Autor Tópico: Duvida como montar uma proposta de casamento  (Lida 526 vezes)

abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Online: 29 de Maio de 2019, 22:05:16
Boa noite pessoal

(após ter terminado de descrever o assunto do tópico vi que ficou grande, mas tentei de forma mais clara possivel
compartilhar minha experiencia e contexto para que o tópico não só me ajude mas ajude quem passou ou está por passar por algo parecido)



Sou fotografo a mais ou menos uns 4 anos, no decorrer desse tempo mais pratiquei  e tive despesas para aprender do que lucrei com a fotografia,
durante um bom tempo me senti inseguro para cobrar por um trabalho ainda me sinto um pouco inseguro tive bastante dificuldade para escolher minha area
pois moro em uma cidade do interior de São Paulo, Franca uma cidade media com 300 mil habitantes. Ultimamente tenho me sentido mais confiante e por morar em uma cidade de porte médio
a melhor forma de poder viver da fotografia é fazendo fotos de casamento e ensaios, gostaria de poder escolher melhor a area para trabalhar mais infelizmente a cidade tem um mercado muito
pequeno para as outras áreas. Veio buscando conhecimento e criando coragem para fotografar casamentos, final de semana retrasado fiz a cobertura de um casamento católico, do makingof a festa
tive prazer em trabalhar foi uma experiencia legal, sei que ainda tenho muito que melhorar.

Como foi o primeiro casamento eu fiquei um pouco perdido em como montar a proposta, fiz uma média de custos que ficou mais ou menos assim :

Ensaio : R$ 150
Freelancer : R$ 250
Pendrive : R$ 100
Aprovação de imagem : R$ 20 (hospedagem das imagens para seleção)
Deslocamento : R$ 150
Jantar R$ 50 (para fechar o contrato)

Total dos custos : R$ 720
Valor passado para os cliente : R$ 1250

O álbum ficou para o cliente definir depois, até mesmo por que nunca fiz um álbum não tenho ideia de qual gráfica ou quais opções de álbum posso fazer.

Mas vamos ao que interessa   :D

Minha duvida é a respeito de como posso montar uma proposta para os noivos, quais formas vocês trabalham no momento do primeiro atendimento com cliente ?

Fazer pacotes de fotografia, para ter opções para cada tipo de orçamento seria uma opção legal ?

Indicar uma equipe de cinegrafistas ou contratar cinegrafistas Freelancer ?

Incluir sempre o álbum fotográfico no trabalho ou deixar a opção de escolha se o cliente quer ou não ?

Sei que não tem uma resposta correta para as perguntas, mas pela experiencia de vocês o que vocês me dizem ?

Se possível alguém poderia compartilhar uma proposta para eu ter uma base, serei grato.



renan070294@hotmail.com

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 43
Resposta #1 Online: 30 de Maio de 2019, 10:53:16
Uma coisa que acho legal é criar pacotes base, pra levar o seu cliente a comprar um pacote especifico (que é o que você quer vender), no minimo 3 pacotes, mas também não precisa colocar mais de 4.
Na hora de mostrar a proposta, não fala de preço de cara, vai mostrando portfólio, perguntando como vai ser o casamento, pegando mais intimidade, então você mostra os pacotes.
Sobre cinegrafistas, acho que você poderia fazer parceria com Freelancers, ja deixar valores combinados pra você poder apresentar ao cliente, isso é bom, pq de certa forma você vai ser o chefe deles no casamento, isso ajuda a organizar as coisas e não gerar problemas entre fotógrafos e cinegrafistas, de um entrar na frente do outro e tals.


pablo.ebani

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.916
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 30 de Maio de 2019, 11:36:34
Bom antes de montar a proposta vc tem que ter em mente quanto é o seu custo, não só do casamento em si, mas, caso tenha aluguel, água, luz, enfim, assim vc sabe o quanto custa seu trabalho.
Não vou entrar nesse quesito de quanto cobrar, embora ache que sua margem de "lucro" ta muito baixa.

Eu costumo montar meus "pacotes", seja pra casamento, formatura, infantil de forma a simplificar a escolha do cliente, quanto mais opções, mais difícil é de ele escolher. Eu monto sempre dois valores, um para até 3h de festa e outro para mais de 5h, há uma diferença significante de valores, porém o número de fotos é mais rentável. Ainda coloco uma opção de pacote "full" + o álbum encadernado. Outros detalhes podem ser acrescentados depois, conversando melhor com o cliente e personalizando. Mas é basicamente isso que envio previamente quando me solicitam o orçamento.

Nesses valores não inclui deslocamento maior que 100km (ida e volta), nem segundo fotógrafo. Tudo é acresentado conforme a necessidade.

Ainda estou começando, então meus orçamentos vão sofrendo alterações conforme vou vivendo experiências boas e ruins do meu trabalho, aprendendo com os erros e aperfeiçoando.

Um exemplo, hoje um casamento básico eu não faria por menos de R$1400 entregando 300 fotos digitais, todas tratadas. Esse é o ponto de partida. (nunca fiz um casamento, então o valor é baixo pra justamente ter os primeiros :assobi: )
Os custos?
Uma embalagem artesanal pra entrega do material, pen drive e umas fotos impressas = R$100~150, dependendo da personalização.
Se for numa cidade vizinha uns R$100 de deslocamento (até 100km).
Assistente de iluminação R$80
Basicamente isso. Nossa :o o resto é tudo lucro?
Tá, mas e as 3h pra filtrar as 4 mil fotos que eu fiz e chegar em 300?
Mais umas 6h pra tratar previamente essas 300 fotos e mais umas 2h de tratamento das 50 fotos "pica das galaxias" que irão pro meu portifólio ou quem sabe gerar um slide pro casal. (um resumo da festa no meu olhar).

Quando vc se valoriza vc fica mais confiante, consegue conversar e convencer teu cliente de que vale a pena, não diz preço logo de cara pra só depois mostrar o material. Torna o casal mais "amigo", conversa sobre a vida, não foca só no trabalho.

Ah e faça pelo menos um álbum, vender álbum sem mostrar fica bem dificil. Não sei de onde és, mas eu trabalho com a Goimage aqui do RS eles trabalham com o Brasil todo. Tem preços legais pra mostruário.
EOS 5D MK II
Tamron SP 45mm 1.8 | EF 35mm f/2 IS USM
Fuji X-E1 + XC 16-50 II
https://500px.com/PabloEbani
http://ebaniphoto.46graus.com


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.536
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #3 Online: 30 de Maio de 2019, 12:38:58
Na hora de mostrar a proposta, não fala de preço de cara, vai mostrando portfólio, perguntando como vai ser o casamento, pegando mais intimidade, então você mostra os pacotes.

Já pensei dessa forma, hoje com a realidade do mercado penso exatamente o contrário, uma das primeiras coisas que exponho ao cliente são valores, quando ele entra em contato é por que já viu meu site ou minha página, então mando pacotes e valores por e-mail, assim quando o cliente vem até mim ele já sabe que os meus pacotes estão dentro das suas possibilidades.
Eu penso (e já vivi muito isso) que não adianta atrair o cliente até você, se o poder aquisitivo dele não condiz com seu preço, você pode ter a "obra prima" de fotografia, se não cabe no orçamento dele, ele não vai fechar.

Sobre cinegrafistas, acho que você poderia fazer parceria com Freelancers, ja deixar valores combinados pra você poder apresentar ao cliente, isso é bom, pq de certa forma você vai ser o chefe deles no casamento, isso ajuda a organizar as coisas e não gerar problemas entre fotógrafos e cinegrafistas, de um entrar na frente do outro e tals.

Aqui tem uma outra questão, você fica na mão dos cinegrafistas (freelancer), e se der M quem vai se lascar é você, veja bem, o freelance vai filmar, apenas isso, não vai botar microfones de lapela, não vai capturar áudio separado, nem se preocupar com iluminação extra, ela vai no máximo botar um LED em cima câmera e gravar tudo junto. Basta qualquer ruído externo (tipo uma chuva) ou um lugar mal iluminado pra ficar uma M. E se você tiver que se preocupar com essas coisas e ainda fotografar, vai ter que "rebolar" para conseguir fazer os dois na correria de um casamento.

Ou você tem estrutura para pegar filmagem, ou deixa isso longe do seu orçamento e principalmente do seu contrato. Ser "chefe" exige domínio do trabalho a chefiar.

PS: O problema é que muitas vezes se você não pega a filmagem, acaba perdendo a fotografia, ai cabe a você decidir se vale a pena correr o riso.


Quanto aos valores, eu acho pouco R$1250,00 para um casamento, até mesmo para fotografar sozinho. Mas se você está começando e não tem clientes que possam pagar mais, começa por ai, vai sentindo o mercado e vai ajustando os valores.

E um detalhe, segundo fotógrafo não implica apenas em pagar o freelance, tem também a quantidade do fotos que aumenta.

Espero ter ajudado.
Abraço.



« Última modificação: 30 de Maio de 2019, 12:39:35 por Roberto Dellano »


pablo.ebani

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.916
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 02 de Junho de 2019, 20:04:03
Já pensei dessa forma, hoje com a realidade do mercado penso exatamente o contrário, uma das primeiras coisas que exponho ao cliente são valores, quando ele entra em contato é por que já viu meu site ou minha página, então mando pacotes e valores por e-mail, assim quando o cliente vem até mim ele já sabe que os meus pacotes estão dentro das suas possibilidades.
Eu penso (e já vivi muito isso) que não adianta atrair o cliente até você, se o poder aquisitivo dele não condiz com seu preço, você pode ter a "obra prima" de fotografia, se não cabe no orçamento dele, ele não vai fechar.

Sim exato. Eu passo os valores previamente assim que solicitam, mas mesmo assim dou uma conversada, e quando batem na minha porta ai sim eu mostro o material pra depois falarmos de preço...tem os dois métodos, o presencial é sempre mais convincente, geralmente quem vem pessoalmente já é pra fechar praticamente.
EOS 5D MK II
Tamron SP 45mm 1.8 | EF 35mm f/2 IS USM
Fuji X-E1 + XC 16-50 II
https://500px.com/PabloEbani
http://ebaniphoto.46graus.com


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.399
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #5 Online: 02 de Junho de 2019, 22:05:24
Cara, baixe os PDF de fotógrafos cedidos ao fotologia:

http://materiais.fotologia.net/extra86
http://materiais.fotologia.net/orcamentos-de-fotografos-2

Tem modelo de proposta pra todo gosto.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Resposta #6 Online: 02 de Junho de 2019, 22:47:39
Uma coisa que acho legal é criar pacotes base, pra levar o seu cliente a comprar um pacote especifico (que é o que você quer vender), no minimo 3 pacotes, mas também não precisa colocar mais de 4.
Na hora de mostrar a proposta, não fala de preço de cara, vai mostrando portfólio, perguntando como vai ser o casamento, pegando mais intimidade, então você mostra os pacotes.
Sobre cinegrafistas, acho que você poderia fazer parceria com Freelancers, ja deixar valores combinados pra você poder apresentar ao cliente, isso é bom, pq de certa forma você vai ser o chefe deles no casamento, isso ajuda a organizar as coisas e não gerar problemas entre fotógrafos e cinegrafistas, de um entrar na frente do outro e tals.

Entendi, eu pensei nessa questão do Pacote mesmo, acho que por questão de organização e opção seria uma boa.
Pra mim no momento é difícil ter um publico alvo, acho que agora no começo é muito difícil de definir um publico alvo, acho que com o tempo vai melhorando ai no caso fazer pacotes de trabalho abre um leque de opção para diferentes públicos .


abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Resposta #7 Online: 02 de Junho de 2019, 22:57:48
Bom antes de montar a proposta vc tem que ter em mente quanto é o seu custo, não só do casamento em si, mas, caso tenha aluguel, água, luz, enfim, assim vc sabe o quanto custa seu trabalho.
Não vou entrar nesse quesito de quanto cobrar, embora ache que sua margem de "lucro" ta muito baixa.

Eu costumo montar meus "pacotes", seja pra casamento, formatura, infantil de forma a simplificar a escolha do cliente, quanto mais opções, mais difícil é de ele escolher. Eu monto sempre dois valores, um para até 3h de festa e outro para mais de 5h, há uma diferença significante de valores, porém o número de fotos é mais rentável. Ainda coloco uma opção de pacote "full" + o álbum encadernado. Outros detalhes podem ser acrescentados depois, conversando melhor com o cliente e personalizando. Mas é basicamente isso que envio previamente quando me solicitam o orçamento.

