Autor Tópico: Falar portugês incorretamente é reflexo de insegurança ?  (Lida 1384 vezes)

cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Online: 03 de Novembro de 2020, 00:53:02
Olá amigos,

    Há muito venho notando que existem pessoas que me parece, se esforçam para falar Português (escrever no caso) de forma incorreta. Conversando com uma amiga que é pisicóloga, comentei hoje sobre isso e sobre a quantidade de pessoas que se esforçam para saber tudo sobre equipamentos mas simplesmente se contentam com o parco conhecimento de nossa língua mãe. Segundo ela, as pessoas quando buscam um micro conhecimento (exemplo: equipamentos ou fotografia) e o obtém de forma relativamente mais simples, acreditam que isto lhes basta, entram numa zona de conforto e deixam de procurar melhorar como indivíduos, mantendo seus conhecimentos rasos em outras áreas importantes como a comunicação. Saber se comunicar corretamente, além de demonstrar firmeza, demonstra respeito e segurança.

O que vocês acham ? Há espaço em 2020 quase 2021 para as pessoas não conseguirem mais falar corretamente nossa língua?
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 08:20:16 por cfcsosa »
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.961
  • Sexo: Masculino
  • A teoria sem a prática vira "verbalismo".
    • Meu Flickr
Resposta #1 Online: 03 de Novembro de 2020, 02:12:19
Rapaz, pergunta difícil...

Há gente que escreve de forma incorreta simplesmente pra mostrar certa informalidade, sacumé?

Há gente que escreve errado porque não teve estudo. Em um país desigual como o nosso, ter tido uma boa formação é um luxo.

E há quem escreva errado, mesmo tendo estudo, simplesmente porque não pratica ou acha que nunca precisou falar ou escrever certo. Com a quantidade de informação disponível hoje em dia, ao alcance dos dedos, me parece que escrever errado é, cada vez mais, uma opção.

Sua pergunta me lembrou a observação que um colega no trabalho fez e que, na hora, me pareceu exagero, e que depois notei que faz sentido: uma pessoa pode até falar bem o idioma natal e mal outro idioma. Mas não existe quem fale mal o idioma natal e bem outro idioma.
 
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 02:14:59 por felipemendes »
Felipe


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 753
  • Sexo: Masculino
    • Camera Obscura
Resposta #2 Online: 03 de Novembro de 2020, 06:24:06
Que tópico mais bizarro. O autor deveria resolver suas questões com o Ernesto por MP em vez de envolver todo o fórum nisso. Aliás, postura muito negativa para um moderador.


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 03 de Novembro de 2020, 06:42:52
Que tópico mais bizarro. O autor deveria resolver suas questões com o Ernesto por MP em vez de envolver todo o fórum nisso. Aliás, postura muito negativa para um moderador.
Depende muito de como você encara o que é escrito. Outro respondeu de forma construtiva.

Sent from my SM-N975F using Tapatalk

-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 03 de Novembro de 2020, 06:44:19
Rapaz, pergunta difícil...

Há gente que escreve de forma incorreta simplesmente pra mostrar certa informalidade, sacumé?

Há gente que escreve errado porque não teve estudo. Em um país desigual como o nosso, ter tido uma boa formação é um luxo.

E há quem escreva errado, mesmo tendo estudo, simplesmente porque não pratica ou acha que nunca precisou falar ou escrever certo. Com a quantidade de informação disponível hoje em dia, ao alcance dos dedos, me parece que escrever errado é, cada vez mais, uma opção.

Sua pergunta me lembrou a observação que um colega no trabalho fez e que, na hora, me pareceu exagero, e que depois notei que faz sentido: uma pessoa pode até falar bem o idioma natal e mal outro idioma. Mas não existe quem fale mal o idioma natal e bem outro idioma.
Sinal dos tempos talvez? Em meu trabalho costumo ver e-mails de pessoas com faculdade e erros grosseiros de gramática e por vezes ortografia.

Sent from my SM-N975F using Tapatalk

-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 753
  • Sexo: Masculino
    • Camera Obscura
Resposta #5 Online: 03 de Novembro de 2020, 06:54:16
MODERADO.

