Autor Tópico: Acampamento Selvagem  (Lida 1783 vezes)

vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.911
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Online: 19 de Junho de 2018, 16:49:15
Alguém pratica por aqui? Já vi uns tópicos sobre mochila e sobre trekking...

Nunca fui muito fã de campping com estrutura que você chega de carro e arma uma barraca ao lado dele.
Depois de assistir muito youtube de fotografia de paisagem, parece ser mais o que procuro.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.868
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #1 Online: 19 de Junho de 2018, 17:03:22
Olá Vangelismm, eu faço frequentemente e creio que mais alguns aqui, como o Angeloni. Inclusive cheguei ontem de um de 3 dias.

Se houver algo em que eu possa ajudar, estou à disposição.


Joabe Juliano

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 800
  • Sexo: Masculino
  • A sua fotografia é um testemunho da sua existência
Resposta #2 Online: 19 de Junho de 2018, 17:07:59
Boa caro Vangelismm. Partilho da mesma preferência. Depois que vim para a capital de SP nunca mais tive contato com essas coisas. Se tiver alguém que pratique ou tenha dicas por essas bandas. 

Enviado de meu Moto E (4) usando o Tapatalk

INSTA: @jotabe_melo (Joabe Melo)


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.911
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #3 Online: 19 de Junho de 2018, 17:28:34
Opa  :D

Tem alguma comunidade organizada?
Estou na fase que quero saber sobre tudo rsrsr

Como moro em Salvador, o primeiro lugar que veio a cabeça foi a Chapada Diamantina que é uma paixão antiga.
Mas aí veio a primeira decepção, o que achei de trilhas longas por lá era sempre para dormir em casas ou campings.
Numa pegada bem pra turista, roteiro certinho, organizado por alguma agencia.
Queria uma coisa para ficar de bobeira para fotografar o amanhecer e por do sol no local que eu quiser.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


LeandroR

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.006
    • Leandro Reichert
Resposta #4 Online: 20 de Junho de 2018, 02:41:53
Vange, Qual seria a sua dúvida?
Basicamente o que você precisa é uma barraca (preferencia as pequenas para 1 pessoa e o mais leve possível), saco de dormir e um fogareiro portátil. Pode incluir também uma manta térmica para deitar por cima se quiser ou inclusive um colchão de ar portátil (não aqueles que você usa em casa quando tem visita kkk colchão de ar para camping mesmo). Lembre-se que menos peso é melhor , porém os melhores equipamentos e mais leves tbem sao os mais caros.

Se tiver uma loja da Decathlon na sua cidade é um lugar legal onde você acha todos esses itens.  :ok:
Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
Postagens semanais! Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


LeandroR

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.006
    • Leandro Reichert
Resposta #5 Online: 20 de Junho de 2018, 02:46:11
Mais uma coisa, sobre comida tem refeições prontas em pacotes que é só adicionar água. São feitos para essa finalidade de acampamento pois se você for acampar por períodos mais longos é quase impossível levar toda a comida para de fato cozinhar enquanto você estiver acampando.
É uma solução prática pois elimina peso e também facilita pois é simples de cozinhar.
Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
Postagens semanais! Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.031
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 20 de Junho de 2018, 08:02:31
ac  :snack:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.868
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #7 Online: 20 de Junho de 2018, 09:31:44
Sem drama, mas sendo realista, falando em acampamento selvagem, dependendo do seu destino pretendido alguns lugares são de extrema dificuldade e complexidade de acesso e permanência, e de grande desconforto. Distantes, isolados, perigosos, inóspitos. Saiba acessa-lo, saiba navegar por ele, saiba sair dele. Esteja atento para as particularidades do lugar, analise mapas e tente se localizar. Mesmo que vc esteja acompanhado de alguém que seja seu guia e se diga conhecedor do lugar, saiba vc se virar sozinho, tente ao máximo não depender dos outros, pois algo pode vir a acontecer e vc ter de depender somente de si próprio.

Os riscos devem sempre ser considerados, eu particularmente já estive em alguma situação de perigo real, mas foram casos isolados e isso por falta de precaução e análise profunda sobre todos os detalhes. Considere pensar sobre qual o teu nível de aceitação para programas desconfortáveis, sujos e molhados, ou caso algo der errado, pois mais cedo ou mais tarde irá acontecer.

