Autor Tópico: Musica hoje tem pior qualidade. Nao eh nostalgia, eh ciencia!  (Lida 982 vezes)



fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.617
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 06 de Junho de 2018, 16:38:01
Tá aí uma coisa que tenho que concordar!
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


pablo.ebani

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.504
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 06 de Junho de 2018, 19:04:06
Nasci na época errada, adoro música "velha"... :assobi:
Canon 5D - 40D
Tamron SP 45mm 1.8 | Sigma 30mm 1.4 Art
EF 50mm 1.8 STM | EF 100mm f/2 |
https://500px.com/PabloEbani
http://ebaniphoto.46graus.com


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.887
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #3 Online: 06 de Junho de 2018, 19:30:48
Não é à toa que os Beatles, Rolling Stones, The Who, entre outros, são "cultuados" até hoje. Se me perguntarem qual artista/banda preferida na minha opinião, criada nos últimos 20 anos, não saberia responder de prontidão. E em cinco minutos que gastei escrevendo isso, ainda não me decidi... :hysterical:
Não curto sertanejo, mas eu, totalmente leigo no assunto, consigo notar que as músicas de Sérgio Reis e Almir Sater tem muito mais qualidade (letras e composição) do que as atuais.  :D


pablo.ebani

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.504
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 07 de Junho de 2018, 09:25:44
Não curto sertanejo, mas eu, totalmente leigo no assunto, consigo notar que as músicas de Sérgio Reis e Almir Sater tem muito mais qualidade (letras e composição) do que as atuais.  :D
O "sertanejo" de hoje nem é mais sertanejo...não tem mais sentido, não tem melodia, muito menos harmonização, só se ouve uma batelada e se vc escutar 100 musicas todas tem a mesma batida e o mesmo timing, só sair de uma e entrar na outra, eu não aguento as rádios daqui...kkk viva o Spotify.
Sou muito de fase musical, ultimamente estou muito em blues e suas variações, tem muitos artistas (aqui, mas mais fora) que fazem isso nos dias de hoje, mas ouvindo não há como não sentir a pegada dos anos 60/70 na música.
Canon 5D - 40D
Tamron SP 45mm 1.8 | Sigma 30mm 1.4 Art
EF 50mm 1.8 STM | EF 100mm f/2 |
https://500px.com/PabloEbani
http://ebaniphoto.46graus.com


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.721
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #5 Online: 07 de Junho de 2018, 10:05:47
Depois dos anos 70 o que salvou no meio internacional foi o rock alternativo, hip hop e heavy metal.


No ambito nacional foi a MPB e tambem o rock altenativo.


Mas apos os anos 90 so sobrou alguns raros hip hop e velharias.


Ferramentas moldam nossas experiencias. Experiencias mudam, consequentemente o que resulta tambem muda.
« Última modificação: 07 de Junho de 2018, 10:08:13 por C R O I X »


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.134
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #6 Online: 07 de Junho de 2018, 11:24:32
Meu filho de 12 anos curte Elvis, Queen, The Clash, Rolling Stones, Creedence... igualzinho a mim.

Tem um(a) camarada que a coca-cola fez uma propaganda do caraio.. mal acabou o verão e a única "música" já era.. Sumiu e tomara pra nunca mais voltar.

Anos 2000 nem o google vai armazenar essas M produzidas.



fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.617
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 07 de Junho de 2018, 13:03:12
Acho que descobrimos uma coisa que pela primeira vez... por unanimidade... pela geral... todos do fórum concordaram!
 :clap: :clap: :clap:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.617
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 07 de Junho de 2018, 13:04:15

Tem um(a) camarada que a coca-cola fez uma propaganda do caraio.. mal acabou o verão e a única "música" já era.. Sumiu e tomara pra nunca mais voltar.

Eu sei de quem tá falando e concordo com você! kkkkkkk
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.849
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #9 Online: 07 de Junho de 2018, 13:18:51
O "sertanejo" de hoje nem é mais sertanejo...não tem mais sentido, não tem melodia, muito menos harmonização, só se ouve uma batelada e se vc escutar 100 musicas todas tem a mesma batida e o mesmo timing, só sair de uma e entrar na outra, eu não aguento as rádios daqui...kkk viva o Spotify.

