Autor Tópico: Compressão de lente não existe  (Lida 6337 vezes)

Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.243
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #45 Online: 23 de Maio de 2018, 23:58:37
Minha Nodal Ninja tem controle independente, vertical e horizontal. Só que, trocou objetiva, tem que reajustar tudo.





muito boa !  :ok:


Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.310
  • Sexo: Masculino
Resposta #46 Online: 24 de Maio de 2018, 00:39:55
O mito da compressão causando tretas desde ...
http://forum.brfoto.com.br/topic/49045-pergunta-tecnica-sobre-otica-de-objetivas/page-16

Foi esse mesmo, o tal do tiagolara (acho que era neto do pedro de lara), insistiu até a morte que as objetivas que alteravam perspectiva e não a simples mudança de posição.

Fiquei sozinho praticamente e levei uma surra.

Depois deste post fiquei uns 5 anos sem frequentar grupos de discussão, tamanha a arrogância, falta de educação e soberba dos foristas defensores da compressão causada pelas objetivas e não pela mudança de ponto de vista.

Eles julgavam impossível, por exemplo, equivalência de perspectiva usando distancias focais equivalentes entre sensores diferentes.

Cheguei a fazer um teste, usando uma 25mm na M4/3 e comparando com uma 50mm na 5D.  A foto ficou idêntica. Aí o tal do arrogante disse uma barbaridade:
assim não vale, você não mudou de posição".

Ou seja, ele queria que eu fizesse o teste mudando de posição e depois cropando, pra depois atribuir a compressão à objetiva e não à minha mudança de posição.

Uma coisa é verdadeira, mesmo com algumas brigas e desentendimentos, aqui no MF o nível parece ser muito mais alto.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 00:40:19 por Claudio Rombauer »


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.310
  • Sexo: Masculino
Resposta #47 Online: 24 de Maio de 2018, 00:56:38
Eu uso, desde 2005, cameras 35mm (FF) e APS em conjunto.

Sempre gostei justamente do comportamento das objetivas que tive, nos dois formatos. E sempre obtive equivalência quase perfeita com as objetivas certas, respeitada a diferença de profundidade de campo.

Esta questão de compressão de planos, paralaxe, ou seja, nada mais que perspectiva, é muito clara pra quem desenha, pinta, etc., independente de existirem objetivas ou não.

Achar que as objetivas causam isso é algo tipo achar que casacos abaixam a temperatura, uma vez que sempre que está frio a gente vê um monte de gente de casaco na rua. E olha, conheço muita gente que acha que abrir um guarda-chuva realmente faz chover.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 00:58:26 por Claudio Rombauer »


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 2.917
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #48 Online: 24 de Maio de 2018, 10:34:31
O mito da compressão causando tretas desde ...
http://forum.brfoto.com.br/topic/49045-pergunta-tecnica-sobre-otica-de-objetivas/page-16


Li pouco daquela discussão, mas parece que só o tal thiaholara123 tava trolando. O resto do pessoal parecia estar entendendo...
Felipe


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.977
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #49 Online: 24 de Maio de 2018, 11:00:00
Acho que o problema maior é confundirem a distorção de perspectiva que acaba caindo no termo infeliz de perspectiva aparente.

Anos atrás, em um site que eu mantinha, usei uma série de imagens feitas com diversas objetivas, que se me recordo bem, veio de um panfleto antiquissimo da Pentax ou da Olympus. Eram umas 8 imagens desde 21mm até 300mm. Me dei o trabalho de escanear todas elas, fazer um retangulo isolando uma determinada área em cada uma e depois fazendo o crop e ampliando, justamente para mostrar isso.

Uns anos depois fiz uma demonstração para o curso de geometria descritiva criando uma cena usando o Blender/Pov Ray, mas simulando as objetivas apenas pelo seu angulo de visão e distância, pois com isso o fator distorção ótica não influenciava. O resultado foi exatamente o mesmo.

