Autor Tópico: Fungo ou partículas de poeira/pó? Como diferenciar?  (Lida 1274 vezes)

PlasticCanvas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Online: 20 de Maio de 2019, 10:05:53
Comprei uma 18-55 usada que aparentemente está ok, porém andei lendo alguns tópicos sobre fungo e confesso que fiquei atucanado  :no: então resolvi checar minhas lentes e tirei fotos de possíveis partículas que possam ser fungo e deixo aqui abaixo para que possam analisar e me dizer se apenas é poeira ou fungos, pois estou em dúvida se uso esta lente ou não. Lembrando que guardo minhas coisas em uma caixa anti mofo transparente a qual fica em um lugar que incide luz durante o dia, portanto tenho muito medo de uma desgraça dessas infectar minha câmera ou outras lentes.

*Algumas fotos foram tiradas à noite contra uma luz fluorescente e as demais contra a luz natural do dia (está nublado hoje)
*Para as fotos tiradas durante o dia eu removi o jogo de lentes frontal da 18-55 para evitar que poeiras internas daqueles vidros possam levá-los a um julgamento errôneo. :ok:

"Galeria" com as fotos: https://imgur.com/a/CcAltTq


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
Resposta #1 Online: 20 de Maio de 2019, 10:28:45
PlasticCanvas:
Não tenho tanta experiência, mas já abri e limpei várias lentes. Meu palpite é que se trata de poeira.
Normalmente o fungo aparece como uma teia de aranha, com ramificações. Ou como um pontinho de sujeira com o contorno difuso. Pelo menos, estes são os casos que eu já vi.
Minha sugestão: procure fotos de fungos na internet. Tem aos montes.
Mais uma sugestão: se for apenas poeira, despreocupe-se e fotografe feliz.
No início eu quase perdia o sono se depois de limpar uma lente, ela ficava sem fungos, limpíssima, mas com uns malditos grãos de pó... Depois percebi que se a poeira não for exagerada, não faz diferença.
Ao contrário dos fungos (que crescem e podem afetar o coating e a própria fotografia), hoje já não perco o sono se vejo que alguma lente antiga minha tem algum grão de pó no interior (desde que não seja muito). Obviamente, o que é "muito" para mim ou para você é algo subjetivo.
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.808
  • Sexo: Masculino
Fotografando com a memória


PlasticCanvas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #3 Online: 20 de Maio de 2019, 15:56:44
https://www.google.com/search?q=fungus+in+camera+lens&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjy6Yz1uKriAhUBIrkGHYwYAeMQ_AUIDigB&biw=2560&bih=944

Sim, comparei com outra 18-55 bem fungada que tenho aqui e vi fotos no google, mas ainda fico com um pouco de dúvida em relação a esse elemento aqui principalmente:

https://imgur.com/sYlw87o

Não consigo saber se são alguns fiapos ou se é algum fungo logo no início :( haveria algum jeito de ter certeza se é um fungo ou uma poeira?


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
Resposta #4 Online: 20 de Maio de 2019, 17:04:28
Eu não saberia dizer se é fungo ou poeira.

Mas você tem três alternativas, que enumero em ordem decrescente de complexidade:
1 - abrir a lente e limpar esse elemento ótico, seguindo as receitas descritas em outro tópico (https://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=6115.new#new)
2 - acompanhar a evolução do elemento estranho (fiapo ou fungo): se for fungo deveria aumentar com o tempo, e se for, somente então limpar.
3 - não fazer nada
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


PlasticCanvas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #5 Online: 20 de Maio de 2019, 17:34:58
Eu não saberia dizer se é fungo ou poeira.

Mas você tem três alternativas, que enumero em ordem decrescente de complexidade:
1 - abrir a lente e limpar esse elemento ótico, seguindo as receitas descritas em outro tópico (https://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=6115.new#new)
2 - acompanhar a evolução do elemento estranho (fiapo ou fungo): se for fungo deveria aumentar com o tempo, e se for, somente então limpar.
3 - não fazer nada

O problema é que desmontar aquele miolo da lente parece algo extremamente complexo. Será que se for algum fungo muito no princípio e eu conseguir "conter/matar" ele com exposições diárias de 15 minutos à claridade solar e manter ela na caixa anti-fungo haveria riscos de contaminar a câmera ou outras objetivas que fiquem na mesma caixa ou que usem ela?


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 444
Resposta #6 Online: 20 de Maio de 2019, 18:09:21
PlasticCanvas:
Eu optaria pela segunda alternativa (não fazer nada agora e acompanhar a evolução do elemento estranho), mas manteria essa lente armazenada separada das demais. Depois de cada uso, ainda faria uma limpeza rápida no interior da câmera com a bombinha de ar.
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.977
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #7 Online: 20 de Maio de 2019, 19:07:16
Se não atrapalha na foto e é uma lente barata, recomendaria deixar quieto.
A maioria das câmeras e lentes são melhores que a maioria dos fotógrafos.

www.oldgoodlight.blogspot.com / www.flickr.com/groorj


PlasticCanvas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #8 Online: 20 de Maio de 2019, 20:13:54
Se não atrapalha na foto e é uma lente barata, recomendaria deixar quieto.