O grande X da questão é que se der tudo certo ( geralmente ) tudo será visto como 'nada demais' em termos de dificuldade, mas se algo fugir do controle e houver um acidente, contratempo ou perigo, a coisa descamba para a pior experiência que vc pode ter, e dependendo do seu estado psicológico vc pode entrar em pânico e cometer um erro sério.

Você pode ter de enfrentar terrenos acidentados, extremamente molhados, extremamente ventosos, extremamente frios, extremamente quentes, extremamente secos, não encontrar água, locais que de um minuto para outro podem ser totalmente dominados por um nevoeiro denso em que só se vê 5 metros ao redor, impossibilitando o deslocamento sob pena de se perder, e tudo isso muitas vezes sem que se tenha um meio de comunicação, pois não ha sinal de celular nesses locais geralmente. Em suma: Ficamos sempre por nossa conta e responsabilidade.

Lembre-se que tudo o que vc for usar, comer, precisar ( todas as roupas, apetrechos, barraca, tralhas, comida, lixo, equipamentos ), tudo que será levado por vc, deve ser trazido de volta.
Será tudo por sua conta e responsabilidade, digo isso prq as vezes a gente negligencia algo pra não ter que carregar mais peso e tralhas e depois se arrepende amargamente.
Leve sempre o mínimo possível, mas o necessário para não passar perrengue. Por experiência eu prefiro me arrepender de levar e não usar do que me arrepender de não levar e faltar.
Nem que eu leve e deixe no carro, mas ao menos eu tenho a opção de decidir se coloco nas costas ou não.

Conheça e saiba utilizar tudo o que vc tem, saiba instalar e desmontar tudo com facilidade e rapidez, pois no caso de precisar faze-lo sob pressa, como numa chuva, tempestade, escuridão, vc estará tranquilo.

A primeira coisa que vc precisa se preocupar quando estiver com tudo nas costas e na paisagem pretendida é encontrar água. Em seguida encontre ( não crie ) um local para o acampamento.

Instalar a barraca em um lugar seguro é imprescindível, em local seco, abrigada ou levemente protegida de uma tempestade ou vento, de preferência o mais perto da fonte de água.
Uma vez instalada a barraca, deixe tudo preparado para dormir, saiba onde está cada coisa dentro dela, pois com tantas coisas, tantos equipamentos e aparatos vc certamente irá esquecer onde pôs a metade das suas coisas. Tente planejar um "padrão" para não se confundir, perder tempo tentando lembrar ou correr risco por precisar de algo importante e não encontrar.

Nunca deixe a barraca aberta quando estiver fora ou dentro dela, nunca. Vc estará em locais repletos de cobras e aranhas, e elas adoram vir se aquecer nas nossas tralhas.
Sempre que vc for sair da barraca, por exemplo no meio da madrugada ou ao amanhecer, verifique com a lanterna através do mosquiteiro se não há nenhum visitante indesejável dormindo ao lado dela. Já vi isso acontecer. Não deixe suas botas ou sapatos do lado de fora da barraca, nem comidas.

Se estiver sob forte nevoeiro e não conhecer o local, jamais se afaste da barraca, principalmente a noite, pois a luz da lanterna só ilumina a névoa, e vc não vê nada além de 3 metros.

Se for fazer a necessidade "número dois", enterre.



Ainda:

Meias reservas - ( uma sequinha no carro para a volta também, inclusive, se der tbm um sapato seco no carro ).

Roupas reservas - para a permanência no acampamento, principalmente para a noite. Eu demoro pra encerrar as fotos a noite prq quando eu entro na barraca é pra dormir e ai eu troco toda a roupa suja / molhada e de lá só saio pra fotografar e me sujar na madruga, pois aí eu nem volto mais pra dentro dela. Dormir molhado é impossível e perigoso.

Uma jaqueta isolante e com capuz - que corte o vento, que seja um isolante pro frio e pra chuvas / garoas, como um anorak ou algo do tipo, pois a gente não suporta 5 minutos de vento gelado batendo nas orelhas, imagine 24 horas assim, dependendo do dia.

Gorro ou boné.

Luvas.

Isolante térmico - desses de E.V.A. mesmo, pois o frio do chão judia mais do que o do ar. É imprescindível para uma boa noite sem sono.

Saco de dormir - de preferencia que o isolamento seja temperaturas negativas se for pra lugar frio. O meu é para -7 de temperatura extrema e dormindo cheio de roupas nunca passei frio mesmo com -10 na relva. Mantas de microfibras ajudam tbm, são leves e finas, ocupam pouco espaço.

Tenha um fogareiro, nunca, jamais, faça fogueiras. Nunca use o fogareiro dentro da barraca ou próximo dela. Cuidado com o vento.

Mochila pra carregar tudo - Embora eu use uma cargueira de 75 litros eu penduro metade das coisas no lado de fora dela..kkkk, mas o importante é ter as mãos livres e deixar o que não pode molhar dentro dela, por causa de alguma chuva ou chuvisco de nevoeiro. Use capa de chuva para a mochila, as roupas extras dentro de sacos estanque ou sacos de lixo para não molharem.
Eu uso uma mochila pequena voltada para a frente onde fica meu equipamento fotográfico, fica mais a mão na caminhada. 
Se tiver alguma roupa ou calça que seja proteção de chuva melhor. Se não, ter roupas reservas já da pra se virar, embora seja desconfortável ficar molhado.

Sobre a barraca o ideal é ter algo que te proteja bem do frio e do vento se for pra lugar frio, mas o mais importante é ter uma que te salve da chuva, pois essas barracas mais normais não aguentam uma chuva mais densa e persistente, e ai as vezes só te resta ir embora, 'abandonar o barco', mas dependendo vc não poderá fazer isso. Por ex meu amigo tinha antigamente uma barraca comum e fomos obrigados a cair fora, certa feita, prq chovia dentro da barraca dele. Se naquele dia estivesse fechado de nevoeiro nós não teríamos como sair dali, pois estava escuro já, teríamos de passar a noite a força, ele com goteiras na cabeça.

Tenha cordas, cordões, canivete, fita isolante, isqueiro, faca, lanternas ( umas três ), garrafas de água ( umas duas ) e eu levo sempre dois visilhames de plástico de 5 litros vazios para enche-los no acampamento e não precisar a toda hora ter de ir buscar água para beber, lavar, cozinhar, fazer mate.

Sei que me alonguei mas escrevi tudo isso não pra me exibir ou ser o dono da verdade, mas porque se eu fosse acampar pela primeira vez eu iria gostar de ter todas essas informações, coisas muitas que demorei para descobrir, e as vezes a pessoa vai achando que é de um jeito e depois volta arrependida, pois existem inúmeros detalhes que quem é novato nem sonha.


Olha a pose do caipirão...



Joabe Juliano

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 800
  • Sexo: Masculino
  • A sua fotografia é um testemunho da sua existência
Resposta #8 Online: 20 de Junho de 2018, 10:40:39
Acompanhando  :snack: Muita informação excelente até agora, pra quem não sabe nada sobre o tema, como eu... :no:
INSTA: @jotabe_melo (Joabe Melo)


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.719
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #9 Online: 20 de Junho de 2018, 11:09:46
Sem drama, mas sendo realista...
:clap: :clap: :clap:
Acabou sua pesquisa, Vange.
Só faltou dar a marca, o preço e onde comprar os trecos.  :worship: :eek:


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.911
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #10 Online: 20 de Junho de 2018, 11:42:07
:clap: :clap: :clap:
Acabou sua pesquisa, Vange.
Só faltou dar a marca, o preço e onde comprar os trecos.  :worship: :eek:

Bem por ai  :clap:

Vou ler com mais calma depois o texto do Raphael.

A dificuldade maior é encontrar lugar para ir treinar, tipo passar uma noite só, aqui próximo de Salvador.
O plano B é ir para um camping e não usar a nada da estrutura dele.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Manwick

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 73
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 20 de Junho de 2018, 18:34:59
Perfeito o texto do Raphael,  :clap: :clap:

Realmente tem que começar indo a essas trilhas mais simples,dessas que vai e volta no mesmo dia,pra que você vá pegando o ritmo,olhar como seu corpo vai se sair,se precisa de mais treino,investir mais em algo como,alimentação,bota,mochila,utensílios e depois com uma certa confiança você se joga em uma expedição mais longa.

Passar uma noite no mato sozinho eu não recomendaria,bom mesmo ir nem que seja com um só companheiro,já fiz uma mini expedição de 3 dias sozinho e passei por alguns "perrengues" e de hoje em diante sempre com companhia.
 
