Autor Tópico: Brasileiro acusado de usar tamanduá empalhado em foto perde prêmio internacional  (Lida 2716 vezes)

vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.121
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Ainda tem gente achando que a acusação é de ser uma montagem no Photoshop.....

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


bjp77

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 278
  • Sexo: Masculino
mandou bem felipemendes.

É um padrão do animal sim, ele levanta para ter acesso ao cupinzeiro e formigueiro, estende a língua e recolhe com os insetos grudados nela.

Canon EOS T5
Canon EF-S 18-55mm f/3.5
Canon 75-300mm EF-S
Zenit Helios 44M-4 58mm f/2
Canon T50 Lente 50 mm f1.4 1985 inoperante


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.844
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
E, se o animal empalhado é da mesma área, pode muito bem ser um antepassado do animal fotografado.
Eu li em algum lugar que ele tá lá.. passando dias e noites no parque atrás do tal tamaduá.  :doh: :o


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 626
  • Sexo: Masculino
Eu li em algum lugar que ele tá lá.. passando dias e noites no parque atrás do tal tamaduá.  :doh: :o

Sumiram com o bicho empalhado?  :D Bom, se o tamanduá é verdadeiro, logo mais deve aparecer, fotografado por ele ou outra pessoa.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.512
  • Sexo: Masculino
A verdade é uma só... ele teve a maior sorte de conseguir fotografar um tamanduá empalhado. Esses animais geralmente não saem de onde estão expostos. Ficam lá parados por décadas... conseguir fotografar um em seu ambiente natural é muito mais raro que ganhar na mega.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Walmiré Junior

  • Trade Count: (27)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.053
  • Sexo: Masculino
A verdade é uma só... ele teve a maior sorte de conseguir fotografar um tamanduá empalhado. Esses animais geralmente não saem de onde estão expostos. Ficam lá parados por décadas... conseguir fotografar um em seu ambiente natural é muito mais raro que ganhar na mega.


ASHUASUHAHUSHUASUHASUHASHUASHUSAHUASHUSUHSHUAHUASHUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!
FujiFilm X-PRO2  | XF 35mm 1.4  |
Instagram : @_meninowal209 / 
'' Esquece a teleobjetiva brô, cenas boas só de perto ~ ''


Marcio WH

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 378
Não iria comentar, mas pelos testes que fiz com o flash em longa exposição (4 a 8 segundos), flash na primeira cortina mesmo (aparetemente) sem mexer (se estiver vivo impossível não se mexer) percebe-se leve movimento no contorno do assunto fotografado, quanto mais tempo mais fácil perceber, se bater o flash e sair fica "transparente", quanto mais tempo ficar parado depois do flash menos "transparente" fica.

Na segunda cortina se o assunto já estava lá fica um borrão ao redor e o assunto fica "transparente" se não estava, chegou e parou, fica somente "transparente".

Pelo que li sobre o tamanduá eles quebram o cupinzeiros por isso as garras, tem  vídeos no Youtube falando sobre esses fabulosos animais...

Impressionante a foto do morcego, presido de uma 1DX Mark II e um flash externo com um rebatedor pra fazer pelo menos igual, mas pegando inseto voando...

« Última modificação: 27 de Junho de 2018, 12:56:06 por Marcio WH »


Marcio WH

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 378
Olhando bem as duas fotos o tamanduá, foi colocado depois do começo da exposição é possível ver 3 luzes de outro cupinzeiro atrás da cabeça do animal e capim na sua mancha, a foto foi tirado de baixo pra cima e um pouco mais atrás do animal,  o animal empanado foi tirado de cima pra baixo e mais do lado mudando muito a perspectiva da foto, acredito realmente que seja o animal empanado.

Ele colocou o animal e voltou pra ajeitar a cabeça do animal, que passou a sensação de movimento, demorou um pouco, pois  tem um borrão marrom em cima do pescoço e abaixo da orelha do animal, uma pessoa parou ali, parte da perna provavelmente e está "transparente", pois é  possível  ver o capim, tem também um rosto do lado direito da nuvem do lado esquerdo em cima da foto que foi mal apagado, a altura condiz com uma pessoa do lado do animal.

