Autor Tópico: Digitalizador de negativos - 35mm  (Lida 9880 vezes)

JenerGomes

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 2
  • Sexo: Masculino
Resposta #30 Online: 22 de Abril de 2020, 21:48:26
Olá AFShalders,

Em geral não são superfotos mas é todo o meu acervo de película, algumas estiveram em exposições, e espero redescobrir outras especiais, então um nível muito bom estará adequado. Eu adoraria ter o nível ótimo ou maior mas não estou disposto a pagar tanto. Imagino compensar limitações do equipamento com tratamento digital.

Há muitos anos testei digitalização de dois Minilab aqui em Porto Alegre e me decepcionaram na qualidade, cores, luminosidade. Acredito que com menos do valor que eu pagaria pelo serviço eu poderei comprar algum bom equipamento, além de controlar a qualidade.

Eu cogitei também os digitalizadores de mesa da Epson da série V, li algumas avaliações ponderadas e comparando com um da Nikon, porém até onde eu verifiquei eles não digitalizam rolos. Como mencionaste um eu conferi novamente agora mas novamente não encontrei essa possibilidade.

Pela quantidade de rolos que tenho eu não considero usar minha DSLR, e eu dificilmente alcançaria a qualidade que eu quero.
Então talvez um ótimo equipamento usado seja a saída, ainda que com maior risco. O bom seria alugar, pois depois de digitalizar nunca mais precisarei do equipamento, mas acredito que isso não existe.


AFShalders

  • Mecenas
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.364
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #31 Online: 23 de Abril de 2020, 23:16:10
Se você tiver paciencia, os V600-700 servem, mas não acredite na propaganda. Já foi mais do que provado que a resolução efetiva máxima do V700/750 por exemplo é na casa dos 2200 dpi, mesmo que o hardware seja capaz de escanear a 3200 ou mesmo 6400 dpi. Na prática isso não acontece principalmente por variações na distância de foco e de quanto o filme estiver plano ou não. Faz uma diferença brutal acima dos 2000 dpi.

Existem suportes especiais (Betterscanning) com altura micro ajustável, vidro anti-Newton e coisas do tipo mas custam uma fortuna. Outra possibilidade é fazer o wet mount, com ou sem suporte dedicado, mas se são centenas de fotos, vai demorar um tempo absurdo.

Se for usar o suporte original da Epson, lamento mas não faz sentido escanear a mais de 2400 dpi, mesmo assim com cuidado.

Esses que tem no Mercado Livre baratinhos quebram o galho para brincadeiras, mas o alcance dinâmico é horrivel. Só no caso de desespero.

No meu blog tem duas matérias sobre escanear filme, uma sobre wet scan de pobre e outra de escanear em raw e conversão de negativo em positivo. Talvez te ajude.

Mas aviso novamente que tem um enorme tempo investido em pós para ficar perfeito.

Uns meses atrás, montei um rig para copia com câmera digital. Usei uma mesa de luz fluorescente de 5000K, uma guia de negativos e uma coluna de ampliador. A câmera que usei foi uma Olympus E-PL2 que está com estabilizador funfado, e uma macro de 50mm de foco manual da Pentax. Se tomar muito cuidado com foco, se a luz estiver correta e se usar a objetiva na abertura que dê mais nitidez, fica aceitável. Essas câmeras podem ser compradas a preço de banana, e uma macro de foco manual não é difícil de encontrar.

Mas não chega nem perto qualidade de saída de um Scanner Konica-Minolta de 20 anos... É punk.
A maioria das câmeras e lentes são melhores que a maioria dos fotógrafos.

www.oldgoodlight.blogspot.com / www.flickr.com/groorj