Autor Tópico: Estou Preso no Rio...  (Lida 2863 vezes)

Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.956
  • Trader
Resposta #45 Online: 08 de Março de 2019, 18:48:30
Se ficar dando mole eh assaltado ate em um lugar tranquilo de Joao Pessoa, tal como eu fui.

Sabe que é bem típico da cultura latina culpar a vítima ? (há estudos de sociologia nisto)

Afinal, a vítima "deu mole"


O sudeste asiático (lado pobre e cheio de problemas da Ásia) culpa o kharma.

São formas de suportar o problema e de não se sentir ameaçado por ele e tb ajuda a pessoa a não se empenhar/solidarizar com a solução do mesmo




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 08 de Março de 2019, 18:52:31 por Ernesto »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.413
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #46 Online: 08 de Março de 2019, 19:05:46
Eu fiz umas reportagens no Rio.

Não só "em Copa", não só em Ipanema, não só no Leblon, não só "na Barra" e não só no Jardim Botânico.

Mas no Recreio, em Jacarepaguá, na Tijuca, na Maré, no Alemão, no Vidigal, na Rocinha, na Cidade de Deus, no Bonsucesso, em Deodoro, no Flamengo, no Botafogo, no Sambódromo, na Penha, em Ramos... na Candelária... etc..

A sensação é uma mistura de Angola com Israel...

É o povo do asfalto e a faixa de gaza (jargões locais do Rio)

Enfim, como o Vangelism já disse para mim muitas vezes.. a negação do fato faz parte da psique humana... precisamos dela para suportar...







Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Vc esta insinuando que o Rio de Janeiro inteiro eh uma favela com criancas em todas as esquinas segurando um fusil?

Quantas vezes vc saiu de casa e passou por um muleque segurando uma arma?

Eu cresci em Sao Paulo e nunca vi um bandido armado ou qualquer armada pessoalmente, a nao ser policial. E perto de casa tinha mutas favelas e maloqueiros, uma delas a favela do Morumbi. Sempre andei a pe e tudo mais.

No Bairro em que meu pai mora muitas casas nao tem muros e nem grades. E proximo ha uma favela. Eh uma ecessao proximo de Osasco, mas eh um exemplo que tudo depende da onde vc esta.

Eu nao estou negando que haja violencia, traficantes e criancas armadas nas favelas. O que eu estou dizendo eh que o recorte da realidade mostrada pela TV e demais noticiarios policiais, eh so uma pequena fracao da realidade da cidade como um todo. Em outras palavras, nao significa que a cidade inteira eh como eh mostrado nos noticiarios policiais.

Meus avos que vivia em frente da TV e assistindo noticiais policiais sangrentos, tinham uma percepcao muito irrealista e miope da realidade das ruas. Eh bom saber dos riscos para saber como se precaver e evitar o maximo possivel. Mas nao eh bom ser paranoico se deixando levar por qualquer sensacionalismo.

Quando eu estava de partida para Israel, meus avos ficagam se cagando de medo achando que eu iria acabar no meio de um fogo cruzado em uma guerra. Um amigo de infancia queria vir comigo mais os pais dele nao deixaram, tambem com medo, pq a TV so fala de Israel quando tem uma guerra ou atentado. Mau sabem eles que em Israel eu estava muito mais seguro e distante de violencia, tiros, assaltos, etc, do que qualquer lugar no Brasil.
« Última modificação: 08 de Março de 2019, 19:23:03 por C R O I X »


LeandroR

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.338
    • Dilone Fotografia
Resposta #47 Online: 08 de Março de 2019, 21:02:34
Também não entendi a menção de Israel... Passei alguns dias em Jerusalem e não senti nenhuma insegurança, até andei sozinho de madrugada na rua voltando de barzinho...  :ponder:

Viagens, expedições e mentoria fotográfica, visite:
www.dilonefotografia.com

IG     www.instagram.com/dilonefotografia/
FB     www.facebook.com/dilonefotografia/
BLOG: acompanhe a minha jornada pelo Norte do Brasil    www.leandroreichert.com


