importante falar sobre isso para entender a relacao que pessoas iguais a mim terao com o mundo quando crescerem e que felizmente pode ser revertido.

Muitos homens reclamam que sao rejeitados pelas mulheres, mas o que na verdade acontece eh que esses homens eh que estao rejeitando as mulheres sem perceber.

Veja que da mesma forma que acreditamos ver algo la fora e real quando na verdade eh apenas uma realidade criada pelo nosso cerebro, como ao olhar para uma porta em que o cerebro usa informacoes internas, para rapidamente criar a imagem e reconhecer o objeto, ao invez de analisar todo o detalhe de tal objeto como se estivesse vendo pela primeira vez. Internamente nossa mente tambem esta trabalhando com informacoes passadas coletadas para reagir diante de situacoes sem que percebemos e que frequentemente eh expressado em nossa linguagem corporal.

Por isso, por mais que concientemente uma pessoa possa estar dizendo a si mesma que quer se aproximar de uma mulher e se relacionar com ela, o sub-conciente dela pode estar dizendo o oposto baseado nas experiencias negativas passadas. E isso cria uma situacao em que a pessoa nao esta confortavel em si mesma.

Eh normal as pessoas confundirem estar confortavel em si com "agir como" se vc estivesse confortavel em si. E uma coisa eh certa, vc nao consegue esconder o que o seu sub-conciente expressa ate mesmo pq mais da metade do que expressamos nos nao precebemos concientemente.

Por isso que quando eu saia com meus amigos durante a adolescencia eu era pessimo em me aproximar e me relacionar com as mulheres. Meus amigos me diziam que eu tinha que mostrar atitude, seguranca, etc, que era isso que as mulheres reparavam. Eles estavam de certa forma certos, mas eles me ensinaram errado, pq para eles eu tinha que atuar, fazer de conta, demonstrar, e tudo isso fazia com que eu nao sentisse que eu estava sendo eu mesmo. E por mais que as vezes desse certo, tudo parecia muito artificial, falso, etc, afinal de contas eu nao estava sendo eu, e logo que eu pegasse uma mulher nao daria para ficar atuando ser quem eu nao era para sempre. E assim as pessoas percebem que vc esta sendo apenas um player.

A maneira correta de se sentir mais confortavel em si mesmo, para assim transmitir tal conforto, seguranca, etc, eh mudar as informacoes de experiencias de sua mente, e da propria percepcao da realidade.

Atualizando as informacoes de experiencias da mente e mudando a percepcao da realidade:

Quando eu comecei a fotografar pra valer, eu saia perambulando pelas ruas, prestando atencao no mundo em minha volta, prestando atencao nos arranjos de elementos visuais que eu encontrava pere identificar harmonia entre elas (achar algo interessante para se forografar), e ao achar eu procurava encontrar angulos e enquadramentos que destacasse e ressaltasse tal harmonia e o sentido que eu encontrava em tais elementos (fazer uma boa foto). Mas depois de tanto fotografar ruas, predios, parques, paisagens, etc, observando as pessoas nas ruas foi o que me fez ficar mais interessado nelas, buscando fotografar gente.

Minhas primeiras aproximacoes com as pessoas para fotografar foram desconfortante. Primeiro eu buscava fazer como todo fotografo amador, iniciante e inseguro, fotografar a distancia e sem ser notado. Mas as vezes as pessoas me notavam e eu me sentia em uma situacao desconfortante.



Eu estava tao apegado e interessado em fotografar pessoas, que eu queria buscar uma forma mais facil e confortavel de fazer isso. E por isso, eu ao invez de me esconder ou disfarcar, resolvi simplesmente tentar pedir permissao as pessoas em fotografar elas. A primeira vez que tentei levei uma rejeitada seca, ao qual me fez sentir totalmente humilhado, fracassado, rejeitado, nao entendido. Fui para casa pensando em como os fotografos de rua mais experientes faziam isso. E pelo o que eu percebia, eles pareciam nao se importar com tal sentimentos.