Se estivesde passado rápido ele não aparecia na foto e nem deixava um borrão, ou se estivesse editado melhor...
« Última modificação: 27 de Junho de 2018, 14:13:13 por Marcio WH »


bjp77

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 278
  • Sexo: Masculino
MarcioWH

tu és o cara, só não é Roberto Carlos o cantor.

Percebe-se as manchas em tons marrom no pescoço do animal e os pêlos mais claros na parte posterior ao pescoço. Achei que a nuvem à esquerda está borrada. Tem mato lá no rabo, só que o mato desaparece no meio do corpo do animal. LOL


Canon EOS T5
Canon EF-S 18-55mm f/3.5
Canon 75-300mm EF-S
Zenit Helios 44M-4 58mm f/2
Canon T50 Lente 50 mm f1.4 1985 inoperante


alexandreperigo

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 12
  • Sexo: Masculino
  • Um amante da arte fotográfica
Não iria comentar, mas pelos testes que fiz com o flash em longa exposição (4 a 8 segundos), flash na primeira cortina mesmo (aparetemente) sem mexer (se estiver vivo impossível não se mexer) percebe-se leve movimento no contorno do assunto fotografado, quanto mais tempo mais fácil perceber, se bater o flash e sair fica "transparente", quanto mais tempo ficar parado depois do flash menos "transparente" fica.

Na segunda cortina se o assunto já estava lá fica um borrão ao redor e o assunto fica "transparente" se não estava, chegou e parou, fica somente "transparente".

Pelo que li sobre o tamanduá eles quebram o cupinzeiros por isso as garras, tem  vídeos no Youtube falando sobre esses fabulosos animais...

Impressionante a foto do morcego, presido de uma 1DX Mark II e um flash externo com um rebatedor pra fazer pelo menos igual, mas pegando inseto voando...

Que olho Marcio, parabens! Eu estava na dúvida, mas depois de ler seu comentário ficou evidente a fraude.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.205
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Olhando bem as duas fotos o tamanduá, foi colocado depois do começo da exposição é possível ver 3 luzes de outro cupinzeiro atrás da cabeça do animal e capim na sua mancha, a foto foi tirado de baixo pra cima e um pouco mais atrás do animal,  o animal empanado foi tirado de cima pra baixo e mais do lado mudando muito a perspectiva da foto, acredito realmente que seja o animal empanado.

Ele colocou o animal e voltou pra ajeitar a cabeça do animal, que passou a sensação de movimento, demorou um pouco, pois  tem um borrão marrom em cima do pescoço e abaixo da orelha do animal, uma pessoa parou ali, parte da perna provavelmente e está "transparente", pois é  possível  ver o capim, tem também um rosto do lado direito da nuvem do lado esquerdo em cima da foto que foi mal apagado, a altura condiz com uma pessoa do lado do animal.

Se estivesde passado rápido ele não aparecia na foto e nem deixava um borrão, ou se estivesse editado melhor...

Então, já deu pra perceber que estou fazendo o papel de advogado do diabo, né?

E se um tamanduá vivo tivesse entrado no meio da exposição, que teria causado a transparência (que não enxerguei), depois mexido a cabeça ali onde ficou manchado acima da cabeça do animal?

Por que ele fraudaria a foto se enfiando no meio dela, durante a exposição?

Finalmente, procurei fotos de tamanduá-bandeira no google. Vários são parecidos com este, e alguns estão quase na mesma posição, embora fotografados de diferentes ângulos...
Felipe


Edubastos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 393
  • Sexo: Masculino
    • Site Eduardo Bastos
Importante saber que rastros e e borrões só aparecem se estiver alguma luz ambiente. Nesses lugares, tipo este onde foi feita a foto, a noite é um breu total e a única luz é a das estrelas e nesse caso do cupinzeiro.

Se usar flash, mesmo com exposições longas, congela a imagem. Quanto menor a potência do flash mais congelado fica a imagem.