Nesses valores não inclui deslocamento maior que 100km (ida e volta), nem segundo fotógrafo. Tudo é acresentado conforme a necessidade.

Ainda estou começando, então meus orçamentos vão sofrendo alterações conforme vou vivendo experiências boas e ruins do meu trabalho, aprendendo com os erros e aperfeiçoando.

Um exemplo, hoje um casamento básico eu não faria por menos de R$1400 entregando 300 fotos digitais, todas tratadas. Esse é o ponto de partida. (nunca fiz um casamento, então o valor é baixo pra justamente ter os primeiros :assobi: )
Os custos?
Uma embalagem artesanal pra entrega do material, pen drive e umas fotos impressas = R$100~150, dependendo da personalização.
Se for numa cidade vizinha uns R$100 de deslocamento (até 100km).
Assistente de iluminação R$80
Basicamente isso. Nossa :o o resto é tudo lucro?
Tá, mas e as 3h pra filtrar as 4 mil fotos que eu fiz e chegar em 300?
Mais umas 6h pra tratar previamente essas 300 fotos e mais umas 2h de tratamento das 50 fotos "pica das galaxias" que irão pro meu portifólio ou quem sabe gerar um slide pro casal. (um resumo da festa no meu olhar).

Quando vc se valoriza vc fica mais confiante, consegue conversar e convencer teu cliente de que vale a pena, não diz preço logo de cara pra só depois mostrar o material. Torna o casal mais "amigo", conversa sobre a vida, não foca só no trabalho.

Ah e faça pelo menos um álbum, vender álbum sem mostrar fica bem dificil. Não sei de onde és, mas eu trabalho com a Goimage aqui do RS eles trabalham com o Brasil todo. Tem preços legais pra mostruário.

Pablo Boa noite
Muito obrigado pelas ideias, deu para esclarecer bastante e ainda acrescentar essa questão dos custos de casa e pessoal, por que eu acabo que eu adicionando somente os custos do trabalho.

Vou está entrando na grafica que me indicou, pois preciso ter material em mão acho que o album seria o primeiro passo ja que basicamente eu trabalho Home Ofice
Com tempo pretendo organizar melhor meu espaço pra atender mas ainda preciso me firmar no negocio, ter paciência por que não é fácil entrar no mercado.

Obrigado pelas dicas.


abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Resposta #8 Online: 02 de Junho de 2019, 23:01:53
Já pensei dessa forma, hoje com a realidade do mercado penso exatamente o contrário, uma das primeiras coisas que exponho ao cliente são valores, quando ele entra em contato é por que já viu meu site ou minha página, então mando pacotes e valores por e-mail, assim quando o cliente vem até mim ele já sabe que os meus pacotes estão dentro das suas possibilidades.
Eu penso (e já vivi muito isso) que não adianta atrair o cliente até você, se o poder aquisitivo dele não condiz com seu preço, você pode ter a "obra prima" de fotografia, se não cabe no orçamento dele, ele não vai fechar.

Aqui tem uma outra questão, você fica na mão dos cinegrafistas (freelancer), e se der M quem vai se lascar é você, veja bem, o freelance vai filmar, apenas isso, não vai botar microfones de lapela, não vai capturar áudio separado, nem se preocupar com iluminação extra, ela vai no máximo botar um LED em cima câmera e gravar tudo junto. Basta qualquer ruído externo (tipo uma chuva) ou um lugar mal iluminado pra ficar uma M. E se você tiver que se preocupar com essas coisas e ainda fotografar, vai ter que "rebolar" para conseguir fazer os dois na correria de um casamento.

Ou você tem estrutura para pegar filmagem, ou deixa isso longe do seu orçamento e principalmente do seu contrato. Ser "chefe" exige domínio do trabalho a chefiar.

PS: O problema é que muitas vezes se você não pega a filmagem, acaba perdendo a fotografia, ai cabe a você decidir se vale a pena correr o riso.


Quanto aos valores, eu acho pouco R$1250,00 para um casamento, até mesmo para fotografar sozinho. Mas se você está começando e não tem clientes que possam pagar mais, começa por ai, vai sentindo o mercado e vai ajustando os valores.

E um detalhe, segundo fotógrafo não implica apenas em pagar o freelance, tem também a quantidade do fotos que aumenta.

