Autor Tópico: Desgaste no sensor de cameras DSLR / ML  (Lida 3200 vezes)

Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.596
  • 1° Mecenas do Forum
Resposta #30 Online: 16 de Setembro de 2018, 14:05:59
Olha o corpo da Fuji GFX 50S. Observe como a marca do plano do sensor fica longe da parte de trás da câmera.


Eu nunca tinha ouvido que havia um sistema de resfriamento do sensor, mas segundo rumores da GFX 50R, ela virá com pegada rangefinder (similar à linha X-E*), e sem resfriamento de sensor. Pode ser que, por isso, ela venha mais fina? E, se for o caso, o resfriamento do sensor será tão grande assim? Lembrando que miniaturização deste sistema já é bem difundida na indústria eletrônica.


Concordo que o ML mantém o sensor ligado toda hora para passar informações ao Viewfinder EVF.

Isso o mantém sempre quentinho  :( ...

O resfriamento é um contorno e sem ele, as coisas vão piorar... cada vez mais a nova GFX 50R, passa a ideia de tentar salvar o GFx a qq custo... só falta baioneta de plástico  :doh:

------

Concordo tb que há desgaste (vimos muitos problemas na 70D aos que decidiram usá-la como filmadora profissional, no início)

Já o DSLR mantém o sensor ativo por centésimos de segundo (1/125, por ex) ou milésimos ... o que o salva deste problema :ok:

Ponto ao DSLR



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 16 de Setembro de 2018, 14:14:47 por Ernesto »
"You can fool all the people some of the time and some of the people all the time, but you cannot fool all the people all the time." - Abraham Lincoln


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.613
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #31 Online: 16 de Setembro de 2018, 15:22:51
60D foi a referência pra fazer vídeo e não teve problema. Cagada da Canon mesmo.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • ***
  • Mensagens: 5.546
  • Sexo: Masculino
  • A teoria sem a prática vira "verbalismo".
    • Meu Flickr
Resposta #32 Online: 17 de Setembro de 2018, 13:07:23
só falta baioneta de plástico  :doh:


Normalmente é um erro achar que a solução em voga é a única solução certa.

Um exemplo (não relacionado, mas ilustra): eu achava até pouco tempo atrás que bicicletas de alumínio eram mais resistentes que bicicletas de fibra de carbono. Pra mim, era óbvio: alumínio deforma antes de quebrar, enquanto a fibra quebra sem aviso prévio. Até que vi alguns testes que comprovavam que realmente, a fibra quebra sem avisar, só que a uma carga mais que 3 vezes maior que o alumínio. Dificilmente um ser humano "normal" vai botar tanta carga no equipamento.

O mesmo acontece aqui: o dia que uma câmera vier com baioneta de plástico, e essa resistir tão bem (ou melhor) ao meu tipo de uso, não verei problema nenhum em usar. Se inventarem uma câmera sem LCD, mas que eu posso usar meu celular pra ver as fotos, sem perda de funcionalidade, conta com meu dinheiro. Isso é tecnologia.
Felipe


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.327
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 17 de Setembro de 2018, 13:34:39
Normalmente é um erro achar que a solução em voga é a única solução certa.

Um exemplo (não relacionado, mas ilustra): eu achava até pouco tempo atrás que bicicletas de alumínio eram mais resistentes que bicicletas de fibra de carbono. Pra mim, era óbvio: alumínio deforma antes de quebrar, enquanto a fibra quebra sem aviso prévio. Até que vi alguns testes que comprovavam que realmente, a fibra quebra sem avisar, só que a uma carga mais que 3 vezes maior que o alumínio. Dificilmente um ser humano "normal" vai botar tanta carga no equipamento.

O mesmo acontece aqui: o dia que uma câmera vier com baioneta de plástico, e essa resistir tão bem (ou melhor) ao meu tipo de uso, não verei problema nenhum em usar. Se inventarem uma câmera sem LCD, mas que eu posso usar meu celular pra ver as fotos, sem perda de funcionalidade, conta com meu dinheiro. Isso é tecnologia.
Sim inclusive já podemos ver o plástico com seus "tipos e derivações" avançando em áreas não tão usuais, como vemos na construção civil, indústria automobilística, etc...
O problema dos "plásticos" (que melhorou muito com novas "ligas" e tratamentos) persiste no fato de que ao longo do tempo, em algum momento o material vai perder a estabilidade física, tem baixa resistência relativa, e além disso ainda é muito suscetível à temperatura, à luz, etc... Apesar dos avanços, isso tudo limita o uso em algumas aplicações onde estabilidade por longas décadas de uso é nescessário, o que não seria o caso de uma câmera digital.
« Última modificação: 17 de Setembro de 2018, 13:37:16 por Lindsay »
Conhecimento importa mais que equipamento.