Autor Tópico: Ensaio sensual - Arte ou pretexto?  (Lida 1482 vezes)

Robson_Ribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Online: 18 de Dezembro de 2018, 16:10:28
Olá, colegas.
Tenho observado que a fotografia do sensual e nu se divide em dois segmentos, um que visa dessexualizar o corpo, a figura feminina, geralmente, e o que coloca o corpo dentro de um contexto erótico.
Costumo acompanhar os mais variados projetos com diversos propósitos, como mostrar a beleza de mulheres "fora do padrão" da sociedade, pessoas idosas, pessoas com cicatrizes, com tatuagens, etc. Diria que esses são ensaios que visam dessexualizar o corpo, e geralmente não se restringem a apenas mulheres. Por outro lado, há os ensaios que focam na estética do corpo, nas curvas, provocação, sedução, numa graduação que vai do erotismo mais brando até às margens da pornografia (existe uma linha muito tênue que separa o sensual do vulgar - quem já fez esse tipo de ensaio sabe do que estou falando). Esse tipo de fotografia é mais objetivo, busca provocar a libido e enaltecer atributos sexuais. Há as pessoas que o procuram a fim de melhorar a auto-estima, presentear o(a) parceiro(a), fins comerciais, publicidade, etc.
Um pouco mais fundo, dentro desse contexto, ainda há um imensurável número de não-profissionais que se utilizam desses argumentos para oferecer o ensaio sensual sem usar de bom senso, expondo as modelos sem autorização ou fazendo má utilização do material produzido. Além disso, existe um sem-número de bla bla bla em volta dessa tendência, proferidas por ditos fotógrafos galanteadores que acaba "queimando" a imagem de verdadeiros profissionais. Conquistar a confiança de um cliente para o sensual exige habilidades de negociação sobre-humanas. É uma experiência única participar de algo tão íntimo e significativo na vida de uma pessoa. Ética é o mínimo que se exige. A questão agora é como facilitar para o cliente distinguir e localizar o profissional sério. Acredito que uma equipe, um CNPJ, um local estabelecido, tudo isso facilita na construção da imagem. Sem isso, por mais sério que seja, dificilmente um fotógrafo profissional conseguirá fazer esse tipo de trabalho sem sofrer algumas manchas.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 18 de Dezembro de 2018, 19:32:40
       Um conselho, cuidado e sensibilidade em suas palavras. Seu texto me parece ingenuo.  Para voce parece profissional as palavras " experiencia intima unica" ?  Nao estou falando contigo porque quero lhe prejudicar, estou falando aqui porque outro pode ser ruin com o que voce escreveu.
      Existem fotografos que tem principal interesse no feminino como artistico, cientifico, outros em que a mulher se admire mesmo nao sendo uma modelo, outros tem interesse em atender um publico masculino, etc.. etc...
E muito importante o fotografo participar de grupos de mesmo interesse para se profissionalizar e atender o cliente.
Cuidado quando fotografar. Por favor, tranquem o topico.   



 

 
     
           
 


 
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2018, 19:35:28 por Leonardo Tonin »


Robson_Ribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 18 de Dezembro de 2018, 20:45:26
Agradeço seu conselho, vou usar os termos com mais cuidado. No que me referi, quis dizer como experiência íntima única o fato de você, enquanto fotógrafo, estar diante de uma pessoa nua ou seminua, o que a meu ver parece algo bastante íntimo. Estou deixando bem claro aqui a forma como vejo os segmentos, e creio não ter sido desrespeitoso com ninguém. O fato de você pedir para trancar o tópico significa que não tem nada a acrescentar. Pensei que este fosse um espaço para debater ideias, e não que fosse ser barrado por uma má interpretação qualquer. Se não há nada a acrescentar, não vejo porque continuar aqui, vou para outro lugar que acrescente mais. Estou deixando o fórum.

 

 
     
           
 


 
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2018, 20:46:04 por Robson_Ribeiro »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 18 de Dezembro de 2018, 21:00:26
O que é vulgar ou feminino muda de cultura para cultura.

