Autor Tópico: Passando juntos pelo "CORONA VIRUS"  (Lida 6979 vezes)

Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.133
  • Sexo: Masculino
Resposta #435 Online: 22 de Maio de 2020, 16:35:27
Aqui o povo acha que "não dá nada" pegar o vírus.
Muita gente na rua.
A maioria de máscara, muitos usando incorretamente.
Mas o prefeito decretou pra voltar a abrir tudo, inclusive shoppings.
Tinha a previsão de abrir a pet um dia nessa semana, mas nem fiz. Tamanho o risco. Agora é que nos isolaremos mais.
Minha esposa tem doença autoimune e já teve inclusive sintomas respiratórios. Minha sogra tem hipertensão e cardiopatia. Não podemos nem pensar em correr o risco delas ficarem doentes.
Apesar disso, nossas UTIs não estão lotadas. 70-80% de lotação.


Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.
Sim, Nando, faz sentido, seus familiares estão no grupo de alto risco. Eu estou na mesma situação, com minha mãe, que tem 88 anos, e sou eu quem esta cuidando dela.

Mas e para o futuro, se esse coisa demorar muito, como é que vc vai fazer??? Qual a sua expectativa de retorno???
Conhecimento importa mais que equipamento.


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.895
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #436 Online: 22 de Maio de 2020, 16:38:27
Se todos tivessem essa consciência! Parabéns!
Quem pode, deve ficar em casa. Mas os "idiotas" estão como se fosse uma copa do mundo, todos juntos para a amarelinha ser a número um neste ranking de corpos.
Quanto ao medicamento salvador, se forem os "idiotas" que o tamarem, que ganhem o prêmio Darwin. Cadeia para estes políticos carniceiros.
Os livros de História não irão perdoá-los!
Isso é o que mais me irrita.
Que o cara queira abrir a "loja de vidros" dele até vá. Tomando as medidas sanitárias adequadas, consegue manter certo nível de segurança.
Mas o povo tá indo ver o pôr-do-sol na orla...
Vocês sabem o que é isso? É a nossa Copacabana. Uma montoeira de gente.
É quase insano. É muito doido pensar que as pessoas queiram sair pra passear enquanto os médicos e enfermeiros passam 6-8 horas sem nem tomar água ou ir ao banheiro. Com milhares morrendo por dia.
Em Abril eu abri a clínica um dia pra fazer as vacinas de alguns paciente, que estavam atrasadas. Fiquei 6 horas sem fazer xixi, tomar água, etc. Só pra não correr o risco de me contaminar com minha própria roupa... É tenso gente.
Imagina isso num ambiente com gente sofrendo, morrendo, sem que eles consigam dar conforto aos pacientes...
Eles merecem a nossa consideração, o nosso esforço.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.



nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.895
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #437 Online: 22 de Maio de 2020, 16:43:30
Sim, Nando, faz sentido, seus familiares estão no grupo de alto risco. Eu estou na mesma situação, com minha mãe, que tem 88 anos, e sou eu quem esta cuidando dela.

Mas e para o futuro, se esse coisa demorar muito, como é que vc vai fazer??? Qual a sua expectativa de retorno???
Voltaremos num regime de total cuidado.
Mas quando a curva baixar, significa que o risco também irá baixar.
Somos muito cuidadosos. Sempre fomos.
Temos muita noção de antissepsia e risco biológico. Trabalhamos em laboratório durante a graduação e como monitores de cirurgia por muitos semestres.
Economicamente acho que iremos nos reerguer. Nossos clientes têm uma visão muito legal do nosso posicionamento. Entendem e nos apoiam. Vários inclusive comprando serviços antecipadamente enquanto estamos fechados.
Dinheiro se recupera... Saúde nem sempre.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.



Edubastos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 491
  • Sexo: Masculino
    • Site Eduardo Bastos
Resposta #438 Online: 22 de Maio de 2020, 18:17:10
Ok Edu, vc é bem vindo!!!  :ok:

Mas só me preocupa quando vc fala em "ciência" de maneira hegemônica, pergunto: vc não estaria escolhendo uma linha de pensamento dentro da "ciência" e desprezando outra???
Como cientista vc entende que dentro da "ciência" existem vertentes??? Principalmente em um momento como esse onde não há nada comprovado, e que existem linhas de pensamento diferentes, vc compreende isso???

