Autor Tópico: A redução drástica das vendas da Canon e o que vem por aí.  (Lida 4503 vezes)

Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.167
  • Trader
Resposta #15 Online: 06 de Fevereiro de 2019, 17:05:37
Vc foi exato ao ponto.
Teve a moda do ser fotografo, fazer curso para fazer uma foto melhor, workshops, ter uma DSLR. Mas tudo isso foi apenas moda de um publico que como vc disse, sempre foi despretencioso, querendo apenas aprender a fazer alguns truques diferentes para sentir que estava fazendo fotos melhores ou diferente.

As fabricantes de camera impulsionaram tal moda e conseguiram ganham muito dinheiro com isso. Mas como vc disse, com a melhora das qualidades dos celulares e camera sem espelhos automaticas, o mercado se reajustou a tal publico.


Os fotografos que ja nao conseguia mais ganhar a vida fotografando passaram a dar aula de fotografia. E agora que esse mercado tambem esta encolhendo estao chorando e os demais fotografos caindo na onda do choro. Ninguem precisa fazer curso ou aprender tecnicas para fazer fotos despretenciosas, de momento, de passeios e festas. A maneira que os outros fotografam e seus resultados para fins proprios nao eh problema de ninguem, so do professor perdendo alunos.

Nesse ínterim, as reveladoras que faziam um péssimo serviço e culpavam oa fotógrafos por tudo,


Acharam que iam se dar bem no digital, imprimindo fotos.

E continuaram prestando um serviço lixo até que as pessoas passaram a preferir manter as fotos digitais, em mídia digital  :ok:


E esses sim, gastaram fortunas nas impressoras e já perderam tudo


O fotógrafo ainda sobrevive mas eles...haha




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 870
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #16 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 08:07:17
o que seriam esses passeios q vc comentou? pra eu poder opinar de modo completo. obg

Oi Jeans, são expedições fotográficas, como essa do link: https://amagiadamontanha.blogspot.com/2017/03/expedicao-fotografica-aos-tres-picos-e.html

[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Oficinas: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 870
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #17 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 08:19:06
Esta geração cresceu com tudo de graça ou pirata


Os donos do Kazaa, Torrent e Napster, que foram presos, agora deram lugar aos milhonários donos do iTunes, Youtube, Netflix...  :eek:


Não se compra musica
Não se paga o músico como se pagava antes
Não se compra filme
Não se paga o artista como se pagava antes
Não se compra foto
Não se paga o fotografo como se pagava antes
Remédio tb não paga patente (genérico)
Não se paga o cientista como se pagava antes


E na hora que ninguém mais comprar nada original

Ninguém mais terá dinheiro para novas músicas,
os instrumentos musicais quebram (Fender e Gibson)

Os mercados de cinema cairão, virou tudo desenho animado (pq é mais barato)

Não há mais artistas milhonários recebendo como antes


Não há mais músicos milhonários e nem novas músicas elaboradas (pq o músico ganha menos)


E não haverá mais fotografos... algum tio/parente fotografará de graça


E a economia destes mercados quebra e desaparece.

E só os líderes da pirataria sobreviverão



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Perfeito Ernesto! Estamos destruindo empregos de forma acelerada, e em especial os empregos de criar conteúdo - textos (livros, imprensa), música, fotografia. Toda a informação está ficando gratuita. Se por um lado parece uma "democratização", por outro mata a geração do conteúdo de qualidade.

Com Instagram, Facebook, Amazon (Kindle), You Tube, etc., todo mundo é fotógrafo, escritor, professor de música, cinegrafista, articulista, etc. etc... Mas ninguém ganha dinheiro com isso para se sustentar. E você para ser realmente bom, mestre, em alguma coisa tem que ter uma dedicação imensa no assunto. Sem se sustentar com isso não dá para ter essa dedicação.

E do outro lado parece que o público está satisfeito com a mediocridade que está sendo produzida... Tempos estranhos...

Faça um teste.... vá num barzinho que tenha uma bandinha ao vivo. Repare que todas as bandas são cover e tocam músicas até a metade dos anos 90. Depois disso a produção musical de qualidade (músicas novas) praticamente acabou.
[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Oficinas: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 870
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #18 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 08:21:21
Antes, para se ver um carro, um animal selvagem, ou uma foto de Paris...


