Autor Tópico: Caracteristicas de uma grande obra de arte (ou fotografia)...  (Lida 1393 vezes)

Robson_Ribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 10 de Dezembro de 2018, 08:35:05
Em outras palavras, vc acredita que as pessoas sempre sabem (concientemente) o que gostam, o que querem e o que sentem (e os motivos), e assim sempre estara sem barreiras exposto no que fazem, opinam e criam?

Ao contrário, existem muitas barreiras internas e sociais que nos impedem de nos manifestar plenamente, mas é possível diminuir algumas delas. Vou dar um exemplo. Imagine que você chega no meio da rua em algum lugar movimentado e tenta dar um grito bem alto para expressar suas emoções (raiva, alegria, etc.), mas fica receoso porque sabe que vai atrair muito a atenção e todas as pessoas vão olhar para você, deixando-o com vergonha. Nesse caso, a vergonha é uma barreira que o impede de se manifestar plenamente, a qual vai funcionar como um freio moral. Resumindo, nem sempre sabemos o que queremos, o que estamos sentindo ou o que gostamos, mas muitas vezes deixamos de fazê-lo por causa dessas barreiras. Eliminando-as, abrimos um canal para que o "eu" interior possa trazer para fora o que temos guardado em nossa essência.
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2018, 08:36:44 por Robson_Ribeiro »


Robson_Ribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 10 de Dezembro de 2018, 08:39:52
Em tudo é necessário ter avaliadores.

Não apenas nas Exatas mas, nas ciências Biológicas e nas Humanas

Um engenheiro, arquiteto, matemático, precisa de uma avaliação de um superior para ser reconhecido como tal

Na Biologia, um dentista, um médico, um fisioterapeuta... igual

Na humanas, um historiador, um filósofo, um professor... igual

Não existe engenheiro, dentista, filósofo auto-proclamado

A Arte é uma disciplina de humanas.

O pensamento livre não cria arquitetos, nem médicos, nem filósofos

Um curandeiro nunca será aceito OFICIALMENTE como um médico, um pedreiro como engenheiro, um pensador como um filósofo e um pintor como um artista

Para tudo existem critérios e avaliadores...auto-proclamação não existe.
Concordo, assim como uma obra de arte não é arte por si só, mas o é por causa dos que a avaliaram dessa forma.
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2018, 08:40:10 por Robson_Ribeiro »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.156
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 12 de Dezembro de 2018, 18:40:19
Eu acho que o momento de uma obra de arte, e um ponto de superacao do proprio artista.




 
   


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.413
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #18 Online: 04 de Janeiro de 2019, 14:25:25
Ao contrário, existem muitas barreiras internas e sociais que nos impedem de nos manifestar plenamente, mas é possível diminuir algumas delas. Vou dar um exemplo. Imagine que você chega no meio da rua em algum lugar movimentado e tenta dar um grito bem alto para expressar suas emoções (raiva, alegria, etc.), mas fica receoso porque sabe que vai atrair muito a atenção e todas as pessoas vão olhar para você, deixando-o com vergonha. Nesse caso, a vergonha é uma barreira que o impede de se manifestar plenamente, a qual vai funcionar como um freio moral. Resumindo, nem sempre sabemos o que queremos, o que estamos sentindo ou o que gostamos, mas muitas vezes deixamos de fazê-lo por causa dessas barreiras. Eliminando-as, abrimos um canal para que o "eu" interior possa trazer para fora o que temos guardado em nossa essência.

Ok. Nesse ponto concordamos.