Uma ciência séria, feita por pessoas sérias, não possui vertentes. Por isso, testes clínicos devem ser randomizados, com placebo e nem os médicos, cientistas e pacientes sabendo o que estão tomando. Para que os resultados não sejam direcionados de acordo com o que o pesquisador quer. É por isso que os dados obtidos devem ser demonstrados nos artigos científicos. Tudo é exposto para demonstrar sua confiabilidade. Não existe espaço para opinião em artigos científicos.

O que existe são pesquisadores buscando comprovações para suas hipóteses. Qualquer um pode criar hipóteses, mas elas devem ser testadas por métodos científicos e publicadas. Desta forma, o meio científico analisa sua qualidade e, se apresentar fatos que embasam suas conclusões, aceita sua hipótese ou não.

É assim que funciona. Não escolhemos vieses, os dados/fatos direcionam o que conhecemos.
http://www.eduardobastos.com

Instagram - @eduardodeoliveirabastos


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #439 Online: 24 de Maio de 2020, 00:39:36
Isso é o que mais me irrita.
Que o cara queira abrir a "loja de vidros" dele até vá. Tomando as medidas sanitárias adequadas, consegue manter certo nível de segurança.
Mas o povo tá indo ver o pôr-do-sol na orla...
Vocês sabem o que é isso? É a nossa Copacabana. Uma montoeira de gente.
É quase insano. É muito doido pensar que as pessoas queiram sair pra passear enquanto os médicos e enfermeiros passam 6-8 horas sem nem tomar água ou ir ao banheiro. Com milhares morrendo por dia.
Em Abril eu abri a clínica um dia pra fazer as vacinas de alguns paciente, que estavam atrasadas. Fiquei 6 horas sem fazer xixi, tomar água, etc. Só pra não correr o risco de me contaminar com minha própria roupa... É tenso gente.
Imagina isso num ambiente com gente sofrendo, morrendo, sem que eles consigam dar conforto aos pacientes...
Eles merecem a nossa consideração, o nosso esforço.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.

Eh curioso notar que para essas pessoas elas nao estando sendo ma, mas meramente sendo omissas. Como a ministra da cultura que busca ser omissa aos problemas fingindo que nao existe e posando de alegre, otimista, segue a vida. Isso mostta que as pessoas apenas querem continuar com suas vidas.

O que lembra ambientes se guerra em que as pessoas continuam com suas vidas pq elas ja perderam esperanca da propria sociedade. E seguir com a vida eh uma forma que encontram em nao se deixarem abalar pelos problemas

Eh o que Hannah Arendt chama de a Banalidade do Mau. Que nao vem com o ato mauvaldo, no sentido de ter alguma intencao mas sim o contrario, a ausencia de qualquer intencao, de qualquer tomada de decisao ou qualquer pensar eh que cria esse mau.

Por outro lado, pensar e ter informacao por si so nao gera virtude. Virtude nao pode ser ensinado e aprendido. Apenas habitos e costumes podem ser aprendidos. A palavra etica vem da palavra do Latin para habito e do Grego para costume.

Ignorar certo problemas e desastres eh uma forma que muita gente usa para comseguir lhe dar com a vida turbulenta. Ainda mais em se tratando de Brasil que tem uma longa historia de ignorar mortes e problemas sociais, fingir ser alegre e que esta tudo bem para lhe dar com tais problemas, simplesmente seguindo a vida e fazendo de conta que esta tudo bem.

Eh um costume/habito que vem das ditaduras, da violencia social, da violencia verbal, da cultura segregadora e alto preconceito social ao qual os brasileiros fingem nao existir.

As pessoas se tornam apaticas, omissas e simplismente seguem a vida.
« Última modificação: 24 de Maio de 2020, 00:41:20 por C R O I X »


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.895
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #440 Online: Ontem às 09:48:12
Eh curioso notar que para essas pessoas elas nao estando sendo ma, mas meramente sendo omissas. Como a ministra da cultura que busca ser omissa aos problemas fingindo que nao existe e posando de alegre, otimista, segue a vida. Isso mostta que as pessoas apenas querem continuar com suas vidas.

