Autor Tópico: Porque se usa o idioma ingles no Brasil?  (Lida 1859 vezes)

atpaula

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.411
  • Sexo: Masculino
Resposta #75 Online: 04 de Outubro de 2020, 09:34:17
Hoje, depois di tomá café, comei a le com calma o feed do face, lembrei desse tópico, e fiquei pensando se existe algo que se pode faze, é dificil entende a que ponto chego a inscrita, chego a mim dá uma tristeza de vê.

Axu que o ingles na nossa lingua é o menos dos poblema.

Agora vô toma uma aspirina que to meio emgripado.

Pois é, falar/escrever o nosso idioma corretamente não dá muito ibope. É meio cafona né? E precisa estudar!
Agora, falar/escrever termos e anúncios em ingles, mesmo sem saber o que se está escrevendo e até escrevendo errado, é "chique".
« Última modificação: 04 de Outubro de 2020, 09:35:03 por atpaula »
Aguinaldo
www.aguinaldodepaula.com
Nikon / Zeiss


Ernesto

  • Mecenas
  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.646
  • 1° Mecenas do Forum
Resposta #76 Online: 04 de Outubro de 2020, 10:26:11
Pois é, falar/escrever o nosso idioma corretamente não dá muito ibope. É meio cafona né? E precisa estudar!
Agora, falar/escrever termos e anúncios em ingles, mesmo sem saber o que se está escrevendo e até escrevendo errado, é "chique".

 :clap: :worship:
"You can fool all the people some of the time and some of the people all the time, but you cannot fool all the people all the time." - Abraham Lincoln


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.898
    • Helena Oliveira - Fotografia de parto
Resposta #77 Online: 04 de Outubro de 2020, 10:42:27
Pois é, falar/escrever o nosso idioma corretamente não dá muito ibope. É meio cafona né? E precisa estudar!
Agora, falar/escrever termos e anúncios em ingles, mesmo sem saber o que se está escrevendo e até escrevendo errado, é "chique".

o tal "home office" que se adotou aqui de forma totalmente errada... Querem enfiar palavras em inglês e ainda o fazem da maneira errada.


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 739
  • Sexo: Masculino
    • Camera Obscura
Resposta #78 Online: 04 de Outubro de 2020, 12:13:09
Uma que me incomoda é DOF. Anglicismo com sigla. Por que não profundidade de campo?


ArmandoFerreira

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.148
  • Sexo: Masculino
Resposta #79 Online: 04 de Outubro de 2020, 12:20:32
Algo que me incomoda é inserir palavras inglesas para termos comuns, que poderiam facilmente serem utilizadas em língua portuguesa, e pronunciá-las totalmente fora de uma pronúncia "básica", sem conhecimento prévio das mesmas!

Como professor de música tive a oportunidade de lecionar para muito alunos portugueses e espanhóis e, quando eles utilizavam algum recurso na língua inglesa, procuravam pronunciar as palavras corretamente.

Parece que meu ponto vai ao contrário da proposta do tópico mas não, reforça que o exagero no uso de muitas palavras inglesas não é benéfico e beira o ridículo quando pronuncia-se ou as escreve incorretamente.

Já cansei do "Romi Ófici", do "chuter" da câmera, do "draivi tru" entre tantas, se for assim, melhor ficar no português mesmo.

Não estou dizendo que todo mundo precisa ter um inglês com boa pronúncia, mas se vai fazê-lo no dia-a-dia, que o faça de forma minimamente razoável.

Globalmente é a língua mais usada, posso dizer que se eu fosse aprender sobre fotografia e tecnologia apenas em língua portuguesa estaria "fodid*"" Dá para incorporar certos termos em algumas coisas que facilitem a comunicação ou " novo senso comum", deixando um pouco de lado o nacionalismo puritano, pois como já foi exemplificado pelos colegas, seria muito estranho fazê-lo nos dias atuais.

Dá para viver no meio termo, sem exageros, entendendo que nossa própria língua também passa por mudanças radicais ao longo do tempo?

Como neto direto de portugueses, caçula da família aos 44 anos, posso dizer que ao conviver culturalmente as décadas de 40, 50 e 60, nossa própria língua é bem diferente que a falada/escrita por meus falecidos pais e avós.

Como costumo dizer, o mundo é cinza, preto e branco e polarizações não me apetecem.
« Última modificação: 04 de Outubro de 2020, 12:21:23 por ArmandoFerreira »
Nikon D7100 | D300 | 18-140VR | 18-200VR | 55-300VR | 50mm f/1.8G | SB600 | SB800 | SB900


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.898
    • Helena Oliveira - Fotografia de parto
Resposta #80 Online: 04 de Outubro de 2020, 12:30:05
Uma que me incomoda é DOF. Anglicismo com sigla. Por que não profundidade de campo?

ou se insiste na sigla, PDC.
mas concordo sim. Eu costumo sempre falar/escrever "profundidade de campo" mesmo.


YVanderlei

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 628
Resposta #81 Online: 04 de Outubro de 2020, 16:22:09
Esse assunto é "top" e necessário discutir sobre isso.


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.257
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #82 Online: 04 de Outubro de 2020, 17:32:25
meus 2 cents:
Faz tempo que deixamos de viver em aldeias isoladas. Atualmente, principalmente graças à internet tudo é socializado. Temos gastronomia com pratos típicos de outros países sendo largamente consumidos aqui.. Cinema principalmente americano, indústria automobilistica, eletrônicos e por aí vai. A própria escola ensina o idioma norte-americano desde sempre. Essa parte da escola inclusive acho que é muito fraca para a maioria das instituições. Meu filho por exemplo, estuda inglês desde os 4 anos e ainda não é fluente. No meu entendimento nós deveríamos ter uma segunda língua universal.. seja lá for for, mas a comunicação seria muito melhor.
Pra finalizar, não posso deixar de falar... já fui muito mais patriota.. Tenho certeza que grande parte é reflexo dos nossos governantes e suas trapalhadas. Incentivo muito meu filho a pensar em opções de vida fora daqui.. Mas não vou entrar nessa seara.

« Última modificação: 04 de Outubro de 2020, 17:34:53 por amador47sc »


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.898
    • Helena Oliveira - Fotografia de parto
Resposta #83 Online: 04 de Outubro de 2020, 21:04:48
meus 2 cents:
Faz tempo que deixamos de viver em aldeias isoladas. Atualmente, principalmente graças à internet tudo é socializado. Temos gastronomia com pratos típicos de outros países sendo largamente consumidos aqui.. Cinema principalmente americano, indústria automobilistica, eletrônicos e por aí vai. A própria escola ensina o idioma norte-americano desde sempre. Essa parte da escola inclusive acho que é muito fraca para a maioria das instituições. Meu filho por exemplo, estuda inglês desde os 4 anos e ainda não é fluente. No meu entendimento nós deveríamos ter uma segunda língua universal.. seja lá for for, mas a comunicação seria muito melhor.
Pra finalizar, não posso deixar de falar... já fui muito mais patriota.. Tenho certeza que grande parte é reflexo dos nossos governantes e suas trapalhadas. Incentivo muito meu filho a pensar em opções de vida fora daqui.. Mas não vou entrar nessa seara.

Mas a questão é ficar usando a língua inglesa sem a menor necessidade, enquanto temos palavras ou termos que cabem muito bem e não precisam ser substituídos pelo inglês.
Do patriotismo, eu passo longe. E nem vejo encanto e riqueza na língua portuguesa como tantos veem. Mas que é ridículo ficar enfiando palavra em inglês onde não precisa, isso é. Bem, pelo menos eu acho, rs.