Autor Tópico: Como fotografar aquilo que não é visivel???  (Lida 1911 vezes)

Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 21 de Novembro de 2020, 10:39:47
 
O "veiculo publicitario" envolvendo arte, e algo singular. um reconhecimento.   
 
 Enquanto o ser, o fazer..., o assunto "Arte"....  Vao mais para Filosofia, Cultura, Sociologia, ciencias.

   
« Última modificação: 21 de Novembro de 2020, 10:41:21 por Leonardo Tonin »


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 21 de Novembro de 2020, 10:55:04
Isso eh muito poetico.

Eu gosto do que Susan Sontag escreveu em Against Interpretation. Que arte (no caso a fotografia) nao eh para ser explicada, o que a torna ela em um objeto utilitarista. Arte eh para ser experienciada e nada mais.

E de fato, o mais importante das minhas fotografias nao eh a foto. Eu nao gosto de fotografar as pessoas por causa do resultado em si e somemte. O prazer da fotografia, pintura, desenho, escrita e esporta esta na execucao. No prazer da experiencia e interacao do corpo com o mundo. O resultado eh apenas a lembranca de tal experiencia.

Essa experiencia nao eh o que se ve mas sim o que se sente, ritimo, padroes, sentimentos, emocao.

Os gregos da antiguidade diziam que o melhor atleta nao era o que faz o esporte por causa do resultado mas o que faz o exporte por causa da execucao da atividade. E Dun Scotus, na idade media, diz o mesmo. O amor real nao eh o amor que se atinge mas o que se experiencia em volta do que se eh desejado, tem realmente atingir. Uma vez atingido o desejo desaparece.

Por isso existem duas formas de execucao das coisas. Uma eh pelo objetivo final. E quando eh feito algo pelo objetivo final a atividade em si eh um obstaculo a ser superado, a se livrar do caminho do que se deseja no final. Como aristotales disse, eh igual fazer guerra pela paz.

A outra forma de execucao nao eh pelo objetivo final mas pela atividade em si. O que Dun Scotus chamava de amor verdadeiro. Eh igual a peregrinacao, em que a caminhada ao destino faz parte e eh o desejo, e nao meramente o destibo em si. Quem busca eliminar essa atividade peregrina que demanda tempo e espaco, focado no objetivo final, se tornam em pessoas vazias.

E eh esse o vazio que cria a crise de conciencia que as pessoas vivem hoje em dia. Vivemos uma sociedade focada em logistica que busca eliminar tempo e espaco para obter desejos e que ao mesmo tempo faz as pessoas se sentirem eternamente vazias correndo atras de um desejo apos o outro. E essa anxiedade eh o que tornam as pessoas trabalhadores e consumistas, em que as pessoas pensam que eh o que trara a felicidade e liberdade delas mas sem saber elas se tornam miseraveis, culpando demais pessoas e ideologias pelo pavio delas.

O que se pode fazer, e moderar, ponderar, conscientizar de modo civilizado.
Mas dependemos da mentalidade dos que governam o mundo, e dos que compreendem a economia.



Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #17 Online: 21 de Novembro de 2020, 13:41:02
O cotidiano da arte nao é facil.


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.948
  • Sexo: Masculino
  • A teoria sem a prática vira "verbalismo".
    • Meu Flickr
Resposta #18 Online: 21 de Novembro de 2020, 17:43:45
A publicidade usa muito da arte e a arte usa muito da publicidade, mas isso nao as fazem ser a mesma coisa.

Eu acho que arte e publicidade sao coisas bem distintas pq a primeira incita conforto ou desconforto dos sentidos para uma experiencia sobre o mundo ou imaginario de um mundo. Ja a publicidade trabalha na provocacao de anxiedades no espectador, sugerindo a ele que ele eh incompleto e que so pode se tornar completo de novo ao atingir o que a mensagem apresenta como ideal. Ou seja, a publicidade tira o amor da pessoa por ela mesma em sugerindo que ha uma versao melhor dela que ela inda nao possui, mas que pode possuir pelo preco, objeto ou lugar que esta sendo apresentado.

A arte eh sobre a experiencia do mundo que a pessoa pode perceber dentro de si. A publicidade eh a experiencia de si que a pessoa nao experiencia em si mesma mas sim em um objeto, local ou ideal a ser alcandado e que eh apresentado na imagem.

A arte faz vc fazer parte do mundo que eh expresso, a publicidade faz vc se sentir distante do mundo que eh apresentado.

Entendi. Realmente faz sentido, com exceção da última frase. Publicidade faz vc se sentir perto do mundo que lhe é apresentado, mesmo que não seja seu mundo. Já que você está naquele mundo, você age e compra de acordo com o mundo que lhe é apresentado, "Sim, você também pode! Compre X e seja como Y!". Melhor dizendo, a propaganda faz vc chegar até a porta. Pra atravessar, vc tem que comprar entrada. Mas ninguém compra entrada se estiver longe da porta.