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.956
  • Trader
Resposta #48 Online: 08 de Março de 2019, 21:14:42
Também não entendi a menção de Israel... Passei alguns dias em Jerusalem e não senti nenhuma insegurança, até andei sozinho de madrugada na rua voltando de barzinho...  :ponder:

Você acaba de provar que a alusão a Israel é perfeita a do Rio

Suas palavras provam isso:

O cara passa "alguns dias" em Jerusalém/Copacabana e sai se gabando, se achando o profundo conhecedor do Israel/Rio. Como se o Rio/Israel se resumissem a Copacabana/Leblon/Ipanema e Israel se resumisse a Tel Aviv, Jerusalém e Belém


Até as áreas, as milícias e as distribuições populacionais são parecidas.

Ambos vendem a negação e o turismo da mesma maneira.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 08 de Março de 2019, 21:19:42 por Ernesto »


LeandroR

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.338
    • Dilone Fotografia
Resposta #49 Online: 08 de Março de 2019, 21:29:06
Você acaba de provar que a alusão a Israel é perfeita a do Rio

Suas palavras provam isso:

O cara passa "alguns dias" em Jerusalém/Copacabana e sai se gabando, se achando o profundo conhecedor do Israel/Rio. Como se o Rio/Israel se resumissem a Copacabana/Leblon/Ipanema e Israel se resumisse a Tel Aviv, Jerusalém e Belém


Até as áreas, as milícias e as distribuições populacionais são parecidas.

Ambos vendem a negação e o turismo da mesma maneira.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Israel se parece muito mais com Europa do que com o Brasil.
Por curiosidade fui conferir a taxa de homicídio por lá: 2.4 por 100 mil.. no Brasil em 2017 tivemos 28,5 para cada 100 mil...

Realmente, muito parecido...
Viagens, expedições e mentoria fotográfica, visite:
www.dilonefotografia.com

IG     www.instagram.com/dilonefotografia/
FB     www.facebook.com/dilonefotografia/
BLOG: acompanhe a minha jornada pelo Norte do Brasil    www.leandroreichert.com