Mas a verdade eh que esses fotografos experientes simplesmente nao tinham tais sentimentos. Esses sentimentos que eu estava tendo, era o meu sub-conciente usando como referencias as minhas experiencias sociais passadas, como as rotineiras humilhacoes, rejeicoes e negativizacoes que eu tive durante a infancia. O que significa que minha mente estava criando a situacao embaracosa como se fosse realidade. Eu entao busquei me convencer que o que eu sentia nao era real, mas apenas uma criacao ou interpretacao que minha mente fazia da situacao, buscando fazer com que eu evitasse de novo tal situacao, para nao ter que passar pelas dores emocionais passadas novamente.

Sai a rua mais uma vez e a cada rejeitada que eu recebia, por mais desconfortavel que fosse para mim, eu buscava me convencer que no fundo nao tem nada d+. E eu busquei criar essa nova percepcao da realidade entendendo que as pessoas nao estao acostumadas a serem aproximadas dessa forma, as pessoas nao sabem o que eu estou realmente fazendo, ou simplesmente elas estao com pressa e tem outras preocupacoes. E com o tempo, acabei me sentido confortavel com a situacao da rejeicao.



O fato eh que uma vez que se esta mais confortavel em mim mesmo, a sua linguagem corporal passa a transmitir tal conforto e experiencia as pessoas, vc comeca a entender e perceber as melhores formas de se comunicar com as pessoas, as situacoes e tipos de pessoas que serao mais favoraveis para uma aproximacao. Consequentemente passei com o tempo a ter mais sucesso em conseguir fotografar pessoas do que rejeicao, chegando ao ponto de uma mulher ate me chamar de tarado e eu nao me sentir nem um pouco desconfortavel com a reacao dela. Eu simplesmente entendi que ela nao sabe de fato o que eu estava fazendo e ela tem as experiencias dela que nao sao as minhas.



Minha cara de pau passou a ser tao grande que em muitos casos eu nem pedia mais permissao, eu simplesmente me aproximava, tirava foto com flash e tudo, as pessoas se assustanvam com a surpresa, eu dava um sorriso de comprimento e saia andando de boa.



O que importa nao eh o destino, mas sim o percurso. Aprendendo a apreciar o momento:

Em muitas coisas que as pessoas procuram fazer na vida, elas se focam de maneira muito acentuada ao resultado, ao futuro, as suas expectativas de realizacao, o que cria nas pessoas uma certa anciedade. Mas o fato eh que boa parte do sucesso nas coisa da vida esta no timing. Ou seja, ter uma percepcao e nocao da realidade em sua volta no momento em que as coisas ocorrem, sabendo assim intuitivamente quando e como agir, consequentemente criando uma harmonia de acoes e resultados que nos tornam mais confiantes no caminho que estamos perseguindo, e que por isso, nos faz apreciar mais a paisagem do percurso do que destraido com o anceio da expectativa do destino.

Por exemplo, ha 15 anos atras eu nao teria coragem alguma de me aproximar de uma mulher estranha na rua para conversar, pq naquela epoca tudo o que eu fazia era focado na expectativa do resultado, como forma de procurar superar os dramas e dores psicologicas das minhas experiencias falhosas passadas. A real eh que boa parte das pessoas estao distraidas com expectativas futuras e memorias concientes e sub-concientes passadas.

O bom do nosso cerebro eh que ele esta em constante aprendizado e adaptacao, tornando possivel fazer um update de nossas experiencias para que sejam usados como bases futuras de nosso sub-conciente.