Independente disso, a questão sobre tornar o invisível visível: a publicidade trabalho com definição de público-alvo, estudo A-B (é esse o nome correto?), mais recentemente big data, etc. Esse seria o equivalente ao mapa estelar que citei lá em cima, e busca a melhor maneira de atingir o espectador.

Em arte, eu não sei qual é o mapa. Sei que ele existe, mas não sei qual é. Talvez este seja o grande desafio.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2020, 17:58:46 por felipemendes »
Felipe


Leonardo Tonin

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.170
  • Sexo: Masculino
Resposta #19 Online: 21 de Novembro de 2020, 19:08:12
Publicidade é um meio, publicidade de vez em quando flerta com a arte,  e da mesma familia, mas nao é a mesma coisa. Irmas gemeas que pensam diferente. Publicidade pode ser um presente, pode ser algo bacana. Mas tem uma relacao mais forte com o mercado.
A arte é mais proxima da cultura.
Tem publicitario que resolve fazer arte, tem artista que resolve trabalhar com publicidade.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2020, 19:14:32 por Leonardo Tonin »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.521
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #20 Online: 21 de Novembro de 2020, 19:45:02
Entendi. Realmente faz sentido, com exceção da última frase. Publicidade faz vc se sentir perto do mundo que lhe é apresentado, mesmo que não seja seu mundo. Já que você está naquele mundo, você age e compra de acordo com o mundo que lhe é apresentado, "Sim, você também pode! Compre X e seja como Y!". Melhor dizendo, a propaganda faz vc chegar até a porta. Pra atravessar, vc tem que comprar entrada. Mas ninguém compra entrada se estiver longe da porta.

Independente disso, a questão sobre tornar o invisível visível: a publicidade trabalho com definição de público-alvo, estudo A-B (é esse o nome correto?), mais recentemente big data, etc. Esse seria o equivalente ao mapa estelar que citei lá em cima, e busca a melhor maneira de atingir o espectador.

Em arte, eu não sei qual é o mapa. Sei que ele existe, mas não sei qual é. Talvez este seja o grande desafio.

Entendo o que vc quis dizer.
Por distante eu quis dizer separado.

Nao eh atoa que em ensaios de moda publicitaria costumam ser feitas com tele lentes. Sao lentes que mesmo no close-up criam sensacao de distancia. Distancia no sentido de ate poder estar proximo mas ao qual vc ainda nao pertence. Vc pertence apenas apos obter o que esta sendo oferecido pela publicidade. Diferente do retrato e fotos de rua que sao mais atraente as pessoas quando feita com lente de wide, que cria um effeito de proximidade e contato com a pessoa fotografada. Faz vc sentir fazendo parte do momento.


cheferson

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.884
  • Sexo: Masculino
  • Uma Fotografia é o Registro Exato da História!
    • Curso Completo de Fotografias para Retratos, Viagens e Paisagens
Resposta #21 Online: 22 de Novembro de 2020, 04:05:39
É um debate interessante. O invisível se torna visível de certo modo. Um exemplo bem simples é a direção de modelos; quando você faz humor com seu cliente genuíno, na hora do ensaio, por exemplo já fiz um ensaio pra um modelo gay e antes da foto eu falava: "sorria, viado!" , o cliente adorava e dava risada, o resultado nas fotos saiu muito bom. A fotografia capta não apenas o momento da luz, mas também o estado da alma das pessoas ou do cenário. É por isso que a fotografia nos desperta emoções - positivas ou negativas - quando falamos em invísivel eu acredito que seja isso.
« Última modificação: 22 de Novembro de 2020, 04:05:59 por cheferson »


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.716
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 26 de Novembro de 2020, 10:39:04
Frases:
"A fotografia é um espelho da alma."
"O fotógrafo mostra em suas imagens quem ele realmente é."

Vcs já ouviram essas frases por ai???

É possível que um fotografo consiga se ver em suas fotos???
Conhecimento importa mais que equipamento.


Arnaldo Santos

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 13
Resposta #23 Online: 27 de Novembro de 2020, 11:31:12
"O fotografo fotografa o que vê, mas o que ele vê depende de quem ele é" José Medeiros.

"Fotografia é transformação do real em alguma coisa do interior, mas que sempre é sugerida pela própria realidade". Carlos Moreira.


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.716
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 30 de Novembro de 2020, 15:46:20
"O fotografo fotografa o que vê, mas o que ele vê depende de quem ele é" José Medeiros.

"Fotografia é transformação do real em alguma coisa do interior, mas que sempre é sugerida pela própria realidade". Carlos Moreira.
Então, pegando o raciocino por ai mesmo Arnaldo, vc já consegue algo nas coisas que vc fotografa???
Conhecimento importa mais que equipamento.


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.716
  • Sexo: Masculino
Resposta #25 Online: 30 de Novembro de 2020, 15:48:12
Frases:
"A fotografia é um espelho da alma."
"O fotógrafo mostra em suas imagens quem ele realmente é."

Vcs já ouviram essas frases por ai???