Guaracy Cardoso

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 428
  • Sexo: Masculino
Resposta #50 Online: 08 de Março de 2019, 21:37:22
Senhores, vou passar minhas impressões.
Tenho 55 anos de vida. Todos no RJ.
Trabalho na área de segurança pública há 29 anos.
Conheço um pouco do assunto.
O Rio acabou.
Aceitem ou não.
Sabe aquela história do jardim? (levaram nosso vizinho, pisaram no nosso jardim,...) Então! É a mesma coisa.
As pessoas tem medo de mudanças e não aceitam que as coisas mudaram (para pior) e fingem, na maioria das vezes inconscientemente, que está tudo bem. Continuam fazendo as mesmas coisas, como se nada tivesse mudado de uns 10, 12 anos para cá. Há sim um fuzil apontado para tua cara em cada esquina, quer você veja ou não e estão falando de furto de carteira. Parece que a realidade é somente na TV. Por isso que quando acontece falam assim: "vemos no noticiário, mas nunca achamos que vai acontecer conosco".
Parece que precisa acontecer com a pessoa para ela acreditar. Não adianta acontecer na família do vizinho ou com o colega do trabalho. A pessoa não quer ver e pronto.
Andei bem armado por mais de 20 anos e há quase 10 entendi, depois de muito estudo e conversa, que hoje é mais seguro andar sem nada (armas e identificação).
Os caras estão matando por esporte. Não precisa a vítima reagir. Isso eleva o currículo dele entre seus pares.
Isso é fato e não é paranóia. Quem não quiser ver, fique à vontade, mas deixem quem se preocupa consigo ou sua família tomarem as medidas necessárias. Estamos cercados por todos os lados e em todas as esquinas de todos os bairros.
Não temos como comparar um assalto com uma arma de mão (revólver ou pistola) com 3, 4, 6 elementos de fuzil, fechando a Linha Amarela em pleno meio dia.
Ahh, tentaram bater minha carteira em tal lugar (primeiro mundo)! Gente, comparar isso com meia dúzia de AK 47 na cara em pleno trânsito do meio dia é para rir.
Basta um dos vermes não ir com tua cara e ele mete um prego na tua cara e sai rindo, com mais um ponto na carreira de malvado.
Eles estão caçando policiais nas ruas. As coisas inverteram-se e ainda acham que "não é bem assim". Só será bem assim quando for com elas?
Importante pontuar que não uso TV. Não temos TV em casa desde que surgiu a banda larga (internet). Não vemos necessidade de termos TV em casa (estou falando isso antes que achem que estou paranóico por causa dos noticiários da TV aberta). Não, não estou. Até um mês atrás eu estive lotado no prédio da Central do Brasil e pedi exoneração do cargo que ocupava lá e peguei transferência para uma cidade menor e afastada (Resende).
Escolhi esta cidade por ser a última do RJ indo em direção ao Sul. Se tivesse uma mais longe eu iria.
Trabalhei em todas as esferas que existem na minha área e digo: o Rio acabou.
Sei que os clubistas, digo, bairristas, ou coisa que o valha, vão me questionar. Nem ligo. Sequer responderei. Apenas estou postando minha impressão acerca do Rio sem pretender que seja a verdade absoluta (para mim é). Cada um analise e conclua da forma que lhe for mais conveniente (evitando mudanças, despesas com isso, transferências, etc)
Minha filha tem 22 anos e alugamos um apto para ela praticamente de frente para a UFF (Universidade Federal Fluminense), onde ela estuda Direito e termina este ano. Ela vem para cá no final do ano. Meu filho acabou de fazer 18 e vai cursar faculdade aqui em Resende. Falta um ano para eu me aposentar. Esse é meu perfil.
Quanto a Resende, claro que há algumas coisas, mas AR15 ou AK47 em pleno Centro da Cidade não. Isso ainda não chegou aqui.
Eu morava em São Gonçalo, onde somente no primeiro semestre de 2018 foram roubados 4 mil carros (roubados, não estou falando de furtos). Onde mais, sem ser no Rio você conhece uma cidade onde roubam com arma na cara 4 mil carros num único semestre?
Sim, deixei todos os meus amigos lá.
Sim, perdi todas as referências que tinha na vida.
Sim, meu filho deixou todos os seus amigos lá.
Minha esposa tem 5 irmãs e todas ficaram lá.
Entreguei um cargo que me dava uma renda extra de quase 2 mil Reais no mês.
E antes que concluam que eu morava na favela, explico que morava num condomínio enorme a 500 metros de uma batalhão da PM e a 450 metros de uma delegacia de polícia. Condomínio com seis policiais fazendo a segurança 24 horas por dia e um fazendo ronda de moto dentro do condomínio o tempo todo.
Tudo lá dentro.
Condomínio Parque das Águas em Alcântara.
Mas, como bem disse o colega que abriu o post, estávamos presos. Vivendo numa bolha, atrás de grades.
Nesse momento, minha esposa vem me dizer que uma das irmãs ligou dizendo que a nora dela acabou de ser assaltada no ônibus ("normal para quem vive no Rio"). O cara deu tapa na cara de vários passageiros (eles fazem muito isso, provocando para que alguém olhe de cara feia para eles terem motivo de matar e botar mais um ponto no currículo).
Bem, seguindo, deixei toda uma vida para trás e a família também, mas não vendei meus olhos à realidade.
Meu imóvel está alugado. Já valeu 360 mil e hoje ninguém dá mais que 300.
Meu seguro baixou aqui, pois fiz nova vistoria e tenho 236 Reais à receber de volta da Seguradora.
Se a Seguradora fez isso é porque ela é boazinha (e o Rio está normal e algumas pessoas estão assustadas à tôa) ou é porque ela tem as estatísticas nas mãos e reconhece que aqui há muito menos chance de alguém botar um fuzil na minha cara e levar o carro?
Bem, eu cheguei a conclusão que narrei.
Meu conselho para todos aqueles que moram fora do Rio é: "Nunca, jamais pisem no Rio de Janeiro".
Tudo que tem no Rio tem em outros lugares (praias, montanhas, etc). Mas nos outros lugares ainda não é banal garotos de 13 anos com um fuzil assaltando carrocinha de pipocas.
Quanto ao anuário que um colega citou, afirmo que a grande maioria das mortes nas outras capitais ocorrem em brigas de facções lutando por pontos de vendas de drogas e não de trabalhadores indo ou voltando para casa.
Enfim, cada um com seu cada um.
Não me senti à vontade para ficar calado.
Observem que nunca entro nas conversas.
Mas não poderia deixar de dar meu testemunho.
Falei aqui como cidadão. Se pudesse usar a profissão para expor mais dados, seria muito mais contundente, mas tenho um regulamento à cumprir e respeito as normas.
É isso!
Abraço à todos e espero que ninguém sinta-se ofendido, pois não me dirigi a ninguém. Apenas passei minhas impressões, concordando plenamente com a opinião do colega que abriu o tópico.
O Rio acabou!
 :no:
Nikon D7100 + Nikkor 300/4


