Autor Tópico: Futuras Lentes Fujinon GF a caminho...  (Lida 708 vezes)

Fábio Kruschewsky Lemos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 226
Online: 26 de Setembro de 2018, 22:57:55
Novas lentes Fujinon GF  a caminho...


O “site” Fujirumors mostrou os mock-ups das novas lentes Fujinon GF, as quais foram anunciadas no novo roadmap da Fujifilm, na Photokina:


GF100-200mm e GF50mm


GF100-200mm f/5.6


GF45-100mm comparada com a GF32-64mm


GF45-100mm f/4

Fonte:  https://www.fujirumors.com/super-full-frame-fujifilm-gfx-50r-first-look-and-gf-50mmf3-5-100-200mm-f5-6-45-100mm-f4-images/


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.075
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #1 Online: 27 de Setembro de 2018, 01:13:51
Você sabe se alguma será Leaf Shutter ?



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Fábio Kruschewsky Lemos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 226
Resposta #2 Online: 27 de Setembro de 2018, 06:47:00
Você sabe se alguma será Leaf Shutter ?


Bom dia, Ernesto!

Até onde sei, nenhuma delas virá com Leaf Shutter :no:  Entretanto, já existem no mercado diversos adaptadores, um deles da própria Fuji, que permitem o uso de lentes equipadas com este tipo de obturador.


Fujifilm H Mount Adapter G

https://www.bhphotovideo.com/c/product/1311713-REG/fujifilm_16540698_h_mount_adapter_g.html


Se não me engano, as lentes Série “H” da Hassel eram fabricadas pela Fuji...

Uma dúvida; quais as vantagens do Leaf Shutter fora do estúdio, ou seja, em fotografias onde não se usa flash?  Falo de fotografia de paisagem, arquitetura, interiores (aqueles onde o uso de flash é proibido - museus, igrejas etc)...

Bom trabalho :ok:


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.075
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #3 Online: 27 de Setembro de 2018, 17:54:20
Bom dia, Ernesto!

Até onde sei, nenhuma delas virá com Leaf Shutter :no:  Entretanto, já existem no mercado diversos adaptadores, um deles da própria Fuji, que permitem o uso de lentes equipadas com este tipo de obturador.


Fujifilm H Mount Adapter G

https://www.bhphotovideo.com/c/product/1311713-REG/fujifilm_16540698_h_mount_adapter_g.html


Se não me engano, as lentes Série “H” da Hassel eram fabricadas pela Fuji...

Uma dúvida; quais as vantagens do Leaf Shutter fora do estúdio, ou seja, em fotografias onde não se usa flash?  Falo de fotografia de paisagem, arquitetura, interiores (aqueles onde o uso de flash é proibido - museus, igrejas etc)...

Bom trabalho :ok:

Esses adaptadores perdem o foco automático

A Hasselblad H era Fuji mesmo. Mas a Fuji vendeu a Hasselblad em 2012.

Dentro do Estúdio, usamos o Focal Plane. O Leaf Shutter é para situações externas sob o Sol. A Fotografia publicitária e a de "capa de revista" sempre usa Flash para criar tons degradê na pele.

O Médio Formato só se mantém por causa disso.

Já tínhamos 50Mpix na Canon desde 2015...  para que pagar 10x mais na MF ?

Pixel gordo ? Tb não pq:
O amor internautico pelo pixel gordo para pegar mais luz em ISO alto cai por terra porque a fotografia de estúdio e "capa de revista" é ISO 100.


Logo, se não é Mpix e não é pixel gordo e ISOs malucos, e nem Mpix, então... é Leaf Shutter...

É uma conclusão lógica... não há como ignorar o fato.




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.075
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #4 Online: 27 de Setembro de 2018, 18:59:35
Esses adaptadores perdem o foco automático

A Hasselblad H era Fuji mesmo. Mas a Fuji vendeu a Hasselblad em 2012.

Dentro do Estúdio, usamos o Focal Plane. O Leaf Shutter é para situações externas sob o Sol. A Fotografia publicitária e a de "capa de revista" sempre usa Flash para criar tons degradê na pele.

O Médio Formato só se mantém por causa disso.

Já tínhamos 50Mpix na Canon desde 2015...  para que pagar 10x mais na MF ?

Pixel gordo ? Tb não pq:
O amor internautico pelo pixel gordo para pegar mais luz em ISO alto cai por terra porque a fotografia de estúdio e "capa de revista" é ISO 100.


Logo, se não é Mpix e não é pixel gordo e ISOs malucos, e nem Mpix, então... é Leaf Shutter...

É uma conclusão lógica... não há como ignorar o fato.




Sent from my Hasselblad using Tapatalk


Bem ...