Uma forma de mudar a nossa percepcao mental eh mudando a forma que apreciamos o mundo. Uma otima forma de se fazer isso eh prestando mais atencao nos sentidos durante o dia a dia e esquecer da conversa interna mental consigo mesmo (ou seja, palavras). Por exemplo, ao sair para caminhar no parque ou no percurso ao trabalho, ao invez de ficar usando palavras para associar seus sentimentos, experiencias, julgamentos e memorias, simplesmente nao pense em palavra alguma, mas somente preste atencao no que seus olhos veem, no que seus ouvidos ouvem, no som do seu andar, dos carros, nas cores do ceu, nas formas dos predios. O fato eh que o mundo eh muito mais claro para nos quando nossa mente nao esta carregadas de verbalizacoes.

Ao fazer isso vc passa com o tempo a ficar mais em sintonia com o momento em que vc esta de fato experienciado. As anciedades das metas futuras passam a serem menos presentes e dependendo do nivel podem ate sumirem, e o mesmo para os sentimentos das experiencias passadas.

Desta forma, vc passa a apreciar e ter mais prazer em vivenciar o percurso de cada momento experienciado, independente do resultado. E tal conforto em si mesmo passa a ser convidativo as pessoas em sua volta, pq elas percebem sub-concientemente que existe uma paz, controle, presenca e conforto em vc. Junto com as suas acoes baseadas na maior clareza do mundo em sua volta, faz com que as coisas passem a dar mais certo, as pessoas mesmo nao aceitando suas empreitadas te respeitam, etc.

Por isso hoje eu me sinto confortavel em conversar com qualquer mulher na rua, ao ponto de conseguir encontrar modelos para as minhas fotografias, falando com mulheres de forma casual por ai, sem exhibir nada, sem pretencoes, apenas apreciando o momento de uma boa interacao casual como quem aprecia um bolo de chocolate. Ou seja, de forma que traz uma tranquileza, prazer, conforto nao importando o final do caminho.



Isso tambem significa onter uma aurea em volta de vc que faz com que as pessoas confiem em vc, sintam a confianca, sinceridade, honestidade, simplicidade, prazer, ate mesmo em aspectos que a principios quase ninguem consideriaria nem um poco segura, confortavel e inocente. Mas o seu estado mental te faz perceber e agir de forma que a criar uma situacao em que seja favoravel e confortavel a pessoa.



Meditacao nao eh um exercicio, mas um estilo de vida.

Eu acredito que tudo isso que eu relatei nao eh algo que basta ter uma decisao pessoal para seguir, mas sim experiencias e momentos de nossas vidas nos ajudam ou atrapalham em nos adaptar e seguir certos aprendizados na pratica. Vejam que as pessoas que criaram grandes transformacoes em suas vidas, nao fizeram do nada, mas somente apos passar por alguma grande ou profunda experiencia ou mudanca de vida. Como assim tambem foi o meu caso.

Vivemos em um mundo de distracoes, seguimos padroes de rotinas, atividades e ate mesmo de pensamentos e percepcoes que nao sao faceis de serem quebrado ou ate mesmo percebidos, sem que hava alguma coisa que quebre esse padrao.

Mas nos ajudando a entender certas experiencias, ja nos ajuda ter uma maior compreencao de mundo, mesmo que teorico.

Eu mudei bastante e conquistei muitas coisas, mas ainda ha muito que preciso mudar e superar, talver pq a ancora das dolorosas experiencias e sentimentos que eu tive no passado fosse tao pesada que me levou muito a fundo por um periodo muito longo, e por isso eu preciso nadar por muito mais tempo para conseguir emergir em outros aspectos em que ainda estou de certa forma ancorado. Ou talvez cada um de nos temos nossa propria e individual realidade criada por nessas mentes, o que torna dificil fazer com que todos mundo seja de fato 100% igual e padronizado. Em alguns aspectos da vida nos adaptaremos bem a sociedade e em outros talvez nunca.

Mas eh importante lembrar que nossa mente esta em constante aprendizado e adaptacao. E que tudo que realmente ha para nos de fato sao as nossas experiencias sensoriais ao qual eh importante darmos muita atencao, para nao nos isolarmos em nossas fantasias futuras e passadas.