 :hysterical: :hysterical:

Olha, concordo e discordo em partes.

Quanto ao sertanejo, que já tive fases de gostar, a muito tempo ( tipo uns 30 anos atrás...kkk ), para mim nos dias atuais realmente parece tudo a mesma coisa, as mesmas vozes, a mesma melodia, a mesma letra sem graça.

Realmente é notável a comercialização da música no mundo, numa busca de lucro, como em quase todas, senão todas as áreas, porém preciso reconhecer que em algumas categorias a música ao meu ver melhorou muito.
Isso mesmo, melhorou. O estilo que mais gosto é instrumental e soundtracks, e caras como Vangelis, Hans Zimmer ou Trevor Morris melhoraram bastante, além do segmento ganhar muito mais compositores.

Em outros estilos também acho que, mesmo tendo mudado, existem sim algumas bandas e cantores atuais, muitos desconhecidos mas facilmente encontrados no Spotify, que tem excelente qualidade.

Claro que fazer história ou ser precursor fica difícil, mas ainda acho que mesmo agora exista sim, musica de qualidade sendo feita.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.309
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 07 de Junho de 2018, 13:25:56

Realmente é notável a comercialização da música no mundo, numa busca de lucro, como em quase todas, senão todas as áreas, porém preciso reconhecer que em algumas categorias a música ao meu ver melhorou muito.
Isso mesmo, melhorou. O estilo que mais gosto é instrumental e soundtracks, e caras como Vangelis, Hans Zimmer ou Trevor Morris melhoraram bastante, além do segmento ganhar muito mais compositores.

Em outros estilos também acho que, mesmo tendo mudado, existem sim algumas bandas e cantores atuais, muitos desconhecidos mas facilmente encontrados no Spotify, que tem excelente qualidade.

Claro que fazer história ou ser precursor fica difícil, mas ainda acho que mesmo agora exista sim, musica de qualidade sendo feita.

Também sou desta opinião.

Minha conta no Tidal está recheada de música nova de altíssima qualidade, tanto musical quanto de gravação. Esta música apenas não faz parte da música pop, que sofre com a falta de controle de qualidade. Mas basta saber selecionar que estaremos cercados de música moderna e de qualidade.
Uma coisa que temos que admitir é que a qualidade de gravação, mixagem e masterização cresceu muito, quem tem um bom equipamento sabe aproveitar isso.


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.102
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #11 Online: 07 de Junho de 2018, 13:42:35
Acho que o problema não é a música, e sim os ouvidos, essa merda toda vende cada vez mais.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.617
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 07 de Junho de 2018, 13:53:56
Acho que descobrimos uma coisa que pela primeira vez... por unanimidade... pela geral... todos do fórum concordaram!
 :clap: :clap: :clap:

... não foi dessa vez...  :(
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.309
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 07 de Junho de 2018, 15:16:40
Acho que o problema não é a música, e sim os ouvidos, essa merda toda vende cada vez mais.

A música que mais vende hoje tem péssima qualidade, se comparada à que mais vendia nas décadas passadas.

Não sei ao certo o que causa isso, talvez hoje as pessoas tenham mais capacidade de lançar material e escolher o que ouvir, antigamente as gravadoras faziam uma espécie de "triagem", os intelectuais desenvolvidos do fórum podem encontrar uma definição melhor. Mas este fenômeno está acontecendo em vários meios.

Mas pessoas geniais ainda existem e estão produzindo conteúdo como nunca, só que não recebemos este conteúdo como recebíamos antes, temos que ir atrás. Semana retrasada em São Paulo, precisamente no dia 27 de maio, se apresentou um dos músicos mais talentosos que eu já conheci, o Steven Wilson. Mesmo em Londres ele é muito pouco conhecido, tanto que a chamada para o show que assistimos no Royal ALbert era "o Artista mais talentoso que você nunca ouviu falar, ou coisa parecida.