Acho que o que acontece é que quando se leva em conta as distorções, a percepção final é que como a aparencia do quadro inteiro, sem levar em conta o crop, dá a impressão de uma perspectiva diferente, daí o termo perspectiva aparente. Aparente não é real, apenas a maneira de como o cérebro ve a imagem, ou seja, uma ilusão sensorial. Isso sempre foi uma briga tanto na hora de explicar quanto de entender. Isso tudo tem muito a ver com a época do filme que a pessoa fazia duas fotos no mesmo tamanho da mesma cena com uma GA e uma tele e tinha a impressão de que havia realmente uma compressão dos planos porque o primeiro plano aparecia no caso da GA e não aparecia no caso da tele, sendo o caso mais extremo aquelas fotos do por do sol ou da lua e montanhas ao longe. A impressão que dá é que realmente houve uma compressão porque a nossa experiencia sabe que a lua não é daquele tamanho.

No mundo digital, com a facilidade de fazer recortes e redimensionar, isso foi exposto de uma maneira muito mais visível e fácil de entender, tanto que se você tiver uma câmera com um sensor de uma resolução imensa, teoricamente poderia usar uma GA e sair cropando a imagem, simulando outros comprimentos focais. Obviamente isso não é prático porque aí entram problemas como nitidez da lente, difração, etc.

P.S.

Imagina simular a cena em 3D nessa época com um PC 386 ou 486.... Cada quadro demorava mais de uma hora para ser gerado !
Não lembro direito mas deve ter sido entre 1987 e 1989. O tempo voa.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 11:06:15 por AFShalders »
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.121
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #50 Online: 24 de Maio de 2018, 11:07:22
poderia usar uma GA e sair cropando a imagem, simulando outros comprimentos focais. Obviamente isso não é prático porque aí entram problemas como nitidez da lente, difração, etc.

Pois eu cheguei a fazer exatamente isso em algum tópico de algum fórum, mas mesmo assim teve gente que não ficou convencida...  :doh:

Ainda lembro de um tópico onde a pessoa teria um espaço minúsculo em um evento (coisa de 1m quadrado) e precisaria fazer fotos de meio corpo e corpo inteiro dos convidados. Daí a pessoa queria saber qual lente usar pra evitar distorções. Eu postei umas 2 vezes que pela distância não teria como evitar a distorção, mas fui sendo ignorado e desisti. Fico curioso pra saber como ficaram essas fotos de corpo inteiro a 1m de distância...


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 2.917
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #51 Online: 24 de Maio de 2018, 11:43:59
Pois eu cheguei a fazer exatamente isso em algum tópico de algum fórum, mas mesmo assim teve gente que não ficou convencida...  :doh:

Ainda lembro de um tópico onde a pessoa teria um espaço minúsculo em um evento (coisa de 1m quadrado) e precisaria fazer fotos de meio corpo e corpo inteiro dos convidados. Daí a pessoa queria saber qual lente usar pra evitar distorções. Eu postei umas 2 vezes que pela distância não teria como evitar a distorção, mas fui sendo ignorado e desisti. Fico curioso pra saber como ficaram essas fotos de corpo inteiro a 1m de distância...

Acho que eu respondi a este tópico também. Só que minha sugestão foi a de usar várias câmeras em alturas diferentes e depois emendar em um software de panorama. Seria um equivalente a um scanner de papel, só que vertical e pra pessoas. Ainda assim, ficaria meio tosco (esse último comentário é atual).
Felipe


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.310
  • Sexo: Masculino
Resposta #52 Online: 24 de Maio de 2018, 12:26:11
Acho que eu respondi a este tópico também. Só que minha sugestão foi a de usar várias câmeras em alturas diferentes e depois emendar em um software de panorama. Seria um equivalente a um scanner de papel, só que vertical e pra pessoas. Ainda assim, ficaria meio tosco (esse último comentário é atual).

Fiz muito isso. Certa vez tive que fotografar umas empilhadeiras no meu estúdio, bem altas, e o cliente precisava imprimir um painel gigante delas. Fiz diversas fotos com uma 50mm e depois emendei no software de panorama. Mas precisei, obviamente, usar a nodal ninja com a paralaxe ajustada. Ficou perfeita, só precisei anular bem as vinhetas e deixar uma boa margem de redundância.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 2.917
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #53 Online: 24 de Maio de 2018, 14:27:02
Fiz muito isso. Certa vez tive que fotografar umas empilhadeiras no meu estúdio, bem altas, e o cliente precisava imprimir um painel gigante delas. Fiz diversas fotos com uma 50mm e depois emendei no software de panorama. Mas precisei, obviamente, usar a nodal ninja com a paralaxe ajustada. Ficou perfeita, só precisei anular bem as vinhetas e deixar uma boa margem de redundância.