Se pagava por uma revista... se comprava...


Agora vai no Google...é tudo de graça... já era



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Perfeito! E se quiser aprender qualquer coisa num nível superficial procura tutoriais no You Tube e em blogs. E quase ninguém quer aprender alguma coisa além do superficial.
[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Oficinas: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 870
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #19 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 08:34:18
Em tempo...

Diferente de muitos de vocês, eu nunca cheguei a trabalhar como fotógrafo propriamente dito. Quando resolvi apostar na fotografia o mercado já estava virando "mico". Fiz uma aposta numa mistura de fotografia (em baixa) e turismo (em alta). Eu penso sempre em oferecer algo que não possa ser substituído por videos no You Tube, que é a experiência do passeio e estar do lado da pessoa quando ela está regulando a câmera.

Mas mesmo isso está mudando, pois a geração nova não quer saber como regula a câmera. Por outro lado, meu público é um pouco mais velho. Mas já percebo que o meu produto precisa ser redefinido.

Alguns fotógrafos procuram meus cursos para ver como é, e depois oferecer cursos também. Estão fugindo dos seus mercados em queda (fotografia de revistas, jornalismo, etc) e procurando uma área que ainda de retorno. Mas já estão percebendo que não é tão fácil assim.
[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Oficinas: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.279
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #20 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 11:33:24
Esta geração cresceu com tudo de graça ou pirata


Os donos do Kazaa, Torrent e Napster, que foram presos, agora deram lugar aos milhonários donos do iTunes, Youtube, Netflix...  :eek:


Não se compra musica
Não se paga o músico como se pagava antes
Não se compra filme
Não se paga o artista como se pagava antes
Não se compra foto
Não se paga o fotografo como se pagava antes
Remédio tb não paga patente (genérico)
Não se paga o cientista como se pagava antes


E na hora que ninguém mais comprar nada original

Ninguém mais terá dinheiro para novas músicas,
os instrumentos musicais quebram (Fender e Gibson)

Os mercados de cinema cairão, virou tudo desenho animado (pq é mais barato)

Não há mais artistas milhonários recebendo como antes


Não há mais músicos milhonários e nem novas músicas elaboradas (pq o músico ganha menos)


E não haverá mais fotografos... algum tio/parente fotografará de graça


E a economia destes mercados quebra e desaparece.

E só os líderes da pirataria sobreviverão



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

De graca nao eh ja que muita gente paga Netflix e seus derivados como tambem Spotfy e seus derivados, o que eh muito mais pratico e conveniente do que ficar procurando e baixando musica pirata para guardar em algum dispositivo, e muito barato.

Mas sim, musicos e demais artistas, por conta da competicao e quantidade de distribuicao ganham menos.

Toda essa mudanca faz parte de uma nova economia de compartilhamento, em que vc cria e obtem coisas de graca, primeiro pq nao vale a pena o trabalho para opouco que vai ganhar entao faz pelo prazer mesmo e aplausos mesmo, e segundo por causa da tecnologia que tornu tudo muito acessivel a todos. Ou seja, nao tem como mudar isso a nao ser retrocedendo technologicamente.

Uma palestra legal sobre o assunto com o economista autor do Livro: A sociedade do custo marginal Zero


Em resumo e como sempre, quem tentar resistir vai regredir, os que primeiro conseguirem se adaptar a tal economia vao prosperar.
« Última modificação: 07 de Fevereiro de 2019, 11:37:52 por C R O I X »
http://www.marciofaustino.com/
https://www.instagram.com/marcio_faustino_photographer/

Regras sao para reproducao, e para criadores que nao ouvem ou confiam em sua voz interna [ainda]. Uma foto sincera eh a que tem sua propria voz e ritmo.


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.167
  • Trader
Resposta #21 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:20:54
De graca nao eh ja que muita gente paga Netflix e seus derivados como tambem Spotfy e seus derivados, o que eh muito mais pratico e conveniente do que ficar procurando e baixando musica pirata para guardar em algum dispositivo, e muito barato.

Mas sim, musicos e demais artistas, por conta da competicao e quantidade de distribuicao ganham menos.