O problema é que existe a indústria da música "pasteurizada", onde os produtores/compositores fazem hits com receita de bolo e lançam uma coisa atrás da outra, isso se pulveriza e as pessoas esquecem da noite pro dia.

Mas quem, além de nós aqui no MF, ainda aprecia um Álbum inteiro, do começo ao fim, ouvindo em um som stereo de qualidade, sentindo todos os detalhes da gravação, toda a textura da voz, etc., a maioria ouve mp3 em iPod ou porcaria similar.

 :no:
« Última modificação: 07 de Junho de 2018, 15:17:46 por Claudio Rombauer »


bjp77

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 142
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 07 de Junho de 2018, 16:25:17
Vocês conhecem Mayra Andrade ? Mayra é cubana, radicada em Cabo Verde e grava em crioulo... Só digo que é das boas e deixo o resto pra vocês descobrirem.

Dos músicos atuais brasileiros destaco Chico Cesar, Mariana Aydar, Roberta Sá, Zeca Baleiro, Maciel Melo, Marcelo Jeneci, Petruchio Amorim, a paulista Tulipa Ruiz, Ana Carolina. São minoria, podem não ser tão bons quanto os artistas de 40 anos atrás, quando o tempo não era tão tecnológico e tão globalizado.

A Paraíba tem os seus na contribuição da música:
Zé Ramalho, autor de Avohai, parceiro do pernambucano Otacílio Batista, considerado o maior poeta repentista;
Cátia de França, artistas dos anos 70/80 de quem Elba Ramalho gravou as músicas Canto das Araras e Kukukaya. Gravada por Xangai, Chico Cesar, Amelinha;
Sivuca, considerado o maior acordeonista brasileiro;
Jackson do Pandeiro, considerado o maior musico ritmista;
Canhoto da Paraíba, habilidoso ao tocar o violão de trás pra frente por ser canhoto;
Cassiano, campinense, precursor da musica Soul no Brasil, autor de "A Lua e Eu" gravada por Tim Maia, "Eu Amo Você" e outras;
Chico Cesar, o maior compositor atual da Paraíba
Paralamas do Sucesso, banda do tempo em que o rock nacional tinha espaço nas paradas internacionais;
Zé Calixto, sanfoneiro autor de Escadaria, um dos forrós tradicionais que todo forrozeiro de verdade gosta;
Déo do Baião, resgatado por Xangai na regravação de Serra da Borborema e de Balanço da Sereia;
Antônio Barros e Cecéu. Juntos eles tem mais de mil composições. Sou o Estopim, É Proibido Cochilar, Bate Coração, Brincadeira na Fogueira, Por Debaixo dos Panos, Bulir com Tú, Homem com H.

No interior da Paraíba existe a raiz cultural de certa forma preservada. Nas zonas rurais em tempos de festas juninas se toca baião, xote, xaxado na forma tradicional com sanfona, triângulo e zabumba. Nos grandes centros (Campina Grande e João Pessoa) se toca o mais comercial banalizado possível. Ando pelo RN e vejo que temos as raízes culturais ainda presentes no meio social.

Também nos últimos anos após o Mangue Beat de Chico Science surgiram músicos de bom quilate no cenário pernambucano. Mais tarde aconteceu no cenário  paraibano após apoio do governo estadual para a cultura. Seu Pereira, Coletivo 401, Val Donato, Escurinho são os representantes. A musica deles não é ruim, é urbana, de bairro, sem aquela projeção nacional de uma MPB.

No meio da banalização tem as idiotices:
1.O carinha aparece "de paraquedas" com x milhão de discos vendidos, carro importado, mansão e mulherada (ohhh) e de repente ninguém nem escuta mais falar no nome. Como se dinheiro e aparência fosse sinônimo de Ser.
2. Cantam com a voz esganada. Cantam não, gritam. Não são profissionais, não são artistas e não podem viver disso. O som é manjado, não tem historia nas letras, nada que eleve a alma, o estado de espírito.
Canon EOS T5
Lente 75-300mm EF-S
Canon T50 Lente 50 mm f1.4 1985 inoperante