Autor Tópico: Compra de dólar - agora ou depois do segundo turno?  (Lida 3384 vezes)

Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.446
Online: 17 de Outubro de 2018, 19:26:09
Já perguntei no Face, grupo de família... comprar antes ou depois da eleição? Na época ainda não havia ocorrido o primeiro turno. A resposta mais convincente que recebi, foi: meio a meio. Compra uma parte antes e outra depois. A parte de antes já foi comprada... E a parte de depois, será que espero o segundo turno, ou vejo antes??
Sei que tudo é especulação, impossível dar um tiro certeiro. Mas... será que tem algo que faz alguém acreditar que há mais chance de cair mais ou dar uma disparada depois do segundo turno?


Vinicius Lima

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 110
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 17 de Outubro de 2018, 19:45:17
Helena, como tudo indica que Bolsonaro levará essa, eu deixaria para comprar logo nos primeiros dias pós segundo turno, quando o mercado deverá ser levado pela euforia.

Mas também não esperaria muito. O Brasil possui uma economia muito frágil, e qualquer espirro do outro lado do mundo já provoca epidemia por aqui.
Ademais, toda essa euforia do mercado pode acabar de hora para outra com o simples anúncio do nome de um ministro.

Mas também só acho que compensa comprar nesse momento se você tem viagem próxima marcada. Caso contrário, esperaria o próximo ano. O dólar está muito alto, havendo ainda boa margem para redução.

Grande e forte abraço.


Di Torres

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 747
Resposta #2 Online: 17 de Outubro de 2018, 20:01:42
Eu esperaria.
Historicamente falando o dólar sempre sofre uma queda logo depois do segundo turno.
A única exceção foi em 2016 que o mercado não estava esperando a vitória da Dilma.

O mercado já está precificando a vitória do Bolsonaro que estatisticamente falando já está eleito.
A tendência é o dólar continuar caindo aos poucos nos próximos dias e tomar uma pancadinha mais significativa pra baixo na segunda-feira depois do segundo-turno.

Em termos de política externa não tem nada sinalizando um boom do dólar, muito pelo contrário, tá se iniciando um conflito internacional sério dos EUA e Turquia.
Investidor não gosta disso, então eles vão ficar bastante apreensivos com o dólar.

Então, ao meu ver, as únicas chances de estarmos em uma situação melhor do que depois do segundo turno é se Haddad ganhar, o que vai fazer o dólar voltar pra cima de R$4 logo após o segundo turno. Ou então se acontecer um evento relevante, como o Bolsonaro ou o Paulo Guedes soltarem um pronunciamento que não agrade o mercado, ou então se matarem Bolsonaro. Na minha opinião essas duas últimas tem uma maior probabilidade do que Haddad ganhar. Tragicômico imaginar que a possibilidade de um presidenciável ser morto é relevante, já que já houve uma tentativa.


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.446
Resposta #3 Online: 17 de Outubro de 2018, 20:14:14
Helena, como tudo indica que Bolsonaro levará essa, eu deixaria para comprar logo nos primeiros dias pós segundo turno, quando o mercado deverá ser levado pela euforia.

Mas também não esperaria muito. O Brasil possui uma economia muito frágil, e qualquer espirro do outro lado do mundo já provoca epidemia por aqui.
Ademais, toda essa euforia do mercado pode acabar de hora para outra com o simples anúncio do nome de um ministro.

Mas também só acho que compensa comprar nesse momento se você tem viagem próxima marcada. Caso contrário, esperaria o próximo ano. O dólar está muito alto, havendo ainda boa margem para redução.

Grande e forte abraço.

rapaz, o valor do dólar tá de fazer chorar, realmente... mas como tenho amiga muito querida nos States e pelo menos a hospedagem eu não pago, rsrs, vou fazer a visitinha. Aproveitar e comprar uma Canon SL2. A viagem será dia 05/11, ou seja, logo ali.