O que lembra ambientes se guerra em que as pessoas continuam com suas vidas pq elas ja perderam esperanca da propria sociedade. E seguir com a vida eh uma forma que encontram em nao se deixarem abalar pelos problemas

Eh o que Hannah Arendt chama de a Banalidade do Mau. Que nao vem com o ato mauvaldo, no sentido de ter alguma intencao mas sim o contrario, a ausencia de qualquer intencao, de qualquer tomada de decisao ou qualquer pensar eh que cria esse mau.

Por outro lado, pensar e ter informacao por si so nao gera virtude. Virtude nao pode ser ensinado e aprendido. Apenas habitos e costumes podem ser aprendidos. A palavra etica vem da palavra do Latin para habito e do Grego para costume.

Ignorar certo problemas e desastres eh uma forma que muita gente usa para comseguir lhe dar com a vida turbulenta. Ainda mais em se tratando de Brasil que tem uma longa historia de ignorar mortes e problemas sociais, fingir ser alegre e que esta tudo bem para lhe dar com tais problemas, simplesmente seguindo a vida e fazendo de conta que esta tudo bem.

Eh um costume/habito que vem das ditaduras, da violencia social, da violencia verbal, da cultura segregadora e alto preconceito social ao qual os brasileiros fingem nao existir.

As pessoas se tornam apaticas, omissas e simplismente seguem a vida.
Não acredito nisso, Márcio. Sinceramente.
Acreditava antes. Você não está vivendo a realidade aqui do Brasil e isso com certeza te torna mais esperançoso.
As informações são dadas aos baldes. Mas o povo escolhe acreditar no que lhes convém. Isso se replica através da história, mostrando que não se trata de uma apatia pelo trauma. O Brasil foi um dos últimos países a acabas com a escravidão, as mulheres ainda ganham muito menos que os homens, ainda temos aqui os "Coronéis" que mandam e desmandam em cidades inteiras. Alguns inclusive se perpetuam no poder, "transmitindo" o poder aos seus filhos e netos.
Nossa sociedade é atrasada. Tupiniquim, tipo Macunaíma.
Claro que eu seu que o comportamento se repete no mundo todo. Não acho que os europeus são seres melhores que nós. Só acho que a sociedade em que vivem não aceita certos comportamentos como normais.
Por isso minha esperança na humanidade está abalada.
Aqui o povo sai pra rua pra passear. Sem o menor pudor, sem a menor vergonha.
Isso infelizmente incentivado por um presidente psicopata, sádico e lunático, que implementa um regime de eugenia o qual defende há muito tempo... Não acho que ele seja somente inconsequente. Ele é mau e articula suas ideias cruéis usando o poder que lhe foi dado PELO POVO.
Assumiu que muita gente iria morrer e disse "E daí! Quer eu faça o quê?"
E o povo que votou nele segue aplaudindo.
Então, Croix, essa desculpa de uma atonia coletiva pelo trauma não me serve de explicação.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.
« Última modificação: Ontem às 09:50:08 por nandoespinosa »


lsd

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 916
  • Sexo: Masculino
Resposta #441 Online: Ontem às 11:00:24
Óbvio que eu não conheço o povo todo, mas conheço muita gente, e no geral, boa parte do povo é retrógrada e reacionária.

Some-se a isso que ninguém dá a mínima pra política. No máximo confundem torcida com política. Mas não fazem ideia p/ex de quem é o vice-prefeito da cidade onde moram.

Tem mistura de negacionismo simplão com patologias psiquiátricas passando por um espectro enorme de problemas cognitivos que fazem as pessoas não aderirem à ideia da doença e o que a envolve.

Conheço gente que perdeu parente e bate na tecla de que a culpa é da China e que "a china tem que pagar". Oi?

Aqui no nosso tópico mesmo, temos o sr. Lindsay (não me interprete errado ok?), que colocou o FATO do envolvimento de um laboratório (Apsen) aliado ao comportamento (evidenciado por inúmeros fatos) do governo de copiar falas/ações do trump com a promoção da cloroquina pelo governo, como "teoria da conspiração". (entenda Lindsay não estou te acusando de nada, apenas usando a sua postagem como exemplo, ok?)

Da mesma forma boa parte da população acha que tudo é teoria da conspiração (inclusive sem saber o que é teoria e muito menos o que é conspiração), desde o surgimento do virus até a conduta dos governantes.