É possível que um fotografo consiga se ver em suas fotos???
Eu perguntei:

É possível que um fotografo consiga se ver em suas fotos???

Só o Arnaldo respondeu... Acho que a galera gosta mesmo é de falar de equipamentos... quase ninguém quer falar de fotografia...


Conhecimento importa mais que equipamento.


Isaias Noronha

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 20
  • Sexo: Masculino
  • Registrando momentos.
Resposta #26 Online: 25 de Dezembro de 2020, 19:23:29
Eu perguntei:

É possível que um fotografo consiga se ver em suas fotos???

Só o Arnaldo respondeu... Acho que a galera gosta mesmo é de falar de equipamentos... quase ninguém quer falar de fotografia...
Possível (talvez), depende muito da pessoa, se for alguém que realmente ama a fotografia e não o tipo de pessoa que apenas fotografa. Difícil explicar, é como se você olhasse para uma foto na qual você fez e dissesse: " essa é minha maior obra de arte", você se identifica com a foto, você sente algo pela foto, não é apenas uma pedaço de papel com tinta e sim um resgistro de um momento, uma lembrança, algo que te traga uma sensação inexplicável.

Enviado de meu SM-J600GT usando o Tapatalk

Canon EOS 500QD + Canon EF 35-80mm 1:4-5.6 Ultrasonic


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 635
Resposta #27 Online: 25 de Dezembro de 2020, 22:11:24
Acho que a galera gosta mesmo é de falar de equipamentos... quase ninguém quer falar de fotografia...

Por favor, me desculpe por discordar de você...

Na boa... não é que "quase ninguém quer falar de fotografia"...

É que sua atitude espantou muita gente... os que gostam de "foto de florzinha", por exemplo.
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


Lindsay

  • Trade Count: (19)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.716
  • Sexo: Masculino
Resposta #28 Online: 26 de Dezembro de 2020, 11:57:20
Por favor, me desculpe por discordar de você...

Na boa... não é que "quase ninguém quer falar de fotografia"...

É que sua atitude espantou muita gente... os que gostam de "foto de florzinha", por exemplo.

Lasg, não sei o seu nome, não sei quem vc é, não conheço suas fotos, mas saiba que vc é bem vindo.  :ok:

Mas agora, imagine uma planta quase sem flor mas com muitos de espinhos. Imagine que essa planta se chama Lindsay, observe:




Então eu pergunto, o que teria acontecido??? Será que os espinhos do Lindsay foram atrás de vc para te arranhar, ou será que se foi vc quem chegou e se arranhou sozinho nos meus espinhos???

Vou colocar um vídeo motivacional pra vc aqui..., mas assista ele novamente daqui a alguns dias qd vc estiver menos emocionado.

https://www.youtube.com/watch?v=icU7cb5IF4A

Feliz Natal, Ano Novo e um grande abraço pra vc!!!


« Última modificação: 26 de Dezembro de 2020, 11:59:10 por Lindsay »
Conhecimento importa mais que equipamento.


Arnaldo Santos

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 13
Resposta #29 Online: 11 de Janeiro de 2021, 10:21:23
Então, pegando o raciocino por ai mesmo Arnaldo, vc já consegue algo nas coisas que vc fotografa???


Feliz ano novo a todos!

Voltando ao tema e em resposta a sua pergunta Lindsay.

Não sei dizer se consigo exprimir algo além do visível nas minhas imagens, mas com certeza os recortes que escolho do mundo dizem mais a respeito de mim do que do mundo em si.
Eu fiz uma oficina no Masp e durante uma avaliação de portfólio (nem tenho um, levei imagens) o fotografo notou que todas as minhas fotografias tinham uma divisão no meio, seja luz e sombra, um poste, uma pessoa, etc,. Eu até hoje não entendi o que aquilo significa mas este componente inconsciente transforma-se  visível através das divisões.

Eu acredito que temos uma corda entre criação máxima (foto autoral) e execução máxima (foto 3x4) e cada profissional em sua área poderá buscar este invisível.  O próprio Scanove comenta que sempre ele faz as imagens conforme briefing mais no final faz imagens adicionais para ele e uma destas fotos foi do Jô Soares em que a editora da revista viu, gostou e decidiu publicar esta, por retratar mais a pessoa Jô Soares.  Segue link:
https://br.pinterest.com/pin/460141286907809766/


Adicionando mais lenha a fogueira:

Eu acredito que uma imagem seja formada por inúmeras camadas, porém só a primeira "a imagem técnica" é vista e as outras são sentidas e cada espectador vai adicionar ou remover camadas conforme sua experiência pessoal com aquele tema. Ao fazermos um recorte do mundo estamos emitindo uma opinião sobre algo, porém, para que este algo seja sentido faz-se necessário que o fotografo saiba construir uma arquitetura de imagem capaz de gerar tais sentimentos no espectador.
« Última modificação: 11 de Janeiro de 2021, 10:31:29 por Arnaldo Santos »