Por favor leia as regras.
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 08:04:39 por cfcsosa »


nandoespinosa

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.023
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #6 Online: 03 de Novembro de 2020, 10:09:52
Alguma vez se falou o português corretamente em fóruns? Na internet, em geral?
Acho que há várias explicações para o teu questionamento.
Mas a mais clara delas é que a comunicação precisa, em primeiro lugar, ser efetiva. Só numa segunda instância ela necessita de correção.
Na agilidade de tópicos e mensagens instantâneas isso acaba não sendo levado em consideração.
E aí eu te pergunto: Está errada essa postura? Eu entendo que não.
Comunique primeiro, clara e diretamente. Só depois, SE POSSÍVEL, corretamente.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 10:11:36 por nandoespinosa »


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 03 de Novembro de 2020, 10:25:19
Alguma vez se falou o português corretamente em fóruns? Na internet, em geral?
Acho que há várias explicações para o teu questionamento.
Mas a mais clara delas é que a comunicação precisa, em primeiro lugar, ser efetiva. Só numa segunda instância ela necessita de correção.
Na agilidade de tópicos e mensagens instantâneas isso acaba não sendo levado em consideração.
E aí eu te pergunto: Está errada essa postura? Eu entendo que não.
Comunique primeiro, clara e diretamente. Só depois, SE POSSÍVEL, corretamente.

Enviado pelo Tapatalk - talvez por isso, com erro de português.
Eu gosto da tua assinatura. ;-)

Sim Nando, você está coberto de razão, a velocidade da Internet sugere que tenhamos menos zelo pela forma escrita, porém me refiro também a erros crassos de concordância, não dá pra colocar isso na conta da velocidade de escrita.

Independente disso, observo também no meu ambiente de trabalho, habitualmente se escrevem e-mails corporativos de maneira incorreta e por vezes alguns problemas tradicionais como falar: "a nível de" ao invés de "no nível de", sem contar com o famoso "pra mim fazer" ao invés do "pra eu fazer".

Enfim, como falei a pouco, entendo que há momentos para a linguagem coloquial, mas ela sem dúvida reflete muito do que damos valor enquanto indivíduos.

Sent from my SM-N975F using Tapatalk

-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.694
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Resposta #8 Online: 03 de Novembro de 2020, 10:55:53
E vai piorar!!!

A velocidade de ações/respostas que nosso tempo exige + tecnologia que exige menos escrita + foco em resultado independentemente dos meios + ambientes com menos formalização em relação ao passado. Acredito que a tecnologia ira corrigir os textos corretamente em ambientes mais exigentes.
Eu estudo direito atualmente e não se redigem mais os documentos, existem todos prontos, templates, modelos, formulários, etc... com isso os jovens advogados em comparação com os mais antigos serão mais pobres na escrita.

Me permitam um paralelo com outro assunto, que foi alvo de pesquisa recentemente. Um estudo mostrou que as pessoas atualmente sabem menos se localizar e circular em uma cidade. Isso ocorre devido ao uso da tecnologia de mapas, wase e etc. Não preciso mais conhecer, meu celular conhece o mundo todo e me leva. Eu fui office boy (para os + jovens, office boy foi o motoboy sem 2 rodas) quando adolescente, conheço a grande São Paulo inteira e hoje meus sobrinhos não conhecem seus bairros, não sabem ir de de norte a sul rsrsrs. Ligam o wase para na padaria

Enfim...as coisas mudam
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 10:56:48 por Marcelo Rezende »


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.791
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #9 Online: 03 de Novembro de 2020, 11:18:09
Vou te dar um exemplo. Até hoje não sei nem me preocupei muito com a última reforma da língua portuguesa, mesmo porque nem em Portugal estão aplicando totalmente. Se eu estiver escrevendo para-sol ou parassol ou sabe-se lá o quê mais, nem de longe isso reflete insegurança. Aliás essa última reforma é um tanto absurda, tanto que mantém as diferenças entre o português dois dois países, como eletrônica e electrónica.

Não acho que uma pessoa tenha que escrever de maneira extremamente impecável. Isso seria impossível para a esmagadora maioria da população. Erros grosseiros, estes sim são mais complicados... Voçê, açunto , o famigerado "menas" são imperdoáveis. O resto depende.

Acho muito mais grave as picuinhas, viagens de primeira classe no expresso Hellmanns e um montão de abobrinhas que reproduzem da internet aqui, do que alguém cometer algum pequeno deslize com o português.

Se alguém acredita que a terra é plana, problema dela. Basta ignorar e não dar asas à cobras.

A maioria das câmeras e lentes são melhores que a maioria dos fotógrafos.

www.oldgoodlight.blogspot.com / www.flickr.com/groorj


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 03 de Novembro de 2020, 11:38:13
Vou te dar um exemplo. Até hoje não sei nem me preocupei muito com a última reforma da língua portuguesa, mesmo porque nem em Portugal estão aplicando totalmente. Se eu estiver escrevendo para-sol ou parassol ou sabe-se lá o quê mais, nem de longe isso reflete insegurança. Aliás essa última reforma é um tanto absurda, tanto que mantém as diferenças entre o português dois dois países, como eletrônica e electrónica.

Não acho que uma pessoa tenha que escrever de maneira extremamente impecável. Isso seria impossível para a esmagadora maioria da população. Erros grosseiros, estes sim são mais complicados... Voçê, açunto , o famigerado "menas" são imperdoáveis. O resto depende.

