Autor Tópico: 3 pilares da fotografia - mudando conceitos?  (Lida 1094 vezes)

nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.552
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #15 Online: 22 de Maio de 2019, 09:47:05
Concordo com vocês... Minha ideia é a seguinte: se o projeto realmente se consolidar, evoluirei os ensinamentos. Pra melhorar e aprofundar a técnica e dar ênfase ao tratamento.
Eu tenho meu trabalho quase 50% dependente do tratamento. Não desprezo isso de forma alguma. Bem pelo contrário, como falei. É parte FUNDAMENTAL da minha rotina.
Mas o projeto tem o objetivo de ensinar a fotografia a adolescentes de uma comunidade carente, o que inevitavelmente irá trazer dificuldades no quesito equipamento.
Então penso em "abrir a mente" deles para a fotografia primeiro. Encaixá-la nas suas vidas e mostrá-la como uma ferramenta social: de observação, de valorização e de indignação. Canalizar aquela energia inquieta do adolescente para a fotografia. Evitando que seja destinada pra outro objetivo.
Nesse sentido, talvez eu tenha que abordar bem superficialmente o tratamento - utilizando inicialmente, inclusive, ferramentas para o celular, como o Snapseed... Não sei ainda se chegarei lá.

Penso em abordar superficialmente a impressão também.. Vou tentar a parceria de algum laboratório para imprimirmos algumas fotos do projeto para dar o gosto deles terem as suas fotos "nas mãos". Penso que isso concretiza de alguma forma a expressão artística deles. E caso consiga alguém que faça, ministrar uma palestra sobre a fotografia analógica e impressão.


nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.552
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #16 Online: 22 de Maio de 2019, 09:54:04
Oi Nando, eu vou na linha do que disse o Lucas, e compartilho um slide da minha Oficina...

Talvez eu esteja pensando, então, em abortar a VISÃO e um pouco da CAPTURA num primeiro momento.

Como será um projeto piloto, no primeiro semestre iremos ver se ele se consolida.
Daí sim evoluo nos detalhes da CAPTURA e TRATAMENTO.


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.804
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 22 de Maio de 2019, 12:28:56
Penso assim, quanto mais informação vc inserir no curso, mais disperso e confuso será o entendimento. Talvez vc deva pensar em módulos, uma coisa de cada vez.

Eu não entraria nessa questão de impressão agora não, obviamente que vc cita, e passa batido pelo assunto; de inicio, penso que o mais importante é o entendimento do que sobre a concepção e o conteúdo de uma fotografia. Pequena parte de moçada pensa em imprimir, eles querem mesmo é circular a foto digital em redes sociais, além disso papel é caro, é item de luxo, imagino que para uma comunidade carente seja fora de realidade.

De inicio, seriam essas questões de entender o que é uma fotografia, de se expressar por uma fotografia, com muita pratica e uso de filtros e ferramentas nesses programinhas automáticos. Lembra do que Flusser dizia??? O homem é um operador, escravo da maquina, do equipamento.

Depois da concepção, ai sim poderia ter um outro modulo que falasse sobre luz, composição, estética, etc... mas ainda sim no modo automático. E somente depois disso, e em outro modulo, entraria nessa conversa de abertura iso velocidade. E quem sabe por ultimo, num modulo mais avançado, assuntos como impressão.

Seria assim, tipo aquelas escolas de inglês que vc aprende falando.

Fotografando com a memória


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.133
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #18 Online: 22 de Maio de 2019, 12:37:19
Talvez eu esteja pensando, então, em abortar a VISÃO e um pouco da CAPTURA num primeiro momento.

"Abortar" ou "abordar"? Se for abordar, eu concordo.


Penso assim, quanto mais informação vc inserir no curso, mais disperso e confuso será o entendimento. Talvez vc deva pensar em módulos, uma coisa de cada vez.

Concordo!


Depois da concepção, ai sim poderia ter um outro modulo que falasse sobre luz, composição, estética, etc... mas ainda sim no modo automático. E somente depois disso, e em outro modulo, entraria nessa conversa de abertura iso velocidade. E quem sabe por ultimo, num modulo mais avançado, assuntos como impressão.

Não sei, eu penso que composição deveria ser tratado logo no primeiro módulo, pra pessoas aprenderem a pensar na foto logo de começo, fugir dessa coisa de "snapshot" que os fotógrafos de celular tanto praticam. Não digo ensinar necessariamente as regrinhas de composição em si, mas pelo menos fazer as pessoas começarem a pensar nos elementos dentro do quadro...
« Última modificação: 22 de Maio de 2019, 12:55:43 por Humberto Yoji »


nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.552
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #19 Online: 22 de Maio de 2019, 15:55:43
É aborDar, claro... acho que, pra variar, o corretor deu uma sacaneadinha.
Minha concepção é claramente dar atenção à criação fotográfica inicialmente.
Óbvio que eu terei que entrar no assunto COMPOSIÇÃO... Só estudando isso é possível criar o olhar fotográfico, na minha opinião.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.133
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #20 Online: 22 de Maio de 2019, 15:58:43
Óbvio que eu terei que entrar no assunto COMPOSIÇÃO... Só estudando isso é possível criar o olhar fotográfico, na minha opinião.

Concordo 100%


Pris WerSo

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.716
  • Sexo: Feminino
Resposta #21 Online: 23 de Maio de 2019, 11:00:41
Legal o projeto, Nando e acho boa a abordagem que quer dar. Como provavelmente usarão o celular para fotografar, melhor é dar noção de composição e leitura da luz... leitura em termos de direção, o que acontece quando a luz está na frente ou atrás, luz dura, suave, contraste entre zonas claras e escuras e o que acontece na imagem final e saber onde fotometrar para saber o que quer no fim das contas.
Em relação aos pilares, é uma questão terminológica. É um entendimento de como a luz é escrita no filme ou sensor, como isso é possível e é puramente técnico mesmo. Mude isso não, já que em tudo o que é página na internet é assim. Se for pensar em fotografia como arte, outras coisas entram e que são fundamentais...