Toda essa mudanca faz parte de uma nova economia de compartilhamento, em que vc cria e obtem coisas de graca, primeiro pq nao vale a pena o trabalho para opouco que vai ganhar entao faz pelo prazer mesmo e aplausos mesmo, e segundo por causa da tecnologia que tornu tudo muito acessivel a todos. Ou seja, nao tem como mudar isso a nao ser retrocedendo technologicamente.

Uma palestra legal sobre o assunto com o economista autor do Livro: A sociedade do custo marginal Zero


Em resumo e como sempre, quem tentar resistir vai regredir, os que primeiro conseguirem se adaptar a tal economia vao prosperar.

Pois é, quase ninguém defende proteção autoral quando é o outro que se ferra.

Os músicos se ferraram com YouTube mas como ele é do Google ninguém vai preso.

Quando o Kazaa, o Napster e o Torrent começaram a ideia, os donos foram presos

Isso não e revolução industrial. É a legalização da pirataria.

Onde ninguém ganha, todos perdem. Mas é necessária uma revolução cultural e não industrial para que se perceba isso.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 07 de Fevereiro de 2019, 12:27:39 por Ernesto »
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.866
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:23:20
 :snack: ainda vou ler o tópico... acompanhando...
Fotografando com a memória


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.279
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #23 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:25:33
E é assim que funciona, ninguém liga para a proteção autoral quando é o outro que se ferra

Os músicos não ganham nada com.o YouTube mas como este pertence ao Google ninguém vai preso.

Quando o Kazaa, o Napster e o Torrent começaram a ideia, os donos foram presos

Isso não tem nada a ver com revolução industrial. Tem a ver com pirataria pura.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Eu recomendo vc procurar saber o que esta criticando antes de criticar. Sua camera digital e internet nao vao sumir para que fotografos passem a ganhar dinheiro.

Eu nao me preocupo com minhas fotos sendo pirateado pq eu libero minhas fotos digitalizadas para qualquer um livremente usar nao comercialmente.

Diferente da maioria das pessoas que pensam que ainda estamos no seculo 20, eu estou ciente da realidade do mundo de hoje e tenho ciencia que nao tem volta. Entao seja bem vindo ao seculo 21.
« Última modificação: 07 de Fevereiro de 2019, 12:32:38 por C R O I X »
http://www.marciofaustino.com/
https://www.instagram.com/marcio_faustino_photographer/

Regras sao para reproducao, e para criadores que nao ouvem ou confiam em sua voz interna [ainda]. Uma foto sincera eh a que tem sua propria voz e ritmo.


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.167
  • Trader
Resposta #24 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:31:57
Eu recomendo vc procurar saber o que esta criticando antes de criticar.

Eu nao me preocupo com minhas fotos sendo pirateado pq eu libero minhas fotos para qualquer um livremente usar nao comercialmente.

Diferente da maioria das pessoas que pensam que ainda estamos no seculo 20, eu estou ciente da realidade do mundo de hoje e tenho ciencia que nao tem volta. Entao seja bem vindo ao seculo 21.

Por que você muda de opinião em cada tópico, feito camaleão, pelo prazer de discordar ?

Você sempre defendeu o direito autoral.

Todos sabemos que o YouTube não paga ninguém.

Todos sabemos que o dono do YouTube não vai preso e que os donos do Kazaa, Torrent e Napster foram...



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 870
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #25 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:34:45
De graca nao eh ja que muita gente paga Netflix e seus derivados como tambem Spotfy e seus derivados, o que eh muito mais pratico e conveniente do que ficar procurando e baixando musica pirata para guardar em algum dispositivo, e muito barato.

Mas sim, musicos e demais artistas, por conta da competicao e quantidade de distribuicao ganham menos.

Toda essa mudanca faz parte de uma nova economia de compartilhamento, em que vc cria e obtem coisas de graca, primeiro pq nao vale a pena o trabalho para opouco que vai ganhar entao faz pelo prazer mesmo e aplausos mesmo, e segundo por causa da tecnologia que tornu tudo muito acessivel a todos. Ou seja, nao tem como mudar isso a nao ser retrocedendo technologicamente.

Uma palestra legal sobre o assunto com o economista autor do Livro: A sociedade do custo marginal Zero


Em resumo e como sempre, quem tentar resistir vai regredir, os que primeiro conseguirem se adaptar a tal economia vao prosperar.

