Autor Tópico: Destruição do Museu Nacional, no Rio de Janeiro (RJ)  (Lida 911 vezes)

Fábio Kruschewsky Lemos

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 199
Online: 02 de Setembro de 2018, 22:21:51
Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-09/incendio-atinge-museu-nacional-no-rio-de-janeiro

Incêndio atinge Museu Nacional do Rio de Janeiro
Prédio tem cerca de 20 milhões de peças



"...Um incêndio de proporções ainda incalculáveis atingiu, no começo da noite deste domingo (2), o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense. O prédio histórico de dois séculos foi residência da família real brasileira e tem um dos acervos mais importantes do país – são cerca de 20 milhões de peças.

O Corpo de Bombeiros do Rio foi acionado às 19h30. Homens de quatro quartéis trabalham no local, que fica dentro do parque nacional da Quinta da Boa Vista. O prédio tem três andares, é ligado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o fogo toma de conta de boa parte da construção.

Até o fechamento desta reportagem, os bombeiros não dispunham de informações sobre vítimas. O museu estava fechado para visitação no momento em que o incêndio começou. Por segurança, há homens também da Polícia Militar e profissionais de saúde em ambulâncias.

História

Mais antiga instituição histórica do país, o Museu Nacional do Rio foi fundado por D.João VI, em 1818. É vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com perfil acadêmico e científico. Tem nota elevada por reunir pesquisas raras, como esqueletos de animais pré-históricos e múmias.

O local foi sede da primeira Assembleia Constituinte Republicana de 1889 a 1891, antes de ser destinado ao uso de museu, em 1892. O edifício é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

No acervo, com cerca de 20 milhões de itens, há diversificação nas peças, pois reúne coleções de geologia, paleontologia, botânica, zoologia e arqueologia. Há, ainda, uma biblioteca com livros com obras raras.

O Museu Nacional do Rio oferece cursos de extensão e pós-graduação em várias áreas de conhecimento. Para esta semana, era esperado um debate sobre a independência do país. No próximo mês, estava previsto o IV Simpósio Brasileiro de Paleontoinvertebrados no local.
..."

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-09/incendio-atinge-museu-nacional-no-rio-de-janeiro



Acompanhei pela TV.  Pelo que ví, a destruição foi total :no: :( :no:

Descaso completo com a História, não só deste pais, mas do mundo uma vez que o acervo reunia peças de vários países; uma coleção iniciada quando D. Pedro II ainda reinava >:(   

Para mim, o Brasil decretou hoje a sua falência, como pais :(


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.222
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 02 de Setembro de 2018, 22:28:17
Uma pena lastimável.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.105
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #2 Online: 02 de Setembro de 2018, 22:40:53
Uma pena lastimável.
O que eu mais gostava de ir, um acervo muito rico, infelizmente abandonado pelas autoridades...  :aua:


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.710
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #3 Online: 02 de Setembro de 2018, 22:50:42
O Museu não só era o maior e mais importante do Brasil, como um dos mais importantes do mundo. Todo mundo fica triste, mas acho que quem não está no meio científico não tem a noção exata do tamanho dessa perda. Como biólogo, vou tentar falar um pouco sobre o assunto.

Quando um biólogo encontra uma espécie nova, fazemos uma descrição oficial e o exemplar de animal ou planta usado na descrição é depositado em algum museu. Esse exemplar é único, é o representante de toda a espécie. Se esse exemplar se perde, o impacto na ciência é inestimável. Um museu do tamanho do MNRJ tem dezenas de milhares de animais e plantas que foram usados para descrever espécies, tentem imaginar o tamanho dessa perda pra ciência mundial. Da mesma forma ocorre com exemplares de geologia.

E isso nem é a pior parte. Na antropologia e na paleontologia, nos fósseis, o estrago é ainda maior, porque na grande maioria dos casos, os exemplares depositados no museu são peças únicas na história, que nunca mais serão recuperados. Incluindo a Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas.


O prédio tem mais de 200 anos de idade. Mas o que se perde ali são milhares de anos de história, milhões de anos de conhecimento. Esse trecho que li por aí ilustra um pouco o sentimento:

"Com a destruição do prédio principal do Museu Nacional morrem centenas de vidas que construíram esse local. Se perdem registros que não existem paralelos. Se perdem os materiais que basearam a descrição de diversas espécies. Fósseis que são registros únicos de organismos que nunca mais virão a existir. Múmias, artefatos arqueológicos, o fóssil humano mais antigo das Américas.

Não há palavras que contemplem o acontecido. Não há nada que descreva o que foi perdido, e o que ainda será nesse desmantelamento bruto de tudo que é relacionado à ciência no Brasil.
"


O sentimento não é nem de tristeza, é de revolta e desespero. O corte de verbas para manutenção do museu foi gigantesco e absurdamente desproporcional. Tragédia anunciada, alardeada e ignorada. Não tem nem 8 anos que parte do museu do Instituto Butantan também pegou fogo.