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.446
Resposta #4 Online: 17 de Outubro de 2018, 20:14:30
Eu esperaria.
Historicamente falando o dólar sempre sofre uma queda logo depois do segundo turno.
A única exceção foi em 2016 que o mercado não estava esperando a vitória da Dilma.

O mercado já está precificando a vitória do Bolsonaro que estatisticamente falando já está eleito.
A tendência é o dólar continuar caindo aos poucos nos próximos dias e tomar uma pancadinha mais significativa pra baixo na segunda-feira depois do segundo-turno.

Em termos de política externa não tem nada sinalizando um boom do dólar, muito pelo contrário, tá se iniciando um conflito internacional sério dos EUA e Turquia.
Investidor não gosta disso, então eles vão ficar bastante apreensivos com o dólar.

Então, ao meu ver, as únicas chances de estarmos em uma situação melhor do que depois do segundo turno é se Haddad ganhar, o que vai fazer o dólar voltar pra cima de R$4 logo após o segundo turno. Ou então se acontecer um evento relevante, como o Bolsonaro ou o Paulo Guedes soltarem um pronunciamento que não agrade o mercado, ou então se matarem Bolsonaro. Na minha opinião essas duas últimas tem uma maior probabilidade do que Haddad ganhar. Tragicômico imaginar que a possibilidade de um presidenciável ser morto é relevante, já que já houve uma tentativa.

Muitíssimo obrigada.  :ok:


Di Torres

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 747
Resposta #5 Online: 17 de Outubro de 2018, 20:26:47
Eu esperaria.
Historicamente falando o dólar sempre sofre uma queda logo depois do segundo turno.
A única exceção foi em 2016 que o mercado não estava esperando a vitória da Dilma.

O mercado já está precificando a vitória do Bolsonaro que estatisticamente falando já está eleito.
A tendência é o dólar continuar caindo aos poucos nos próximos dias e tomar uma pancadinha mais significativa pra baixo na segunda-feira depois do segundo-turno.

Em termos de política externa não tem nada sinalizando um boom do dólar, muito pelo contrário, tá se iniciando um conflito internacional sério dos EUA e Turquia.
Investidor não gosta disso, então eles vão ficar bastante apreensivos com o dólar.

Então, ao meu ver, as únicas chances de estarmos em uma situação melhor do que depois do segundo turno é se Haddad ganhar, o que vai fazer o dólar voltar pra cima de R$4 logo após o segundo turno. Ou então se acontecer um evento relevante, como o Bolsonaro ou o Paulo Guedes soltarem um pronunciamento que não agrade o mercado, ou então se matarem Bolsonaro. Na minha opinião essas duas últimas tem uma maior probabilidade do que Haddad ganhar. Tragicômico imaginar que a possibilidade de um presidenciável ser morto é relevante, já que já houve uma tentativa.

A única exceção foi em 2014 que o mercado não estava esperando a vitória da Dilma.*


Elder Walker

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.370
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #6 Online: 18 de Outubro de 2018, 09:05:16
Concordo com o cenário indicado pelo Di Torres.

Sou meio novo nessa área - estou operando no mercado de capital há pouco mais de 2 anos, apenas - e me parece que, realmente, a maior parte já foi precificada. Ou seja, não devemos ter mais nenhum "bum" positivo como tivemos no primeiro turno, mas há uma tendência de queda do dólar até o final do ano e começo do ano que vem. Do outro lado, só vejo uma alta forte do câmbio se aparecer alguma notícia mal vista pelo mercado.
Canon 5D + EF 17-40mm f/4 L + EF 50mm f/1.8 STM + EF 85mm f/1.8 USM + Yongnuo 565EX + YN-622C


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.412
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 18 de Outubro de 2018, 09:35:51
Helena, vc vai comprar pra viajar, ou quer guardar para investir em equipamento???
« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 09:36:13 por Lindsay »
Fotografando com a memória


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.338
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #8 Online: 18 de Outubro de 2018, 11:22:42
Eu compraria aos poucos para diluir o risco. Sempre faço assim.
Se precisar comprar mil doletas por exemplo, compre a cada 2 ou 3 dias um pouco. Se perceber uma queda mais abrupta, compre um pouco mais neste dia. Tem funcionado muito bem comigo.