Como lembrou o amigo, CristianoSoares, esta foto que fiz foi dessa forma e tem um tempo de exposição de 24segundo e potência do flash de 1/128  https://www.flickr.com/photos/126514343@N02/14965378447/


Quanto se é verdadeira ou não a foto. A comissão passou uns 4 meses analisando isso com vários especialistas. Se fosse verdadeira, o fotográfo ja teria provado, mas ele preferiu sumir. Sem uma carta, um comunicado, qualquer coisa. Sumiu.

E, até onde sei, tamanduás vivos não são vistos nesta região da foto a uns 10 anos, desde um incêndio que destruiu o parque.

abs
http://www.eduardobastos.com

Instagram - @eduoliveirabastos


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.512
  • Sexo: Masculino

Finalmente, procurei fotos de tamanduá-bandeira no google. Vários são parecidos com este, e alguns estão quase na mesma posição, embora fotografados de diferentes ângulos...

Acho que o Tamanduá foi empalhado nessa posição para representar o "jeitão" dele na natureza.

Se for verdade, a sacada dele usar o bicho empalhado não foi a pior ideia. Seria bem realístico se não fosse contra as regras da premiação.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


adrianof14

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 764
  • Sexo: Masculino
  • A Fotografia é um ato de resistência.
o único jeito dele provar a inocência é encontrar o tamanduá vivo e pedir pra ele testemunhar a seu favor.
Adriano Ferreira
https://www.flickr.com/photos/adrianof14/

"Resistir ao ruído, à palavra, ao rumor pelo silêncio da foto - resistir ao movimento, ao fluxo e à aceleração pela imobilidade da fot


Marcio WH

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 378
Perdao, vou escrever sem os acentos e cedilhas, motivo : meu teclado nao tem…

Otimo ver o pessoal discutindo, mas entrei pra saber um pouco mais desse detalhe das fotos dos morcegos do Edubastos, depois farei outro breve comentario sobre o assunto do topico…

Primeiramente parabens pelas fotos, ja tentei fotografar morcegos voando e ate agora nao obtive exito, por favor, poderia detalahar melhor  essa tecnica?

Detalhe importante, depois de aprender serei seu concorrente kkkk

O breve comentario que faria, vi a foto original e esta bem mais escuro, no JPEG, com certeza nao teria as informacoes dessa foto, li que ele entregou o RAW, o sensor da camera enxerga muito melhor que o olho humano nessa situacao, entao nao vou discutir, porque ninguem vai mudar de opiniao…

Pra congelar a imagem a noite, uso o flash em 1/250, F8 e ISO 100 ou no maximo 400, alem de congelar "recorta" o assunto, deixando o fundo totalmente preto, mesmo havendo claridade atras do assunto, por exemplo, luzes das cidade, estrelas no ceu, etc…

Em longa exposicao, quanto mais baixo o iso, mais a camera vai demorar pra registrar o assunto, o que permite pessoas passarem na frente da camera e nao aparecer na foto, desde que essas pessoas nao parem na frente, caso pare e  fique rodando na frente da camera, fica registrado um borrao, nao tem como identificar quem e, mas nao apaga o que ja foi registrado, por exemplo,  estou numa montanha e comeco a registrar as luzes da cidade la em baixo, com o flash na segunda cortina, entro na frente pra a sair na foto, as luzes vao ficar aparecendo sobre mim…

Agora outra situacao, coloco a camera no timer, flash na primeira cortina, antes de disparar vou pro frente da camera, continuo la ate o fim da exposicao, saio na foto normal, apesar de parecer levemente tremido ou fora de foco, nao fico "transparente", caso saio sntes de terminar a exposicao, ai fico "transparente".

No caso pra eu conseguir fotografar um morcego voando  em longa exposicao, 30s por exemplo, camera no tripe, teria que deixar a lente focado no local onde o morcego costuma voar, comecar a exposicao com a lente tampado, com bone por exemplo e quando ver que o morcego vai passar la, tirar o bone e disparar o flash manualmente (flash externo), logo em seguida tampar a lente com o bone novamente e esperar ate terminar a expsicao?