Autor Tópico: Fotógrafo renomado é acusado de assédio e estupro  (Lida 3241 vezes)

Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.752
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #45 Online: 28 de Junho de 2018, 18:22:13
Eu acho que sempre se deve dar o benefício da dúvida, ninguém é culpado até que se prove e tudo o mais. Mas no site dele ele havia deixado apenas um recado, onde basicamente pedia desculpas por abusos que ele teria cometido. Só que agora a mensagem foi apagada.

Ou seja, ele assumiu que cometeu abusos (o que pode até vir a servir de atenuante perante a lei). Obviamente não dá pra gente saber se todas as denúncias são verdadeiras, mas também não podemos assumir que nenhuma delas é falsa...


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.439
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #46 Online: 28 de Junho de 2018, 19:06:39
Ou seja, ele assumiu que cometeu abusos (o que pode até vir a servir de atenuante perante a lei). Obviamente não dá pra gente saber se todas as denúncias são verdadeiras, mas também não podemos assumir que nenhuma delas é falsa...

Não vi o recado, perdi essa parte da história.

Claro que não se deve dispensar nenhuma denúncia por se acreditar inicialmente que ela é falsa. Mas na minha opinião uma denúncia anônima, com dados insuficientes pra iniciar uma investigação, tá mais pra difamação, não é denúncia.

Ou melhor dizendo: um cara desses tem que ser levado à justiça, não ser linchado (nem real nem virtualmente). Espero que aconteça o primeiro, mas o que estou vendo acontecer é o segundo.

E, curiosamente, a página dele parece estar de volta no ar. Tem que clicar no coração, e aparece tudo.
« Última modificação: 28 de Junho de 2018, 19:11:42 por felipemendes »
Felipe


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.752
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #47 Online: 28 de Junho de 2018, 19:51:30
Mas na minha opinião uma denúncia anônima, com dados insuficientes pra iniciar uma investigação, tá mais pra difamação, não é denúncia.

As denúncias que estão sendo feitas ao perfil do instagram só são anônimas para o público, a administradora da página tem os dados das supostas vítimas. Não lembro exatamente dos números, mas mais da metade das denúncias têm testemunhas. Até porque alguns dos abusos ocorreram em pleno workshop.

Também sou totalmente contra linchamento virtual, não leva a nada além de disseminar o ódio por aí. Mas é preciso apurar os fatos, e sem as denúncias ele jamais teria admitido os abusos.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 943
  • Sexo: Masculino
Resposta #48 Online: 28 de Junho de 2018, 20:31:32
A situacao e grave.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #49 Online: 29 de Junho de 2018, 07:22:11
As denúncias que estão sendo feitas ao perfil do instagram só são anônimas para o público, a administradora da página tem os dados das supostas vítimas. Não lembro exatamente dos números, mas mais da metade das denúncias têm testemunhas. Até porque alguns dos abusos ocorreram em pleno workshop.

Também sou totalmente contra linchamento virtual, não leva a nada além de disseminar o ódio por aí. Mas é preciso apurar os fatos, e sem as denúncias ele jamais teria admitido os abusos.

Poltz... o cara fez mer*a e além disso fez com testemunha... além de doente é burro.  :shock:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.752
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #50 Online: 29 de Junho de 2018, 09:14:28
Poltz... o cara fez mer*a e além disso fez com testemunha... além de doente é burro.  :shock:

Pelo menos do que ele diz, ele nunca entendeu como assédio, meio que se deixa levar pelo momento e tal... E conseguia convencer as vítimas disso também, bem como as testemunhas.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 943
  • Sexo: Masculino
Resposta #51 Online: 29 de Junho de 2018, 09:16:39
      A situacao e grave,  discutam, mas nao transformem isto em algo a ser discutido sem cuidado.




fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #52 Online: 29 de Junho de 2018, 09:26:15
Pelo menos do que ele diz, ele nunca entendeu como assédio, meio que se deixa levar pelo momento e tal... E conseguia convencer as vítimas disso também, bem como as testemunhas.

Aí que tá o problema. No Br é comum fazer a coisa errada e dizer que não sabia que era errado.

