Autor Tópico: Upgrade de DX para FX  (Lida 3805 vezes)

bjorn

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.039
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 18 de Abril de 2018, 00:38:53

Canon e Nikon apontam todo o sistema de objetivas para o formato FX (Fullframe). Ao contrário da Fuji, que se dedica quase exclusivamente ao formato APS, Canon e Nikon não desenvolvem objetivas de alta qualidade dedicadas ao formato APS. Sendo assim, se eu decidisse fotografar apenas com APS, migraria para Fuji para me beneficiar do tamanho e peso reduzidos, e se ficasse apenas em Canon ou Nikon, migraria para FX(FF) para me beneficiar do range imbatível de objetivas....
...

GOSTEI DA SUA LOGICA  , bastante interessante ....
A P O S E N T A D O  ... fotografia agora SÓ por puro prazer ... !


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.160
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 18 de Abril de 2018, 10:22:34
E sempre aparece um tópico desses... achei interessante este que focou na Nikon... em vez de ser Crop vs Full Frame.

Como em vários outros tópicos aqui do MF já foi dito... há diferenças entre FX e DX... o Sossa já colocou as perguntas que deve-se fazer.

Eu particularmente só vejo uma diferença grande no ISO. Vai das respostas das perguntas do Sossa. Público, Tipo de Evento...
« Última modificação: 18 de Abril de 2018, 10:23:26 por fabianob »
D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


hribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.316
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 22 de Abril de 2018, 22:54:28
Já fiz a mim mesmo essa pergunta.
Testei minha D7100 versus uma D610 na época e as diferenças foram pequenas.

Resumindo:

Se você precisa usar a câmera frequentemente em isos altos e baixa luz sem perda razoável de qualidade - sim, troque.
Se você gosta de usar muito o desfoque e o bokeh - sim, troque.
Se você cropa com frequência e quer perder menos qualidade na impressão - sim troque sua DX por uma FX.

Em qualquer outra situação, não há nenhum motivo para trocar. As APS/DX atuais tem uma qualidade excelente.
Helvio

Nikon D750, Nikon D3100, Nikkor 18-105mm, Nikkor 18-35mm, Nikkor 24mm f/2.8, Nikkor 50mm f/1.8G, Nikkor 24-120mm ED f/4,  Nikkor 80-200mm f/2.8D ED - Speedlight SB-700, Oloong SP660II manual, Flash Agfa.
Canon AE-1. Canon 50mm 1.8, Rolleiflex T K8
www.flickr.com/helviosilva   https://500px.com/helviosilva


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.160
  • Sexo: Masculino
Resposta #18 Online: 23 de Abril de 2018, 09:54:30
Já fiz a mim mesmo essa pergunta.
Testei minha D7100 versus uma D610 na época e as diferenças foram pequenas.

Resumindo:

Se você precisa usar a câmera frequentemente em isos altos e baixa luz sem perda razoável de qualidade - sim, troque.
Se você gosta de usar muito o desfoque e o bokeh - sim, troque.
Se você cropa com frequência e quer perder menos qualidade na impressão - sim troque sua DX por uma FX.

Em qualquer outra situação, não há nenhum motivo para trocar. As APS/DX atuais tem uma qualidade excelente.

muito bem resumido!
D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.643
  • Sexo: Masculino
Resposta #19 Online: 23 de Abril de 2018, 11:46:11
Se quiser ter acesso a um range inigualável de objetivas dedicadas de altíssima qualidade, troque.

Sent from my SM-N910C using Tapatalk



felipemendes

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.341
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #20 Online: 23 de Abril de 2018, 12:03:38
Eu trocaria.

Canon e Nikon apontam todo o sistema de objetivas para o formato FX (Fullframe). Ao contrário da Fuji, que se dedica quase exclusivamente ao formato APS, Canon e Nikon não desenvolvem objetivas de alta qualidade dedicadas ao formato APS. Sendo assim, se eu decidisse fotografar apenas com APS, migraria para Fuji para me beneficiar do tamanho e peso reduzidos, e se ficasse apenas em Canon ou Nikon, migraria para FX(FF) para me beneficiar do range imbatível de objetivas. É o raciocínio que eu usei durante o planejamento do meu equipamento, desde a primeira câmera que eu comprei, uma Canon 20D.

Agora, qualidade, bem, dá pra fazer fotos espetaculares com um smartphone moderno, basta ver algumas galerias por aí.

Melhor post que li nos últimos tempos, tanto sobre ML x DSLR quanto sobre marcas.

Continuo achando errada a estratégia de querer empurrar o fotógrafo pra um sistema mais caro, mas o panorama que temos hoje é exatamente esse. Então, pra enfiar o pé na jaca em termos de gasto, melhor fazer logo com FF.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.643
  • Sexo: Masculino
Resposta #21 Online: 23 de Abril de 2018, 12:21:10
Melhor post que li nos últimos tempos, tanto sobre ML x DSLR quanto sobre marcas.

Continuo achando errada a estratégia de querer empurrar o fotógrafo pra um sistema mais caro, mas o panorama que temos hoje é exatamente esse. Então, pra enfiar o pé na jaca em termos de gasto, melhor fazer logo com FF.

Antes de considerarmos determinado equipamento "caro" ou "barato", devemos analisar o uso que faremos dele e a sua durabilidade.