Tem a questão do enquadramento... não citei...

e o desfoque mas, este me parece que possa ser imitado por lentes dos 35mm de maior abertura (mas nunca testei isso de fato...pq tem que ver a perda de definição nestas aberturas largas versus a perda de definição nas aberturas largas do MF...é complexo)
« Última modificação: 27 de Setembro de 2018, 19:02:23 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Fábio Kruschewsky Lemos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 226
Resposta #5 Online: 27 de Setembro de 2018, 20:30:25

Dentro do Estúdio, usamos o Focal Plane. O Leaf Shutter é para situações externas sob o Sol. A Fotografia publicitária e a de "capa de revista" sempre usa Flash para criar tons degradê na pele.

O Médio Formato só se mantém por causa disso.

Interessante! :ponder:  O problema é que não vejo esta Fuji como câmera para estúdio...


Já tínhamos 50Mpix na Canon desde 2015...  para que pagar 10x mais na MF ?

Pixel gordo ? Tb não pq:
O amor internautico pelo pixel gordo para pegar mais luz em ISO alto cai por terra porque a fotografia de estúdio e "capa de revista" é ISO 100.


Logo, se não é Mpix e não é pixel gordo e ISOs malucos, e nem Mpix, então... é Leaf Shutter...

É uma conclusão lógica... não há como ignorar o fato.

Ok :ok: Entendí.  Como não trabalho com fotografia (e nunca visitei um estúdio fotográfico :no:) estava pensando mesmo no uso da câmera em lugares fechados, somente com a iluminação local, seja natural ou artificial. Estava pensando em: teatros; igrejas e museus, lugares onde o uso de flash é proibido. Também penso em fotografia de rua ou em lugares abertos porém durante a noite (paisagem e arquitetura urbana noturna). Não se usa flash neste tipo de fotografia, embora possa, às vezes, usar tripé...

Porém, o uso de tripé em viagens não é uma opção para mim pois quando viajo, seja a trabalho ou de férias, carrego o mínimo de bagagem comigo de modo a evitar despachar. As companhias aéreas, por questões de security não costumam ser tolerantes com tripés, monopés e assemelhados, uma vez que poderiam ser usados como arma! Teria que despachar...  Se não precisar deslocar-me de avião, Ok :ok:; não vejo problemas em usar tripé! 

Mas, é sempre bom lembrar que também é proibido usar tripé / monopé em museus, igrejas etc...  Dai a importância (para mim) do “ISO maluco”, do “pixel gordo” etc...

No caso dos “MP”, penso que com o Médio Formato é possível combinar uma grande quantidade de “pixels gordos” e um ISO mais elevado!



Tem a questão do enquadramento... não citei...

e o desfoque mas, este me parece que possa ser imitado por lentes dos 35mm de maior abertura (mas nunca testei isso de fato...pq tem que ver a perda de definição nestas aberturas largas versus a perda de definição nas aberturas largas do MF...é complexo)

Penso que você “matou” a questão aqui :ok:  Pois eu vejo a GFX-50Rcomo câmera “de rua”, não de estúdio e o seu raciocínio pareceu confirmar isto.  É a questão do “desfoque” do fundo e daquela sensação visual de que o assunto principal (que está em foco) parece “saltar” da foto! Vejo mais este efeito em fotos feitas com câmeras / lentes de médio formato, porém já vi também em fotos tiradas com teleobjetivas claras em câmeras 35mm e até mesmo APS-C.

Posso estar escrevendo uma tremenda bobagem aqui e, fique à vontade para corrigir-me :ok:

Grato pelas respostas :ok:  Tenho muito que aprender ainda :shock: 


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.075
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #6 Online: 27 de Setembro de 2018, 21:16:12
Interessante! :ponder:  O problema é que não vejo esta Fuji como câmera para estúdio...

Ok :ok: Entendí.  Como não trabalho com fotografia (e nunca visitei um estúdio fotográfico :no:) estava pensando mesmo no uso da câmera em lugares fechados, somente com a iluminação local, seja natural ou artificial. Estava pensando em: teatros; igrejas e museus, lugares onde o uso de flash é proibido. Também penso em fotografia de rua ou em lugares abertos porém durante a noite (paisagem e arquitetura urbana noturna). Não se usa flash neste tipo de fotografia, embora possa, às vezes, usar tripé...

Porém, o uso de tripé em viagens não é uma opção para mim pois quando viajo, seja a trabalho ou de férias, carrego o mínimo de bagagem comigo de modo a evitar despachar. As companhias aéreas, por questões de security não costumam ser tolerantes com tripés, monopés e assemelhados, uma vez que poderiam ser usados como arma! Teria que despachar...  Se não precisar deslocar-me de avião, Ok :ok:; não vejo problemas em usar tripé! 

Mas, é sempre bom lembrar que também é proibido usar tripé / monopé em museus, igrejas etc...  Dai a importância (para mim) do “ISO maluco”, do “pixel gordo” etc...

No caso dos “MP”, penso que com o Médio Formato é possível combinar uma grande quantidade de “pixels gordos” e um ISO mais elevado!