No seu caso, vc só pegou a porção central da foto? Fiquei curioso.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 14:28:48 por felipemendes »
Felipe


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.310
  • Sexo: Masculino
Resposta #54 Online: 24 de Maio de 2018, 15:13:27
No seu caso, vc só pegou a porção central da foto? Fiquei curioso.

Não, você mantém a camera girando no ponto nodal e vai fazendo umas 10 fotos do produto, dos pés à cabeça. O software junta depois. Existe o problema da distorção, então devemos fazer muitos cliques e sobrepondo bastante.


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.977
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #55 Online: 24 de Maio de 2018, 15:19:51
Não, você mantém a camera girando no ponto nodal e vai fazendo umas 10 fotos do produto, dos pés à cabeça. O software junta depois. Existe o problema da distorção, então devemos fazer muitos cliques e sobrepondo bastante.

Qual projeção você fez depois ? Cilindrica ou esferica ?
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 2.917
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #56 Online: 24 de Maio de 2018, 15:20:53
Não, você mantém a camera girando no ponto nodal e vai fazendo umas 10 fotos do produto, dos pés à cabeça. O software junta depois. Existe o problema da distorção, então devemos fazer muitos cliques e sobrepondo bastante.
Então a câmera fica sempre no mesmo tripé, na mesma altura. O que eu havia sugerido era colocar câmeras paralelas (ou quase) em diferentes alturas. Com isso, daria pra fazer um panorama paralelo, similar a um scanner. Pra ficar bom, teriam que ser com muitas câmeras, e só a porção central de cada foto seria aproveitável.

Sent from my Pixel 2 XL using Tapatalk

Felipe


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.724
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #57 Online: 24 de Maio de 2018, 16:14:05
uia...estaria a inteligência fotográfica, finalmente, chegando na internet ?  :ponder:
ou não ?  :ponder:



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Se esse video existe e tem pessoas dizendo que sao apedrejadas, entao eu acho que nao.

Eu sinceramente nao me lembro de alguma vez ter ouvido falar de compressao de lente, mas sim sempre sobre distorcao de lente para amadores e distorcao perspectiva para os nao tao amadores.

E ate onde eu lembro sempre foi concenso de que tal distorcao eh exatamente a mesma que vemos a olho nu. Eu nao sabia que haviam religiosos defendendo a pedrada que a distorcao eh criada pela lente. Ta ai mais um time para juntar-se aos terra-planistas, ufologistas, anarco-capitalistas e por ai em diante.

Mas o video eh legal com os efeitos e tal.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.724
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #58 Online: 24 de Maio de 2018, 16:19:12
Isso tudo tem muito a ver com a época do filme que a pessoa fazia duas fotos no mesmo tamanho da mesma cena com uma GA e uma tele e tinha a impressão de que havia realmente uma compressão dos planos porque o primeiro plano aparecia no caso da GA e não aparecia no caso da tele, sendo o caso mais extremo aquelas fotos do por do sol ou da lua e montanhas ao longe. A impressão que dá é que realmente houve uma compressão porque a nossa experiencia sabe que a lua não é daquele tamanho.

Aprendi um termo novo hoje... Comprenssao de lente. Agora entendi o que significa.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 16:20:34 por C R O I X »


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.310
  • Sexo: Masculino
Resposta #59 Online: 24 de Maio de 2018, 18:00:07
Já fiz assim também. Existe uma foto famosa de uma árvore gigante da natureza geo feita assim.
Então a câmera fica sempre no mesmo tripé, na mesma altura. O que eu havia sugerido era colocar câmeras paralelas (ou quase) em diferentes alturas. Com isso, daria pra fazer um panorama paralelo, similar a um scanner. Pra ficar bom, teriam que ser com muitas câmeras, e só a porção central de cada foto seria aproveitável.

Sent from my Pixel 2 XL using Tapatalk

Sent from my SM-N910C using Tapatalk