Porém, analisando-se tudo, dá pra conectar pontos e chegar a hipoteses, como a eugenia (que novamente, pouca gente sabe o que é.... e 99% das pessoas que eu conheço apoiam a ideia da eugenia e não adianta tentar convencer que isso é "errado").

O fato é que no fim das contas, vamos terminar sem as vidas, sem a economia, mais isolados pelo mundo, e vamos ver como fazemos pra sair disso tudo.

Enfim, nossas opiniões não valem nada (como sempre). Posto aqui pois estou num momento de pausa.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #442 Online: Ontem às 11:13:45
Não acredito nisso, Márcio. Sinceramente.
Acreditava antes. Você não está vivendo a realidade aqui do Brasil e isso com certeza te torna mais esperançoso.
As informações são dadas aos baldes. Mas o povo escolhe acreditar no que lhes convém. Isso se replica através da história, mostrando que não se trata de uma apatia pelo trauma. O Brasil foi um dos últimos países a acabas com a escravidão, as mulheres ainda ganham muito menos que os homens, ainda temos aqui os "Coronéis" que mandam e desmandam em cidades inteiras. Alguns inclusive se perpetuam no poder, "transmitindo" o poder aos seus filhos e netos.
Nossa sociedade é atrasada. Tupiniquim, tipo Macunaíma.
Claro que eu seu que o comportamento se repete no mundo todo. Não acho que os europeus são seres melhores que nós. Só acho que a sociedade em que vivem não aceita certos comportamentos como normais.
Por isso minha esperança na humanidade está abalada.
Aqui o povo sai pra rua pra passear. Sem o menor pudor, sem a menor vergonha.
Isso infelizmente incentivado por um presidente psicopata, sádico e lunático, que implementa um regime de eugenia o qual defende há muito tempo... Não acho que ele seja somente inconsequente. Ele é mau e articula suas ideias cruéis usando o poder que lhe foi dado PELO POVO.
Assumiu que muita gente iria morrer e disse "E daí! Quer eu faça o quê?"
E o povo que votou nele segue aplaudindo.
Então, Croix, essa desculpa de uma atonia coletiva pelo trauma não me serve de explicação.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.

O meu comentario nao foi com intencao de negar ou escluir os niilistas e psicopatas. Obviamente esses sao numerosos e influentes.

Eu estou apenas me referindo ao grupo apatico e que por isso sao justamente a massa de manobra que perpetualiza muitos dos problemas cronicos brasileiro que vc mencionou.

Mas mais especificaamente, no aspecto de sair para rua ou ir a praia e ignorar toda a situacao, pelo mero impulso ignorar o problema e seguir a vida. Ao qual as pessoas em geral fazem privatizando problemas sociais.

Na Alemanha tambem teve muita gente que saiu para passear nas ruas. Tinha mais gente passeando nas ruas e indo nos.mercados quando estava tudo fechado do que o normal.

Mas aqui nao se proibiu a saida as ruas mas apenas a aglomeracoes. Dependendo do estado nao mais do que dua, tres ou 4 pessoas juntas.

No entanto a recomendacao era de evitar sair de casa, mas as familias de classe mais baixas (as que codtumam ter uma vida problematica e buscar se distrair de tais problemas que sao tidos como pricmvados quando na verdade sao sociais) sao as que seguem mais apaticos pq estao anestesiados, acostumados a buscar seguir a vida apesar de tudo.

O Brazil parece pior nesse aspecto pq o stress social diante de problemas cronicos profundos eh bem mais generalizado e afeta mais a populacao como um todo.

Eh o meu ver.


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.133
  • Sexo: Masculino
Resposta #443 Online: Ontem às 11:30:27
Aqui no nosso tópico mesmo, temos o sr. Lindsay (não me interprete errado ok?), que colocou o FATO do envolvimento de um laboratório (Apsen) aliado ao comportamento (evidenciado por inúmeros fatos) do governo de copiar falas/ações do trump com a promoção da cloroquina pelo governo, como "teoria da conspiração". (entenda Lindsay não estou te acusando de nada, apenas usando a sua postagem como exemplo, ok?)

Cara, super tranquilo viu??? Estou preparado e acostumado a conviver com opiniões e jeito de pensar diferentes. Vc é bem vindo!!!
Conhecimento importa mais que equipamento.