Penso que você “matou” a questão aqui :ok:  Pois eu vejo a GFX-50Rcomo câmera “de rua”, não de estúdio e o seu raciocínio pareceu confirmar isto.  É a questão do “desfoque” do fundo e daquela sensação visual de que o assunto principal (que está em foco) parece “saltar” da foto! Vejo mais este efeito em fotos feitas com câmeras / lentes de médio formato, porém já vi também em fotos tiradas com teleobjetivas claras em câmeras 35mm e até mesmo APS-C.

Posso estar escrevendo uma tremenda bobagem aqui e, fique à vontade para corrigir-me :ok:

Grato pelas respostas :ok:  Tenho muito que aprender ainda :shock:

É que o fotógrafo publicitário entra em todos esses lugares "proibidos" com tripé e flash porque ele é contratado pelos donos dos lugares

Quem entra sem ser chamado é o jornalista e este recebe todas estas restrições

No jornalismo, é melhor uma câmera pequena, discreta

Essa MF da Fuji (eu usei) tem lentes enormes pq o espaço que foi "ganho" na câmera, vai para cada uma das lentes (cada uma)...

Ora, uma 63mm tem que ser 63mm contados do sensor até a lente... em sensores pequenos se disfarça mas no MF o que se ganha na câmera, fica muito nítido em cada uma das lentes desnecessariamente compridas.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 27 de Setembro de 2018, 21:18:11 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital


Fábio Kruschewsky Lemos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 226
Resposta #7 Online: 27 de Setembro de 2018, 23:01:07
É que o fotógrafo publicitário entra em todos esses lugares "proibidos" com tripé e flash porque ele é contratado pelos donos dos lugares

Não tinha atentado para isto; que o fotógrafo de publicidade também atua nesta área :ponder:  Interessante!

Sim; para este tipo de trabalho, o fotógrafo poderá usar todo o seu “arsenal”.  Obviamente, o custo do transporte está embutido no contrato...

Quem entra sem ser chamado é o jornalista e este recebe todas estas restrições

No jornalismo, é melhor uma câmera pequena, discreta

Henri Cartier-Bresson que o diga!  Trazendo o conceito para o digital, entendo que câmeras / lentes APS-C e, talvez, M4/3 fossem mais adequadas à tarefa. Estaria errado este raciocínio?

Entretanto, o que vejo é o(a) jornalista carregando uma Nikon D5 / Canon EOS 1DX Mk “qualquer coisa” e um monte de zoom f/2.8...  Ok; tem a questão do ISO elevado, corpo resistente etc, etc... mas tal equipamento não é pequeno, tampouco discreto.

Essa MF da Fuji (eu usei) tem lentes enormes pq o espaço que foi "ganho" na câmera, vai para cada uma das lentes (cada uma)...

Ora, uma 63mm tem que ser 63mm contados do sensor até a lente... em sensores pequenos se disfarça mas no MF o que se ganha na câmera, fica muito nítido em cada uma das lentes desnecessariamente compridas.

A lente GF63mm f/2.8 tem um diâmetro de filtro de 62mm.  Nunca vi pessoalmente uma GFX ou suas lentes porém minha Fuji XF55-200mm (APS-C) tem o mesmo diâmetro de filtro.  Tenho, portanto uma ideia do tamanho das lentes GF...

Grato mais uma vez :ok:




Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.075
  • Fotógrafo Profissional
Resposta #8 Online: 28 de Setembro de 2018, 00:12:53
Não tinha atent
Sim; para este tipo de trabalho, o fotógrafo poderá usa
Henri Cartier-Bresson que o diga!  Trazendo o conceito para o digital, entendo que câmeras / lentes APS-C e, talvez, M4/3 fossem mais adequadas à tarefa. Estaria errado este raciocínio?

Entretanto, o que vejo é o(a) jornalista carregando uma Nikon D5 / Canon EOS 1DX Mk “qualquer coisa” e um monte de zoom f/2.8...  Ok; tem a questão do ISO elevado, corpo resistente etc, etc... mas tal equipamento não é pequeno, tampouco discreto.

A lente GF63mm f/2.8 tem um diâmetro de filtro de 62mm.  Nunca vi pessoalmente uma GFX ou suas lentes porém minha Fuji XF55-200mm (APS-C) tem o mesmo diâmetro de filtro.  Tenho, portanto uma ideia do tamanho das lentes GF...

Grato mais uma vez :ok:

O "nosso" jornalista não está mais acostumado com repressão violenta da polícia....

Aí em 2013, deu um monte de problema...e desde lá...a polícia passou a mirar neles direto...

Eles vão precisar se especializar em se esconder e usar M4/3 nas manifestações

As lentes GFX ML são meio palmo mais compridas que as das MF de espelho. Como elas já são, naturalmente grandes... isso prejudica demais o peso e o transporte... e não é questão de gramas como no APS-C


Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 28 de Setembro de 2018, 00:27:25 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...

#Fotógrafo de Médio Formato Digital