Fábio resumiu bem, o Brasil decretou hoje a sua falência, como pais.
« Última modificação: 02 de Setembro de 2018, 22:51:42 por Humberto Yoji »


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.710
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #4 Online: 02 de Setembro de 2018, 23:32:31
Só pra ter requintes de crueldade, amanhã 3/9 é o dia do biólogo...  :(


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.972
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #5 Online: 03 de Setembro de 2018, 08:05:09
Um tragédia. É resultado de um país que não valoriza sua cultura e nem seu potencial. Mais uma vez viramos piada mundial (como pode um museu com acervo riquíssimo sofrer tamanho abandono?).


cltctba

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 368
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 03 de Setembro de 2018, 08:09:24
Outra coisa que dá raiva são vários candidatos a cargos políticos usando a tragédia para campanha eleitoral. PQP.
César L. T.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.980
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #7 Online: 03 de Setembro de 2018, 10:12:34
Com esse ja foram 6 ou 7 museus incendiados e abandonados.

A verdade eh que a populacao em geral nao se importava e apos as manchetes nos jornais continuaram nao se importando.

E quando eu digo a populacao, me refiro especialmente a suposta instruida elite brasileira.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 03 de Setembro de 2018, 10:57:35
tá feia a situação...

coincidência estranha ser na semana da independência...
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.710
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #9 Online: 03 de Setembro de 2018, 14:58:24
A verdade eh que a populacao em geral nao se importava e apos as manchetes nos jornais continuaram nao se importando.

Essa é a verdade dolorida. Se a população em geral soubesse da importância dos museus e valorizasse, certamente os políticos não deixariam de lado como está. E falando abertamente, a comunidade científica brasileira tem grande culpa nisso, porque ninguém de fora da academia sabe o papel essencial que os museus exercem nos bastidores. Aliás, mesmo dentro do meio científico muita gente não tem ideia disso.

O Museu Nacional é sem dúvida o mais importante, mas não foi o primeiro e nem vai ser o último a sofre alguma tragédia. Dezenas, talvez até centenas de museus pelo Brasil estão em situação pior ainda. É só lembrar que o Museu do Ipiranga em SP, provavelmente o 2° mais importante do Brasil, não tem verba nem pra abrir as portas, está numa reforma eterna e sempre adiando o prazo...

A noção exata do prejuízo que a ciência mundial sofreu nesse incêndio não tem nem como imaginar. A ciência brasileira sofreu um baque do qual provavelmente nunca vai se recuperar. E a tendência é só piorar.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 03 de Setembro de 2018, 15:00:59
Pessoal que é do Rio... esse Museu estava aberto a visitação ou estava fechado? tem posts na internet dizendo que ele estava fechado a visitação desde 2016...
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.105
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #11 Online: 03 de Setembro de 2018, 15:38:45
Pessoal que é do Rio... esse Museu estava aberto a visitação ou estava fechado? tem posts na internet dizendo que ele estava fechado a visitação desde 2016...
Estava aberto, vou para aquelas bandas quase toda semana, fiz umas fotos de aves na frente dele (quando digo na frente, é na frente da porta mesmo) semana passada, estava funcionando normalmente.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 03 de Setembro de 2018, 15:46:02
Estava aberto, vou para aquelas bandas quase toda semana, fiz umas fotos de aves na frente dele (quando digo na frente, é na frente da porta mesmo) semana passada, estava funcionando normalmente.

saquei... na minha percepção de paulista tá muito estranho isso... apesar de não receber as devidas atenções do governo a UFRJ tinha que ter dado mais atenção para o Museu... bem triste a situação.
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.710
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #13 Online: 03 de Setembro de 2018, 16:01:07
saquei... na minha percepção de paulista tá muito estranho isso... apesar de não receber as devidas atenções do governo a UFRJ tinha que ter dado mais atenção para o Museu... bem triste a situação.

Essa é a situação de todos os museus brasileiros, tanto os de arte como os científicos. Não existe dinheiro, não existe interesse. A verba que o MNRJ tinha para manutenção eram de ridículos R$500 mil ao ano. E desde 2014 que esse dinheiro não é repassado integralmente, sendo que pra esse ano de 2018 foi disparado o menor repasse em muitos anos.


fabianob

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.158
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 03 de Setembro de 2018, 16:17:52
Essa é a situação de todos os museus brasileiros, tanto os de arte como os científicos. Não existe dinheiro, não existe interesse. A verba que o MNRJ tinha para manutenção eram de ridículos R$500 mil ao ano. E desde 2014 que esse dinheiro não é repassado integralmente, sendo que pra esse ano de 2018 foi disparado o menor repasse em muitos anos.

o pior que o da arte moderna tá bem...  :shock:
Df, D750, D5300, YN565EX x2, YN622N, Alguns Kg de Vidro, e muitas histórias.