O consenso do mercado é que se no caso do Andrade ganhar, o dolar bate 5. Mas isso é uma possibilidade muito remota. A previsão é que se nada absurdo acontecer ele flutue entre 3.65-3.75, mas isso se levar em conta somente o cenário politico interno. Se acontecer alguma coisa lá fora seja para o bem ou para o mal, os valores podem sofrer alterações. Coisas do tipo o FED aumentar os juros, alguma encrenca com Arabia Saudita e por aí vai. As coisas de sempre no final.
« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 11:27:09 por AFShalders »
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.412
  • Sexo: Masculino
« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 13:54:52 por Lindsay »
Fotografando com a memória


bjp77

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 460
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 18 de Outubro de 2018, 17:54:30
Helena,

Lembro que antes da eleição o dólar foi subindo o patamar de 3,50 - 3,60  - 3,70 e de repente subiu de vez pra 4,15. Acho que hoje ele está no patamar anterior às eleições e que ele cai ainda mais. Mas o patamar de 2,20 esse foi de outros tempos. 
Canon EOS T5
Canon EF-S 18-55mm f/3.5
Canon 75-300mm EF-S
Zenit Helios 44M-4 58mm f/2
Canon T50 Lente 50 mm f1.4 1985 inoperante


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.446
Resposta #11 Online: 18 de Outubro de 2018, 18:22:24
Helena, vc vai comprar pra viajar, ou quer guardar para investir em equipamento???

Os dois.  :D
Como vou visitar uma amiga nos States, vou aproveitar e comprar uma Canon SL2. :ok:




Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.412
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 18 de Outubro de 2018, 18:55:04
Os dois.  :D
Como vou visitar uma amiga nos States, vou aproveitar e comprar uma Canon SL2. :ok:
Ah ok, pelo seguinte, se for comprar equipamentos em dolar aqui no BR, tem um problema, invariavelmente o vendedor sempre quer fazer a conversão pela tarifa de compra, cujo valor é mais baixo.
Então vc compra dollar pelo preço de venda, e compra a câmera convertendo pelo dolar de compra, ai perde um pouco.

Outra coisa, lá nos EEUU normalmente tem o imposto que se paga na boca no caixa da loja.

Estive pesquisando esses dias, e as melhores tachas são as dos bancos, operadora de cambio aqui em Sampa sempre tem um preço maior.

Por ultimo, existem notas de US$100 modelo antigo e modelo novo. Dependendo de onde for usar, o pessoal não está muito receptivo com as notas modelo antigo.

« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 18:58:59 por Lindsay »
Fotografando com a memória


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.446
Resposta #14 Online: 18 de Outubro de 2018, 19:28:51
Ah ok, pelo seguinte, se for comprar equipamentos em dolar aqui no BR, tem um problema, invariavelmente o vendedor sempre quer fazer a conversão pela tarifa de compra, cujo valor é mais baixo.
Então vc compra dollar pelo preço de venda, e compra a câmera convertendo pelo dolar de compra, ai perde um pouco.

Outra coisa, lá nos EEUU normalmente tem o imposto que se paga na boca no caixa da loja.

Estive pesquisando esses dias, e as melhores tachas são as dos bancos, operadora de cambio aqui em Sampa sempre tem um preço maior.

Por ultimo, existem notas de US$100 modelo antigo e modelo novo. Dependendo de onde for usar, o pessoal não está muito receptivo com as notas modelo antigo.



vou comprar lá mesmo, pela Amazon. E obrigada pela dica das notas!!
« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 19:29:33 por Helena Bsb »