Autor Tópico: [TUTORIAL] Como ter Câmeras/Lentes e equipamentos fotográficos "DE GRAÇA"  (Lida 269 vezes)

fernandoomi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 65
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro Mecânico que acha legal fotografia.
Estes dias assisti um vídeo que me fez parar para pensar. No fim acabei percebendo que involuntariamente acabo fazendo isso e tem dado bem certo. Vou explicar o procedimento, mas primeiro o vídeo (em ingles  ok):


Basicamente, você precisa ter um dinheiro inicial para investir no equipamento (eu uso o Cartão de Crédito Nu Bank kkk).
Comprar sempre equipamentos usados (já que desvalorizam menos que os novos). Buscar preços melhores (neste ponto vc tem que ficar atento às oportunidades, enfim garimpar).

Usar com muito cuidado o equipamento, fazer sempre a manutenção/limpeza você mesmo (ahh como eu vejo gente desleixada com equipamento, sorte que muitas vezes uma boa limpeza melhora 100% a aparência).

Se for um equipamento mais "profissional" eu prefiro desmontar os kits, para conseguir um valor maior em cada item. Equipamentos mais básicos o ideal é vender em kit pois são mais atrativos para o pessoal que está começando. Eu mesmo anunciei vendi uma D60 como "Câmera DSLR Profissional" pois dessa maneira eu consigo atrair os compradores iniciantes que poderiam optar por uma superzoom (não recomendo essas pra usar e vender, de fato desvalorizam muito).

Usar pouco o equipamento. Use entre 2 meses e no máximo 1 ano! Ideal é trocar a cada 6 meses. A vantagem de equipamento fotográfico, é que desvaloriza e obsoleta bem pouco comparado com outros eletônicos. Temos câmeras usadas sendo vendidas hoje com os preços que eram compradas novas há 10 anos! Exemplo prático: Canon T3i, custava em torno de 400-500 dólares em 2011, e naquela época o dólar era R$1,70 ~ 2, ou seja custava 800~1000 nova, era vendida no Brasil entre 1300 e 1500. Hoje se você buscar no ML uma vai estar custando no mínimo 1200 o corpo numa condição mais ou menos. Enfim praticamente 10 anos e valor inalterado. Como estamos numa situação econômica crítica, ainda mais isso se faz realidade. Novos lançamentos aqui não derrubam o preço de equipamentos usados. A Canon é a marca mais consolidada no mercado, e por alguma ironia eles não inovaram muito nos últimos anos (t2i é praticamente igual 60d, t3i, t6, t100... enfim sempre mais do mesmo). Mirrorless é artigo de luxo e não temos muitas opções profissionais abaixo de 10 mil reais, FATO! Esse valor é muito acima do que o cidadão médio pode gastar, então no geral o pessoal acaba ficando com as "T" alguma coisa da vida. MirrorLess só vai ser realidade daqui uns 3 ou 4 anos por aqui.

Procure sempre usar produtos que são populares: Câmeras Canon, como T3 para cima, 40D para cima, ou 5D MKII para cima.
Lentes: 18-55, 75-300, 50 f1.8II, 55-250, 10-18,17-50 ou 17-50 2.8.
Esses equipamentos são facílimos de se repassar, com um preço pouco abaixo da média do mercado, dificilmente demora mais do que 1 semana para vender. Já tive vários casos de vender 75-300 e 50mm em menos de 1h (ML, OLX, etc).
Nesse ponto é fundamental conseguir um preço bom na compra, para na venda ainda se consiga anunciar com um preço abaixo da média. No geral eu tenho lucrado entre 50 e 150 reais cada item que repasso. Por exemplo, compro 75-300 com fungo por 150, abro, limpo, e anuncio por 350, com as taxas fica 300, e tenho um lucro de 150 fácil. ML é legal pq se tiver muito c*gado, sem solução, eu devolvo e tudo continua como se nada houvesse acontecido.

Eu prefiro revender na OLX por não ter comissão, a desvantagem é que é somente local, ML tem alcance nacional, mas paga taxas e tem mais concorrência. Por outro lado, muitos compradores são receosos de comprar usado no ML (tolice em minha opinião), então acabam topando vir buscar da OLX. A segunda desvantagem da OLX é que rola uma pechincha infinita, então sempre temos que anunciar um pouco acima do valor para se conseguir o valor desejado. Outra coisa é que sempre que anuncio equipamento fotográfico lá, não demora algumas horas e vem algum golpista pedindo telefone e email para aplicar o golpe do pagamento falso do Mercado Livre, quando não é o golpe de pedir o código para roubar whatsapp.

