Autor Tópico: LINGUAGEM FOTOGRAFICA  (Lida 751 vezes)

Arnalsan

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 173
  • Sexo: Masculino
Online: 31 de Maio de 2019, 15:06:51
Olá todos,

Estava vendo um video do winogrand comentando sobre uma fotografia que ele fez e achou "boa" e a que Robert Frank fez que ele disse "matou ele" e esta milhas a frente do que ele fez.



Ele diz no vídeo e não consegui uma tradução razoável (apesar de ter uma certa proficiência em inglês):

"The picture I made was made and the picture that he (Robert) made happened"

No geral não acho que são fotografias realmente boas, porém, porque voces considerariam uma melhor do que a outra?

Realmente quero entender o tema...

Um abraço,


andreluigo

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.092
  • Sexo: Masculino
  • Só sei que nada sei!
    • André Gomes Fotografias
Resposta #1 Online: 31 de Maio de 2019, 17:39:31
Eu acho as duas horríveis!  :shock:
« Última modificação: 31 de Maio de 2019, 17:39:49 por andreluigo »
Canon 80D || 5Dc
10-18 STM || Tamron 17-50mm 2.8 || 50mm 1.8 STM || 85mm 1.8 USM || 55-250 STM ||
Godox TT685c || X1T-c (Tx+Rx) || YN600EX RT II
Tripé Digipod TR672AN || Tripés de Iluminação (2x)
Sombrinha Difusora/Rebaterora || Octabox Godox 80cm


PabloHoney

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #2 Online: 02 de Junho de 2019, 16:35:37
Sem dúvida, são 2 fotos sobre a mesma esquina e a mesma estátua.

Mas as semelhanças acabam por aí. Porque uma de fato é apenas boa, enquanto a outra é absolutamente GENIAL.

E mais ainda: é parte de uma iconografia genial, talvez a mais relevante da moderna fotografia.

Não que Winogrand seja um fotógrafo qualquer; ele não é.

Winogrand é absolutamente um os pilares sobre os quais a fotografia de rua que conhecemos se construiu.



rahmati

  • Trade Count: (3)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 181
  • Sexo: Masculino
    • Instagram do Rahmati
Resposta #3 Online: 05 de Junho de 2019, 09:37:25
Confesso que tive que googlar para saber qual era a de quem, apesar de ter gostado mais da primeira, e acabou que era a do Frank. A partir daí, vamos à análise.

Apesar de as duas falarem sobre o mesmo tema - as incongruências ou dualidades entre a tradição (o passado) e a modernidade -, a primeira me parece ter mais força de composição. A segunda tem mais elementos, mas é essa sua fraqueza, o que tira a importância do elemento central que é a estátua. Simplicidade sempre é positiva na composição, e a primeira transborda isso.

E ainda tem a cereja do bolo: o santo está pregando contra a modernidade, mas falando para ninguém.
• Sony NEX-F3 (Sigma 30mm f/2.8 + Sony OSS 18-55mm f/3.5-5.6)
• Canon PowerShot A3000 IS (Canon 35-140mm (equiv.) f/2.7-5.6)
• Kodak EasyShare Z950 (Schneider–Kreuznach 35-350mm (equiv.) f/3.5-4.8)
• Canon SureShot 105 (Canon 38-105mm f/3.8-9.9)