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.956
  • Trader
Resposta #51 Online: 08 de Março de 2019, 21:46:34
Israel se parece muito mais com Europa do que com o Brasil.
Por curiosidade fui conferir a taxa de homicídio por lá: 2.4 por 100 mil.. no Brasil em 2017 tivemos 28,5 para cada 100 mil...

Realmente, muito parecido...

Israel parece Europa, né ? Mas a Europa de 1943, no meio a segunda guerra, né ?  :assobi:







Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 08 de Março de 2019, 21:52:43 por Ernesto »


Arnalsan

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 171
  • Sexo: Masculino
Resposta #52 Online: 08 de Março de 2019, 23:10:57
Guaracy,

Triste relato de uma carioca exilado. Eu tenho medo de ir ao RJ a trabalho e ser pego no fogo cruzado na avenida Brasil, linha vermelha e ou amarela.

Obrigado por compartilhar sua visão de dentro do olho do furacão Guaracy.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.413
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #53 Online: 09 de Março de 2019, 09:46:13
Também não entendi a menção de Israel... Passei alguns dias em Jerusalem e não senti nenhuma insegurança, até andei sozinho de madrugada na rua voltando de barzinho...  :ponder:

O que eu quis dizer eh que muitos brasileiros (familiares e amigos) me chamaram de louco por ir morar em Israel. Para eles que sempre so ouviam falar de Israel quando ha algum atentado ou guerra, pensam que Israel se resume a isso, um campo de guerra, o que nao eh verdade. O mesmo fenomeno acontece com pessoas que nao saem de casa e ficam so assistindo programas policiais e noticiarios diarios que dao foco a questao da violencia, e assim, tem uma percepcao que a cidade onde moram eh muito mais perigosa do que de fato eh.

Em qualquer lugar de Israel eh tranquilo andar a noite ou qualquer horario do dia. Em Tel Aviv as ruas de madrugada sao tao movimentadas quanto duranze o dia.  No meio da semana as pessoas estao de madrugada andando na praia, indo comprar pao, etc. Mas meus avos estavam achando que eu estava em um lugar altamente perigoso, pq eh o que viram na TV.


Israel se parece muito mais com Europa do que com o Brasil.
Por curiosidade fui conferir a taxa de homicídio por lá: 2.4 por 100 mil.. no Brasil em 2017 tivemos 28,5 para cada 100 mil...

Realmente, muito parecido...

A taxa de homicidio no Brasil eh maior do que qualquer pais em guerra Ate a Siria eh mais seguro do que o Brasil. Violencia hurbana tende a causar mais homicidios do que guerras.
« Última modificação: 09 de Março de 2019, 09:48:37 por C R O I X »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.413
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #54 Online: 09 de Março de 2019, 10:16:25
[...]