Espero ter ajudado.
Abraço.


Roberto Boa noite!

Então esse negocio de equipe de Cinegrafista é complicado, geralmente quando alguem me procura pra tirar orçamento me pergutam a respeito do das filmagens, eu prefiro falar que indico outra equipe
por que ai deixo toda a responsabilidade para eles, mas é aquele negocio sempre que indico para o cliente ir atrás fico preocupado dos cinegrafistas indicarem outro fotografo haha

Acho que o canal é fechar uma parceria fixa com uma equipe de filmagem.


abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Resposta #9 Online: 02 de Junho de 2019, 23:04:19
Cara, baixe os PDF de fotógrafos cedidos ao fotologia:

http://materiais.fotologia.net/extra86
http://materiais.fotologia.net/orcamentos-de-fotografos-2

Tem modelo de proposta pra todo gosto.


Não to conseguindo fazer o cadastro toda hora da erro ?

Você conseguiria me enviar por e-mail ?


abhner salomao

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 18
  • Sexo: Masculino
  • Todo conhecimento é pouco.
Resposta #10 Online: 02 de Junho de 2019, 23:20:50
Cara, baixe os PDF de fotógrafos cedidos ao fotologia:

http://materiais.fotologia.net/extra86
http://materiais.fotologia.net/orcamentos-de-fotografos-2

Tem modelo de proposta pra todo gosto.


Consegui aqui!!

Cara que material rico que você me enviou, Putz da pra tirar bastante referencia eu mesmo
tinha pensando em algo bem mais simples como proposta, mas vendo agora as propostas em PDF ja  estou pensando em fazer algo mais organizado.
Valeu!!


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.999
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 05 de Junho de 2019, 17:18:34
Quando o casal te procura, eles querem "comprar você". Ele já viram suas fotos, ouviram recomendações, etc.

Eles querem:

1 - Saber se você é um cara (ou moça) em sintonia com ele.

Aqui, o casal vai ver se você é uma pessoa, tímida, extrovertida, gosta de futebol, cerveja, etc... É NESSE PONTO que você ganha o casal ou não. Um exemplo: um casal evangélico, criado dentro da igreja, os dois quietinhos, etc... Não vão sintonizar com um fotógrafo zueiro, tatuado, que bebe cerveja artesanal, etc. E o contrário também vale. Isso não é preconceito, é apenas "se identificar".

2 - Saber se você tá dentro do que eles podem ou querem gastar.

Se o casal foi MUITO com a sua cara, eles contratam, a menos que seja muuuuito caro. Eu acho que o preço tem até um pouco menos de importancia que a sintonia entre cliente e fotógrafo.

_________________________________________


Se o seu preço for um pouco acima do que eles podem gastar, mas eles forem muito com a sua cara, eles vão espremer o orçamento, pedir desconto, tirar itens, etc....

Já se você estiver fora da vibe deles, mesmo que esteja no range financeiro deles, vai ouvir um "Vamos analisar, voltamos a lhe procurar, obrigado"

Qualidade de foto, hoje, não é tão crucial como a gente pensa. Qualquer zé-ruela consegue qualidade excelente com uma 6d+24-105. Isso é fato.

Antes, quando as câmeras eram piores, dava para diferenciar quem sabia e quem não sabia fotografar.

_____________________________________________________

Sobre mandar orçamento logo de cara, acho que o bom é um misto de Dellano e Ebani: Ser direto e mostrar interesse, rsrsrsrs (não me entendam mal, meninos)
Conversar, perguntar, etc. Mas não exigir encontro presencial, porque isso já te tira da lista, rsrs...


_______________________________________________________

Sobre filmagem, ter parceria com UMA equipe é arriscadíssimo. A menos que seja o fodão com quem todos querem trabalhar.

Eu adotei um método, tem dado certo: Tenho contato de uns 7~8 cinegrafistas de confiança. Uns bons pra 1º camera, outros melhores pra 2º...

Quando fecho um casamento, vou ligando pra eles de acordo com a possibilidade de cada um.

"Mas e a qualidade, como fica? Como você faz?"


Meu portfólio é dos cinegrafistas mais fracos. Aí, sei que não vou ter problema. O material sairá naquele padrão, ou melhor, rsrsrs..

Espero ter ajudado, abraço!