Nao acho que fotografar com equipe sendo pago e uma experiencia intima. Este tipo de assunto é muito melhor de ser discutido entre fotografos que trabalham com nu dentro do interesse que voce quer trabalhar. Na minha opiniao é uma relacao de trabalho, e ganha se confianca com revistas e workshops do meio.
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2018, 21:02:32 por Leonardo Tonin »


Millano

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 16
Resposta #4 Online: 18 de Dezembro de 2018, 23:40:29
Ensaio Sensual ou Nú é um trabalho como qualquer outro, tem suas peculiaridades para modelo e fotógrafo, e ainda sim é muito "fotografia sensual" ou "fotografia boudoir" abarcam muitos subtipos.

Muito comum hoje temos fotógrafos vendendo "Ensaios Boudoir", que é uma fotografia que algumas mulheres fazem, seja como recordação, seja como presente para alguém, seja para reforçar a auto estima, mas, cujo objetivo principal é agradar a retratada, então no geral são fotos menos explicitas, e com uma sensualidade maior pro olhar feminino, do que para o masculino;

Numa outra linha, que foi bem numerosa anos atrás, mas com muito menos conteúdo hoje, temos os "Ensaios Sensuais" feitos para o público masculino. Nessa linha você tem desde ensaios com modelos de biquíni e lingerie, como também ensaios com nudez parcial (topless ou nudez implícita) como ensaios de nú, e nessa linha tivemos sites como The Girl, Paparazzo, Bella da Semana, revistas como VIP, Trip e etc, mas cujo objetivo é ser atrativo ao público masculino. Muitos desses ensaios são muito bem executados, com ótima produção, fotografia, mas claramente o olhar é para o público masculino.

Além disso, você tem ensaios feitos para garotas de programa, ensaios de fetiche, ensaios realmente pornográficos.

E como você citou, hoje é bem comum ensaios mais conceituais, sem a preocupação da estética clássica ou do padrão comum de beleza (como nos ensaios sensuais mais voltados ao público masculino) onde você tem essa "dessexualização" ou quebrar o tabu com a nudez (apesar que muitas vezes essas pessoas que defendem essa quebra de tabu, são as mesmas que querem patrulhar a sensualidade mais "comercial", ou seja, aceitam apenas sua visão do discurso).

---

Pessoalmente, eu acredito que é apenas mais um trabalho. Mas sempre ao faze-lo você tem que ter em mente qual o OBJETIVO daquelas fotos.
- Se a sua cliente é uma mulher, com uma carreira mais formal no mercado de trabalho, as vezes mais velha, e deseja uma recordação e presentear o marido, não adianta fazer um ensaio num estilo mais voltado para garotas de programa, ou mais explicito. Nesse caso, seja mais intimista, aposte num PB bem feito, e sem poses acrobáticas. Nesse caso em especifico também, eu não divulgaria nenhuma foto, nem como portfolio;
- Num outro caso, seu cliente é um portal de internet, que resolveu apostar novamente em ensaios sensuais, as vezes um portal temático, como de carros ou de futebol. Aqui você terá que procurar modelos profissionais, ou garotas comuns que estejam ok com o grau de exposição que terá as fotos, nudez e etc... e fazer algo, mais comercial. Sempre tentando manter o bom gosto, mas, não dá pra ter um ensaio sensual mais comercial sem foto de bumbum por exemplo;

Muito importante eu vejo, é conversar com a modelo sobre o trabalho, ela ter noção do que se espera dela, e ela ter ciência do que aquela exposição pode acarretar. E logicamente, principalmente nessa área, ter um contrato bem feito, claro e preciso, e as partes envolvidas assinarem esse contrato de forma consciente e respeitando as formalidades legais.

De fotógrafos que resolveram fazer um "portfólio sensual" passando Bella da Semana, revista Sexy e até mesmo a Playboy, tiveram mulheres que posaram pra ensaios sensuais e por n motivos, se arrependeram posteriormente, e geraram processos judiciais  querendo tirar suas fotos do ar, ou mesmo condenar os sites por fotos baixadas por internautas.

