Autor Tópico: Her darkside  (Lida 834 vezes)

Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Online: 06 de Julho de 2018, 00:53:18
Model by Abilio 77, no Flickr

EF50mm f/1.8 STM
ƒ/4.5 
50.0 mm 1/100 
100 Flash (ligado, disparado)

Leve pós no PS

Estudo de beautyshots minimalistas.

Me falem o que não vi.

Grato.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.911
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #1 Online: 06 de Julho de 2018, 10:23:49
A foto tá linda...
Mas se fosse pra receber só elogio, tu tinha postado no grupo da família, né?
Acho que a luz de recorte do cabelo desfavoreceu pela posição... Parece que o cabelo dela é grisalho  :eek:...
No meu monitor o fundo ainda aparece.. Cinza escurão, mas aparece. Era essa a proposta?
Faltou tirar uns cabelos arrepiados ali na pós... E algumas manchas de pele também... Mas é pra estudo só né? Então tanto faz...
No mais a foto tá lindona. Parabéns!!!  :ok:
« Última modificação: 06 de Julho de 2018, 10:25:01 por nandoespinosa »


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #2 Online: 06 de Julho de 2018, 10:50:14
A foto tá linda...
Mas se fosse pra receber só elogio, tu tinha postado no grupo da família, né?
Acho que a luz de recorte do cabelo desfavoreceu pela posição... Parece que o cabelo dela é grisalho  :eek:...
No meu monitor o fundo ainda aparece.. Cinza escurão, mas aparece. Era essa a proposta?
Faltou tirar uns cabelos arrepiados ali na pós... E algumas manchas de pele também... Mas é pra estudo só né? Então tanto faz...
No mais a foto tá lindona. Parabéns!!!  :ok:
Usei apenas uma luz (quero explorar ao máximo para passar para a segunda luz), sem recorte, evitei exagerar na pós.
O fundo não era para aparecer, allblack (era a intenção).
Preciso investir em um monitor melhor...
As manchas, bem, algumas retirei, outras deixei para não parecer muito perfeito...
Valeu man! Obrigado pelas observações, sigo estudando.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.359
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #3 Online: 06 de Julho de 2018, 11:00:27
Achei a pele dela lisa demais, é assim mesmo, ou foi na pós?

Quanto ao fundo escuro, a dica é fazer um teste invertendo as cores. Só isso já deve dar pra visualizar bastante. Se vc for bastante detalhista, aumenta o contraste e os detalhes que deveriam ser pretos saltam aos olhos.
Felipe


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #4 Online: 06 de Julho de 2018, 11:50:19
Achei a pele dela lisa demais, é assim mesmo, ou foi na pós?

Quanto ao fundo escuro, a dica é fazer um teste invertendo as cores. Só isso já deve dar pra visualizar bastante. Se vc for bastante detalhista, aumenta o contraste e os detalhes que deveriam ser pretos saltam aos olhos.

Farei isso, não conhecia esse método.
A pele dessa modelo é excepcional, e a make ajudou muito, usei o Imagenomic bem suave e ainda joguei a opacidade para 30%.
Mas confesso que vou tentar usar menos blur na pele, apenas retirar erupções e suavizar na mão mesmo (Gaussian blur).
Gracias Felipe.
« Última modificação: 06 de Julho de 2018, 11:52:12 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


eduedmais

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 195
Resposta #5 Online: 06 de Julho de 2018, 23:20:17
A fotografada soube pousar muito bem para a foto, saindo bastante natural.
Gosto de low key, e gosto dessa edição com Dodge e Burn que ainda não sei usar direito.
No retoque de pele, foi removido muito da textura. Como o amigo citou acima, poderia ter aliviado no retoque. Porém, dependendo da aplicação, é bem aceitável. Em capas de revista por exemplo, os retoques são bem exagerados e planificam a pele. Pode ser feito, mas com muito cuidado para não ficar tão artificial (e inevitavelmente fica, porém em revista os caras conseguem deixar isso "oculto", fazendo com que a composição chame muito mais atenção que as cores e texturas da pele).

Como o outro amigo citou acima, com relação aos cabelos, talvez você tenha usado o Dodge nos cabelos. O ideal é posicionara o flash para separar o cabelo do fundo de forma que se edite o mínimo possível do cabelo.
Canon EOS Rebel SL2
Tamron 17-50mm 2.8 non-VC


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #6 Online: 10 de Julho de 2018, 23:36:43
A fotografada soube pousar muito bem para a foto, saindo bastante natural.
Gosto de low key, e gosto dessa edição com Dodge e Burn que ainda não sei usar direito.
No retoque de pele, foi removido muito da textura. Como o amigo citou acima, poderia ter aliviado no retoque. Porém, dependendo da aplicação, é bem aceitável. Em capas de revista por exemplo, os retoques são bem exagerados e planificam a pele. Pode ser feito, mas com muito cuidado para não ficar tão artificial (e inevitavelmente fica, porém em revista os caras conseguem deixar isso "oculto", fazendo com que a composição chame muito mais atenção que as cores e texturas da pele).