Meu medo seria possivelmente contaminar a câmera ou outras lentes, poderia ocorrer ou é paranóia minha? (considerando que a câmera e as lentes ficam guardadas em uma caixa com gel silica devidamente funcional e luz durante o dia e que deixo a câmera sem a lente com a tampa do corpo) Digo, o ar de modo geral tem milhares e milhares de esporos que esperam condições ideais para se proliferar, então em tese, a chance de ocorrer contaminação seria igual com ou sem exposição à esta lente, correto?


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.808
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 20 de Maio de 2019, 20:18:22
sim, pode contaminar sim.
Fotografando com a memória


PlasticCanvas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #10 Online: 20 de Maio de 2019, 21:37:51
Tô em dúvida se compro outra 18-55 para substituir esta ou uso o dinheiro para pegar minha 50mm :ponder:


galeno

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 185
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 05 de Junho de 2019, 17:10:44
Dê um bom banho de sol na lente. Faça isso uns 3dias. Se for fundo, vai mata-lo e assim correr menos risco de alastrar e talz. Mas não vai sumir
Mamiya 645 AFD, ZD Back, 80mm e 55-110mm, Nikon
D800,18-35mm, 50mm 1.8G, D5100 + 18-55mm


galeno

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 185
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 05 de Junho de 2019, 17:12:25
Não deixe a lente o dia todo no sol, mas um tempo q ela não esquente muito. O lance é o ultravioleta q mata fungos e bactérias, não o calor.


Vc tem motivos pra crer q seja fungos? A lente ficou armazenada em local úmido?

Att
Mamiya 645 AFD, ZD Back, 80mm e 55-110mm, Nikon
D800,18-35mm, 50mm 1.8G, D5100 + 18-55mm


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.808
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 07 de Junho de 2019, 19:03:20
Não deixe a lente o dia todo no sol, mas um tempo q ela não esquente muito. O lance é o ultravioleta q mata fungos e bactérias, não o calor.


Vc tem motivos pra crer q seja fungos? A lente ficou armazenada em local úmido?

Att


Então é assim, exposição ao sol não vai matar nem eliminar o fungos.
Tem um colega que manja bem do assunto "raios UV", não lembro se ele era desse fórum ou de outro forum, mas ele me ensinou o seguinte:
A quantidade e.a intensidade dos raios UV presente na exposição ao sol é ínfima, bem pequena mesmo, de maneira que não será capaz de exterminar os fungos na parte interna da lente, pois ainda existirão os esporos nas cavidades, o fungo vai continuar se reproduzindo mais a frente. Além disso qualquer superfície de vidro comum consegue barrar esse pouco de UV presente no sol, de maneira que o UV vai ficar por fora da lente, não vai conseguir atingir a parte interna, o vidro barra o UV.
Fotografando com a memória


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.977
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #14 Online: 07 de Junho de 2019, 21:16:20

Então é assim, exposição ao sol não vai matar nem eliminar o fungos.
Tem um colega que manja bem do assunto "raios UV", não lembro se ele era desse fórum ou de outro forum, mas ele me ensinou o seguinte:
A quantidade e.a intensidade dos raios UV presente na exposição ao sol é ínfima, bem pequena mesmo, de maneira que não será capaz de exterminar os fungos na parte interna da lente, pois ainda existirão os esporos nas cavidades, o fungo vai continuar se reproduzindo mais a frente. Além disso qualquer superfície de vidro comum consegue barrar esse pouco de UV presente no sol, de maneira que o UV vai ficar por fora da lente, não vai conseguir atingir a parte interna, o vidro barra o UV.

Exatamente isso. O UV que mata fungo pra valer é o UV-C que você NÃO vai querer brincar com ele. Não atinge a superfície terrestre pois a atmosfera o bloqueia. Só é disponível em lâmpadas para esterelização e causam cegueira e matam tecido vivo.

UV-B tem potencial baixo de esterelização, mas é bloqueado por vidro comum. É por isso que muitos óculos com lentes fotocromáticas não funcionam dentro de carros. Eles não atravessam os vidros de uma objetiva.

UV-A não tem potencial de esterelização relevante. UV-A responde por 95% da radiação UV do sol que atinge a Terra.

UV para evitar fungo em objetivas não é nem um pouco eficiente.
A maioria das câmeras e lentes são melhores que a maioria dos fotógrafos.

www.oldgoodlight.blogspot.com / www.flickr.com/groorj