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.133
  • Sexo: Masculino
Resposta #444 Online: Ontem às 11:37:26
Essa coisa não vai passar. Somos um pais de 3º mundo, sem recursos, e para essa doença não há remedio nem prevenção 100% eficaz.

Ontem andei pelo meu bairro, uma caminhada de exercícios, o frio era de 13 graus. Mas haviam varias pessoas tomando cerveja na porta do boteco, muitas lojas abertas (as que são permitidas), e o pessoal pouco se f@dendo pra epidemia. Pessoal sem mascara e se esfregando uns nos outros.

O mundo é como sempre foi, animal e medieval, proteja-se, e não espere nada dos outros.
« Última modificação: Ontem às 11:38:37 por Lindsay »
Conhecimento importa mais que equipamento.


Edubastos

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 491
  • Sexo: Masculino
    • Site Eduardo Bastos
Resposta #445 Online: Ontem às 13:49:29

O mundo é como sempre foi, animal e medieval, proteja-se, e não espere nada dos outros.

 :clap: :clap:
http://www.eduardobastos.com

Instagram - @eduardodeoliveirabastos


lsd

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 916
  • Sexo: Masculino
Resposta #446 Online: Ontem às 13:51:35
Cara, super tranquilo viu??? Estou preparado e acostumado a conviver com opiniões e jeito de pensar diferentes. Vc é bem vindo!!!
:ok:

Sobre a sua outra postagem, por aqui (centro-ZO de SP) mesma coisa. Na 6a então, tava quase uma 6a normal.

Vamos ver como a coisa se desenvolve ao longo da semana por aqui, pra ver como vai ficar a nossa quarentena meia-boca.

Eu não acho que teremos lockdown pois os políticos não querem desgaste (pois pra funcionar de fato, seria necessário pegar pesado ou seja, polícia jogar bomba, bater, multar...). Já não fizeram isso (o Covas pensando na eleição... e o Doria pensando no mesmo, mas lá na frente) quando seria menos complicado, agora passado todo esse tempo com todo mundo lascado de $$$ é que não vai rolar.

Agora, uma hipótese de debate pra vcs: qual vcs acham que é o peso do tráfico de drogas na pressão pra quarentena acabar?


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.235
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #447 Online: Ontem às 14:16:37
Essa coisa não vai passar. Somos um pais de 3º mundo, sem recursos, e para essa doença não há remedio nem prevenção 100% eficaz.
[...]

E não vai passar mesmo. Não temos um líder no país, não temos ministro da saúde e metade do povo não colabora (e não estou falando dos trabalhadores dos serviços essenciais e nem dos necessitados que vão ao banco para sacar o Auxílio Emergencial).
A nossa quarentena está caminhando para ser uma das mais longas do mundo.



C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #448 Online: Hoje às 06:22:17
Agora, uma hipótese de debate pra vcs: qual vcs acham que é o peso do tráfico de drogas na pressão pra quarentena acabar?

Eu li em algum lugar, ha um tempo atras, que eram os traficantes (nao sei a onde) que estava impondo o isolamento em algumas favelas.

No entanto, que diferenca faz? At onde eu estou informado, traficantes emgregam a encomenda na casa do cliente ou no beco de preferencia do cliente. Ninguem precisa ir ate a favela para comprar drogas.

Ou eu estou enganado?
« Última modificação: Hoje às 06:22:51 por C R O I X »


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.895
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #449 Online: Hoje às 09:08:10
Eu li em algum lugar, ha um tempo atras, que eram os traficantes (nao sei a onde) que estava impondo o isolamento em algumas favelas.

No entanto, que diferenca faz? At onde eu estou informado, traficantes emgregam a encomenda na casa do cliente ou no beco de preferencia do cliente. Ninguem precisa ir ate a favela para comprar drogas.

Ou eu estou enganado?
Eu conforto contigo... O tráfico, assim como outros negócios, conseguem se adaptar, focando nas telentregas.
É até mais fácil pra eles, eu acho.
A pressão vem do comércio logista.
Havana, Renners, Carrefours da vida.
Esses caras perderam muito.
Os pequenos, que trabalham mais perto dos clientes, podem até ter melhorado o faturamento, se souberam se adaptar às vendas a distância.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.