Como se a desculpa/perdão venha da ignorância, tipo, não tem conhecimento do certo/errado da lei e bons costumes então está perdoado...
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 234
Resposta #53 Online: 29 de Junho de 2018, 12:25:48
Vou dar meu pitaco aqui...
O fabianob apontou um detalhe que (segundo minha opinião) é crucial para entender a atitude do acusado.
Aqui no Brasil é muito comum a pessoa fazer algo errado e pensar que pedindo desculpas vai resolver a situação. Na maioria das vezes isso funciona, o que estimula que as pessoas continuem agindo assim. O cara bebe, dirige bêbado, atropela, mata e depois chora e pede desculpas.
Quem errou, tem que ser responsável por seus atos. Se se arrepende deles, melhor, mas para evitar que o erro se repita, só educando através de uma punição que corresponda ao ato errado.
Mas quando alguém defende isso é tachado de inflexível, com falta de bom senso, etc.
Só quando as pessoas perceberem que seus erros terão consequências para si mesmas (e não apenas para os afetados) é que vão começar a ter mais cuidado e questionar suas atitudes.
Mas acho que falta muito para isso, infelizmente.
Luis
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.042
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #54 Online: 29 de Junho de 2018, 12:25:54
Como a assinatura do Shalders bem diz... "Ética não é negociável".

Ética no trabalho é primordial, um professor não sai com aluna, um fotógrafo não sai com a modelo.
A questão consensual ou não pode se transformar no futuro, por oportunismo ou vingança.

Simples, basta ter ética, e já dizia o ditado popular: "não misture negócios com prazer".

Também penso assim. Vivemos em uma época onde qualquer coisa (errada ou certa) pode virar assédio, processo, e com muita, mais muita facilidade mesmo, virar escândalo no Facebook, basta uma foto distorcida feita com celular sem que você veja, ou mesmo um comentário sem imagem alguma, e aquilo se espalha feito rastilho de pólvora, e até você provar que o "foucinho de porco não é tomada", seu nome foi pra lama.

Esse "consensual" precisa testemunha, se o fotógrafo estiver sozinho de nada vale.

Discordo dos dois.

Tanto fotografo(a) e modelo, quanto professor(a) e aluno(a), ambos sendo adultos sao livres para fazer o que quiser fora do expediente do trabalho. Nos EUA tem esse "ecesso de moralidade" em que funcionarios que trabalham em uma mesma empresa nao podem se relacionarem amorosamente ou sao despedidos. Quando essas empresas americanas vem para a Europa e tentam impor tais regras aos funcionarios todo mundo da risada.

Consensual/testemunhas... pfff. Nao eh pq tem 1 ou 10 testemunhas que significa que o fotografo estalivre de acusacao falsa, e nem significa que se o fotografo abusa das modelos ou nao. Johnny Depp, no meio da onda dos astros de do cinema americano serem acusados de abuso sexual, a namorada dele tambem comecou a fazer denuncias na midia contra ele mas logo se viu que eram denuncias falsas, mas teve muita gente que queria acreditar nas denuncias.

Se uma unica pessoa acusar um fotografo de abuso sexual, essa pessoa tem que apresentar argumentos logicos e melhor ainda se tiver provas. Se houver testemunhas todos ou uma significante parte delas tem que apresentar uma narrativa que se encaixe uma na outra. E se o fotografo for de fato de ma indole, provavelmente aparecera outras vitimas, e essas tambem tem que apresentar argumentos logicos e que se encaixam com a narrativa das demais vitimas.

A grande maioria das minhas sessoes de fotos sao so eu e modelo. Nunca tive problema nenhum quanto a isso. Na verdade as sessoes de fotos saem bem melhores e a modelo bem mais confortavel. No meu caso, no lugar de acusacoes de abuso, as modelos me recomendam e mandam testemunhos sobre minha boa indole, carater e profissionalismo.

Eu na verdade vejo mais risco de ser acusado de "abusador" em situacao que nao tem nada a ver com fotografia ou em fotografia em que nao envolve modelo e em via publica. Pq eu ja passei por situacoes em que ja pensaram que eu fiz algo em que nao fiz, ou que fiz mas nao intencionalmente. Como quando eu fui tirar o celular de minha mochila, quando estava sentado e de costas, e bem na hora passa uma mulher com calca de ginastica e letade do meu braco esparramou na bunda dela. Ao perceber eu pedi desculpas. O que ela fez foi apenas sorrir, nao dizer nada e depois disfarcadamente fez uma foto minha com o celular dela. Minha foto deve estar por ai com pessoas me acusando em algum lugar de ser um pervertido no transporte publico.

Eu tambem ja fui acusado de machista por um grupo de mulheres e com testemunhas. Mas apesar das acusacoes eu nao fui em nenhum segundo machista. Mas como eu nao tinha nenhum conhecido e a pessoa que me acusou era amiga de todos, todo mundo queria ver o que nao aconteceu para defender ela e com do dela. O que eu fiz foi apenas usar a palavra "Mulherada" para me referir ao grupo de mulheres que se encontrava ali, mas ela me acusou de ter humilhado ela por ser mulher.
« Última modificação: 29 de Junho de 2018, 12:33:59 por C R O I X »


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.752
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #55 Online: 29 de Junho de 2018, 14:09:31
Aí que tá o problema. No Br é comum fazer a coisa errada e dizer que não sabia que era errado.