Croix, do jeito que você fala, e que muita gente fala, parece que é uma conta que todos ganharam... Informação grátis, musica grátis, jornalismo grátis, livros grátis... mas não adianta ter música grátis e estar desempregado. Essa "socialização" do conhecimento quebrou editoras, gravadoras, lojas de disco e livros, revistas, jornais, etc, etc. Desempregou professores de música, músicos, etc. etc. Resumindo... foi uma destruição de empregos gigantesca.

E fora a questão mental, que faz com que as pessoas hoje entendam que tem que pagar por algo físico (um smartphone) mas não tem que pagar por algo não físico (direitos autorais, notícias, etc).

Recentemente um livro que eu publiquei na Amazon (que custa R$ 9,90) foi "socializado". Alguém quebrou a criptografia e botou o livro na nuvem. Esse cara deve ter um trabalho, e recebe pelo trabalho. Mas na cabeça dele o fruto do MEU trabalho pode ser socializado.
[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Oficinas: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.279
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #26 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:35:40
Por que você muda de opinião em cada tópico, feito camaleão, pelo prazer de discordar ?

Você sempre defendeu o direito autoral.

Todos sabemos que o YouTube não paga ninguém.

Todos sabemos que o dono do YouTube não vai preso e que os donos do Kazaa, Torrent e Napster foram...



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Vc pode trazer algum link com citacao minha defendendo direito autoral?

Apesar de que eu nao estou argumentando contra direitos autorais aqui. Por isso eu volto a recomendar vc saber o que esta criticando antes de criticar.
« Última modificação: 07 de Fevereiro de 2019, 12:36:22 por C R O I X »
http://www.marciofaustino.com/
https://www.instagram.com/marcio_faustino_photographer/

Regras sao para reproducao, e para criadores que nao ouvem ou confiam em sua voz interna [ainda]. Uma foto sincera eh a que tem sua propria voz e ritmo.


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.167
  • Trader
Resposta #27 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:48:43
Vc pode trazer algum link com citacao minha defendendo direito autoral?

Apesar de que eu nao estou argumentando contra direitos autorais aqui. Por isso eu volto a recomendar vc saber o que esta criticando antes de criticar.

Ok, vou vender suas fotos como sendo minhas, enquanto isso, leia:

Croix, do jeito que você fala, e que muita gente fala, parece que é uma conta que todos ganharam... Informação grátis, musica grátis, jornalismo grátis, livros grátis... mas não adianta ter música grátis e estar desempregado. Essa "socialização" do conhecimento quebrou editoras, gravadoras, lojas de disco e livros, revistas, jornais, etc, etc. Desempregou professores de música, músicos, etc. etc. Resumindo... foi uma destruição de empregos gigantesca.

E fora a questão mental, que faz com que as pessoas hoje entendam que tem que pagar por algo físico (um smartphone) mas não tem que pagar por algo não físico (direitos autorais, notícias, etc).

Recentemente um livro que eu publiquei na Amazon (que custa R$ 9,90) foi "socializado". Alguém quebrou a criptografia e botou o livro na nuvem. Esse cara deve ter um trabalho, e recebe pelo trabalho. Mas na cabeça dele o fruto do MEU trabalho pode ser socializado.


Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...


LeandroR

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.207
    • Leandro Reichert
Resposta #28 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 12:57:40
Mas essa questão de que a tecnologia causa desemprego é balela. Fala-se isso desde o início da revolução Industrial e cá estamos, 300 anos mais tarde, uma população 7 vezes maior, e o desemprego com taxas similares à época.
Indicações de livros, canais de YT, fotógrafos, artigos sobre fotografia e assuntos do cotidiano.
 Acompanhe meu blog pelo link abaixo:
www.leandroreichert.com


Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.167
  • Trader
Resposta #29 Online: 07 de Fevereiro de 2019, 13:02:44
Mas essa questão de que a tecnologia causa desemprego é balela. Fala-se isso desde o início da revolução Industrial e cá estamos, 300 anos mais tarde, uma população 7 vezes maior, e o desemprego com taxas similares à época.

A Tecnologia não causa desemprego

A pirataria sim

Tecnologia não tem nada a ver com pirataria



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
O google não é tão confiável quanto eu mas, às vezes, linka os meus textos...