Nikon D5300
AF-S 50mm F/1.8G | AF-S  DX 35mm F/1.8G |  AF-S DX 18-140mm F/3.5-5.6G | SB-700


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 19 de Dezembro de 2018, 00:59:32
Considero sexualidade saudavel,  mas acho bom nao misturar as coisas. Hoje acho que trabalho fotografico com nu, envolve antes de mais nada publicacao,  workshop, estudo, equipe. Justamente para nao interpretar nu como intimidade, acho que tem que ter cuidado sim, acho que foi nesse sentido que colega tentou falar. Ate porque ambas partes precisam se proteger de problemas.

So acho que nao da para ser ingenuo de falar em experiencia  intima como trabalho. Isto pode gerar situacoes ruins,  ou de ma fe.

Fora do trabalho, cada um sabe o que faz da vida, o que  pode ou nao ser um prejuizo.



nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.080
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #6 Online: 19 de Dezembro de 2018, 10:53:27
É uma área bastante controversa.. Há poucos meses houve o caso de um fotógrafo conceituado na área que sofreu denúncias de assédio.
Uma equipe de trabalho, envolvendo maquiador, assistentes, homens e mulheres nessa equipe, como foi dito, um espaço claramente profissional, é o mínimo necessário. Mas não é o bastante.
Na minha opinião (e aqui não há um julgamento pessoal, tá?), um profissional que pretende trabalhar nessa área não pode ter essa dúvida que o tópico impõe. Nem deve passar pela cabeça dele a SEXUALIDADE. Sensualidade é diferente. A sensualidade, como normalmente é o objetivo do ensaio, mesmo que subliminarmente, acho já vem com o(a) modelo nessa vibe.
Se tiver que haver um convencimento, acho que já tem algo errado.


Robson_Ribeiro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 23
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 19 de Dezembro de 2018, 11:39:31
Considero sexualidade saudavel,  mas acho bom nao misturar as coisas. Hoje acho que trabalho fotografico com nu, envolve antes de mais nada publicacao,  workshop, estudo, equipe. Justamente para nao interpretar nu como intimidade, acho que tem que ter cuidado sim, acho que foi nesse sentido que colega tentou falar. Ate porque ambas partes precisam se proteger de problemas.

So acho que nao da para ser ingenuo de falar em experiencia  intima como trabalho. Isto pode gerar situacoes ruins,  ou de ma fe.

Fora do trabalho, cada um sabe o que faz da vida, o que  pode ou nao ser um prejuizo.

Mas foi exatamente o que quis dizer. Todo o texto está falando sobre ética e respeito, inclusive respeito à intimidade da pessoa (porque sim, o corpo é o que a pessoa tem de mais íntimo, profissional ou não). Creio que a má fé parte de quem interpreta, mesmo porque para interpretar assim, tem que tirar muito o trecho do contexto, que não só está bem claro como explicitado no próprio título do tópico. Sobre possíveis situações ruins que aquele trecho isoladamente pode gerar, creio que já está ocorrendo. E isso num fórum de fotografia.
De toda forma agradeço a boa intenção!
« Última modificação: 19 de Dezembro de 2018, 11:50:13 por Robson_Ribeiro »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 19 de Dezembro de 2018, 13:25:52
Robson, so cuidado com sua fala. Eu entendo a sua percepcao e acho bom que voce seja critico e esteja querendo entender. E importante ter sensibilidade para atender a cliente modelo, para evitar problemas, mas nao entre falando em intimidade experiencia unica. Talvez isto funcione com uma fotografa mulher e sua cliente.

Prefira um ambiente de trabalho de equipe com uma profissional mulher para esta fala.

Se modelos ou clientes quererem se envolver apos o trabalho,, tenha cuidado e seja inteligente,  talvez em alguns meios sejam mais flexiveis, mas algumas situacoes inevitavelmente podem dizer que seu trabalho nao é serio.