As pessoas tem medo de mudanças e não aceitam que as coisas mudaram (para pior) e fingem, na maioria das vezes inconscientemente, que está tudo bem. Continuam fazendo as mesmas coisas, como se nada tivesse mudado de uns 10, 12 anos para cá. Há sim um fuzil apontado para tua cara em cada esquina, quer você veja ou não e estão falando de furto de carteira. Parece que a realidade é somente na TV. Por isso que quando acontece falam assim: "vemos no noticiário, mas nunca achamos que vai acontecer conosco".
Parece que precisa acontecer com a pessoa para ela acreditar. Não adianta acontecer na família do vizinho ou com o colega do trabalho. A pessoa não quer ver e pronto.

[...]

O mau entendido continua entao vou explicar mais uma vez:

Nao esta sendo negado que a violencia aumentou, que ha perigo em andar na rua, etc. Muito menos estou insinuando que nunca ira acontecer conosco o que acontece na TV. Muito pelo contrario, eu ja disse duas vezes e ate dei exemplo que se a pessoa nao se precaver, nao tiver ciencia do perigo, ela acaba se dando mal mesmo.

O que foi dito por mim ate entao, eh que por mais que haja perigo, a sensacao de inseguranca sera maior do que de fato eh se vc se foca apenas nesse aspecto.

Mas vc tem razao das pessoas continuarem fazendo a mesma coisa. Ate mesmo em comunidades no meio do fogo cruzado, com pessoas morrendo com balas de canhao caindo de surpreza  destruindo um quarteirao inteira com um unico tiro, as pessoas continuam seguindo fazendo as mesmas coisas como faziam quando tudo era seguro. As pessoas fazem isso para conseguirem sobreviverem o trauma psicologico da situacao que se encontram.

Tem gente que se tranca em casa para ter certeza que nao vai levar uma bala perdida, nao sera sequestrado, nao sera roubado, e a consequencia psicologica degrada a mente da pessoa deixando sequelas. Ao sair de casa vc tem o risco de 1 em 1000 pessoas levar uma bala perdida, em ser assaltado, em ser sequestrado, em ser atropelado, etc, mas elas conseguem levar a vida com mais saniedade mental e consequente melhor saude fisica.

O indice de acidentes e mortes nas estradas brasileiras eh altissimo, mata mais pessoas do que crime organizado e guerras em muitos lugares. Tem algumas poucas pessoas que nao entram em um carro jamais, como se fosse garantia que iraomorrer em um acidente, no entando a maioria das pessoas estao comprando  seus carros e sempre saindo para ir viajar, trabalhar, fazer compras. Elas estao correndo um risco alto, mas estao dando continuidade em suas vidas.

Poxa, o indice de doencas vasculares por conta de consumo de embutidos e demais industrializados refinados eh altissimo, mata mais pessoas do que violencia hurbana na maioria dos lugares, mas meu avo que morreu cheio de complicacoes por causa da ma alimentacao, vivia paranoico sem sair de sair de casa achando que ir ate a padaria comprar pao era o que uma hora mataria ele.


LeandroR

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.338
    • Dilone Fotografia
Resposta #55 Online: 09 de Março de 2019, 10:17:01
O que eu quis dizer eh que muitos brasileiros (familiares e amigos) me chamaram de louco por ir morar em Israel. Para eles que sempre so ouviam falar de Israel quando ha algum atentado ou guerra, pensam que Israel se resume a isso, um campo de guerra, o que nao eh verdade. O mesmo fenomeno acontece com pessoas que nao saem de casa e ficam so assistindo programas policiais e noticiarios diarios que dao foco a questao da violencia, e assim, tem uma percepcao que a cidade onde moram eh muito mais perigosa do que de fato eh.