Exato. De forma alguma eu estou defendendo o cara, só acho que é importante colocar os dois lados da história. Mas obviamente nada justifica o que ele fez, o que é errado é errado e ponto. Isso é apenas a desculpa padrão que ele dava, que se deixa levar pelo momento, etc e tal..


Consensual/testemunhas... pfff. Nao eh pq tem 1 ou 10 testemunhas que significa que o fotografo estalivre de acusacao falsa, e nem significa que se o fotografo abusa das modelos ou nao.

Isso que eu penso também. Mesmo que tenha uma testemunha de cada lado, ainda vai ser a palavra de um contra a palavra do outro. Pode ser que diminua o ímpeto de alguém fazer alguma acusação falsa, mas não impede. Da mesma forma, o Coelho cometeu assédios na frente de um monte de testemunhas, isso não impediu nada e ele ainda conseguiu convencer de que era coisa do momento. Ou seja, ele ainda formou pessoas que talvez repitam o que ele fez, porque é o "jeito certo"...


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 943
  • Sexo: Masculino
Resposta #56 Online: 29 de Junho de 2018, 14:21:14
Me parece que a sociedade esta dizendo no geral, crescam... nao sao garotos de 14anos ...  esta vergonhoso.





 





 


     
« Última modificação: 29 de Junho de 2018, 14:25:09 por Leonardo Tonin »


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #57 Online: 29 de Junho de 2018, 14:45:21
Discordo dos dois.


Eu já discordo de você.  :ok:

Ética é ética, segue quem quer não há negociação de ética boazinha. Bons princípios também.

E professor é demitido se a instituição de ensino descobrir o relacionamento.

Está no contrato de trabalho que muitas universidades obrigam o professor a assinar.

Não adianta escrever textão pra justificar.
« Última modificação: 29 de Junho de 2018, 14:46:09 por fabianob »
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.042
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #58 Online: 29 de Junho de 2018, 15:03:22
Eu já discordo de você.  :ok:

Ética é ética, segue quem quer não há negociação de ética boazinha. Bons princípios também.

E professor é demitido se a instituição de ensino descobrir o relacionamento.

Está no contrato de trabalho que muitas universidades obrigam o professor a assinar.

Não adianta escrever textão pra justificar.
Eu nao disse que discordo em ser etico e muito menos disse que contratos nao devam ser respeitados. Eu disse que discordo sobre o relacionamento mencionado ser anti-etico. Pode ser para vc, para a sua empresa e sua universidade, mas nao eh para todos, todas empresas e nem todas universidades, senao vc estaria dizendo que empresas na Europa sao Anti-eticas.

Nao ha nada de anti-etico dois adultos, em seus tempos livres e privados, se relacionarem. Anti-etico eh fazer com que sua vida privada e relacao com outra pessoa interfira no seu trabalho, prejudicando a empresa ou favorecendo um ao outro. Se a sua empresa e sua universidade nao confiam que seus funcionarios sejam eticos ao se relacionarem, eles vao obviamente tentar evitar isso.



Eu nao sei no Brasil, mas nos EUA a "doutrina do trabalho" espera que a sua vida privada seja uma extensao do trabalho. Em outras palavras, viver para trabalhar. Sendo assim, empresas veem relacionamentos intimos entre dois funcionarios, ou entre professor e aluno como forma de interferencia natural no trabalho de ambos na empresa.

Na europa tal mentalidade nao existe. O horario de trabalho acabou, comecou sua vida privada e a empresa que vc trabalha nao tem nada a ver com quem vc se relaciona no trabalho. A empresa pode ate tentar fazer funcionarios assinar contratos referente a isso ou demitir por causa disso (como algumas empresas americanas ja tentaram na Europa), mas os sindicatos nao permitem e a empresa fica so no querer mesmo.

« Última modificação: 29 de Junho de 2018, 15:14:58 por C R O I X »


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #59 Online: 29 de Junho de 2018, 15:08:13
Eu nao disse que discordo em ser etico e muito menos disse que contratos nao devam ser respeitados. Eu disse que discordo sobre o relacionamento mencionado ser anti-etico. Pode ser para vc, para a sua empresa e sua universidade, mas nao eh para todos, todas empresas e nem todas universidades, senao vc estaria dizendo que empresas na Europa sao Anti-eticas.

Croix, como eu disse, a Ética é para todos mas nem todos as seguem.

E neste sentido se uma empresa não segue a ética ela simplesmente é anti-ética.

Se isso é bom ou não ou uma é melhor que a outra vai de quem está julgando o entendimento.

Sabemos que até juízes do supremo são anti-éticos em muitas decisões.

Fazer o que é o mundo que vivemos.

Um livro muito interessante sobre isso é o Ética a Nicomaco vale a leitura.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.