Acho muito mais grave as picuinhas, viagens de primeira classe no expresso Hellmanns e um montão de abobrinhas que reproduzem da internet aqui, do que alguém cometer algum pequeno deslize com o português.

Se alguém acredita que a terra é plana, problema dela. Basta ignorar e não dar asas à cobras.

Mas acho que ou você não entendeu ou está misturando assuntos. Só que curiosamente para você são imperdoáveis as propagações errôneas de mensagens da internet, mas tudo bem para propagações errôneas de nossa língua.

Voltando ao assunto do tópico, obviamente deslizes ortográficos, contrações, não são o assunto motivador deste post, mas comentar como no Brasil, não damos atenção a um objeto simples que faz parte de nosso dia-a-dia e extremamente útil que é a comunicação, interpretação de textos e isso implica em saber se expressar corretamente, especialmente hoje num mundo tóxico em que vivemos. Basta observar este tópico onde um erro de interpretação levou a grandes equívocos e ensaios de críticas que não são o ponto nevrálgico da discussão.

Entender corretamente nossa língua, especialmente escrita é mais importante do que imaginamos, na minha humilde opinião e não deveria ser tão subjulgada por quem consome informação escrita o tempo todo, ou seja, as pessoas que fazem uso de fórums e da internet como fonte de pesquisa e conhecimento.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 03 de Novembro de 2020, 11:39:22
E vai piorar!!!

A velocidade de ações/respostas que nosso tempo exige + tecnologia que exige menos escrita + foco em resultado independentemente dos meios + ambientes com menos formalização em relação ao passado. Acredito que a tecnologia ira corrigir os textos corretamente em ambientes mais exigentes.
Eu estudo direito atualmente e não se redigem mais os documentos, existem todos prontos, templates, modelos, formulários, etc... com isso os jovens advogados em comparação com os mais antigos serão mais pobres na escrita.

Me permitam um paralelo com outro assunto, que foi alvo de pesquisa recentemente. Um estudo mostrou que as pessoas atualmente sabem menos se localizar e circular em uma cidade. Isso ocorre devido ao uso da tecnologia de mapas, wase e etc. Não preciso mais conhecer, meu celular conhece o mundo todo e me leva. Eu fui office boy (para os + jovens, office boy foi o motoboy sem 2 rodas) quando adolescente, conheço a grande São Paulo inteira e hoje meus sobrinhos não conhecem seus bairros, não sabem ir de de norte a sul rsrsrs. Ligam o wase para na padaria

Enfim...as coisas mudam

É isso! Talvez amanhã encontremos outras formas de comunicação e estejamos no meio disso tudo, antigamente se aprendia Latim nas faculdades de Direito, ainda é assim ?
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.791
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #12 Online: 03 de Novembro de 2020, 12:08:23
Mas acho que ou você não entendeu ou está misturando assuntos. Só que curiosamente para você são imperdoáveis as propagações errôneas de mensagens da internet, mas tudo bem para propagações errôneas de nossa língua.

Entendi perfeitamente, só complementei porque é um reflexo dos nossos dias. Preocupo-me muito mais com fake news e outras coisas intencionalmente danosas do que com alguém que eventualmente comete um deslize gramatical ou ortográfico. Esperar que todos tenham o mesmo nível de educação e instrução é utopia.

Não achei necessário repetir aqui o que o nandoespinosa disse de forma tão clara. Existem muitos motivos pelos quais alguém escreva de forma errada e que existem erros que são plenamente passáveis e outros que não. Lógico que não dá para contratar alguém que apresenta-se como "adevogado".
« Última modificação: 03 de Novembro de 2020, 12:09:38 por AFShalders »
A maioria das câmeras e lentes são melhores que a maioria dos fotógrafos.

www.oldgoodlight.blogspot.com / www.flickr.com/groorj


Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.694
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Resposta #13 Online: 03 de Novembro de 2020, 12:21:19
É isso! Talvez amanhã encontremos outras formas de comunicação e estejamos no meio disso tudo, antigamente se aprendia Latim nas faculdades de Direito, ainda é assim ?

Não não....não se aprende mais.
Os mais CDFs decoram expressões em latim referentes a conceitos importantes. mas pq são citados nos livros, textos e tal...nada mais.
Ai vc lança no meio de uma apresentação e LACRA!!!! rsrsrs


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.250
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 03 de Novembro de 2020, 13:01:00
Não não....não se aprende mais.
Os mais CDFs decoram expressões em latim referentes a conceitos importantes. mas pq são citados nos livros, textos e tal...nada mais.
Ai vc lança no meio de uma apresentação e LACRA!!!! rsrsrs
Poutzzz

Sent from my SM-N975F using Tapatalk

-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978