Autor Tópico: Subexposto com iso baixo ou bem exposto com iso alto?  (Lida 14046 vezes)

Ernesto

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.484
  • Ernesto Leite
Resposta #180 Online: 19 de Fevereiro de 2019, 19:00:43
Eu fotômetro vendo o histograma e faço uma única foto. Eu vejo o histograma antes de fazer a foto. Simples, rápido e preciso.

ETTR é uma técnica pensada em extrair o máximo de um sensor digital. Não é uma variante do sistema de zonas.

Em digital (em RAW) o sistema de zonas seria uma forma complicada, demorada e imprecisa de fazer ETTR. Imprecisa pois pode perder o ponto exato da máxima exposição sem estouro. Coisa que se encontra de forma trivial lendo o histograma.

Eu entendi a técnica.

Me parece excelente for landscapes, diria que, talvez, seja a melhor que existe for landscapes.

Mas não vejo como usá-la em jornalismo, weddings, moving birds, sports in and oudoor, macro in-field, studio macro, stillife...

E nem como usá-la com Flash (que é a realidade in-studio, publicidade... casamentos...)

E nem como usá-la no centered-weighted e no spot

É onde eu volto a dizer que existem muitas experiências, realidades, necessidades e soluções diferentes




Sent from my Hasselblad using Tapatalk


« Última modificação: 19 de Fevereiro de 2019, 19:14:28 por Ernesto »
#DeFérias


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.433
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #181 Online: 20 de Fevereiro de 2019, 04:54:14
Eu fotômetro vendo o histograma e faço uma única foto. Eu vejo o histograma antes de fazer a foto. Simples, rápido e preciso.

ETTR é uma técnica pensada em extrair o máximo de um sensor digital. Não é uma variante do sistema de zonas.

Em digital (em RAW) o sistema de zonas seria uma forma complicada, demorada e imprecisa de fazer ETTR. Imprecisa pois pode perder o ponto exato da máxima exposição sem estouro. Coisa que se encontra de forma trivial lendo o histograma.

O sistema de zonas de fato eh menos preciso do que o grafico do histogram. Mas ficar checando hostogram e LCD da camera nao eh mais rapido, pelo menos nao para mim e para ninguem que eu conheca que faca isso.

Para quem gosta de perfecionismo tecnico, ficar ajustando a leitura de luz no ponto meticuloso especifico do histogram eh o preferivel e ideal. Para quem gosta de sentir a foto e o ambiente observando e visualizando a imagem em sua cabeca, o sistema de zonas eh o ideal.

Quem gosta de matematica aprende a fazer conta de cabeca. Quem apenas quer resultado prefere usar calculadora que considera mais precisa e acha desnecessario aprender a fazer conta.

Vai da preferencia, uso e gosto de cada um.
« Última modificação: 20 de Fevereiro de 2019, 04:55:55 por C R O I X »


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.104
  • Sexo: Masculino
    • Meu canal no Telegram, com eventos, cursos, dicas e bate-papo
Resposta #182 Online: 20 de Fevereiro de 2019, 06:43:17
Eu entendi a técnica.

Me parece excelente for landscapes, diria que, talvez, seja a melhor que existe for landscapes.

Mas não vejo como usá-la em jornalismo, weddings, moving birds, sports in and oudoor, macro in-field, studio macro, stillife...

E nem como usá-la com Flash (que é a realidade in-studio, publicidade... casamentos...)

E nem como usá-la no centered-weighted e no spot

É onde eu volto a dizer que existem muitas experiências, realidades, necessidades e soluções diferentes




Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Sem dúvida Ernesto. É isso mesmo.
[]´s     Waldyr Neto


Instagram: @waldyrneto
Canal no Telegram: https://t.me/waldyrneto


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.801
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #183 Online: 20 de Fevereiro de 2019, 13:56:21
Eu entendi a técnica.

Me parece excelente for landscapes, diria que, talvez, seja a melhor que existe for landscapes.

Mas não vejo como usá-la em jornalismo, weddings, moving birds, sports in and oudoor, macro in-field, studio macro, stillife...

E nem como usá-la com Flash (que é a realidade in-studio, publicidade... casamentos...)

E nem como usá-la no centered-weighted e no spot

É onde eu volto a dizer que existem muitas experiências, realidades, necessidades e soluções diferentes

Sent from my Hasselblad using Tapatalk

No geral é isso mas nada é 8 ou 80.

Existe uma técnica de usar ETTR com spot, mas requer a habilidade da pessoa identificar o highlight da cena e fazer a medição spot nesse lugar.

Sobre aplicar ETTR fora de paisagem, é possível, geralmente o que limita o uso é a velocidade do obturador.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs