Autor Tópico: Impressão 3d  (Lida 321 vezes)

felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.316
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Online: 11 de Fevereiro de 2021, 18:48:03
Alguém mais tá nessa? Comprei essa impressora uns meses atrás, pra imprimir umas poucas peças que eu precisava na época. Acabou que usei muito mais que estou usando minha impressora de papel... Quase toda semana imprimo alguma coisa.

A minha é essa aqui:



É uma Creality Ender 3, e as únicas modificações que fiz foram a troca de placa de display (agoa com tela de toque) e controladora da impressora (8 pra 32 bits, muito mais silenciosa). Mas tem gente que troca quase tudo menos a carcaça da impressora.

Meu próximo plano é acoplar uma webcam ao bico de extrusão, pra facilitar o acompanhamento da impressão.

Dentre as peças que imprimo, há adaptadores pra câmera, tanto entre lente e câmera (estou ainda trabalhando em um Nikon/Fuji mais curto, pra facilitar o foco no infinito), quanto pra GoPro na minha bicicleta. Um exemplo, pra prender uma câmera de ação da Sony no garfo da bicicleta:



Faço minha modelagem no Autodesk Fusion e no Blender, e refino no Blender. Tenho usado o Prusa Slicer pra converter os arquivos pra impressão 3d.

Alguém mais?


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.316
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #1 Online: 12 de Fevereiro de 2021, 01:38:20
Esqueci de comentar, o Thingiverse é um dos maiores sites de compartilhamento de modelos pra impressão. Tem muita coisa muito legal lá. Meu perfil é https://www.thingiverse.com/fmendes/designs. Tá um tanto desatualizado, e olha que é mais fácil fazer upload lá que aqui!...


YP

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.908
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 12 de Fevereiro de 2021, 09:02:07
Que top!

Eu acho isso muito interessante, mas parece ser bem difícil de fazer os projetos e até montar essa impressora  :hysterical:

Que material é feito as peças? Plástico que vai sendo moldado?


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.316
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #3 Online: 12 de Fevereiro de 2021, 10:39:00
Que top!

Eu acho isso muito interessante, mas parece ser bem difícil de fazer os projetos e até montar essa impressora  :hysterical:

Que material é feito as peças? Plástico que vai sendo moldado?

Isso é verdade: impressora 3d definitivamente não tem o mesmo grau de dificuldade de uma impressora comum. Ela vem semidesmontada, e o usuário final precisa fazer vários ajustes antes de começar a imprimir, depois várias impressões de testes pra saber a temperatura correta pra cada tipo de filamento. E frequentemente precisa de correções aqui e ali.

Sobre o material, eu usei principalmente PLA (o material básico da impressão 3d) e atualmente estou me aventurando no ABS, que é mais resistente e pega acabamento melhor, porém requer mais cuidados na impressão.

Em ambos os casos, o material é um filamento de 1.75mm de diâmetro, que passa forçado através de um extrusor (um bico aquecido a 200-270 graus), que é aplicado primeiro a uma placa aquecida, e depois camada sobre camada.


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 15.128
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
Resposta #4 Online: 12 de Fevereiro de 2021, 11:48:41
Opa... ouvi alguém falando de Plástico e polímero!?? Minha área...  :hysterical: :hysterical:

Eu nunca comprei uma impressora 3D porque acho que não preciso mas é bem legal o que elas podem fazer. Aqui na empresa tem vários centros globais com impressoras 3D de diferentes tecnologias para fazer protótipos de produtos mas aqui na unidade que trabalho a gente comprou duas pequenas mais ou menos nesse estilo que você mostrou só que um pouco mais profissa que temos usado para fazer "gambiarras" ou peças alternativas para manutenção ou algum equipamento/dispositivo.

É muito legal essa tecnologia. Acredito que no futuro vai ser algo quase como ter uma air fryer ou uma ferramenta elétrica em casa.

Um dos grandes desafios é ter polímeros com melhores resistências mecânicas e térmicas com baixo custo para ser usado em impressora 3D.
Sony A7III + Tamron 28-75 2.8 + Samyang 14 2.8 + Godox + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.316
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #5 Online: 12 de Fevereiro de 2021, 18:06:19
Essa aqui é pra assustar a galera:
https://www.updateordie.com/2021/02/11/um-bife-de-verdade-produzido-por-impressora-3d-pode-estar-no-mercado-ja-em-2022/

Citar
Sabemos que já é uma realidade a possibilidade de “imprimir comida”, usando diferentes tecnologias, impressoras 3D e elementos, digamos, “comestíveis”. Mas uma empresa israelense apresentou nesta semana algo que vai muito além de reproduções químicas ou simbólicas de alimentos, criando o que está sendo considerado “O primeiro steak de verdade impresso em 3D”.

Não é plant-based, vegetariano ou muito menos vegano, nem uma tentativa de unir diversos elementos para reproduzir o sabor de um belo bife. É muito mais assustador que isso: a tecnologia utilizada pela Aleph Farm usa células musculares de animais vivos ou recentemente abatidos, retiradas através de biópsias de punção, para cultivá-las em uma matriz vegetal de maneira controlada a ponto de reproduzirem a textura e o sabor de um bife real.

Nesse processo, reproduz-se em laboratório algo semelhante ao sistema vascular de um animal, fazendo com que o steak “meio fake, meio real” vá ganhando as características necessárias para parecer carne de verdade tanto antes quanto após seu cozimento.

Segundo depoimentos de Didier Toubia, chefe-executivo da Aleph Farm, ao Washington Post, o resultado já está muito próximo de refletir a qualidade sensorial, a textura o sabor e até o marmorizado gorduroso de uma costela tradicional. Ele ainda garante que, com maior controle sobre o processo, será possível adaptar a produção a diferentes mercados e cultura, aumentando a presença de gordura, tornando os bifes mais ou menos macios etc.

Mais de dez anos atrás eu li que impressoras 3d seriam capazes de imprimir órgãos pra transplante. Parece que este dia está cada vez mais perto.