Uma Camera de qualidade pode durar com tranqüilidade 10 anos ou mais, sem necessidade real de upgrade. Hoje muitos profissionais trabalham muitíssimo bem com uma Canon 5DMKII, por exemplo, lançada em 2010. As objetivas duram muito mais, a primeira de melhor qualidade que eu comprei, uma 17-40mm, já tem 18 anos e está novíssima. Ou seja, no mesmo período troquei de smartphone umas 5 vezes. Muitos gastam mais com iPhones do que com o equipamento de trabalho.

E equipamento de trabalho é caro mesmo, se tem a proposta de durabilidade, uma tesoura de cabeleireiro pode custar 2000 dólares fácil.

Então o mais importante é fazer uma projeção para o futuro, colocando na balança os prós e contras de um upgrade (ou downgrade). 
« Última modificação: 23 de Abril de 2018, 12:21:52 por Claudio Rombauer »


cfcsosa

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.755
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 23 de Abril de 2018, 12:30:40
Não há nada de errado em usar o equipamento certo pro trabalho. Se isso torna o investimento necessário alto, tudo bem, haverá um retorno do investimento, a questão a meu ver é que muita gente compra o que não precisa e justifica como necessidade.

Nem todos precisam de uma 5DSr ou uma D850, mas se você perguntar a um fotógrafo Nikon o que ele gostaria de ter hoje, eu garanto que a resposta será o novo modelo queridinho da Nikon.



Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.643
  • Sexo: Masculino
Resposta #23 Online: 23 de Abril de 2018, 12:41:49
A tendência é sempre o nosso equipamento ter uma sobra em relação ao que precisamos. Seja em resolução, DR, ISO, etc. Existem exageros, muita gente diz que "não consegue" trabalhar com baixa DR, muito ruído ou baixa quantidade de pixels.

No entanto, se usarmos um automóvel como exemplo, raramente nós precisamos passar dos 100km/h, o limite é um pouco mais do que isso. No entanto, automóveis de potências absurdas acima dos 150cv e com velocidades finais de mais de 200km/h fazem sucesso. Alguém efetivamente precisa andar a 200km/h? Nem é permitido. Seria como comprar uma 5DSr em um país onde fosse proibido usar fotos de mais de 20MP.

A própria Fuji XT2 tem tantas funcionalidades, tantos recursos, duvido que alguém precise de tudo isso, é um exagero. Ela poderia ter 1/5 dos recursos que ainda seria suficiente pra fotografar com muito conforto.

Mas as pessoas querem mais, por isso trocam (sem necessidade) uma XT1 por uma XT2, coisa que eu fiz e me arrependi, pois a XT1 é tão boa quanto a XT2. Aliás, estou quase inclinado a fazer um downgrade.
« Última modificação: 23 de Abril de 2018, 12:43:01 por Claudio Rombauer »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.559
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 23 de Abril de 2018, 14:35:21
Ai vc tem que fechar mais o diafragma e fica na mesma.  :assobi:








d90, d7100, 24 2.8, 35 1.8, 50 1.8, 85 1.8, 105 2.5


felipemendes

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.341
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #25 Online: 23 de Abril de 2018, 15:05:49
Antes de considerarmos determinado equipamento "caro" ou "barato", devemos analisar o uso que faremos dele e a sua durabilidade.

Uma Camera de qualidade pode durar com tranqüilidade 10 anos ou mais, sem necessidade real de upgrade. Hoje muitos profissionais trabalham muitíssimo bem com uma Canon 5DMKII, por exemplo, lançada em 2010. As objetivas duram muito mais, a primeira de melhor qualidade que eu comprei, uma 17-40mm, já tem 18 anos e está novíssima. Ou seja, no mesmo período troquei de smartphone umas 5 vezes. Muitos gastam mais com iPhones do que com o equipamento de trabalho.

E equipamento de trabalho é caro mesmo, se tem a proposta de durabilidade, uma tesoura de cabeleireiro pode custar 2000 dólares fácil.

Então o mais importante é fazer uma projeção para o futuro, colocando na balança os prós e contras de um upgrade (ou downgrade).

Claro. Especialmente em um trabalho onde uma tesourada que falha pode estragar a perfeição de um trabalho.

Mas na pergunta inicial (D7200 x D750), a durabilidade está mais ou menos no mesmo patamar, eu diria. Não achei números exatos pra vida do obturador, mas ambos estão acima de 150k cliques. Então, a princípio, seriam a mesma coisa, e eu não veria muita vantagem na D750, no quesito durabilidade x preço. Daííííí... tem a questão das lentes, que vão empurrar o fotógrafo ou pra FF, pela disponibilidade; ou pra outro sistema, pra manter o sistema compacto e ainda assim ter objetivas de qualidade. Minha impressão é que, ao escolher sistemas razoavelmente equivalentes, a opção Fuji vai ser mais barata que a opção Nikon. Claro que a Fuji não vai ser FF nem ter aquele tanto de lentes especializadas, mas pro básico 35-50-85, eu diria que são sistemas bem próximos em vários aspectos, embora (des)vantagens bastante específicas levem a escolher um sistema ou outro.

Em tempo, se pra mim dinheiro não fosse um problema, entre uma D7200 com 35mm e uma D750 com 35mm, eu escolheria o segundo kit sem pestanejar. Não são kits equivalentes, mas foi a pergunta feita neste tópico.
« Última modificação: 23 de Abril de 2018, 15:07:01 por felipemendes »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.559
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 24 de Abril de 2018, 14:55:17
d90, d7100, 24 2.8, 35 1.8, 50 1.8, 85 1.8, 105 2.5