Marcio, me referia ao comentário do Ernesto, que está comparando a situação do Rio com Israel.  :ok:

Viagens, expedições e mentoria fotográfica, visite:
www.dilonefotografia.com

IG     www.instagram.com/dilonefotografia/
FB     www.facebook.com/dilonefotografia/
BLOG: acompanhe a minha jornada pelo Norte do Brasil    www.leandroreichert.com


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.413
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #56 Online: 09 de Março de 2019, 10:22:37
Israel parece Europa, né ? Mas a Europa de 1943, no meio a segunda guerra, né ?  :assobi:




Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Olha a TV ai mais uma vez...

Palestina nao eh Israel a nao ser na denominacao fronteristica Israelense. Na pratica Palestina eh um outro territorio totalmente distinto de Israel. E isso que vc esta vendo no video acontece proximo das fronteiras. No dia a dia, por mais que haja a tencao da toca de misseis e balas entre os dois territorios, a vida segue como segue na periferia de Sao Paulo.


cascasrj

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 7
Resposta #57 Online: 09 de Março de 2019, 12:33:01
Maior discussão sobre o q e onde seria ou nao seguro..
O autor lançou o desabafo e nem se manifestou mais.  Acho que seria mais válido desejar forças ao autor pra que ele continue ou vá pra onde quer ir. Kkk


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.956
  • Trader
Resposta #58 Online: 09 de Março de 2019, 13:45:37

Marcio, me referia ao comentário do Ernesto, que está comparando a situação do Rio com Israel.  :ok:

Olha a TV ai mais uma vez...

Palestina nao eh Israel a nao ser na denominacao fronteristica Israelense. Na pratica Palestina eh um outro territorio totalmente distinto de Israel. E isso que vc esta vendo no video acontece proximo das fronteiras. No dia a dia, por mais que haja a tencao da toca de misseis e balas entre os dois territorios, a vida segue como segue na periferia de Sao Paulo.



E você está achando que Jerusalém (cidade) é o Israel (país)

Igual quem acha que Copacabana (bairro) é o Rio (cidade)

O tópico fala Rio (cidade) e não Copacabana (bairro)

Jerusalém (cidade) é 1% ou menos de Israel (país)

Assim como Copacabana (bairro) é uns 2% do Rio (cidade)

Caramba, qual a dificuldade de entender isso ???  :(

É tráfigo como "se fazer de desintendido" e interpretar textos incorretamente, virou padrão da discussão de alguns

Com essa atitude não passa nem no ENEM e depois vai fazer vídeo no YouTube criticando a prova

Desculpe o desabafo mas contradizer por prazer e se "fazer de burro" só para contradizer é imaturidade.

Quer ver só terrorismo em Jerusalém ? Segue:









Sent from my Hasselblad using Tapatalk
« Última modificação: 09 de Março de 2019, 13:59:12 por Ernesto »


LeandroR

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.338
    • Dilone Fotografia
Resposta #59 Online: 09 de Março de 2019, 14:00:14


E você está achando que Jerusalém (cidade) é o Israel (país)

Igual quem acha que Copacabana (bairro) é o Rio (cidade)

O tópico fala Rio (cidade) e não Copacabana (bairro)

Jerusalém (cidade) é 1% ou menos de Israel (país)

Assim como Copacabana (bairro) é uns 2% do Rio (cidade)

Caramba, qual a dificuldade de entender isso ???  :(

É tráfigo como "se fazer de desintendido" e interpretar textos incorretamente, virou padrão da discussão de alguns

Com essa atitude não passa nem no ENEM e depois vai fazer vídeo no YouTube criticando a prova

Desculpe o desabafo mas contradizer por prazer e se "fazer de burro" só para contradizer é imaturidade.

Quer ver só terrorismo em Jerusalém ? Segue:








Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Blz Ernesto, você está certo!  :ok:
E a diferença de 14 vezes mais homicídios deve ser um erro de pesquisa, você deveria escrever para eles e alertar do erro.

Viagens, expedições e mentoria fotográfica, visite:
www.dilonefotografia.com

IG     www.instagram.com/dilonefotografia/
FB     www.facebook.com/dilonefotografia/
BLOG: acompanhe a minha jornada pelo Norte do Brasil    www.leandroreichert.com