Por isto é importante conhecer se,e conhecer o meio, participar de discussoes workshops, associacoes..

Melhor uma discussao aqui, do que uma situacao ruin, um processo, alguem prejudicado (a)
 

« Última modificação: 19 de Dezembro de 2018, 13:31:24 por Leonardo Tonin »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 19 de Dezembro de 2018, 14:00:34
Sucesso.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 19 de Dezembro de 2018, 14:16:00
Dirigir uma cliente (nao é modelo atriz profissional) e algo dificil. O olhar de um fotografo dirigindo pode montar uma impressao que a cliente nao é. E ela pode no final julgar se a si mesma. Cuidado.

O fotografo conduz ate um ponto, veja onde ela salta.
« Última modificação: 19 de Dezembro de 2018, 14:17:41 por Leonardo Tonin »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 19 de Dezembro de 2018, 14:30:27
Eu vi Uma vez uma mulher no Faustao  tentando dancar funk,.

Ela parecia ser bem sensivel, e nao tinha esta sensualidade latente para dancar um funk,  foi triste, ver ela se expondo naquele papel. Foi doido, eles tirararam ela rapido do palco. Teve um  silencio, ela parecia triste.

So para mostrar que tem que respeitar e como pode ser ruin algumas coisas.
« Última modificação: 19 de Dezembro de 2018, 14:44:32 por Leonardo Tonin »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.169
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #12 Online: 04 de Janeiro de 2019, 15:04:57
[...] Acredito que uma equipe, um CNPJ, um local estabelecido, tudo isso facilita na construção da imagem. Sem isso, por mais sério que seja, dificilmente um fotógrafo profissional conseguirá fazer esse tipo de trabalho sem sofrer algumas manchas.

Baseado na minha experiencia eu discordo completamente. Eu comecei a fazer fotos sensuais sem ter empresa e sem ir atras. Uma garota propos, eu aceitei, e com os resultados houve mais procuras e ao mesmo tempo eu deixava um anuncio na universidade perto de casa, e assim sempre tive procura, nunca tive minha imagem manchada, e nunca precisei abrir empresa para provar nada. E olha que eu faco ambos, o nu artistico e o erotico. E olha que eu sempre fotografei em casa e raramente com assistente. Ou seja, quase sempre eh apenas eu e a modelo sozinhos gravando em casa.

Modelos ficaram cada vez mais escacas quando eu me mudei para uma cultura em que as pessoas tem mais fobia social, e veem fotografia mais como atividade tecnica do que arte. Mas imagem manchada eu nunca tive. Mesmo sabendo que eu fotografo erotico e mulheres peladas, familias as vezes me contratam para fotografar suas criancas sem receio algum.

E boa parte dos meus amigos que fotografam nu nunca tiveram empresas, sendo apenas "artistas" mesmo, e ate onde eu tive contato com eles, nenhum deles tinha imagem manchada.

A regra basica eh: Se o fotografoficar sugerindo a vc fazer erotico ou nu, direta ou indiretamente, isso ja eh um mau sinal. Se o fotografo ficar tentando te convencer caso vc mostrar indecisao, isso ja eh um mau sinal. Eu nunca pedi para mulher alguma tirar a roupa para minhas fotos, e nunca tentei convencer ou encoragar alguem a posar para minhas fotos. Eu apenas me anuncio e quem quiser que venha. Se vier indecisa eu mando ir para casa e voltar apenas quando tiver decidida.

Uma segunda regra nao tao basica: Usar de artemanha para ganhar confianca de mulheres, como abrir empresa so para parecer mais "serio", comecar o primeiro boleto com o numero 1000 so para parecer que ja teve muitos clientes ou esta ha mais tempo no mercado, tambem tende a ser um mau sinal. Haja visto que a grande maioria das noticias sobre fotografos assediando mulheres vem de tais profissionais com grandes equipes e nao de artistas trabalhando sozinhos visando sua arte somente.
« Última modificação: 04 de Janeiro de 2019, 15:14:17 por C R O I X »
http://www.marciofaustino.com/
https://www.instagram.com/marcio_faustino_photographer/

Regras sao para reproducao, e para criadores que nao ouvem ou confiam em sua voz interna [ainda]. Uma foto sincera eh a que tem sua propria voz e ritmo.