Um detalhe crucial é fazer fotos boas do produto, Eu sempre faço fotos com fundo infinito branco, bem fotometrado, para transparecer mais credibilidade e confiabilidade. Entre uma câmera boa com fotos de tekpix escura e tremida e uma câmera mais usada só que bem limpa (pré produzida/ stylling) e bem clicada, existem 10x chances da segunda sair primeiro.

Agregue valor: eu costumo sempre colocar coisas que agregam valor se ter um custo significativo. Para lentes eu adiciono um parasol (custa sempre menos de 10 reais na Shopee), ou tampas caso não venha, filtros UV (acho a coisa mais inútil, mas a galera gosta... fazer o que?).

Bom é isso aí. comecei com uma D3200 kit de 900 reais e hoje tenho uma 70D, 5D Classica, 6D e uma NEX C3, fora uma monte de lente da assinatura, tudo isso só na base do repasse. Acredito que todo equipamento atual esteja cotado em torno de 20 mil, digo isso não para me gabar, mas sim para corroborar com a ideia de que o negócio realmente funciona.

Conta aí seu macete para revender melhor o equipamento.
@NANDOBELMONTE

70D, 5DC, 6D - 8mm Fish, 10-18, 24 STM, 18-135 Nano USM, 70-200 F4L, 50mm f1.8 STM, Sigma 105 f2.8 Macro (2x), 24-104 F4L, Nex C3 18-55 OSS.


cheferson

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.643
  • Sexo: Masculino
  • Uma Fotografia é o Registro Exato da História!
    • Curso Completo de Fotografias para Retratos, Viagens e Paisagens
Resposta #1 Online: 15 de Novembro de 2020, 19:56:16
Estes dias assisti um vídeo que me fez parar para pensar. No fim acabei percebendo que involuntariamente acabo fazendo isso e tem dado bem certo. Vou explicar o procedimento, mas primeiro o vídeo (em ingles  ok):


Basicamente, você precisa ter um dinheiro inicial para investir no equipamento (eu uso o Cartão de Crédito Nu Bank kkk).
Comprar sempre equipamentos usados (já que desvalorizam menos que os novos). Buscar preços melhores (neste ponto vc tem que ficar atento às oportunidades, enfim garimpar).

Usar com muito cuidado o equipamento, fazer sempre a manutenção/limpeza você mesmo (ahh como eu vejo gente desleixada com equipamento, sorte que muitas vezes uma boa limpeza melhora 100% a aparência).

Se for um equipamento mais "profissional" eu prefiro desmontar os kits, para conseguir um valor maior em cada item. Equipamentos mais básicos o ideal é vender em kit pois são mais atrativos para o pessoal que está começando. Eu mesmo anunciei vendi uma D60 como "Câmera DSLR Profissional" pois dessa maneira eu consigo atrair os compradores iniciantes que poderiam optar por uma superzoom (não recomendo essas pra usar e vender, de fato desvalorizam muito).

Usar pouco o equipamento. Use entre 2 meses e no máximo 1 ano! Ideal é trocar a cada 6 meses. A vantagem de equipamento fotográfico, é que desvaloriza e obsoleta bem pouco comparado com outros eletônicos. Temos câmeras usadas sendo vendidas hoje com os preços que eram compradas novas há 10 anos! Exemplo prático: Canon T3i, custava em torno de 400-500 dólares em 2011, e naquela época o dólar era R$1,70 ~ 2, ou seja custava 800~1000 nova, era vendida no Brasil entre 1300 e 1500. Hoje se você buscar no ML uma vai estar custando no mínimo 1200 o corpo numa condição mais ou menos. Enfim praticamente 10 anos e valor inalterado. Como estamos numa situação econômica crítica, ainda mais isso se faz realidade. Novos lançamentos aqui não derrubam o preço de equipamentos usados. A Canon é a marca mais consolidada no mercado, e por alguma ironia eles não inovaram muito nos últimos anos (t2i é praticamente igual 60d, t3i, t6, t100... enfim sempre mais do mesmo). Mirrorless é artigo de luxo e não temos muitas opções profissionais abaixo de 10 mil reais, FATO! Esse valor é muito acima do que o cidadão médio pode gastar, então no geral o pessoal acaba ficando com as "T" alguma coisa da vida. MirrorLess só vai ser realidade daqui uns 3 ou 4 anos por aqui.

Procure sempre usar produtos que são populares: Câmeras Canon, como T3 para cima, 40D para cima, ou 5D MKII para cima.
Lentes: 18-55, 75-300, 50 f1.8II, 55-250, 10-18,17-50 ou 17-50 2.8.
Esses equipamentos são facílimos de se repassar, com um preço pouco abaixo da média do mercado, dificilmente demora mais do que 1 semana para vender. Já tive vários casos de vender 75-300 e 50mm em menos de 1h (ML, OLX, etc).
Nesse ponto é fundamental conseguir um preço bom na compra, para na venda ainda se consiga anunciar com um preço abaixo da média. No geral eu tenho lucrado entre 50 e 150 reais cada item que repasso. Por exemplo, compro 75-300 com fungo por 150, abro, limpo, e anuncio por 350, com as taxas fica 300, e tenho um lucro de 150 fácil. ML é legal pq se tiver muito c*gado, sem solução, eu devolvo e tudo continua como se nada houvesse acontecido.

Eu prefiro revender na OLX por não ter comissão, a desvantagem é que é somente local, ML tem alcance nacional, mas paga taxas e tem mais concorrência. Por outro lado, muitos compradores são receosos de comprar usado no ML (tolice em minha opinião), então acabam topando vir buscar da OLX. A segunda desvantagem da OLX é que rola uma pechincha infinita, então sempre temos que anunciar um pouco acima do valor para se conseguir o valor desejado. Outra coisa é que sempre que anuncio equipamento fotográfico lá, não demora algumas horas e vem algum golpista pedindo telefone e email para aplicar o golpe do pagamento falso do Mercado Livre, quando não é o golpe de pedir o código para roubar whatsapp.

Um detalhe crucial é fazer fotos boas do produto, Eu sempre faço fotos com fundo infinito branco, bem fotometrado, para transparecer mais credibilidade e confiabilidade. Entre uma câmera boa com fotos de tekpix escura e tremida e uma câmera mais usada só que bem limpa (pré produzida/ stylling) e bem clicada, existem 10x chances da segunda sair primeiro.

Agregue valor: eu costumo sempre colocar coisas que agregam valor se ter um custo significativo. Para lentes eu adiciono um parasol (custa sempre menos de 10 reais na Shopee), ou tampas caso não venha, filtros UV (acho a coisa mais inútil, mas a galera gosta... fazer o que?).

Bom é isso aí. comecei com uma D3200 kit de 900 reais e hoje tenho uma 70D, 5D Classica, 6D e uma NEX C3, fora uma monte de lente da assinatura, tudo isso só na base do repasse. Acredito que todo equipamento atual esteja cotado em torno de 20 mil, digo isso não para me gabar, mas sim para corroborar com a ideia de que o negócio realmente funciona.

Conta aí seu macete para revender melhor o equipamento.

Fernando eu também fiz isso até fevereiro de 2020, em verdade fiz isso por uns 2 anos. Tudo que você falou sobre venda e revenda é verdade. Ultimamente eu não tenho feito muito isso por causa da alta do dólar. quem sabe volta a fazer a partir de 2021. Já passou pela minha mão várias câmeras, ficava um tempo e revendia. Fazia no máximo uma limpeza externa com pincel e limpeza do sensor. Tem que ter paciência pra achar e garimpar, sempre surgem bons negócios, mesmo ainda hoje com a alta de usados. O que percebi é que Canon sai muito mais rápido e com melhor preço pra venda e consequente lucro do que outras marcas. Canon é tipo a Microsoft do mundo da fotografia.

Nikon sai também mas percebo que demora mais pra vender, Canon é rápido. Sony é igual Nikon.

O segredo é saber comprar direito . Você sempre ganha na compra, nunca na venda. A venda é só pra te manifestar o lucro. Gostei vou ver o vídeo depois com calma :)