Se comprar uma bota nova é bom que você dê uma "amaciada" nela antes de usar pra alguma atividade de trilha, comece a usar no dia dia.
Já vi pessoas que sofreram horrores pois deixaram pra inaugurar a bota nova no dia da trilha. :no:

Eu quando comprei uma barraca fiquei cronometrando o tempo em que eu levava pra montar e desmontar sozinho
quando se está em locais de grande altitude onde não tem nada pra barrar o vento, montar uma barraca é um desafio dos grandes,ainda mais se estiver sozinho.

Voce que mora proximo a chapada eu recomendo que faça o Vale do Pati, o vale é enorme,tem bastante lugar pra explorar, faz uma vez com algum grupo de viagens e depois vc ja manjando do roteiro vai e faz com algum grupo de amigos que tenham interesse como seu,de acampar em qualquer lugar,de assistir o nascer e pôr do sol no local que quiser sem ter pressa.

Tem o forum do mochileiros, lá tem alguns relatos de como fazer o vale do Pati com e sem guia, vale a leitura,sem contar YT que ta repleto de relatos,dicas,roteiros pra se fazer o Pati.
Nokia 808 / Canon 70D / Nikon D80


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.148
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #12 Online: 21 de Junho de 2018, 09:38:44
báhh depois do relato do Raphael, fica difícil sugerir alguma coisa a mais  :D

Tenho muita experiência com acampamento selvagem. mas sempre com mais pessoas. Nunca sozinho. Justamente pela questão segurança e também pela companhia e dinâmica.

Diante do tempo que te conheço por aqui, não imaginei você com essa pegada aventureira..kkk mas tá valendo, o legal é se reinventar e buscar coisas novas.
Pelo teu relato não tens muita experiência então sugiro que comece light ... acampar é muito legal mas pode ser um baita programa de índio se não estiver preparado principalmente por conta do clima e do local.

acompanhando o tópico  :snack:


cltctba

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 361
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 21 de Junho de 2018, 11:14:40
Complementando e reforçando o que os colegas disseram, em especial o Raphael:
Primeiramente, se é iniciante, sempre vá com alguém que conheça as técnicas de trekking e acampamentos. Depois de experiente pode assumir os riscos de fazer algo sozinho;
Comunique familiares, amigos, guarda parques, etc sobre teu roteiro de datas que estará em cada lugar que vai passar. Tenha um mínimo de planejamento: "o que vou fazer se for picado por uma cobra?" Se tem dinheiro para investir, compre um rastreador Spot por exemplo;
Comece de leve, em locais de fácil acesso, frequente várias vezes os locais conhecidos e assim vai pegando experiência;
Se policie quanto ao excesso de confiança, os acidentes acontecem nesses momentos;
Montar acampamento próximo a fonte de água, mas não tão próximo - em áreas montanhosas existe o perigo de enxurradas;
Cuidado com cobras (principalmente nos dias quentes), tem gente que tem facilidade de ver e tem gente que não percebe devido a camuflagem delas (sou um que não percebo, quando vejo estou quase em cima);
Tenha o mínimo de equipamentos específicos para as atividades. Por exemplo, uma boa bota de caminhada (e não um tênis de caminhada urbana) preserva teus pés de bolhas e eventuais torções. Dependendo do nível do acampamento, esqueça barracas de supermercados.

No mais, não quis assustar e imagino que o Raphael também não.
É sofrido fisicamente? Sim. Mas as recompensas são inesquecíveis. Os lugares fáceis não serão tão selvagens, mas com o tempo a gente evolui fisicamente e tecnicamente.
 
César L. T.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.868
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #14 Online: 21 de Junho de 2018, 14:17:26
Ainda só pra esclarecer, reforço algo repetido por todos e que acabei esquecendo de mencionar: Evite, mesmo que depois de muito tempo de experiência, ir sozinho. De preferência nunca vá.

Eu nunca vou sozinho, se for o caso ai escolho ficar perto do carro, pois se algo acontecer posso tentar ficar nele ou partir imediatamente.

Muitos guias que conheço não aceitam nem guiar só uma pessoa, tem de ser no mínimo duas, pois se algo acontecer com alguém, uma pessoa fica acompanhando o acidentado e a outra vai em busca de socorro. 

Mesmo que vc tenha muita experiência, imagine estar a 10, 15 quilômetros do carro e ser picado por uma serpente, ou quebrar uma perna em um buraco ou queda, ou ficar preso. Sozinho e sem comunicação, só Deus sabe quando vc será socorrido.