Como o outro amigo citou acima, com relação aos cabelos, talvez você tenha usado o Dodge nos cabelos. O ideal é posicionara o flash para separar o cabelo do fundo de forma que se edite o mínimo possível do cabelo.

Depois de muitos tutoriais e estudo sobre suavizar pele sem exagerar, posso dizer uma coisa: depende, e muito do que o "cliente" quer, tem cliente que quer pele de plástico, enquanto outros querem natural, com espinhas, cravos, etc, agora, neste estudo, que era foto da maquiagem, precisa aparecer a maquiagem, a textura da pele, mas não os "defeitos", porosidades, erupções cutâneas, em exagero...

Confesso que ainda não achei o meu ponto de equilibrio na pele, o resto, no caso, a composição, tem muito que melhorar ainda, a luz de recorte, para os cabelos, ainda não uso (por que não tenho) e também por que busco explorar ao máximo "one light", ainda acho, que não estou preparado (merecer) utilizar outra... acho :D.

Sigo estudando, muita luz para todos :D.

Obrigado!
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.911
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #7 Online: 11 de Julho de 2018, 12:24:51
Depois de muitos tutoriais e estudo sobre suavizar pele sem exagerar, posso dizer uma coisa: depende, e muito do que o "cliente" quer, tem cliente que quer pele de plástico, enquanto outros querem natural, com espinhas, cravos, etc, agora, neste estudo, que era foto da maquiagem, precisa aparecer a maquiagem, a textura da pele, mas não os "defeitos", porosidades, erupções cutâneas, em exagero...

Confesso que ainda não achei o meu ponto de equilibrio na pele, o resto, no caso, a composição, tem muito que melhorar ainda, a luz de recorte, para os cabelos, ainda não uso (por que não tenho) e também por que busco explorar ao máximo "one light", ainda acho, que não estou preparado (merecer) utilizar outra... acho :D.

Sigo estudando, muita luz para todos :D.

Obrigado!
No geral eu gostei do tratamento de pele. Tirando algumas pequenas pintas que poderiam ter saído e o queixo, que suavizou demais pro meu gosto (fica com aparência de que não existe o queixo).

A forma que eu achei melhor pra tratar pele, até agora, é a separação de frequência. Consegue tirar todos os defeitos sem perder quase nada de textura. Eu uso a ferramenta clone pra remover (somente na camada de textura) os defeitos. Ajusto cores numa camada intermediária. E depois de tudo pronto, DODGE & BURN.

Sobre a luz.. Talvez possa usar uma luz única com rebatedor fazendo o recorte. Não sei se funciona bem.  :assobi: :ponder: Tenho ZERO de experiência em estúdio.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #8 Online: 12 de Julho de 2018, 19:18:30
No geral eu gostei do tratamento de pele. Tirando algumas pequenas pintas que poderiam ter saído e o queixo, que suavizou demais pro meu gosto (fica com aparência de que não existe o queixo).

A forma que eu achei melhor pra tratar pele, até agora, é a separação de frequência. Consegue tirar todos os defeitos sem perder quase nada de textura. Eu uso a ferramenta clone pra remover (somente na camada de textura) os defeitos. Ajusto cores numa camada intermediária. E depois de tudo pronto, DODGE & BURN.

Sobre a luz.. Talvez possa usar uma luz única com rebatedor fazendo o recorte. Não sei se funciona bem.  :assobi: :ponder: Tenho ZERO de experiência em estúdio.

Verdade man, não me atentei ao detalhe do queixo, tem razão, está muito "flat", chapado, valeu.
 :clap: :clap:
Quanto a suavização, depende da pele, cara, nossa, tem várias técnicas, mas ainda não achei aquela que é a ideal, trato oras com o stamp tool, as vezes com healing brush, até com plugins...
Mas acho que realmente é o bom senso em cada assunto :D.

Quanto a luz de recorte acho que ela é realmente necessária nesses casos, ainda mais fundo preto, cabelos negros... vou tentar a ideia do rebatedor, usarei um prata, vi uma vez o Neil usando esta técnica, obrigado por me lembrar. :ok:
Tenho outro estudo sábado, vou fazer deste modo, depois postarei.
  :D
« Última modificação: 12 de Julho de 2018, 19:20:35 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.