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.046
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 04 de Janeiro de 2019, 17:48:27
Tem que ser honesto consigo primeiro, para nao entrar em fria. Se é hetero nao pode menosprezar esta questao.  Tem que ver o meio que anda, o que gosta. Isto é geral. Tem gente que é liberal consigo,mas com os outros....  o ser humano tem seu lado feio de invejar, de ter ciumes, de usar e jogar fora. Tem insensatez, tem egoismo. 
« Última modificação: 04 de Janeiro de 2019, 18:05:55 por Leonardo Tonin »


mrcsfelp

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 59
  • Sexo: Masculino
    • Marcos Felipe - Fotógrafo
Resposta #14 Online: 05 de Janeiro de 2019, 12:28:02
Baseado na minha experiencia eu discordo completamente. Eu comecei a fazer fotos sensuais sem ter empresa e sem ir atras. Uma garota propos, eu aceitei, e com os resultados houve mais procuras e ao mesmo tempo eu deixava um anuncio na universidade perto de casa, e assim sempre tive procura, nunca tive minha imagem manchada, e nunca precisei abrir empresa para provar nada. E olha que eu faco ambos, o nu artistico e o erotico. E olha que eu sempre fotografei em casa e raramente com assistente. Ou seja, quase sempre eh apenas eu e a modelo sozinhos gravando em casa.

Modelos ficaram cada vez mais escacas quando eu me mudei para uma cultura em que as pessoas tem mais fobia social, e veem fotografia mais como atividade tecnica do que arte. Mas imagem manchada eu nunca tive. Mesmo sabendo que eu fotografo erotico e mulheres peladas, familias as vezes me contratam para fotografar suas criancas sem receio algum.

E boa parte dos meus amigos que fotografam nu nunca tiveram empresas, sendo apenas "artistas" mesmo, e ate onde eu tive contato com eles, nenhum deles tinha imagem manchada.

A regra basica eh: Se o fotografoficar sugerindo a vc fazer erotico ou nu, direta ou indiretamente, isso ja eh um mau sinal. Se o fotografo ficar tentando te convencer caso vc mostrar indecisao, isso ja eh um mau sinal. Eu nunca pedi para mulher alguma tirar a roupa para minhas fotos, e nunca tentei convencer ou encoragar alguem a posar para minhas fotos. Eu apenas me anuncio e quem quiser que venha. Se vier indecisa eu mando ir para casa e voltar apenas quando tiver decidida.

Uma segunda regra nao tao basica: Usar de artemanha para ganhar confianca de mulheres, como abrir empresa so para parecer mais "serio", comecar o primeiro boleto com o numero 1000 so para parecer que ja teve muitos clientes ou esta ha mais tempo no mercado, tambem tende a ser um mau sinal. Haja visto que a grande maioria das noticias sobre fotografos assediando mulheres vem de tais profissionais com grandes equipes e nao de artistas trabalhando sozinhos visando sua arte somente.

Concordo totalmente com você. Sou um fotógrafo de 21 anos que trabalha com ensaios sensuais e nu, e nos meus ensaios são as próprias mulheres que tomam a iniciativa de tirar a roupa, nunca falo "que tal tirar a parte de cima agora? ou a de baixo?

Alguns questionam, você não fica excitado ao fotografar? Mas o curioso é que esse tipo de pergunta só vem dos homens, que não é o meu público alvo.

Não vejo como um bicho de 7 cabeças ser jovem, hétero e fotografar mulheres despidas, você tratando a mulher com respeito é o que importa.

Ps: Não preciso nem lembrar que homens com pensamentos machistas devem passar longe desse segmento, ein?  :assobi: